14 de setembro de 2018

Sesimbra 2018 #2

Voltei ao trabalho há exactamente uma semana, com dois dias absolutamente horrendos seguidos de um Sábado de urgência (por acaso até tranquila, mas é sempre uma urgência). No Domingo estava tão cansada que só meti os pés fora de casa para o Mati andar um bocadinho de bicicleta.

Entretanto esta semana começou com dois dias tranquilos, seguidos de dois dias absolutamente péssimos com milhões de consultas horrivelmente pesadas. Ontem estive num hospital a dar consultas de manhã, fui para outro hospital dar consultas de tarde, uma das quais durou três horas (TRÊS. HORAS.) e hoje o cenário repetiu-se (sem a consulta de três horas), com a agravante de não ter almoçado e ter tido duas horas de Krav Maga (das quais trinta minutos foram passados a correr).

E eu não me estou a queixar, atenção. Sinto-me bem, estou bem, a nossa vida até anda calminha (isto de levar com uma barata voadora realmente faz-nos pôr tudo em perspectiva) e temos dado um avanço brutal à lista dos 250 melhores filmes do IMDb. Estou só a tentar explicar-vos a razão de ter chegado ao carro hoje às 21.30h, cheia de pressa para chegar a casa porque o Pedro sai a essa hora para jogar futebol, a sonhar com o momento em que me ia atirar para o sofá desesperada de cansaço, e ter pensado:

'Credo, preciso mesmo de férias'.

Preciso mesmo de férias, pensa a pessoa que literalmente acabou de chegar das férias.

Ainda ia no carro quando deu o 537 Cuba dos Orishas, e daí a ficar a sonhar com ir a Cuba foi um tiro (na verdade fui lá com cinco anos, mas tenho poucas memórias).

Não me recordo de alguma vez me ter sentido assim, sou sincera. Talvez porque sempre me foquei no projecto seguinte, no objectivo seguinte, na viagem seguinte, na aventura seguinte, e agora dou por mim sem grandes ideias. Temos mais três viagens programadas até ao fim do ano, mas são coisas pequeninas (e só uma delas é que é a um sítio que não conhecemos). O próximo ano vai ser muito complexo: o Pedro faz o exame de saída da especialidade, temos de decidir onde vamos viver (neste momento há várias opções), arranjar trabalho, mudar-nos, se tudo correr como gostaríamos vamos ter outro filho, e não há grande espaço para pensar em viagens porque na verdade todo o ano é uma incógnita tremenda. Uma incógnita boa, mas difícil na mesma.

Talvez seja por isso que estou tão cansada. Talvez seja porque o Bernardo está no Porto até Dezembro, a Joana está a trabalhar tanto que já não a vemos desde que regressámos de Sesimbra, os nossos pais estão longe e na vida deles e nós sentimo-nos sozinhos e assoberbados com isto. Talvez seja porque ando a chegar tarde a casa e só consigo estar uma hora com os meus rapazes (porque de manhã o Pedro não está e à tarde o Matias deita-se muito cedo), e por isso sinto falta do colinho deles (de dar e de receber). 

Só sei que estivemos em Sesimbra há duas semanas, mas eu era capaz de jurar que foi há dois meses.

Preciso mesmo de férias. Ou de Sesimbra. Ou de ambos.





Quero só salientar que não fazíamos ideia que a Joana estava a tirar as fotos :)

<3
Freud explica :D

A brincar às escondidas :D O Matias é óptimo nisto SÓ QUE NÃO :D

A brincar à apanhada :D
Gosto de tudo nesta foto. Nós nos Forte a brincar às apanhadas, com o porto de Sesimbra como fundo, eu a apanhar o Pedro, o Matias a correr atrás de nós, o Bernardo a carregar com as nossas mil coisas... Que foto tão perfeita, a sério.


Isto soa histérico, mas só me apetece chorar de felicidade quando vejo isto





A lendária carbonara do Bernardo :D
Numa nota intermédia: é relativamente frequente a malta abordar o Bernardo, a Joana ou o Pedro e dizer que lê o meu blog. É muito engraçado porque eu nunca sou abordada (e obrigada por isso, acho que me ia sentir desconfortável), mas eles sim, e até os meus pais foram abordados um dia destes por uma rapariga muito simpática enquanto comiam leitão na Mealhada :D Pelos vistos isso aconteceu ontem com o Bernardo novamente, e agora olhei para a foto da carbonara e ocorreu-me que se calhar é estranho que fale tanto deles aqui. É verdade que partilho muito da minha vida, mas isso é porque continuo a achar que sou lida por quatro ou cinco pessoas (e não é falsa modéstia, a sério) e por isso no fundo é como se estivesse a escrever para mim (aliás, é frequente ler as minhas publicações antigas). Mas depois tudo o que vem por acréscimo é confuso, porque desse lado também aprendem montes de coisas sobre quem me rodeia (como o caso da carbonara do Bernardo ser óptima!).

E pronto, vou fechar a matraca e continuar a mostrar as fotos!



Da última vez que o Pedro fez a prova de cervejas no Forte eu estava grávida do Matias e tive de pedir um chá :D
Mas agora vinguei-me :D :D :D
E pronto, boa noite :D

17 comentários:

  1. Olá Joana, não sou bloguer nem tão pouco tenho o hábito de comentar quer que seja, apenas leio, mas esta nota final deu-me essa vontade. Apenas quero dizer que tenho a certeza que serão centenas a ler o que escreves,pois fazes de uma forma tão divertida que estou sempre à espera do próximo post.beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Não posso ajudar em nada, obviamente, mas vim deixar um pouco de colinho. Um beijinho e força nestes dias mais chatos em que precisas de férias outra vez.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São quase todos! Preciso de férias todos os dias! :P Devia viver de férias :D :D :D

      Eliminar
  3. As vossas fotos a brincar à apanhada são mesmo perfeitas! :) Não acho histeria nenhuma a vontade de chorar de felicidade com elas. :) Sei o que é. :P Vocês são muito engraçados e parecem mesmo felizes. :P Identifico-me muito.

    Beijinhos e dias mais leves no trabalho

    ResponderEliminar
  4. Eu adoro o teu blog, a sério! =) Mas nunca abordaria nenhuma das pessoas sobre as quais falas. Quanto muito abordaria-te pois és a dona do blog mas possivelmente nem teria coragem porque sou mto envergonhada =) ficava só "olha é a joana. que giro" e seguia a minha vida ahahhaha :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que as pessoas na generalidade fazem isso, mesmo comigo. Mas isto é relativamente frequente. Com a Joana e o Bernardo então, acontece todas as semanas :P

      Eliminar
  5. Oh pah :P nunca iria abordar ninguém para além de ti, a serio que nao gostas???
    Isto sem contar com o facto de nunca ir abordar o Bernardo por tua causa, até porque cada vez que vejo uma foto dele por cá continuo a ficar surpreendida e do genero "ah ya pois é, eles conhecem.se! Que cena!" :P (mas pensando bem, acho que já não vejo o Bernardo há mais anos do que te vi a ti - quando publicaste o livro. Uhm, isso é pena!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bernardo agora está no Porto, até eu o vejo pouco :( Mas ele adora ser abordado :P Acho que se sente famoso :D

      Eliminar
  6. Só para te avisar que continuo a ler tudo! :D
    beijinho!
    Adriana

    ResponderEliminar
  7. Ó Joana
    Quero que saibas que leio com muito carinho e respeito tudo o que escreves!!!!
    E também fico sempre à espera da próxima publicação.
    Beijo e sê feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada mesmo :D É sempre muito bom ler estes comentários :D

      Eliminar
  8. O Blogue da Joana, "apresentou-me" algumas pessoas que fazem parte da vida da Joana e de certa maneira deste blogue também, por isso não acho assim tão chocante abordá-las, de forma educada e simpática e dizer tão simplesmente " eu conheço-o! do blogue da Joana!". Estranho seria, neste caso concreto, passar pelo Bernardo todos os dias e fingir que não sabia que ele era o Bernardo do blogue da Joana...Mas parece que a Joana deste Blogue não levou muito a mal e o Bernardo também não. Ufa!
    Obrigada Joana pela partilha, de pensamentos, teorias, receitas, opiniões, de tanta coisa que nos faz ver que afinal, apesar da nossa diferença individual, somos tão seres humanos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nenhum de nós leva a mal! O Bernardo então, adora o spotlight :D Até o Pedro que é um bicho do mato não fica propriamente desagradado. As únicas pessoas que ficam manifestamente desconfortáveis são os meus pais, e por isso já não há fotos deles há séculos. Mas lá está, faz um bocadinho parte sim. Foi também por ser 'reconhecida' que já fez montes de amizades muito bonitas :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />