8 de outubro de 2015

Rissóis de peixe para uma perfeccionista do rissol :D

Grammar: the difference between knowing your shit and knowing you're shit. 




Já vos contei aqui várias vezes que os meus amigos dizem que sou uma nazi da gramática. Mas não é a única temática em que sou nazi:

Também sou uma nazi do rissol.


Eu explico: para mim todos os rissóis são desapontantes, à excepção dos rissóis de camarão do Casarão do Castelo (em Leça da Palmeira) e da Cervejaria Galiza (no Porto). Todos os outros são um desfile de rissóis com demasiada massa, com pouco recheio, com um recheio desenxabido, com uma consistência demasiado elástica ou sem o devido apuramento de sabores. E nunca conheci outro rissol que me fizesse mudar de opinião.


Independentemente disso, continuo a fazer rissóis em casa: gosto de alisar a massa, gosto de formar os rissóis com um copinho e gosto de os ver transformarem-se deliciosamente em pequenas maravilhas. Gosto de os comer também, obviamente.


Mas não nego que nisto dos rissóis continuo, como uma boa nazi, a acreditar na supremacia de uma raça em detrimento de todas as outras. E, neste caso, são mesmo duas raças: a do Casarão do Castelo e a da Cervejaria Galiza.


Pode ser que um dia encontre um local cá em Lisboa com bons rissóis. Até lá, só me resta deliciar-me com estes rissóis de peixe :)


Rissóis de peixe

Ingredientes (para dez rissóis):

* Três lombinhos de peixe galo;
* Meia cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* Um fio de azeite;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* Uma colher de chá de ras el hanout;
* Uma pitada de sal;
* Molho de tomate q.b.;
* 100g de farinha de trigo;
* 15g de manteiga sem sal;
* Casca de meio limão;
* 160ml de água;
* Um ovo batido;
* Farinha q.b.;
* Sementes de sésamo q.b.

Confecção:

* Cozer o peixe galo e reservar a água da cozedura;

* Refogar a cebola picada e o alho picado num fio de azeite e juntar o peixe desfiado;

* Temperar com o pimentão-doce, o ras el hanout e o sal e juntar o molho de tomate;

* Deixar cozinhar e reservar;

* Colocar numa panela a água (usei a água de cozer o peixe), a casca de limão e a manteiga e aquecer até ferver;

* Retirar a casca de limão, colocar a panela em lume brando e juntar a farinha;

* Misturar muito bom até que a massa fique homogénea e comece a descolar-se do fundo da panela;

* Retirar do lume e estender numa superfície bem enfarinhada;

* Polvilhar com farinha e amassar ligeiramente;

* Deixar arrefecer durante quinze minutos;

* Enfarinhar e amassar novamente até a massa ficar lisa;

* Estender com o rolo e colocar uma colher de chá de peixe numa ponta da massa;

* Dobrar a massa e cortar com um copinho, unindo bem as pontas;

* Passar os rissóis por ovo batido e seguidamente pela farinha e as sementes de sésamo;

* Colocar num tabuleiro coberto com um fio de azeite e levar ao forno pré-aquecido a 190º durante aproximadamente trinta minutos, virando a meio.


Até amanhã! :D

20 comentários:

  1. Bom dia

    Experimente os rissóis da tendinha, no Rossio, em Lisboa, são muito bons.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Parece ser fácil de fazer :)
    Adorei estes rissóis,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  3. Atrevia-me a dizer para provares os meus! Modéstia à parte, acho que ficarias bem impressionada! Massa fininha q.b., nada elástica, muito bem recheados e, claro, saborosos! Por falar nisso ainda tenho alguns no congelador, tenho de lhes dar um fim! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eu também só gosto mesmo de uns rissóis que uma senhora faz! Mas eu própria nunca me pus a fazer. Os teus ficaram mesmo bonitos!

    ResponderEliminar
  5. Não gostas dos rissóis do Capa Negra? Também são bons (=

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca fui ao Capa Negra ;) É uma falha que tenho urgentemente de colmatar :P

      Eliminar
  6. Eu também sou muito esquisita em relação aos rissóis, a maioria são comestíveis mas não são memoráveis. Para compensar, faço-os eu e assim como tal e qual como gosto: massa fininha com um bom recheio apuradinho e com o ingrediente principal lá ( isto porque ainda não encontrei rissóis de camarão com o dito cujo lá dentro em abundância).

    Guloso qb

    ResponderEliminar
  7. Boa noite pode dizer-me o que é ras el hanonout? Obrigada

    ResponderEliminar
  8. Nunca fiz rissóis! Mas havia de gostar destes, com o ras-el-hanout à mistura.

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana!
    quando li o texto sorri e enchi-me de saudades, mergulhei em momentos deliciosos...eu gosto bastante de rissóis e raramente os como fora, acho mesmo que há uns anos que não os provo...eu também não como o "rissol de qualquer um". Para mim, os rissóis da mãe eram e sempre foram os melhores. Lá em casa fazia-se de todos os gostos, carne, camarão, bacalhau, atum e eram sempre deliciosos. Que saudades! Agora, que a mãe já não está cá fisicamente, vou ter que tentar reproduzir pois as saudades são mesmo muitas :) E os teus parecem deliciosos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso ninguém da minha família faz rissóis, mas há uma senhora lá em Leça que faz uns maravilhosos :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />