6 de outubro de 2014

Iogurtes de coco para um mauzão :)



Há algum tempo que eu queria ter uma vaquinha. No meu imaginário a minha vaquinha iria viver no meu quintal (que seria enorme, obviamente) e saltaria de entusiasmo quando eu chegasse a casa. Eu ia chamá-la pelo nome (Cornélia, claramente) e ela viria ter comigo com um ar feliz e deixar-me-ia fazer-lhe festinhas atrás das orelhas. Depois faria 'muuu' de satisfação e encostaria a cabeça na minha mão.

Demorei algum tempo a perceber que na realidade o que eu queria era um cão.


No entanto, há aqui uma questão importante a considerar: eu não gosto de cães. Fui mordida quando era pequena, por isso fiquei sempre com um medo intrínseco do qual não me consigo livrar. Quando estou em casa de alguém que tem cães fico frequentemente paralisada e sem reacção. O cheiro a cão faz-me confusão.

Ora se não posso ter uma vaca (ainda) e não posso ter um cão, o que sobra? Ter um gatinho, claro.


Toda a gente sabe da paixão assolapada que tenho pela Liby, a gata que os meus pais adoptaram. Quando a Liby foi para casa deles tinha apenas um mês, por isso cresceu habituada a ser mimada e não se inibe de exigir carinho e colinho. É igualzinha a um cão, mas cheira a Dodot e não é preciso levá-la à rua. É, simplesmente, perfeita.

E eu queria isso para mim. Queria partilhar essa alegria com o Pedro. Queria estabelecer uma relação com o nosso animal de estimação. Queria acrescentar mais um membro a esta nossa família cheia de amor.

O problema é que o Pedro não quer.


Depois dos nossos ratinhos terem morrido o Pedro recusou-se a ter mais animais de estimação. Ambos sofremos tanto com isso que ele não se imagina a passar pelo mesmo novamente, e honestamente eu não posso dizer que não o compreenda de um ponto de vista racional. Mas o meu instinto diz-me que isto é certo, que o Pedro é um mauzão e que ter um gatinho ia ser amoroso.  


Enquanto não o consigo convencer, vou sonhando com o futuro. Penso na nossa quinta, na nossa vaquinha-igual-a-um-cão, no nosso gato e nas nossas crianças a andarem de baloiço. Penso em todo o leite biológico que vamos ter. Penso em queijinhos mais saudáveis e em iogurtes caseiros.

Um dia essa vida vai ser a minha. No entretanto, vou sonhando. E vou fazendo iogurtes para treinar :)


Iogurtes de coco

Ingredientes (para sete iogurtes):

* 200ml de leite de coco;
* 70g de coco ralado;
* 800ml de leite fresco meio-gordo;
* Três colheres de sopa de leite em pó magro;
* Três colheres de sopa de açúcar branco;
* Um iogurte natural.

Confecção:

* Triturar o leite de coco e o coco ralado;

* Numa panela colocar o leite, o leite em pó e o açúcar e mexer com uma vara de arames;

* Juntar o leite de coco e o coco;

* Levar ao lume até ferver e deixar arrefecer;

* Quando estiver morno juntar o iogurte, misturando com a vara de arames;

* Levar à iogurteira durante cerca de dez horas;

* Transferir para o frigorífico durante pelo menos quatro horas.



Tenham uma óptima semana! :D
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />