23 de junho de 2015

Bolachas de cacau e coco (paleo, sem glúten, sem açúcar) e uma busca terminada.

I won't spend my life waiting for an angel to descend,
Searching for a rainbow with an end,
Now that I've found you, I'll call off the search.

And I won't spend my life gazing at the stars up in the sky,
Wondering if love will pass me by,
Now that I've found you, I'll call off the search.

Katie Melua




A busca pelas bolachas paleo boas terminou. A luta para descobrir estes seres mitológicos mais difíceis de encontrar do que o monstro do Loch Ness ou o abominável homem das neves teve um final feliz.

Tudo começou com umas bolachas de Nutella. Na altura estava a dar os meus primeiros passos na alimentação paleo, e estas bolachas fizeram-me acreditar que não precisava de farinha ou açúcar para rigorosamente nada: bastava-me ter Nutella saudável no frigorífico e tudo correria bem.


Eventualmente comecei a ter vontade de explorar outras alternativas, e assim surgiram as bolachas brownie. Embora não sejam paleo, estas bolachas têm pouca farinha e pouco açúcar, o que as tornou ideais para aquelas alturas em que a vontade de comer algo docinho se sobrepõe à vontade de ir comprar xarope de seiva de ácer ao supermercado mais próximo.


Na altura estas bolachas ficaram com um sabor a coco bastante marcado, o que levou o Pedro a perguntar-me como é que algo com uma cor tão próxima do cacau tinha um sabor tão intenso a coco. E assim surgiram as bolachas de coco.


De todas as três, as bolachas de coco foram as minhas menos preferidas. Não sei se foi uma questão de sabor, de consistência ou de ambos, mas confesso que depois de provar a primeira destas bolachas convenci-me que o meu problema era ter as expectativas demasiado altas e rendi-me às evidências: as bolachas precisam de farinha e açúcar para resultarem.


Um dia decidi voltar a insistir. Adaptei novamente as bolachas brownie, usando desta vez farinha de coco e xarope de seiva de ácer. O resultado final foi uma surpresa tão estrondosa que nesta semana saíram da minha cozinha três fornadas destas bolachas. E fiz finalmente as pazes com as bolachas sem farinha e açúcar.


Out on my own, I would never have known
This world that I see today.
And I've got a feeling it won't fade away.

And I won't end my days wishing our love would come along,
'Cause you are in my life where you belong.
Now that I've found you I'll call off the search.

Katie Melua 

Desde então, outras receitas viram a luz do dia, cada uma com mais sucesso do que a anterior. E eu percebi que o meu problema não é de todo uma questão de expectativas - simplesmente, ainda estou a dar os primeiros passos na alimentação paleo e a aprender a conjugar ingredientes diferentes daqueles a que estava habituada.


Pois bem, aqui estão umas bolachas de cacau e coco paleo. Sem glúten, sem açúcar, sem lactose e vegan. Uma experiência bem sucedida. Uma surpresa deliciosa.

Uma busca terminada.


Bolachas de cacau e coco (paleo, sem glúten, sem açúcar)

Ingredientes (para cerca de quinze bolachas):

* 70g de farinha de coco;
* 20g de cacau em pó;
* Um quarto de colher de chá de fermento;
* Uma pitada de sal;
* 60g de xarope de seiva de ácer (ou mel);
* 50g de óleo de coco derretido;
* Duas colheres de sopa de leite de coco;
* 70g de pepitas de chocolate.

Confecção:

* Juntar todos os ingredientes e amassar bem;

* Refrigerar a massa durante pelo menos uma hora;

* Formar quinze bolinhas, espalmá-las um pouco e colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal;

* Levar ao forno pré-aquecido a 160º durante quinze minutos;

* Deixar repousar no tabuleiro durante dez minutos e transferir para uma rede. 

 
Até amanhã! :D

16 comentários:

  1. Parecem boas, tenho uma duvida, no oleo de coco derretido, como é?
    Bjs.
    Paula

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana!
    Parecem deliciosas :)
    Vão ser apróxima experiência. Obrigada por partilhares.
    Beijos e felicidades.

    ResponderEliminar
  3. Não digas issoo que agora fiquei com imensa vontade de experimentar :P e ainda por cima tão simples, tenho de fazer!
    História completa das bolachas paleo? Interessante! :P
    Acho que Nutella paleo é um dos passos essenciais para o sucesso. Devia ser incluído naqueles livros de concretização pessoal/auto-ajuda!
    O xarope de seiva de ácer é muito bom, embora um bocado caro (acho que é por isso que não tenho um de reserva para quando me aparecem receitas destas). Agora, ir ao supermercado de propósito... Sua gulosa! :D
    É um bocado estranho quando uma coisa é castanha (escura) e sabe a algo que não chocolate. :P
    O não estrondo das bolachas de coco abalou-te mesmo! ;)
    Às vezes tremo só de pensar na quantidade de coisas que se deixa de fazer/descobrir por se ligar algo que se fez a um único resultado não tão bom e se achar que é a causa. Mas pronto, o nojo pela alfarroba é mais forte. Ainda bem que tu não baixaste os braços!
    Pára, pááára, a sério, estou a pôr um monte de camadas no forno à vez e não quero deitar-me de madrugada por ter fome de bolachas :P
    Mais? Depois destas? Que foram feitas esta semana, 3 vezes? Andas produtiva :P e quero ver essas receitaas :D
    (Agora não. :D)
    Isso quer dizer que te estás a tornar uma super-chef-paleo, certo? :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que foi porque fiz as bolachas de coco com a irmã do Pedro e então o desapontamento foi a dobrar :P

      Ainda não sou uma super-chef-paleo, mas acho que já sou uma mini-chef-paleo :D

      Eliminar
  4. Olá Joana :)
    Tenho vontade de experimentar essas bolachas mas estou com umas dúvidas:
    Farinha de coco é o mesmo que coco ralado?
    Onde se compra o óleo de coco?
    Bjs, Sofia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofia a farinha de coco não é o mesmo que o coco ralado. Eu comprei num supermercado asiático (não sei se és de Lisboa, mas há no Martim Moniz), mas já vi receitas na net sobre como fazeres a tua própria farinha de coco através do coco ralado :)

      O óleo de coco compro no Continente, na parte dos produtos dietéticos :)

      Eliminar
    2. Obrigada :)
      Não, sou do Porto :)
      Vou então procurar a receita para fazer a farinha de coco.

      Eliminar
    3. No Porto não sei como se arranja... Mas fazer parece-me uma boa hipótese :)

      Eliminar
    4. Há no Celeiro e até no Continente! :)

      Eliminar
    5. Sim, eu também fiquei surpreendida :) até está no folheto da Área Viva em promoção, acho que não chega a 3 euros por 250g :) no Celeiro acho que tem de várias marcas há algum tempo...

      Eliminar
  5. Obrigada :D
    Comprei os 2 no celeiro (era mais barato que no continente).
    O óleo de coco deve conservar-se no frigorífico ou não?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />