25 de dezembro de 2014

Twelve Days of Christmas - 1 - Bolo invertido de pêra!

On the first day of Christmas my true love sent to me,
a partridge in a pear tree.


Há exactamente um ano falei-vos da realização de um sonho e contei-vos finalmente (depois de ter passado dois meses a controlar-me para não dar com a língua nos dentes) que ia publicar um livro.


Um ano depois, a sensação de ter o meu livro nas mãos é indescritível. Ainda me sinto assoberbada, como se tudo isto fosse um sonho lindo e eu fosse acordar a qualquer momento. Ainda me sinto assustada, como se estivesse à espera que uma qualquer hecatombe equilibrasse a balança depois daquele que foi sem sombra de dúvida o ano mais feliz da minha vida. Ainda me sinto tremendamente agradecida por todo o carinho e apoio que recebi ao longo do último ano.


Um ano e muitas aventuras depois, aqui estou. Estive cinco vezes na Feira do Livro de Lisboa. Tive duas festas de lançamento do livro - uma em Lisboa e outra no Porto. Fiz duas sessões de autógrafos, uma no Montijo e outra em Lisboa. Dei um workshop de queques no Porto. Apresentei o meu livro em Braga. Fui entrevistada para o jornal do meu hospital. Fui entrevistada no jornal da manhã da TVI.


Continuo a mesma, mas agora tenho um livro nas mãos, um sorriso ainda maior no coração e uma certeza cravada na alma: isto não vai ficar por aqui. Porque eu sou uma viciada em sonhos, e enquanto ninguém me internar numa qualquer clínica de desintoxicação vou continuar a sonhar, a correr e a viver da única forma que sei - com tudo de mim.


Este foi um ano de muitas vitórias, e por isso foi também um ano de muitas celebrações. E numa dessas celebrações, entre amigos e sorrisos, apareceu este bolo invertido de pêra. Perfeito para celebrar este primeiro dia dos Doze Dias de Natal. Perfeito para celebrar um ano simplesmente maravilhoso.


Bolo invertido de pêra (receita adaptada do blog 'Sally's Baking Addiction')

Ingredientes:

Para a cobertura:
* 60g de manteiga sem sal derretida;
* 100g de açúcar mascavado;
* Quatro pêras cortadas em cubinhos.

Para o bolo:
* 120ml de leite;
* Uma colher de chá de vinagre;
* 210g de farinha de trigo;
* Meia colher de chá de fermento;
* Um quarto de colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma pitada de sal;
* Uma colher de chá de canela;
*  115g de manteiga sem sal derretida;
* 150g de açúcar amarelo;
* 50g de açúcar branco;
* Um ovo;
* 60g de iogurte de pêra;
* 60ml de sumo de pêra;
* Uma colher de sopa de extracto de baunilha;
* Amêndoa picada para decorar.

Confecção:

* Para a cobertura colocar a manteiga derretida sobre uma forma circular com aproximadamente 22cm de diâmetro e cobrir com o açúcar mascavado e os cubinhos de pêra;

* Juntar o leite com o vinagre e deixar actuar durante cinco minutos;

* Numa tigela grande juntar a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e a canela e reservar;

* Numa tigela média juntar a manteiga derretida com o açúcar amarelo e o açúcar branco e bater vigorosamente com uma vara de arames;

* Acrescentar o ovo, o iogurte, o leite, o sumo de pêra e a essência de baunilha, batendo sempre entre cada adição;

* Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar lentamente;

* Colocar na forma e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante quarenta minutos, cobrindo a meio com papel de alumínio para não queimar;

* Retirar do forno, deixar arrefecer durante dez minutos e desenformar;

* Cobrir com a amêndoa picada.



Tenham um feliz Natal :D

10 comentários:

  1. Recebi o teu livro ontem e estou ansiosa por o ler... Beijo

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana,

    Esta receitinha que eu tanto ansiava :-)
    E pensei que fosse muito complicado... tem muitos passos mas parece-me uma coisa facilmente concretizável...
    E o aspecto... Senhor, que aspecto!!!

    Espero que o Natal tenha corrido bem aí por casa...
    Desejos de continuação de umas Boas Festas***

    Esta receitinha, como já se sabe, vai para o dossier... Para num futuro próximo ver mesmo se experimento!!!

    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma receita simples, a sério. E o sabor é maravilhoso, vale mesmo a pena :D

      Beijinhos e boas festas :D

      Eliminar
  3. Por acaso 2014 não foi um ano particularmente positivo para mim... 2013 deixou saudades! Mas está quase aí 2015 e vai ser fenomenal :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que 2015 seja ainda melhor do que 2013 então :D

      Beijinhos e boas festas :D

      Eliminar
  4. Um ano? Já passou um ano? Estou a ficar velha... :P
    Com todas as tuas realizações eu também acabo por me perguntar se não será estranho. Os livros, edições, sessões de autógrafos e as entrevistas parecem estar num mundo inacessível, como se fosse uma coisa reservada a outros e separada por uma parede de vidro (talvez vidro fusco. Ou acrílico cor-de-rosa.)
    Este deve realmente ter sido um ano em cheio para ti! :D
    Que boa enumeração! Tanta coisa :) eu se fosse a ti fazia mais 2 sessões de autógrafos, 1 festa de lançamento e um workshop - assim ficava 5-4-3-2-1 e podias fazer uma montagem a la revista de estatística ;)
    Ainda bem que é para durar. É viciante? :D que venha mais um ano em cheio!
    Eu até parava pelo perfeito, mas o resto também está bem :) é uma pena não ter velas (SIM, celebração = velas.) :P mas acho que também morria com a indecisão quanto aos números a pôr. Velas em branco são feias. Só são perdoadas porque às vezes era chato vendedores de bolos (chamam-se mesmo "vendedores de bolos", certo? é um nome muito bonito que não faz nada lembrar ambulância ou banha de cobra) terem de perguntar a idade.
    O bolo parece delicioso. A cor está engraçada, meio melancólica :) eu já li um monte de vezes o nobre nome desse bolo, mas nunca me dei ao trabalho de ler a receita e perceber por que é que é ��
    (Espero que o smile fique, uma actualização acabou de me conceder um monte deles, super expressivos e que poderão vir a revolucionar o mundo dos comentários. Até posso conseguir ignorar a sugestão de palavras irritante.)
    (Ainda por cima o smile não é NADA exagerado na reação, toda a gente fica com aquela cara de palerma por não saber o que é um bolo invertido.)
    A técnica de inversão é gira, igual aos Sticky Buns (eu acho que para a próxima faço normalmente, maldisse a minha submissão à receita quando tive de lavar a forma). Mas não é assim tãão invertido, para ser tão badalado devia ser mais original. E eu nem vou mencionar a comparação da elegância e charme de um pinheiro invertido.
    "Misturar lentamente" - melhor expressão de sempre :P
    (Será que é banal e eu estou só a ter um momento aparvalhado?)
    Estava a escrever o comentário e pensei que fosse ser curtinho pela primeira vez em mil anos (acho que a minha capacidade de divagação aumenta progressivamente, cada vez tenho mais dificuldade em ser resumida!). Afinal não. ����������
    (Entusiasmo com smiles + adoro soldadinhos ingleses. Se as carinhas não funcionarem *alguém* vai parecer idiota.)
    (����������������������)
    Só ponho um mini defeito no post: não dizer que foi "um ano e peras".
    (�������� ohmeudeus adoro isto)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu dava uma nova oportunidade aos Sticky Buns, os meus saíram tão bem! :)

      (Não consigo ver os smiles) :(

      Eliminar
  5. O bolo ficou bonito e o sabor deve ser melhor ainda. Não existe na net um vídeo onde possamos ver a tua entrevista? Não vi, nem sabia que tinha acontecido! Que pena ter perdido. É muito gratificante olharmos para trás e podermos perceber que o ano que passou tenha sido um ano em cheio. Agora é só desejar que este também seja um ano generoso e repleto de muitas realizações.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />