27 de dezembro de 2014

Twelve Days of Christmas - 3 - Frango com ervas de Provence da Julia Child!

On the third day of Christmas my true love sent to me,
three french hens, two turtle doves and a partridge in a pear tree.


Eu acho que sou uma miúda fofinha. Sou simpática e querida, sou prestável quando me pedem ajuda (e ofereço-me quando não pedem), sou preocupada e empática e gosto de ser honesta. E podem apontar-me muitos defeitos (muitos mesmo!), mas acredito com toda a minha alma que nenhum deles seria eu ser tinhosa ou chunga com os outros.

Acima de tudo, faço questão de ser para os outros como eu gosto que sejam comigo. E custa-me saber que há por aí quem não goste de mim.

'You can be the ripest, juiciest peach in the world. 
And there's still going to be somebody who hates peaches.'

Dita Von Teese

 

Quer dizer, vamos lá ver: há por aí quem não goste de mim por razões perfeitamente lógicas e concretas. Durante a minha vida já magoei, já fiz sofrer, já errei e já desiludi algumas pessoas (felizmente poucas), e embora lhes tenha sempre pedido desculpa depois, há coisas que não se conseguem perdoar facilmente. E eu admito isso e vivo com a minha bagagem emocional, tal como toda a gente vive com a sua.

O que me faz confusão é quem não gosta de mim sem eu ter feito rigorosamente nada de mal. 


Esse grupo de pessoas parece estar restrito ao mundo virtual. Na vida real as pessoas conversam, esclarecem a situação, expõem os seus argumentos e resolvem o problema ou vão às suas vidas. Na vida virtual as pessoas deixam de nos falar, mandam uns bitaites amargos nos seus respectivos blogs e ficam cheias de razão, embora nós desconheçamos o que raios fizemos. 

Talvez eu não devesse ficar incomodada. Talvez isto seja apenas uma qualquer necessidade patológica de agradar a toda a gente (embora ache que estou bem melhor deste meu traço nos últimos anos). Talvez tenha ainda de aprender que haverá sempre quem não goste de mim e quem fale mal de mim.


Bem, ninguém é consensual. A Julia Child - a minha eterna musa culinária - não o era, e passou anos a lidar com as críticas alheias: porque era mulher num mundo de homens, porque era americana num mundo de chefs franceses e porque era uma pessoa simples num mundo de narizes emproados. E não só sobreviveu a isso, como se tornou numa lenda da cozinha.

'The only real stumbling block is fear of failure. 
In cooking you've got to have a what-the-hell attitude.'

Julia Child


Eu não pretendo tornar-me numa lenda da cozinha. Não tenho aspirações culinárias, não quero ser conhecida (muito pelo contrário!) e não quero ser lembrada por isto, até porque me parece quase redutor tendo em conta o quão preenchida é a minha vida. Mas não nego que uma parte de mim adorava ser uma pessoa mais consensual. 

Como haverá sempre quem não goste de pêssegos, vou ficar satisfeita com ser apenas uma miúda fofinha. E vou cozinhar pratos simples e deliciosos - como este frango francês - para um jantar com os meus amigos. Afinal, nunca é demais agradecer-lhes por gostarem de pêssegos e de miúdas fofinhas :)


Frango com ervas de Provence da Julia Child (receita adaptada do livro 'Mastering the Art of French Cooking')

Ingredientes (para quatro pessoas):

* Uma colher de sopa de manteiga;
* Um dente de alho picado;
* 500g de peito de frango cortado em cubos;
* Uma colher de sopa de ervas de Provence;
* Meia colher de chá de piri-piri;
* Uma pitada de sal;
* Meia chávena de chá de vinho branco;
* Duas gemas;
* Uma colher de sopa de sumo de limão;
* Uma colher de sopa de vinho branco;
* Uma colher de sopa de manteiga.

Confecção: 

* Aquecer a manteiga numa panela até derreter e juntar o alho picado, deixando refogar um pouco;

* Acrescentar os bocadinhos de frango e temperar com as ervas de Provence, o piri-piri e o sal;

* Deixar cozinhar durante cerca de quinze minutos, regando o frango com o molho de manteiga e rectificando o tempero se necessário;

 * Retirar o frango com uma escumadeira e juntar na panela o vinho, deixando cozinhar um pouco para evaporar;

* À parte bater as gemas com o sumo de limão e o vinho branco e juntar devagar o vinho, mexendo sempre;

* Misturar a manteiga e devolver à panela, mexendo até engrossar e sem deixar ferver;

* Retirar do lume e cobrir o frango com o molho, servindo de imediato.

 

Até amanhã! :D
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />