14 de julho de 2015

'Arroz' de couve-flor com camarões para um dente do siso falecido!

'You may not realize it when it happens, 
but a kick in the teeth may be the best thing in the world for you.'

Walt Disney




Talvez não se recordem, mas há uns meses fui tirar o meu primeiro (e, graças aos santinhos, único) dente do siso.

O dentista é meu colega de profissão (conhecemo-nos quando fomos internos do ano comum no mesmo hospital) e disse-me logo que aquilo não custava nada e que 24h depois estava pronta para outra. Avisou-me que a única coisa que iria doer seria a anestesia, mas que depois não ia sentir nem uma única dor.

Pois sim.


Eu estava bastante nervosa, mas efectivamente a anestesia não custou assim tanto. O pós-operatório imediato custou um bocadinho. Mas os dias seguintes foram um horror.

24h depois não estava decididamente pronta para outra.


O dentista tinha dito que no dia seguinte já poderia comer alimentos sólidos sem qualquer tipo de problema, e por isso dois dias depois arrisquei e cozinhei este arroz de couve-flor com camarões para levar para o meu almoço no hospital.

O problema é que ainda nem sequer conseguia abrir decentemente a boca, quando mais mastigar o que quer que fosse.


Demorei uma hora inteira a conseguir comer o prato todo, sob o olhar de pena dos meus colegas de trabalho. Eventualmente desisti e rendi-me às evidências: tinha sido, mais um vez, excessivamente optimista, e não ia conseguir mastigar num futuro a curto prazo.


Só uma semana depois é que voltei à minha capacidade de mastigação habitual. Pelo caminho ficou este prato, feito numa altura inglória e comido de forma dolorosa. Um prato saboroso e saudável, que marcou a despedida de um dentinho.


'Arroz' de couve-flor com camarões

Ingredientes (para duas pessoas):

* 200g de couve-flor congelada;
* Um fio de azeite;
* Meia cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* Uma colher de chá de mistura de especiarias italianas;
* Uma pitada de sal;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* 200g de miolo de camarão congelado.

Confecção:

* Descongelar a couve-flor, secar bem com um guardanapo e picar na picadora até obter a consistência pretendida;

* Numa wok, refogar a cebola picada e o alho picado num fio de azeite e juntar a couve-flor;

* Deixar refogar e temperar com as especiarias italianas, o sal e o pimentão-doce;

* Juntar o camarão e saltear, rectificando os temperos se necessário.


Até amanhã! :D

16 comentários:

  1. Olha, quando me nasceram os dentes do siso superiores não tive qualquer problema! Os de baixo estão, recentemente, a aparecer e há dias em que tenho dores horríveis! Felizmente estão a nascer no lugar certo (aparentemente)! Gostei desse arroz! Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, pelo que o dentista me disse eu tive sorte porque os de baixo são mesmo os piores!

      Eliminar
  2. Eu tive de tirar os 4 dentes do siso no espaço de um mês. Cada vez que me lembro dão-me arrepios. E além das dores e cara inchada e essas coisas da praxe, o pior foi que passei tanta fominha :P
    O "arroz" parece estar delicioso, e é uma ótima sugestão :D
    A couve-flor passa muito bem pelo arroz, nas fotografias não se nota nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não passei assiiiim tanta fome, mas já estava cansada de batidos e gelados, batidos e gelados! ;)

      Eliminar
  3. Desconhecia, mas parece-me bem, obrigada pela partilha.
    Os dentes do siso dão mesmo cabo de nós :(
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    Os dentes do siso são uma chatice, quando estão a nascer e quando temos de tratar deles.
    Adorei o teu arroz de couve-flor. Tenho uma pergunta, achas que se consegue dar sem saberem o que é e comerem como fosse arroz?
    O meu filho gosta de couve-flor mas o meu marido dispensa.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/07/tarte-de-courgette.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clara eu acho que se nota a diferença, mas não sabe a couve-flor. Sabe a molho :) O Pedro também não gosta de couve-flor e gostou do prato :)

      Eliminar
  5. Olá Joana,
    Gostei muito desta receita e nunca tinha pensado num arroz de couve flor.
    Quanto aos dentes do siso, para celebrar o seu desaparecimento (e doloroso) tens que voltar a fazer esta receita e celebrá-la (tb) como deve ser, degustando com prazer ;)
    Beijinhos.
    Ana França

    ResponderEliminar
  6. Ugh, eu tive que tirar os dois dentes do siso de baixo e custou-me muito a recuperação. Tive imensas dores e o dentista disse-me que não podia comer sólidos até tirar os pontos, o que demorou quase 1 semana de cada vez. Além disso, quando fui tirar os pontos do segundo dente ainda tinha a boca inchada e mal a conseguia abrir... ele abriu-ma à força :'(
    Para acabar a história de terror, depois disso fiquei com uma disfunção temporomandibular o/

    Esta receita de hoje não é para mim, que não gosto de couve-flor nem de camarão... mas continuo a adorar o teu blog ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que horror Mariana :O Comparado com isso, a minha recuperação foi fantástica então! :) Coitada :(

      O 'arroz' não sabe a couve-flor... Mas sabe a camarão :D

      Eliminar
  7. Ahahah, adorei o cartoon no fim =P

    ResponderEliminar
  8. Felizmente não tive de tirar nenhum dente do siso.
    Nesta receita, a couve-flor tem mesmo de ser congelada primeiro?
    Obrigada :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />