23 de maio de 2024

Tarte de Oreo.

O Matias pediu um bolo de Oreo para levar para os amigos no dia de anos, e quando lhe apresentei as opções de receitas escolheu esta. Fez sucesso entre todos, e é muito simples :)

Tarte de Oreo

Ingredientes:

Para a base:

* 22 Oreos;
* 70g de manteiga derretida.

Para a cobertura:

* 240ml de natas;
* 225g de queijo creme;
* 90g de açúcar em pó;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;
* Doze Oreos.

Confecção:

* Esmagar as Oreos no processador até ficarem em migalhas de areia fina;

* Juntar com a manteiga derretida e colocar numa forma de tarte, esmagando bem;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante dez minutos;

* Deixar arrefecer;

* Para a cobertura, bater as natas até ficarem em chantilly e reservar;

* Bater o queijo creme e acrescentar o açúcar em pó e a baunilha, continuando a bater até ficar uma mistura suave;

* Envolver o chantilly com uma espátula e acrescentar as Oreos partidas em bocados grandes;

* Cobrir a base com a cobertura e levar ao frigoriífico pelo menos durante seis horas (eu deixei uma noite inteira no congelador e retirei duas horas antes de servir).

21 de maio de 2024

Lemon bars (outra receita).

Já nem sei quantas vezes fiz barrinhas de limão, mas são sem dúvida A nossa receita de limão de eleição. Quando há uns dias o Pedro trouxe quilos e quilos de limões que um doente lhe tinha oferecido, e além de uma limonada de melancia que também há-de aparecer por cá, apareceram estas barrinhas, que ultimamente tenho feito seguindo uma receita diferente da que originalmente está no blog. O sabor está todo lá na mesma, garanto :D


Lemon bars (barrinhas de limão)

Ingredientes:

Para a base:

* 225g de manteiga com sal amolecida;
* 100g de açúcar;
* Duas colheres de chá de essência de baunilha;
* 270g de farinha. 

Para o recheio: 

* Seis ovos;
* 50g de farinha de trigo;
* 400g de açúcar branco;
* Sumo de quatro limões (240ml);
* Raspa de dois limões;
* Açúcar em pó para polvilhar.

Confecção:

* Para a base misturar a manteiga, o açúcar, a essência de baunilha e a farinha e envolver bem até ficar uma mistura moldável; 

* Colocar num tabuleiro untado com aproximadamente 22x33cm e espalmar bem;

* Levar ao forno pré-aquecido a 160º durante vinte minutos;

* Retirar, picar com um garfo e deixar arrefecer um pouco;

* Entretanto misturar os ovos, a farinha, o açúcar, o sumo e a raspa de limão e bater bem;

* Verter sobre a base e levar ao forno novamente durante vinte e cinco minutos;

* Retirar e deixar arrefecer completamente antes de cortar em barrinhas (mais de duas horas).

20 de maio de 2024

Empadão de atum

Hoje fica aqui mais uma dica, com a promessa que as próximas receitas são como deve ser :D Há umas semanas o Pedro foi para um congresso fora e eu fiquei sozinha com os miúdos, o que já de si é um desafio, grávida então nem vos conto. Obviamente que tivemos direito aos percalços do costume, e por isso achei melhor simplificar as refeições ao máximo. 

No primeiro dia jantámos hambúrgueres no pão a pedido da criançada, e como sobraram hambúrgueres (descongelei cinco mas só se comeram dois) no segundo dia fiz hambúrgueres com puré de batata, um grande favorito da criançada cá de casa. Entretanto os hambúrgueres terminaram e sobrou algum puré, e por isso no terceiro dia fiz um empadão de atum que nos deu para os dois últimos dias. A receita em si não tem ciência nenhuma: salteei o atum com alho e cebola, juntei molho de tomate e especiarias (orégãos, paprika, pimentão-doce, sal), coloquei num tabuleiro, cobri com o puré (geralmente faço com puré por cima e por baixo, mas não tinha puré suficiente) e cobri com gema de ovo e queijo ralado. Forno e está feito, crianças felizes e alimentadas com pouquíssimo esforço :D




asas

17 de maio de 2024

Bolachas com pepitas de chocolate, ou cookies.

Há mais de dez anos fiz aquelas a que chamei de forma pomposa 'as melhores bolachas com pepitas de chocolate de sempre'. Desde então estas bolachas tornaram-se habituais cá em casa, mas na sua versão com manteiga de amendoim, e arriscaria dizer que são as bolachas preferidas de toda a família. 

Um dia destes o Pedro chegou a casa carregado de quilos e quilos de limões biológicos, oferecidos por um senhor que ele operou. Fiz lemon bars e limonada de melancia, e ocorreu-me imediatamente que a criançada, pouco amiga de doces de limão (embora o Matias goste de limonada) ia queixar-se da ausência de docinhos que lhes agradassem. Saíram então estas bolachas de chocolate novamente, na sua versão original, para matar saudades :D Fica aqui mais uma vez a receita.


Bolachas com pepitas de chocolate, ou cookies

Ingredientes (para quinze bolachas):

* 220g de manteiga com sal;
* 110g de açúcar branco;
* 165g de açúcar amarelo; 
* Dois ovos;
* Duas colheres de chá de essência de baunilha;
* 350g de farinha de trigo;
* Uma colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma colher e meia de chá de fermento;
* 300g de pepitas de chocolate. 

Confecção: 

* Juntar a manteiga com o açúcar e o açúcar amarelo e bater com a batedeira até ficar bem cremoso;

* Adicionar os ovos e a essência de baunilha e bater durante mais dois minutos;

* Acrescentar o bicarbonato de sódio, o fermento e a farinha e incorporar bem;

* Juntar as pepitas de chocolate e mexer até ficarem bem distribuídas;

* Fazer cilindros com a massa e colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 14 minutos;

* Deixar arrefecer durante cinco minutos e retirar do tabuleiro para uma rede.

14 de maio de 2024

Vidigueira 2024

Pequena pausa nas receitas (não que andem a ser muitas) para partilhar um dia muito bem passado na Vidigueira. O Pedro teve um torneio de xadrez na biblioteca e nós aproveitámos para ir de arrasto. Tinha um plano claramente megalómano para o dia e acabei a manhã frustrada por não conseguir ver tudo o que queria (ou andar tudo o que seria necessário para ver tudo o que queria), mas depois do almoço (que foi super difícil by the way, estava tudo cheio ou fechado e acabámos a almoçar em Vila de Frades, mesmo assim só no terceiro ou quarto restaurante que tentámos) o dia melhorou consideravelmente (se calhar o meu mal era fome!). Aqui ficam as fotos :)

Celebrações do 25 de Abril na biblioteca da Vidigueira :)

10 de maio de 2024

Gelado de lemon curd com maracujá

Tenho andado a procrastinar escrever esta receita no blog. O motivo? Escrevo no portátil no sofá, e a receita está no livro que está na cozinha. True story. É este o nível de vontade que tem existido para estes lados :D 

Este é, de todos os que experimentámos até agora, o gelado preferido do Pedro do livro de gelados da La Dolce Rita. É de facto um gelado maravilhoso, com um sabor forte a limão, que tem na minha opinião a enorme vantagem adicional de usar uma receita de curd de limão onde não sobram claras. Aqui fica :)

Gelado de lemon curd com maracujá

Ingredientes:

Para o lemon curd:

* Dois ovos;
* 170g de açúcar;
* Dois limões;
* 70g de manteiga.

Para o gelado:

* 200ml de leite gordo;
* 200ml de natas para bater;
* 40g de leite em pó;
* 100g de açúcar.

Confecção: 

* Para o lemon curd bater os ovos, o açúcar, as raspas e o sumo dos limões;

* Levar ao lume em banho-maria, mexendo bem até engrossar (sem deixar ferver);

* Retirar do lume e adicionar a manteiga fria em pedaços, mexendo bem até se dissolver no creme;

* Levar ao frigorífico com película aderente encostada à superfície;

* Para o gelado, juntar o leite, as natas, o leite em pó e o açúcar e levar a aquecer ao lume até estar prestes a ferver;

* Desligar e deixar arrefecer no frigorífico pelo menos durante oito horas;

* Juntar metade do lemon curd na mistura de leite e bater com uma vara de arames até ficar incorporado;

* Congelar na sorveteira;

* Misturar o lemon curd restante, deixando 'mal misturado' para ficar com pedaços de lemon curd;

* Levar ao congelador até servir, simples ou acompanhado de maracujá. 



6 de maio de 2024

Panquecas (dica)

Mais uma vez nem aí vem receita, em modo preguiçosa mesmo. Vem só uma dica.

Há anos que usamos a mesma receita de panquecas, que já anda há séculos pelo blog. Às vezes usamos banana, outras nem por isso, e a receita nunca nos falhou. Mas também há anos que a minha sogra faz umas panquecas deliciosas, e quando lhe pedia a receita ela dizia que era tudo a olho. Que raio, pensava eu, como consigo descobrir qual é a diferença entre as nossas panquecas e as dela? Tentei imensa coisa. Tentei com receitas americanas, tentei com buttermilk, com fermento, enfim. 

Um dia destes fui ao Jumbo e bati com os olhinhos num preparado americano de panquecas. Aconteceu um daqueles fenómenos da gravidez em que me apeteceram imenso panquecas naquele preciso momento (também vim carregada de jalapeños para casa nesse dia), e lá trouxe o preparado. E realmente é super prático, é só juntar água e as panquecas ficam melhores do que as nossas. 

Vamos continuar a fazer panquecas? Provavelmente, que sou pouco fã de produtos já preparados. Mas fica a dica, porque ficam óptimas e têm a vantagem de até os miúdos conseguirem fazê-las :D