28 de junho de 2017

Morrer um bocadinho por dentro.

'Se calhar vamos ter de internar.'

O Matias tinha quatro dias quando ouvimos estas palavras pela primeira vez, e um bocadinho do meu coração morreu ali. O Matias acabou por não ser internado, mas o bocadinho do coração morto ficou lá para sempre. E zanguei-me. Zanguei-me comigo, zanguei-me connosco, zanguei-me com quem não me apoiou na amamentação, zanguei-me com a amamentação.

Na Segunda ouvimos novamente as mesmas palavras, mas desta vez sem dúvida ou hesitação. O Matias ficou internado no Hospital Dona Estefânia com uma sobreinfecção bacteriana numa varicela muito feia, associada a uma febre altíssima e impossível de controlar, a um infiltrado meio manhoso no raio-x e a um gemido persistente.

E um bocadinho do meu coração morreu ali.


* Agora já estamos em casa e o Matias está a recuperar aos pouquinhos. É um forte e um lindão. Foi um herói. Nós estamos de rastos. Muito obrigada a todos pelos desejos de melhoras no Instagram. *

9 comentários:

  1. Faço votos de que recupere totalmente muito rapidamente! E força para os pais, que esta coisa de ver os filhos a sofrer e no hospital é muito dura, bem o sei!

    ResponderEliminar
  2. Nunca passei por isso mas imagino o aperto no coração. Rápidas melhoras. Bjs

    ResponderEliminar
  3. Muita força... lamento pelo teu pequeno!!

    ResponderEliminar
  4. Espero que corra tudo bem!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Oh nao consigo imaginar como me sentiria se ouvisse isso. Entendo-te perfeitamente. As melhoras para o lindao do Matias. Um beijinho para o pequeno Heroi.

    ResponderEliminar
  6. Força, nem imagino o que deves ter sentido! Custa tanto quando eles são grandes, quando são pequenos deve custar a dobrar.


    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2017/06/panquecas-de-3-ingredientes.html

    ResponderEliminar
  7. Não fazia ideia de que isso tinha acontecido... mas fico contente por ele estar melhor! Agora são os papás que também têm de recuperar (;

    ResponderEliminar
  8. Olá Joana!Como mãe sei que o mais difícil da maternidade ou parentalidade são mesmo esses momentos, em que "os nossos tesouros" tão indefesos ficam doentes...Coragem e as melhoras para o Matias!

    Vera omeuatelier1.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana, quando mostrou a sua dúvida sobre ir ou não para Helsínquia, estive para lhe contar a minha experiência de varicela com o meu filho mais novo, hoje com 27 anos. E depois pensei que iria alertá-la para uma coisa chata e não o fiz. Mas, conto-lhe agora que o Matias já está melhor.
    Quando o meu filho tinha quase dois anos teve varicela com febre muito alta e o vírus acabou por se alojar no cerebelo sem que ninguém soubesse o que deveria ser feito a não ser.... Esperar! Esperar que o organismo o debelasse sem deixar sequelas. E não há dúvidas de que os miúdos são mesmo resistentes! O meu filho esteve internado 15 dias, deixou de andar e só balbuciava e vomitava mas, a pouco e pouco e sem qq medicação, foi recuperando e hoje é um lindo jovem com saúde. Os médicos atribuíram, creio que sem muitas certezas, a violéncia daquela varicela ao facto de se ter deixado de fazer a vacina da varíola. O vírus da varicela estaria a " ganhar força".Não ficou com sequelas.. Tudo passa. Até os nossos maiores sustos, felizmente! Desejo que o Matias recupere muito rapidamente. Um beijinho. Guida

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />