20 de janeiro de 2016

Pão de sementes com linguiça e queijo

Desde que estou em casa, uma das actividades a que me tenho dedicado é fazer pão. Não é propriamente um passatempo extremamente relaxante (pelo menos para mim, que não tenho grande paciência para deixar receitas a levedar), mas o resultado final compensa: comer fatias de pão quentinhas cortadas do pão ainda a escaldar deve ser uma das melhores sensações do mundo.

(Embora a minha avó sempre me tivesse dito que fazia muito mal comer pão ainda quente, por razões que desconheço.)




Vai daí, cá em casa temos tido pão caseiro todas as semanas. Vou variando entre receitas feitas de novo ou receitas com a utilização de farinhas preparadas e sinceramente tenho preferido as últimas, talvez porque ainda não encontrei uma receita de pão feito de novo que seja transcendente. Faço pão de sementes, pão integral ou pão de mistura, com ou sem outras adições à massa.


Desta vez juntei uma linguiça que tinha sobrado de quando fizemos francesinhas para o Chris, o amigo americano do Bernardo que veio visitar Lisboa, e queijinhos Mini Babybel que andavam perdidos pelo frigorífico agora que não são levados na marmita. Ficou um pão delicioso para o lanche :)


Pão de sementes com linguiça e queijo

Ingredientes:

* 500g de farinha preparada para pão de sementes;
* 330ml de água morna;
* Uma linguiça;
* Quatro queijinhos Mini Babybel.

Confecção:

* Juntar a farinha com a água morna e amassar bem;

* Misturar a linguiça cortada em rodelas e os queijinhos partidos em pequenos pedaços;

* Colocar num recipiente, cobrir com um pano limpo e seco e levar ao forno pré-aquecido a 50º e posteriormente desligado durante uma hora ou até a massa dobrar de volume;

* Retirar, colocar na forma pretendida (usei uma forma de bolo inglês) e levar novamente a levedar durante uma hora;

* Cozinhar no forno pré-aquecido a 220º durante trinta a quarenta minutos.  








Até amanhã! :D

11 comentários:

  1. a minha avó também dizia que não devia cortar o pão quente com uma faca, pois tirava as forças de quem o amassava...

    ResponderEliminar
  2. A mim diziam que dava diarreia, e pior ainda se bebesse água fria a seguir!

    Continuei sempre a fazer isso. E só tive diarreia 1x na minha vida toda (e nada a ver com pão quente :P ). Tem um ótimo aspeto, mas eu sou como tu, falta-me a paciência para por a massa a levedar :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tiveste diarreia uma vez na vida? Meu Deus, tens de me ensinar o truque :P

      Eliminar
    2. Eu tenho o problema contrário, acredita, se soubesse o "truque" não te dava :P

      Eliminar
  3. Huuuum que bem que me ia saber uma fatia dessas saida do forno XD na minha família também corre o boato de que comer o pão da tia Alzira ainda quente dá dores de barriga mas na verdade acho que comer um pão inteiro ainda quente isso sim é capaz de dar dor de barriga XD

    ResponderEliminar
  4. Até é engraçado ver a crescer e isso... E claro, o pão quente compensa tudo. Também me disseram sempre isso, mas é capaz de ter a ver com alguma má interpratação de a levedura consistir em 'seres vivos' (da mesma forma que se admite que qualquer bicho microscópico é mau) ou assim. Não sei :P se calhar porque apetece comer logo meio quilo de pão e há perigo de indigestão ;)
    'Receitas feitas de novo' são as em que fazes de raiz? Ou que repetes porque já fizeste? :P
    E aquela dos teus pães rústicos altinhos e lindos? :D
    Parecem adições deliciosas! Ficou com um aspecto mesmo bom :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As de novo são as de raiz. Nas outras uso farinhas preparadas. E olha que tenho gostado imenso. O último pão que fiz foi pão brioche com farinha preparada do Continente... Até desato a salivar só de me lembrar disso :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />