21.11.14

Alguém testou e gostou #148

A Filipa testou e aprovou os queques de abóbora do meu livro, 'Queques que enchem a alma'! Foram aprovadíssimos :D


Tenham um óptimo fim-de-semana :D

Sticky Buns de maçã, mel e nozes pecan para uma hipster :)

'Part of growing up is not waiting in line at a hipster breakfast restaurant. 
The eggs taste the same across the street. I promise.'
- Jason Segel

'Rather be dead than cool.'
 - Kurt Cobain


Eu sou sem sombra de dúvida a pessoa menos hipster chic do planeta.

Não calço Josefinas, não conheço as hamburguerias da moda e não gosto de gin. Não sei que vinhos combinam com determinados queijos, não visto roupas vintage, não frequento espaços trendy e nunca tinha ido ao brunch.


Não vou a feiras de artigos em segunda mão nem a pastelarias chiques. Não conheço restaurantes de sushi com nomes pomposos e não ando a treinar para correr a maratona. Não tenho Instagram nem Twitter e não leio a Time Out.


Faço jantares de amigos em casa e não conheço nenhum restaurante de comida de fusão. Não gosto de botas fancy e alterno entre sabrinas e All Stars. Uso bandeletes, camisolas com ovelhinhas e pijamas com renas.

Sou a pessoa mais aborrecida de sempre.


Um dia decidi experimentar o brunch, esse vício que parece ter contagiado todos os lisboetas. Sempre pensei que era apenas uma espécie de pequeno-almoço-mais-completo-com-um-nome-todo-chique e desafiei os meus amigos a provarem-me que estava errada.

Decidimos então organizar um brunch em casa da Joana com tudo a que tínhamos direito: ovos, bacon, pão, croissants, compotas, mel, nutella caseira feita por mim, queques, iogurtes, esta granola, sumo de laranja... E estes Sticky Buns.


No fim concluí que o brunch é mesmo um pequeno-almoço-mais-completo-com-um-nome-todo-chique. Mas com aqueles Sticky Buns dos céus foi impossível não ficar irremediavelmente fã desta moda :D


Hoje continuo a ser a pessoa mais aborrecida de sempre. Continuo a preferir ficar em casa de pijama quentinho e meias com pais natais enquanto os meus amigos vão conhecer os sítios da moda. Mas já não me sinto tão mal com isso.

Afinal, duvido que os restaurantes hipster tenham Sticky Buns deliciosos para o brunch :D



Sticky Buns de maçã, mel e nozes pecan (receita adaptada do blog 'Tutti Dolci')

Ingredientes (para oito):

* 245g de farinha de trigo;
* 3g de fermento de padeiro;
* 25g de açúcar branco;
* Uma pitada de sal;
* 125ml de leite;
* 30g de manteiga sem sal;
* Um ovo;

Para o molho:
* 30g de manteiga sem sal;
* Duas colheres de sopa de mel;
* Duas colheres de sopa de açúcar mascavado;
* Uma colher de chá de canela;
* 50g de nozes pecan;

Para o recheio:
* Uma colher de sopa de manteiga derretida;
* 25g de açúcar branco;
* Uma maçã Granny Smith descascada e cortada em pedaços pequenos;
* Meia colher de chá de canela.

Confecção:

* Juntar 140g de farinha, o fermento, o açúcar e o sal numa tigela e misturar bem;

* Aquecer o leite no microondas durante trinta segundos e acrescentar na tigela juntamente com a manteiga e o ovo;

* Misturar bem e juntar a farinha restante;

* Amassar durante cinco minutos até a massa ficar suave e elástica;

* Colocar a massa numa tigela untada, cobrir com papel aderente e colocar no forno previamente pré-aquecido a 70º e desligado;

* Deixar levedar durante quarenta minutos;

* Juntar numa panela a manteiga, o mel, o açúcar mascavado e a canela e aquecer em lume brando até a mistura ficar homogénea;

* Untar uma forma redonda, colocar o molho e cobrir com as nozes;

* Estender a massa numa superfície enfarinhada e formar um rectângulo;

* Pincelar com a manteiga derretida, polvilhar com o açúcar e cobrir com os bocadinhos de maçã misturados com a canela (pressionar ligeiramente);

* Enrolar a massa e formar um rolo;

* Cortar o rolo em oito partes iguais com o auxílio de uma faca afiada ou de fio dental sem sabor;

* Colocar os rolinhos com um dos lados cortados para cima na forma redonda;

* Cobrir com papel aderente e deixar levedar durante uma hora;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante vinte minutos;

* Deixar arrefecer durante três minutos e inverter a forma num prato, deixando-a sobre os Sticky Buns para que o molho escorra sobre eles.
 


Tenham um óptimo fim-de-semana :D

20.11.14

Alguém testou e gostou #147

A Diana experimentou as minhas bolachas de aveia :) Espreitem a adaptação dela no seu blog 'Portuguese Girl With American Dreams'! :)


Até amanhã! :D

Goulash para uma viciada em novos projectos!

Well I was sitting, waiting, wishing,
You believed in superstitions,
Then maybe you'd see the signs.

Lord knows that this world is cruel,
And I ain't the Lord, no I'm just a fool,
And loving somebody don't make them love you.

Must I always be waiting, waiting on you?
Must I always be playing, playing your fool?

Jack Johnson


Vamos lá choramingar mais um bocadinho sobre a minha vida? Vamos a isso.

Creio já vos ter contado que sou um bocadinho viciada em novos projectos. Estou sempre a pensar em novos sonhos para concretizar, em novos desafios para ultrapassar e em novas razões para ser mais feliz.

Os últimos tempos foram indubitavelmente extraordinários nesse aspecto: terminei o curso, discuti o relatório final, fiquei noiva, fiz o exame da especialidade, comecei o meu internato, lancei um livro, viajei e casei. E agora que a minha vida acalmou um bocadinho... Fiquei aborrecida.

Preciso de um novo projecto.


Eu tentei, juro. Como vos disse nas queixinhas de ontem, empenhei-me imediatamente em encontrar novos projectos profissionais. Mas são precisos dois para dançar o tango, e não depende só de mim.

Queria começar uma pós-graduação, mas preciso de esperar pela escolha da especialidade para saber se fico ou não em Lisboa. Queria pintar a casa, mas preciso de esperar pela escolha da especialidade para saber se fico ou não em Lisboa. Queria começar a fazer psicanálise, mas preciso de esperar pela escolha da especialidade para saber se fico ou não em Lisboa.


No fundo, tudo se resume à escolha da especialidade. E como decerto perceberam ontem, eu não sou lá muito boa a esperar que o tempo passe e os problemas se resolvam sozinhos.

Se calhar devia tornar-me uma pessoa mais paciente. Mas como? A minha tutora de psiquiatria costumava dizer que a memória se treina como um músculo - será que isso também se aplica à paciência?


Enquanto tento descobrir, vou repetindo mentalmente o mantra dos últimos tempos 'só-faltam-algumas-semanas-não-frites-agora-a-pipoca-Joana'. E vou tentando distair-me pensando em novos sonhos, novos desafios e novos projectos.

Talvez a paciência se treine como um músculo: afinal, há uns anos atrás eu nunca seria capaz de fazer um prato que implicasse algumas horas de espera e agora é ver-me a fazer Boeuf Bourguignon e Goulash.

Sim, talvez nem tudo esteja perdido.


Goulash (receita adaptada do blog 'The Kitchn')

Ingredientes (para quatro pessoas):

* 100g de bacon cortado em cubinhos;
* 500g de carne de vaca de boa qualidade cortada em cubos;
* Um fio de azeite;
* Uma cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* Uma colher de chá de cominhos;
* Uma colher de sopa de paprika;
* Uma colher de sopa de molho de tomate;
* Uma colher de chá de manjericão;
* Meia chávena de vinho tinto;
* Meia chávena de caldo de carne;
* Um pimento vermelho cortado em tiras;
* Uma pitada de sal.

Confecção:

* Refogar o bacon até ficar crocante e retirar da panela;

* Juntar a carne de vaca e saltear durante três minutos;

* Retirar da panela e reservar com o bacon;

* Juntar o fio de azeite, a cebola picada e o alho picado e refogar;

* Acrescentar os cominhos, a paprika, o molho de tomate e o manjericão e regar com o vinho;

* Misturar a carne e o bacon e o caldo e deixar ferver;

* Levar ao forno pré-aquecido a 150º durante uma hora;

* Juntar as tiras de pimento vermelho e deixar cozinhar durante mais uma hora;

* Temperar com sal a gosto.



Até amanhã! :D

19.11.14

Alguém testou e gostou #146

Já conhecem a página SAÚDEavel? A minha mousse light de manga aparece lá, e parece que foi aprovada :D


Até amanhã :D

Granola de nozes, sésamo e mel e uma espera desesperante.

A picture paints a thousand words,
As one door closes another door opens,
Two wrongs don't make a right.

Now good things come to those who wait,
Take the highs with the lows dear,
You'll get what you're given
And everything's gonna be alright.

Lily Allen


Eu e o Pedro estamos juntos há quase sete anos, e eu confesso que já quase nem me lembro de como era estar solteira.

Só tenho uma vaga memória daquela expectativa que surge depois de conhecermos alguém novo jeitoso interessante, não me lembro da desilusão de levar um pontapé no traseiro de alguém de quem gostávamos (de forma amorosa quero eu dizer, porque infelizmente entretanto fui levando vários pontapés no traseiro de outras pessoas) e não me recordo da sensação de insegurança que nos invade quando estamos à espera da resposta à nossa mensagem.


Encontro-me presentemente novamente nessa situação: há algumas semanas que estou à espera de respostas a propostas profissionais que fiz. E a espera está a dar comigo em tolinha.

Por um lado, penso que se as respostas fossem positivas já teriam chegado. Por outro, o meu subconsciente insiste em ser optimista e achar que nada está perdido.

Pelo meio eu espero. E desespero.


Qual miúda solteira perante um novo engate, toda eu sou dúvidas. Será que a resposta já chegou? Será que é melhor actualizar o mail pela milésima vez hoje? Será que ele ainda não leu a mensagem? Será que ninguém gosta de mim? Será que não sou boa o suficiente? Será que posso fazer algo de diferente? Será que devia insistir? Será que devia ficar sossegada?

Juro-vos, já não há chá de camomila que acalme este coração acelerado.


Resta-me aprender a lidar com os problemas que não posso resolver. Resta-me respirar bem fundo e torcer com todas as minhas células que isto corra bem. Resta-me esperar que a resposta chegue, até ao dia em que a ausência de resposta se torne demasiado óbvia e eu perca a esperança.

Resta-me fazer granola e sentar-me em frente ao forno enquanto ela cozinha. E concentrar-me nas coisas que ainda consigo controlar.

Sim, esta espera está mesmo a dar comigo em tolinha.


Granola de nozes, sésamo e mel (receita adaptada do blog 'Creme de la Crumb')

Ingredientes:

* Meia chávena de nozes pecan;
* Meia chávena de nozes;
* Meia chávena de sementes de sésamo;
* Uma chávena e meia de flocos de aveia;
* Uma chávena de flocos de cevada;
* Meia chávena de flocos de trigo;
* Duas colheres de sopa de azeite;
* Três colheres de sopa de mel;
* Duas colheres de sopa de xarope de seiva de ácer (ou mel);
* Uma colher de sopa de canela.

Confecção:

* Juntar todos os ingredientes e misturar bem;

* Colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 160º durante quarenta minutos;

* Deixar arrefecer completamente, partir e guardar num recipiente hermeticamente fechado.


Até amanhã! :D

18.11.14

Alguém testou e gostou #145

A Carla testou e aprovou as minhas bolachas de nutella paleo (sem açúcar) :D E vocês, já se renderam a estas delícias saudáveis? :D


Até amanhã :D

Está quase a chegar! :D

Querem vir deliciar-se com queques deliciosos e natalícios? :D

Frango à Toscana e uma reflexão sobre a ditadura da imagem.

I never pretend to be something I'm not,
You get what you see, when you see what I've got.
We live in the real world, I'm just a real girl,
I know exactly where I stand.

And all I can do is be true to myself,
I don't need permission from nobody else.
'Cause this is the real world, I'm not a little girl,
I know exactly who I am.

Mutya Buena


Tudo começou com uma notícia do Buzzfeed - sim, eu também tenho direito aos meus momentos menos eruditos - sobre a Beyoncé e o facto de ela (supostamente) utilizar Photoshop para adulterar as suas fotos do Instagram.

Eu não sou de todo destas corriqueirices sociais. Mas o tema da auto-imagem diz-me muito por várias razões (não quisesse eu ter uma quinta para pessoas com distúrbios do comportamento alimentar), e na altura dediquei alguns minutos do meu dia a pensar nessa questão.

De facto, no hospital e no centro de saúde lidamos diariamente com malta adolescente, e é notório o quanto actualmente eles estão sujeitos a uma pressão social impressionante (comparando até com o que eu passei na minha altura, que não foi assim há tanto tempo atrás).

As redes sociais como o Facebook e o Instagram empolam ainda mais a importância da imagem e de 'parecer fixe e popular' e contribuem de forma visível para a diminuição da auto-estima e para o isolamento social, e tudo isto faz com que os miúdos sejam ainda mais autoconscientes do seu aspecto físico. 

E depois há estes exemplos. A Beyoncé é uma mulher bonita e tem um corpo curvilíneo e aparentemente saudável que é admirado por muitos. Mas pelos vistos insiste em mudar as fotografias que partilha com os fãs. Para quê?

Encontrava-me a pensar nisto de uma forma superficial quando a realidade me esbofeteou com força:

Eu não sou diferente.


Quem sou eu para criticar alguém que usa um programa de edição de fotografias? Não uso eu própria um para vos mostrar comida com melhor aspecto? Não retoco iluminação, saturação, realces e sombras? Não retoco pequenas manchas? Não selecciono as melhores fotos e envio as outras para a reciclagem? Não me abstenho de mostrar determinadas receitas porque não ficaram tão apetitosas como o pretendido?

Não vos estarei também a ensinar que a comida é mais saborosa quando está mais bonita?

É assustador o quanto a ditadura da imagem nos envolve hoje em dia, e não me sinto muito confortável em ter a minha dose de responsabilidade nisso. É verdade que o mundo da culinária vive muito do aspecto e que os olhos também comem, mas não quero fazer-vos sentir que as receitinhas que testam em casa são menos válidas ou deliciosas porque não estão empratadas, fotografadas com uma boa máquina, seleccionadas e editadas.

Porque, tal como com os diferentes tipos de corpo, a comida é bela quando é real. Independentemente de parecer uma obra de arte ou uma mistureba estranha.

Por isso hoje é isso que vos trago: comida real. Comida verdadeira, daquela que faz a barriguinha sorrir. Comida sem retoques e sem frufrus. Comida para levar na marmita e para comer ao almoço.

Comida. Ponto.


Frango à Toscana (receita adaptada do blog 'The Wanderlust Kitchen')

Ingredientes:

* Um fio de azeite;
* Meia cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* 250g de peito de frango cortado em cubinhos;
* 100g de cogumelos laminados;
* 50g de bróculos (opcional);
* Uma lata de tomate pelado;
* Uma colher de chá de orégãos;
* Uma colher de chá de manjericão;
* Uma colher de chá de paprika;
* Uma pitada de sal;
* Uma pitada de piri-piri.

Confecção:

* Refogar a cebola picada e o alho picado num fio de azeite;

* Juntar o frango, os cogumelos e os bróculos e saltear;

* Cobrir com o tomate pelado e temperar com os orégãos, o manjericão, a paprika, o sal e o piri-piri;

* Deixar cozinhar e servir.

Até amanhã! :D

17.11.14

Isto e aquilo #28

Aqui vai a foto-reportagem do fim-de-semana :) Depois de uma semana muito intensa e cansativa, eis que pude passar o fim-de-semana a:

Pastelar na cama :D :D :D :D :D :D :D
Fazer coisas de menina :D
Ler a Saveurs que chegou na semana passada :D
Ver séries :D
Empadão de vaca, cogumelos e bacon para o almoço :)

Lanche ajantarado com o Bernardo e a Joana no Strudel :D

Croissant de avelã :D
Com chocolate quente :D
O espectáculo da minha escola de música na Aula Magna :D



De volta ao lar :D

Meias com queques :D
Pedro na guitarra eléctrica <3
Calzone dos céus para o almoço de Domingo :D
Calzone de queijo, cogumelos e tomate :D
Granola para o lanche :D
http://athenacinema.com/wp-content/uploads/2013/08/the-hunt.jpg
Filme de Domingo - The Hunt, 2012 :D
http://prodeoetpatria.files.wordpress.com/2011/01/m-movie-poster-4.jpg
Mais um, desta vez o M de 1931 :)
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/7/7f/Arrow_(cast).jpg
Mais as séries do costume! :D
http://www.seat42f.com/wp-content/uploads/2014/09/Modern-Family-Season-6-Poster.jpg

 http://www.eggplante.com/wp-content/uploads/2014/09/B99-Promo-Art.jpg

Foi um fim-de-semana deliciosamente preguiçoso, mas hoje já foi dia de voltar ao trabalho! :)

Tenham uma óptima semana :D
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...