27 de dezembro de 2013

Bolachas de chocolate para a Erica :)

Old friend, why are you so shy?
Ain't like you to hold back or hide from the light.

I hate to turn up out of the blue, uninvited,
But I couldn't stay away, I couldn't fight it.
I had hoped you'd see my face and that you'd be reminded
That for me, it isn't over.

Adele


Todos os anos faço bolachinhas de chocolate no dia 1 de Novembro, para comermos enquanto montamos a árvore e o presépio. Como este ano foi um pouquinho peculiar decidimos montar tudo no dia 26 de Novembro, e por isso nessa manhã lá saltei eu para a cozinha pronta para experimentar uma nova receita.


Não se preocupem: este não é mais um daqueles meus textos 'Ai-meu-Deus-o-Natal-é-tão-fixe-e-aconchegante-qualquer-coisa-sobre-o-cheirinho-a-canela-e-canecas-de-chá-fumegantes'. A verdade é que este dia não ficou marcado pelas bolachas deliciosas, pela chegada do Natal a nossa casa ou até pela sessão fotográfica natalícia que fizemos.

Este dia ficou marcado pela mensagem da Erica, que li enquanto as bolachas estavam no forno.


A Erica foi possivelmente uma das primeiras pessoas que conheci quando criei o blog. Chegámos a encontrar-nos e na altura falávamos bastante, mas eventualmente afastámo-nos por causa de uma qualquer parvoíce e acabámos por perder o contacto.

Naquela manhã a Erica mandou-me uma mensagem para o Facebook, onde dizia ter muita pena pela forma como as coisas acabaram por se desenvolver. E eu fiquei parada a olhar para o portátil, com o coração nas mãos e um sentimento de culpa a transbordar na alma.

Aqui sim está uma pessoa que não tem medo do confronto.


Esta é uma das diferenças que eu e a Erica temos, mas arrisco dizer que temos muitas mais semelhanças. Somos ambas sonhadoras, temos relações muito felizes com homens engraçados e estamos sempre à procura de novas aventuras. Além disso, somos as duas nazis da gramática.

(E, por falar nisso, estás à vontade para corrigir as minhas vírgulas neste texto!) :D  

A vida não tem sido muito simpática com a Erica ultimamente, mas ninguém a ouve a choramingar pelos cantos. Muito pelo contrário: todos a vêem a arregaçar as mangas e a partir para a luta, sempre sem perder a esperança e a capacidade de sonhar.


Há alguns meses eu fui injusta com a Erica e ela decidiu esclarecer a situação. E naquele dia eu ganhei mais do que uma receita maravilhosa, um presépio lindo, uma árvore cada vez mais cheia de enfeites ou um conjunto de fotos memoráveis.

Nesse dia eu voltei a ganhar uma amiga.


Bolachas de chocolate (receita adaptada do livro 'The Good Cookie')

Ingredientes (para dezoito bolachas):

* Uma chávena de farinha de trigo fina;
* Meia colher de chá de fermento em pó;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma pitada de sal;
* Seis colheres de sopa de farinha de aveia;
* Quatro colheres de sopa de cacau magro em pó;
* 130g de manteiga sem sal à temperatura ambiente;
* Seis colheres de sopa de açúcar branco;
* Seis colheres de sopa de açúcar amarelo;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;
* Um ovo grande;
* 100g de pepitas de chocolate (ou chocolate partido em pedaços pequenos).

Confecção:

* Numa tigela grande juntar a farinha, o fermento em pó, o bicarbonato de sódio, a farinha de aveia e o cacau magro em pó;

* Bater a manteiga com o açúcar branco e o açúcar amarelo;

* Juntar a essência de baunilha e bater durante dois minutos;

* Acrescentar o ovo, batendo bem;

* Envolver a mistura da farinha e as pepitas de chocolate;

* Retirar colheres de sopa de massa, fazer bolinhas e colocar num tabuleiro do forno coberto com papel vegetal;

* Espalmar ligeiramente cada bolinha com a palma da mão e levar ao forno pré-aquecido a 190º durante doze minutos;

* Deixar arrefecer sobre uma grade. 


Tenham um óptimo fim-de-semana! :D 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />