13 de outubro de 2021

Festa Piratas #4

E chega hoje ao fim a foto-reportagem da nossa festa dos piratas. Foi uma festa bastante simples de preparar: já tínhamos o material de piratas aqui por casa, comprei umas coisas na Docinho de Açúcar, aluguei o barco ao namorado de uma amiga de um amigo, falei com a Marta da Bolos e Bolinhos Atelier e com a Célia e pumbas, ficou feito. Foi uma tarde mesmo bonita e divertida, e foi indescritível celebrar com o meu Pê, os miúdos e os meus amigos. Para o ano há mais :D 



12 de outubro de 2021

Festa Piratas #3

Quando a Célia mandou as fotos da festa dos piratas houve uma parte de mim que pensou que não devia ter amarrado a camisola 'porque a minha barriga não estava grande coisa'. Este pensamento durou um segundo, mas existiu, boiou um bocadinho pela minha mente e fez-me pensar. 

Na minha vida adulta já tive 42 quilos (durante a anorexia) e já tive uns 100 quilos (no fim da gravidez da Gabriela, deixei de me pesar nos 95). Ganhei uns 30 quilos na gravidez do Matias (que perdi dois anos depois) e algo do género na gravidez da Gabriela (que demorei um ano a perder). Tive dois filhos. Já submeti o meu corpo a tanta coisa, e aqui está ele. Saudável. Forte. Com um peso normal.

O meu corpo pega nos meus filhos, faz flexões, tira fotografias com a Gabriela no colo, trabalha, faz urgências, corre para acompanhar o ritmo da vida. O meu corpo funciona bem e não me dá chatices, além das normais do dia-a-dia. 

E o meu corpo está assim. Faço o que posso por isso. Treino duas ou três vezes por semana, alimento-me bem, durmo as horas que preciso e bebo água. Também como doces, bebo uns copos de gin de vez em quando e adoro passar os serões deitada no sofá a planear festas enquanto o Pedro joga PES. 

Dou o meu melhor, e é isto que temos. E é uma grande coisa.



10 de outubro de 2021

Festa Piratas #2

A ideia original era tentar publicar todos os dias, mas esta semana desorganizámo-nos um bocado e entre as rotinas e as actividades acabei por não conseguir. 

Foi uma semana bem fixe esta - não tendo tido nada de transcendente, fiz queques, lanchámos no café, o Matias trepou às árvores, fizemos novas toalhas de Halloween, vimos o Hotel Transilvânia em família (eu já tinha visto o primeiro e o segundo), escavámos uma nova abóbora, os miúdos partilharam um gelado, comemos num restaurante novo, voltámos à Quinta Pedagógica pela quarta vez este ano, estivemos com a Inês e a Isabel, comi um bagel de queijo e marmelada (olá regresso à infância), fui ao cinema com o Bernardo ver o No Time To Die (preciso de desabafar sobre isso, quem estiver no mesmo estado de espírito pode mandar mensagem para o Instagram), consegui treinar três vezes e dormimos todos a sesta duas vezes (na Terça-feira e ontem). Enfim, são as pequenas coisas, não são? :D Aqui vão mais fotos da festa dos piratas :)

Usei umas coisas do Halloween também, achei apropriadas :D

6 de outubro de 2021

Festa Piratas #1

Os últimos dias têm sido tão cansativos que ontem demos por nós a dormir a sesta... Os quatro! Soube mesmo bem. De resto, não temos feito programas muito elaborados. No fim-de-semana passámos o Sábado num casamento e o Domingo a recuperar do casamento, na Segunda-feira estive de urgência, ontem estivemos a pastelar e os próximos dias também não se esperam particularmente animados do ponto de vista cultural. Hoje até consegui ir buscar os miúdos cedo, mas aproveitámos para ir lanchar e para ir ao parque :D 

De resto, as próximas festas vão ser o Halloween, a festa dos piupius da Gabriela e a minha festa de aniversário, que em princípio vai ser uma espécie de Revenge Of The 90's. O Matias também já tem uma ideia para a festa dele, e pediu para ser d'O Anãozinho Mágico (quem nos manda andar a mostrar filmes dos anos 90 ao miúdo). E enfim, aqui vão as primeiras fotos da nossa festa dos piratas :D

Ainda nas montagens :D

5 de outubro de 2021

Halloween 2021 #2

Cá em casa as preparações para o Halloween já estão a todo o gás. Já comprei decorações novas (mas poucas, tentei não me desgraçar muito), fizemos a abóbora, usei a polpa para fazer tarte de abóbora e panquecas de abóbora, já comprei os sacos para colocar os doces no correio dos vizinhos e alguns doces temáticos e já temos os fatos prontos, à excepção do da Gabriela. A casa já tem flores de Outono e já só falta praticamente preparar a doçura ou travessura e resolver a problemática do fato da Gabi. 

Este ano vamos voltar a usar o mesmo sistema de 2019: vou deixar cartas na caixa do correio dos vizinhos a avisar que vamos, juntamente com alguns doces que depois eles podem aproveitar para comer ou dar aos miúdos no doçura ou travessura. No 31 lá vamos nós fazer o doçura ou travessura no prédio, e depois temos o nosso congresso de vilões :) 

O fato da Gabriela perdeu-se oficialmente na alfândega, todo um filme, e como não sei se chega a tempo pedi ajuda à Carina e estamos a fazer o fato (vá, a mãe da Carina está, eu fiquei responsável pelo colar da Úrsula e ficou, ó, uma bosta). De resto está tudo a avançar, e estamos mais uma vez muito entusiasmados com esta época festiva :D 

Estas fotografias já andam aqui pelo blog, mas não de uma forma organizada, por isso aqui vão :)

A nossa abóbora de 2021 :D

4 de outubro de 2021

Festa Piratas: O resumo! :D

Em 2007 fiz uma volta ao mundo com os meus pais e passámos pelas Fiji, onde vi a capela mais bonita da história, em cima de uma falésia com vista para a praia. Uns anos mais tarde, quando começámos a planear o nosso casamento, casar lá ocorreu-nos. Inicialmente pensámos em ir os dois, mas depois custou-nos não partilhar esse momento tão especial com as nossas pessoas mais próximas. Ainda explorámos a opção do México, mas depois acabámos a casar num château no meio do campo em França. Foram três dias absolutamente mágicos e lindos, e o nosso casamento foi tão perfeito que desde então mal posso esperar para renovar os nossos votos e viver tudo outra vez.

Mas.

O nosso casamento nunca poderia ter sido tradicional. Ainda no Sábado fomos a um casamento (e foi muito giro) e conversámos sobre o quanto não nos identificamos com o sistema dos casamentos 'padrão'. Mas, olhando para trás, sei que gostava de ter celebrado com mais amigos, com mais pessoas que gostam de nós, com mais pessoas de quem nós gostamos.

Este ano o nosso aniversário era especial. Era o sétimo, número importante, o número mínimo de anos que combinámos estar casados 'para não parecer mal'. Dizíamos um ao outro que casamento pomposo em França tem de envolver algum sacrifício, não podíamos simplesmente separar-nos um ano depois. E aqui estamos, casados a sério, sete anos e dois filhos depois, muito, muito felizes. 

Sugeri ao Pedro fazermos uma festa com os nossos amigos, e o Pedro concordou. Nem foi preciso argumentar, ele disse logo que sim. O Matias sugeriu uma festa de piratas e eu pensei imediatamente que uma festa de piratas precisava de um barco. E tudo fluiu com uma naturalidade tão impressionante, que quando demos por nós estávamos num veleiro a desfrutar de uma tarde de sol e de bolo da Frutalmeidas. 

Fui muito, muito feliz nesta festa. Também fui muito feliz na véspera, num jantar em casa da Carina onde me desgracei do ponto de vista alcoólico. Também fui muito feliz todos os dias dos últimos sete anos. Também fui muito feliz no dia do meu casamento. 

Um dia vamos fazer outra festa. Com cem ou duzentas pessoas, num sítio qualquer porreiro, comigo outra vez vestida de noiva. E o sonho vai continuar, porque o amor pode e deve ser celebrado sempre, e nós nunca amamos só a dois - cada uma das pessoas que nos rodeiam contribuiu para a nossa história. 

Até essa festa, não houve vestido de noiva mas houve roupa de piratas.







1 de outubro de 2021

Receitas de 2021 :)

Com o tempo comecei a sentir que era redundante escrever as receitas, quando praticamente todas elas saíam do Sally's Baking Addiction, do blog da Joana Roque ou então adaptadas do meu próprio blog. Entretanto a plataforma do blogger também mudou, e escrever receitas tornou-se um pesadelo porque tenho de mexer no código e introduzir coisas à mão no html. Às vezes a malta perguntava por mensagem no Instagram e eu partilhava os links das receitas e as minhas adaptações, e lá foi resultando. Por outro lado, pensei que partilhar as receitas também é uma forma de ficar com elas guardadas e poder adaptá-las mais tarde :) Vai daí, aqui vão as últimas receitas cá de casa. Deram muito trabalho a escrever, por isso espero no mínimo lágrimas e no máximo mensagens queridas para o Instagram :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />