10 de junho de 2015

Shrimp Fried Rice e uma rotina diferente :)

When you're on the outside baby and you can't get in,
I will show you, you're so much better than you know.
When you're lost and you're alone and you can't get back again,
I will find you darling, and I will bring you home.

And if you want to cry,
I am here to dry your eyes.
And in no time, you'll be fine.

Sade




Quando o Pedro foi fazer o curso de oftalmologia para São Paulo a minha avó veio cá a Lisboa passar uns dias. E assim a minha rotina passou a ser radicalmente diferente do habitual.

De manhã acordava e já tinha o café com leite e o pão quentinho com manteiga na mesa. Não adiantou de grande coisa dizer à minha avó que agora não bebo leite nem como pão, e na verdade confesso que eventualmente desisti - afinal, quem é que consegue resistir a pão quentinho com manteiga? Não eu, certamente.


Depois pegava na marmita que a minha avó tinha organizado e saía para o trabalho. A meio da manhã comia a peça de fruta, ao almoço comia a sopa, o prato e a peça de fruta e ainda comia outra peça de fruta antes de chegar a casa, onde a minha avó insistia várias vezes para eu lanchar (e comer outra peça de fruta).

Seguidamente conversávamos sobre o nosso dia: eu contava como tinham corrido as minhas consultas e a minha avó relatava tudo o que tinha feito cá em casa e que incluía inevitavelmente lavar, arrumar, limpar, passar a ferro e aspirar - mesmo que tudo já estivesse imaculadamente limpo.


A minha avó ia fazer o jantar e eu ficava a organizar o dia seguinte. Jantávamos, arrumávamos a cozinha e depois eu entretinha-me com as minhas coisinhas e a minha avó via a telenovela. Às nove e meia já estava na cama.

Nunca dormi tanto. Nunca tive a casa tão organizada. Nunca fui tão certinha com as refeições no trabalho. Não fosse eu uma pessoa que aprecia a sua independência, confesso que me teria habituado àquilo.


Num dos dias em que senti falta da minha autonomia, expulsei a minha avó da cozinha e cozinhei eu o jantar. Decidi-me por um Shrimp Fried Rice que tinha visto num blog uns dias antes e meti mãos à obra.

Não tinha grandes expectativas em relação à reacção da minha avó. Ela é uma daquelas avós para quem nós nunca cozinhamos na perfeição, nunca limpamos bem o suficiente e nunca dominamos a arte de lavar a roupa no programa certo, por isso já há algum tempo que parei de suspirar por aprovação e admiti que esta é uma das características mais engraçadas dela.

Estava enganada, porque naquele dia a aprovação chegou. E só foi preciso um Shrimp Fried Rice para a minha avó mudar de ideias. Bolas, se eu sabia tinha cozinhado isto mais cedo!


Shrimp Fried Rice

Ingredientes (para duas pessoas):

* Duas colheres de sopa de óleo;
* Um ovo;
* Dois dentes de alho picados;
* Meia cebola picada;
* 50g de bacon cortado em cubinhos;
* 250g de miolo de camarão;
* Ervilhas congeladas q.b.;
* Arroz basmati cozido q.b.;
* Duas colheres de sopa de molho de soja.

Confecção:

* Colocar o óleo numa wok e juntar o ovo, mexendo bem;

* Reservar o ovo mexido e colocar na wok o alho picado, a cebola picada e o bacon;

* Juntar o camarão e as ervilhas e deixar refogar;

* Acrescentar o arroz basmati cozido e deixar fritar;

* Temperar com o molho de soja.


Até amanhã! :D

5 comentários:

  1. Gostei tanto deste arroz! Eu adoro arroz de ervilhas e ainda por cima com a adição das gambas, ui, adoro!

    ResponderEliminar
  2. Adoro arroz frito! :-) A tua avó afinal tem mais abertura a coisas novas do que pensavas! ;-)

    ResponderEliminar
  3. Achei piada à história do pão e do leite :P a minha avó não me conseguiria obrigar a beber leite, mas a comer sim :D às vezes essas mudanças curtas na rotina sabem bem, eu adoro. Não sei, há algo de especial em acordar cedo para fazer uma viagem, ouvir o som adormecido da casa, estar num sítio diferente, usar loiça diferente, comer coisas diferentes ou a horas diferentes... É bom :D claro que seria melhor se tivesses o Pedro contigo, mas a tua avó deve ter melhorado um bocadinho a situação chata :)
    Tens uma avó organizadora de marmitas? Que sorte :D é uma situação gira, viveres com a tua avó durante algum tempo :P até porque a tua avó parece engraçada :D
    Qual é a capacidade da tua marmita? haha :P
    (A tua avó estava só a zelar pela tua saúde - já que tomas um pequeno-almoço não paleo, depois comes imensa fruta para compensar! Assim percentualmente o «mal» é menor :P)
    Realmente tinhas tudo impecável e em ordem ;) também tinhas uma grande ajuda :P mas a quebra parece ter saído deliciosa :D
    A sério? Não me parecia comida de avó. A minha avó até é boazinha nisso, às vezes entusiasma-se imenso com o que eu faço (especialmente quando se trata de chili, tarte de flan ou bolo alemão) :) portanto tenho medo de fazer isto e ela cair para o lado com o choque ;)
    Nunca comi arroz frito, só massa frita, e achei delicioso :P mas o arroz também deve ficar bom, semi-crocante :P especialmente com esses camarões gigantescos :D

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />