10 de novembro de 2016

Bem, vou tentar começar por algum lado.

Lembro-me de estar grávida e ter visto um livro do Bolinha numa das 38476241 vezes em que fui à Fnac comprar livros infantis (por falar nisso, tenho efectivamente um problema sério e estou a pensar em criar um grupo de apoio para compradores compulsivos de livros infantis. Mas adiante.).

Na altura achei o livro absolutamente estupidificante. E lá vim embora, com um livro sobre o corpo humano numa mão, um atlas do mundo na outra e demasiadas certezas na alma: o meu filho nunca iria ler aquelas coisas totós. Devia achar que aos três anos já ia ver o miúdo a recitar Shakespeare, não sei.

Um dia, trouxe um dos livros da biblioteca. 'Mas não odiavas o Bolinha?' - perguntou o Pedro. 'Bem, este até parece giro, deixa lá ver.' - respondi eu, ainda céptica. Depois disso esse livro veio morar cá para casa (já agora, é o 'Vamos brincar com o Bolinha') e decidiu trazer um amigo (que é o 'O Bolinha adora a Mãe'). Também trouxe da biblioteca o 'O Bolinha e a Caça ao Tesouro' e é muito giro, embora seja demasiado extenso para o Matias nesta fase (a meio o coitado já está desesperado a tentar lamber o livro).

E já dou por mim a pensar que o Bolinha dava um óptimo tema para a festa do terceiro aniversário do Matias (só para vos actualizar, a festa do primeiro aniversário é sobre o Star Wars - e já comprei um montão de coisas - e a do segundo é sobre a Rua Sésamo). Eu, que até dizia que tinha de aproveitar os dois primeiros anos do miúdo para lhe impingir este tipo de temas, porque depois ia gramar com o Bolinha e a Patrulha Pata.

Eu, que agora canto livros da Dory e do Mickey, que conto a história do cão que vai viajar pelo mundo, que mostro os pop-ups dos dinossauros e que leio e releio todos os livros do Elmer (também um forte candidato para a festa do terceiro aniversário).

Eu, que guardei os livros eruditos no armário porque há tempo para eles mais tarde.

Agora é altura de ler os livros do Bolinha.

2 comentários:

  1. Como eu a compreendo... Livros são mesmo o calcanhar de aquiles Lol Ainda por cima o meu texuguinho adora, vai buscar os livros, faz o gesto para me sentar no chão e depois senta-se no meu colo para lhe ler a história :-) Super giro!!! Não conhecia o Bolinha mas algo me diz que ele vai gostar :-P

    ResponderEliminar
  2. Oh que post absolutamente amoroso. Sim, ha um tempo certo para tudo.
    Eu vou adorar ver fotos das festas de aniversario do Matias...acho que vai ficar tudo tao giro. ate ao 3o aniversario provavelmente ainda vao surgir mais ideias :-)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />