19 de novembro de 2015

Pregnancy Diary #6

Eu não ligo nenhuma a roupa - talvez porque a minha mãe trabalha na moda, talvez porque nunca apreciei particularmente ir ao centro comercial (e a lojas no geral) ou talvez porque os meus diferentes grupos de amigos também nunca ligaram muito ao assunto, o facto é que não sou lá muito feminina nesse aspecto (com alguma pena minha, porque gostava de me vestir um bocadinho melhor).

Desde que engravidei isso mudou. Afinal, quem é que resiste a roupinhas de bebés? :D

Ontem já vos mostrei algumas das peças que vêm a caminho cá de casa (abençoada seja a pessoa que inventou as compras online), hoje decidi mostrar-vos algumas das próximas da lista. Para sonharem um bocadinho também :D

(Não percam amanhã a saga 'A creche - o Filme'! :D Estamos em plena fase de escolhas, por isso se tiverem uma daquelas dicas mesmo boas é só dizer!) :)





Todas as peças que vos mostro são da H&M (não é publicidade encomendada, gosto mesmo das roupinhas de criança deles) :)

20 comentários:

  1. Very funny! O meu filho teve um fatinho desses tipo urso! Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Dicas para creche (mas acho que só aceitam a partir dos 3 anos, se calhar já é infantário, não percebo nada destas distinções). O Pinhão. O Pinhão. O Pinhão.
    O Pinhão, sempre! XD (nota-se que adoro o Pinhão?)
    Só roupinhas giras. Até me dá vontade de ter filhos a mim!

    ResponderEliminar
  3. A H&M tem mesmo uma colecção irresistível para crianças :) A camisola do Pluto foi a mais recente aquisição para o meu afilhado :)

    ResponderEliminar
  4. As roupinhas de bebé são irresistíveis 😊 eu não sou da zona mas a Me (do blog/facebook Eu, tu e os meus sapatos) teve a filha na academia dos príncipes em Telheiras. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fomos visitar, mas não se fez o clic ;) Mas obrigada pela sugestão :)

      Eliminar
  5. Essas escolhas são tão fofinhas :-) Imagino que te percas completamente!

    ResponderEliminar
  6. Estas a dar-me ideias sim! Estou a controlar-me, mas não sei até quando conseguirei! Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Roupa para bebé parece-me um assunto completamente diferente! É mais equiparável a comprar peluches adoráveis, se isto não soar insensível (é no bom sentido!) :P
    Compras online são uma coisa mesmo agradável :) sobretudo nos casos em que é difícil aceder aos produtos em espaços físicos!
    Os filmes 'antigos' do Mickey são tão engraçados :) embora eu os odiasse quando via o Mickey normal, era granuloso e estranho :P
    Acho que o do fantasminha é a coisa mais fofa de sempre :D embora o fato-urso esteja bem pertinho :P sobretudo no pormenor das almofadas das mãos (patas) :D
    Adoro os Looney Tunes Baby em geral :P
    São todas muito giras! Os fatos com capuz de animais ou bonecos com um bebé fofo dentro então, devem ficar demais ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também imagino sempre o meu bebé dentro daquelas coisas :D Tão querido :D

      Eliminar
  8. Já visitaste alguma creche da Misericórdia, Joana? A minha mãe trabalhou muitos anos numa e sei, por experiência, que são muito boas. Não costuma é haver vagas, mas há várias em Lisboa, se quiseres consigo arranjar-te uma lista (eu também trabalho na SCML, mas em lar de infância e juventude).
    Também gosto muito da roupa de bebé e criança da H&M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui na zona não encontrei nenhuma Teresa! Para nós é mesmo importante que consigamos ir a pé para a creche, para maximizarmos ao máximo o tempo que passamos com o nosso bebé. Mas se conheceres alguma aqui na zona de Telheiras agradecia :)

      Eliminar
  9. Olá Joana,
    As roupas são amorosas, eu tenho uma menina, e aí a complicação é ainda maior. Já agora, ela é fã dos queques e já ajuda a fazer :)
    Eu também me perdi, e a minha família seguiu-me os passos, pelo que muita da roupa dos primeiros tempos usou uma vez, ou nenhuma. Depois dela nascer deram-me também muitas coisas, e algumas troquei por tamanhos maiores.
    Quanto a creches não conheço nada em Lisboa, sou do Norte. Mas também tive muita dificuldade, ainda por cima na minha zona a escolha não é muita. Optamos pela que nos parecia mais familiar, era tudo amoroso, cuidado, com tantos detalhes... pessoal super prestável e simpático, pequena com ambiente familiar. Contudo veio a revelar-se a pior opção, por um lado, a A era filha da Engenheira tal e do Dr fulano, a B dos Drs tal,... depois não podíamos sair do hall de entrada, para não incomodar as crianças e as atividades (inicialmente pareceu-me aceitável a justificação). Mas um dia, na hora de a ir buscar, tive de amamentá-la e deixá-la mais um pouco, pois tinha de ir às finanças resolver qualquer coisa. Fui atendida no hall, como habitualmente, (eu tinha avisado) e não pude seguir a funcionária, esperei uns 5 minutos só depois pude entrar. Isto soou-me tão estranho que comecei a "forçar" entradas, pedia para ir à casa de banho, ou outra desculpa e percebi que tinham pessoal a menos, eu ia na hora da sesta e só estavam 2 funcionárias para as 3 salas, sendo que uma estava na copa a arrumar. Percebi também que de manhã limpavam algumas áreas enquanto recebiam crianças (a mesma funcionária fazia tudo), uma das vezes pousou o pano no balde e veio pegar na minha bebé sem lavar as mãos (devia pensar que o detergente do balde era o mais indicado) Claro que saiu de lá mal arranjei vaga noutro sítio, mas muita gente achava que eu era demasiado exigente. Por isso a sugestão é estar sempre atento, questionar, fazermos de detetives, pois afinal guardam o nosso bem mais precioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós metemos logo o nariz em tudo, vamos agora visitar duas das creches pela segunda vez (porque estamos indecisos entre ambas) e vamos novamente olhar para todos os cantinhos. Demasiado exigentes ou não, são as pessoas que vão tratar do meu bebé durante sete horas do dia!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />