30 de abril de 2013

Bolinhos de bacalhau no forno e a minha primeira pescaria :)

What good is it to live,
With nothing left to give?
Forget, but not forgive?
Not loving all you see?

The streets you're walking on,
A thousand houses long.
Well that's where I belong,
And you belong with me.
Not swallowed in the sea.

You belong with me, 
Not swallowed in the sea.

Coldplay


Há dois anos fui de férias com os meus pais, numa viagem em que passámos pelo Qatar, pelo Nepal e pelas Maldivas. 

Quando chegámos às Maldivas estávamos tremendamente cansados, e os primeiros dois dias foram simplesmente fantásticos: só dormia, comia, recebia massagens, caminhava na praia, nadava e apanhava banhos de sol maravilhosos.


O problema veio depois - nenhum de nós foi feito para estar parado, e o nosso conceito de férias consiste em andarmos sempre de um lado para o outro. Assim sendo, ao terceiro dia de dolce fare niente numa ilha praticamente deserta, eu confesso que me comecei a sentir vagamente aborrecida.

Vai daí, de entre as actividades disponíveis, decidimos ir pescar ao fim da tarde.


Eu nunca tinha pescado, e a verdade é que a ideia da pesca não me atraía minimamente. Já a ideia de ficar num barco a ouvir o silêncio e a ver o pôr-do-sol agradava-me e muito, e por isso lá fui toda entusiasmada.

Foto tirada nesse fim de tarde :)
Peguei na cana de pesca, espetei-lhe o isco, e lá fiquei a fazer de conta que pescava. De vez em quando sentia uns leves puxões provocados pelos peixes a comer o isco à volta do anzol e voltava novamente a pô-lo, enquanto atirava dois ou três iscos ao mar.

Reparem na cana de pesca altamente elaborada :)
E depois o impensável aconteceu: o senhor do hotel que estava connosco exclamou 'alguém mordeu o teu isco!', pegou na minha cana e desatou a puxar. 

E foi assim que eu pesquei o meu primeiro peixe.

A vítima 
Parecia um filme a andar depressa demais: o senhor do hotel pegou no peixe, toda a gente me fez uma enorme festa, e logo o peixe foi para uma arca congeladora. E eu fiquei ali, em estado de choque por ter sido responsável pela morte de um pobre bicho que teve o azar de estar no sítio errado à hora errada. 

Eu, que só queria ver o pôr-do-sol e tirar imensas fotografias.

Reparem no olhar guloso do senhor do hotel e no olhar 'não foi para isto que me inscrevi!' do pobre peixinho!
No dia seguinte o peixe (que era um pargo) foi o nosso almoço, e confesso que nem sequer me soube bem. Já os meus pais e o meu irmão lamberam-se todos, e não restou quase nada do coitado para contar a história. 

Desde então nunca mais olhei para o peixe (ou para a carne, diga-se) da mesma forma, e essa é provavelmente uma das razões pelas quais não há muitos pratos de peixe aqui no blog. 


Hoje trago-vos uma excepção a esta regra: uns bolinhos de bacalhau deliciosos, feitos pelos meus pais durante o fim-de-semana. Com menos batata que o habitual (e os audaciosos podem até tentar substituir a batata por courgette ou couve-flor!), feitos no forno e acompanhados por uma saladinha fantástica, quase me fizeram fazer as pazes com o peixe. 

Quase, quase.


Bolinhos (ou pastéis) de bacalhau no forno

Ingredientes (para cerca de trinta bolinhos): 

* 800g de bacalhau; 
* 400g de batata sem pele;
* Nove dentes de alho; 
* Três gemas;
* Duas claras; 
* Salsa picada; 
* Uma pitada de pimenta preta; 
* Uma pitada de sal; 
* Uma pitada de gengibre (opcional);
* Uma pitada de caril (opcional);
* Uma pitada de noz-moscada; 
* Um fio de azeite. 

Confecção: 

* Cozer o bacalhau em água a ferver com os dentes de alho; 

* Retirar o bacalhau, desfiar e reservar;

* Cozer as batatas na água de cozer o bacalhau;

* Colocar as batatas e o bacalhau dentro de um pano lavado, fechar e espremer bem; 

* Juntar as gemas, as claras batidas em castelo e a salsa e temperar com pimenta preta, sal, gengibre, caril e noz-moscada; 

* Amassar bem e formar bolinhas ou bolinhos;

* Colocar num tabuleiro de ir ao forno, regar com azeite e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante trinta minutos. 


E é assim que com 80g de bacalhau e 40g de batata conseguem alimentar uma pessoa :) Os bolinhos de bacalhau que sobraram (cerca de metade) foram congelados para uma próxima refeição :)   

Até amanhã :D 

31 comentários:

  1. Pasteis de bacalahu gosto tanto a minha ávózinha fazia uns tão bons.... mas eram fritos, estes tem um aspeto tão delicioso tenho que experimentar fazer desta forma no forno acredito que fiquem igualmente saborosos:) beijinhos e bom feriado

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Joana!
    Estes pasteis de bacalhau estão mesmo com bom aspecto! Também é algo que tenho de voltar a fazer...
    Bjinho

    Katia
    http://entretachosebimby.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Que viagem maravilhosa.
    Vou experimentar fazer os bolinhos de bacalhau no forno.
    Os teus têm um aspeto muito apetitoso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. hehe adorei a história da tua primeira pescaria. pescaste um peixão hehe quantos aos bolinhos de bacalhau, como resistir? beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Esses bolinhos de bacalhau estão mesmo lindos e devem ser uma delicia.
    Esta uma prato lindo.
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Joana,

    Estes pasteis estão tão bonitos, hum que deliciosos devem ser.
    Beijinhos e um bom dia.

    http://Thatcakesweet.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Joana!
    Eu tenho "traumas" semelhantes com coelhos... também não consigo comer os bichinhos porque brincava com eles em pequena. Adorei a tua sugestão, vou experimentar fazer estes pastelinhos no forno com a couve flor!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Joana,

    Que bela viagem e que bela pescaria, boas recordações as tuas. :)

    Os bolinhos estão com excelente aspecto, gostei da idéia de os fazerem no forno.

    Beijos

    Isabel

    ResponderEliminar
  9. Isso não era um peixe, era um senhor peixe! e a cana de pesca está fantástica, tanto que o Sr. Peixe gostou (ou pensava ele).

    Eu também me custa ver os animais a sofrer e vendo bem os pratos que mais gosto nem sequer têm proteína animal. Não como cabrito (nem pensar! são tão giros!), nem pato, nem coelho. Fico-me pelo frango, peru e carne de porco, e de peixe, apesar de não me sentir tão mal como com os outros animais, também tenho uma lista reduzida.

    ResponderEliminar
  10. Gostei imenso da tua sugestão, estão mesmo apetitosos esses bolinhos de bacalhau!
    Quanto à pesca, não tenho nenhuma paciência!

    ResponderEliminar
  11. Olá Joana, a Lu fez-me passar por aqui e logo para te ver pescar :D, quem diria! Que peixe enorme, já o estou a imaginar no forno rodeado de batatinhas...
    Adorei os pastelinhos e acho que vou tentar uma reprodução aqui por estes lados, tem tão bom aspecto...Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Que maravilha de post :D

    Fiquei encantada, eu confesso que não gosto de pesca, não me imaginaria a pescar o peixe e comê-lo...não sou vegetariana de todo, adoro um bom peixe...mas não posso ver os animais a morrer! :S

    Essa imagem ao fim da tarde no mar é muito tranquilizadora.

    Os pastéis de bacalhau parecem-me muito bem também! :)*

    ResponderEliminar
  13. As Maldivas são ideais para lua de mel :)
    Que belo peixinho que apanhaste, mas não acho que teria paciência suficiente para tentar pescá-lo!

    ResponderEliminar
  14. Nunca pesquei e acho que não teria muita paciência para isso!
    Os teus bolinhos de bacalhau têm ótimo aspeto e o prato está lindo :)
    Boa terça feira! Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Isso é que foi uma grande pescaria, só o tamanho do peixinho! Sim o Sr. estava mesmo a pensar que o ia comer:)
    Esses bolinhos devem ser uma maravilha.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Joana,
    viajei na sua pescaria, rsrs.
    Você pescou um belo peixe, hehehe!
    Fiquei encantada com a sua receita, o melhor que os bolinhos
    são assados, bom demais!

    Beijos

    ResponderEliminar
  17. ui, foste uma corajosa =) eu fugir e desatava a chorar ehehe, não conseguia mesmo pescar um peixinho =P!

    mas faria rapidamente as pazes se apanhasse esses pasteis, que optimo aspecto :), parecem deliciosos! adoro pastéis de bacalhau, nunca mais comi...esqueço-me sempre que tenho a opção forno!

    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  18. Eu fui pescadora em miuda mas perdi lhe o gosto e a paciencia!!!!E apesardo marido ainda ir apanhar uns peixinhos,não sou fã de peixe ( até porque os tenho de arranjar e detestoooo..)
    Agora bolinhos de bacalhau isso é outra história,gosto muito e a ideia de irem ao forno agradou me bastante!!
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  19. Eu nunca pesquei, estar parada num sítio à espera que um peixe mordesse o anzol até me deixava nervosa :P Mas tu pescaste um grande peixe!!
    Os bolinhos de bacalhau ficaram com óptimo aspecto :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  20. Joaninha,
    A Lu da Ema sou eu? Se sim, já sirvo para alguma coisa :)
    Com este post todo (e mais o outro da viagem), sabes o que me ocorreu em primeiro lugar?
    A receita? Nope
    A pescaria? Nope
    As paisagens? Nope
    Answer: O teu cabelo! Estava enorme :) E tinha uns jeitos tão bonitos!

    Eu até gostava de ir, mas seria do tipo 4 dias no máximo. Dá-me um bocadinho de urticária ficar tanto tempo no mesmo sitio. Preciso de descansar, relaxar, mas também de ver, conhecer, andar...e regressar a casa.
    Acredito que seja o ideal para a lua de mel. O casamento dá uma trabalheira e canseira, que depois disso só querem descansar! Não que tenha vivido isso na 1ª pessoa, mas é o que a experiência dos outros me diz.

    A receita é perfeita para mim! Não há cheiro a fritos :)...parece que o fds foi produtivo.
    Gostei muito das cores do acompanhamento!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  21. Quando era pequena ia à pesca com o meu pai e adorava. O marido gosta de ir e vou acompanhá-lo, pois gosto do contacto com a Natureza.
    Adorei esta versão de bolinhos de bacalhau e feitos no forno, o que é ideal para mim.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Mas que bela pescaria amiga, uauuu...e os pasteis estão deliciosos, e tu um fofinha como sempre, bjokitas

    ResponderEliminar
  23. Olá Joana, que boas recordações deves ter dessa viagem! E esse peixe era um senhor peixe!! Agora deixa que te diga que a tua sugestão de fazer os bolinhos de bacalhau no forno, me encantou :) Eu adoro bolinhos de bacalhau, mas faço pouquissimas vezes porque, além de pouco saudáveis, detesto o cheiro que deixam depois de fritos.
    Tenho que experimentar no forno.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Já tentei fazer bolinhos de bacalhau no forno mas foram um desastre :-( os teus estão tão bonitos

    Bjkas

    ResponderEliminar
  25. Os pais do meu namorado e o meu namorado também costumam pescar... fui uma vez toda entusiasmada e cheia de vontade... pesquei um peixe, mas quando vi o bicho ali aos saltos na rede, fiquei aterrorizada, não pesquei mais...

    ResponderEliminar
  26. Bem, não consigo ver quase foto nenhuma, porque a minha net está em estado de sítio :), mas, pelo local, só podem ser bonitas.
    Eu não sei se conseguiria comer o peixe! Aliás, eu acho que tentaria resgatá-lo e mandá-lo de novo à água enquanto era tempo! Swim for your life! :) Se o vi vivo, somos amigos... eheh
    Acho que não teria paciência para pescar mas, bom, nas Maldivas se calhar era outra coisa... ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Os bolinhos de bacalhau têm optimo aspecto, já comia um.

    ResponderEliminar
  28. Que bom aspeto, Joana! Já tenho saudades de uns bolinhos de bacalhau...

    ResponderEliminar
  29. Que delicia esses bolinhos de bacalhau!!!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  30. A minha avó fazia os melhores pastéis de bacalhau que eu já comi: mais batata do que bacalhau, tal como eu sempre gostei. Infelizmente ela partiu no sábado passado, portanto nunca mais comerei iguais. Os meus também ficam bons, mas é diferente...Beijinhos, Daniela

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />