8 de maio de 2015

Panquecas com molho de chocolate (paleo, sem glúten, sem açúcar) para uma tradição :)

Sunday morning, rain is falling.
Steal some covers, share some skin.
Clouds are shrouding us in moments, unforgettable,
You twist to fit the mold that I am in.

But things just get so crazy, living life gets hard to do,
And I would gladly hit the road, get up and go if I knew
That someday it would lead me back to you.
That someday it would lead me back to you.

That may be all I need,
In darkness, she is all I see.
Come and rest your bones with me.
Driving slow on Sunday morning,
And I never want to leave.

Maroon 5



Quem acompanha o meu blog há algum tempo sabe que cá em casa somos pessoas de tradições - temos o jantar mexicano da Sexta-feira, a Terça-feira da pizza, o encontro anual da final da Liga dos Campeões, os nossos dias, a casinha de gengibre do Natal e a montagem da árvore de Natal e do presépio no dia 1 de Novembro, entre outras.

Entretanto vimo-nos perante a necessidade de moldar algumas das nossas tradições ao nosso dia-a-dia: umas foram desaparecendo, outras foram surgindo e outras foram simplesmente mudando. No fim nós fomos crescendo, e as nossas tradições foram crescendo connosco.


De facto, o jantar mexicano passou a não ter propriamente um dia definido - fruto também da alteração das nossas rotinas, que passaram a ser um bocadinho mais caóticas. A Terça-feira da pizza desapareceu por completo por causa da nossa busca por uma alimentação mais saudável. Ainda tentámos criar uma Quarta-feira do frango no churrasco, que acabou em desgraça quando o senhor das entregas ao domicílio foi extremamente antipático comigo. 

Mas pelo meio há outras tradições que não mudam.


Sempre tivemos a tradição de fazer panquecas para o pequeno-almoço do dia de Natal, e era já uma semi-tradição fazermos panquecas para o pequeno-almoço de Domingo. Quando nos tornámos paleo vimo-nos perante a necessidade de adaptar a tradição ao nosso novo regime alimentar, e assim surgiram estas panquecas paleo.


São boas? São. São mais leves do que as panquecas normais, o que vos permite comer seis de uma assentada sem ficarem com a barriga cheia? Sim. Ficam óptimas com o molho de chocolate por cima? Sem sombra de dúvida. Fazem frente às panquecas com farinha de trigo? Pois.

Não. Lamento.


Não me interpretem mal: as panquecas ficam muito boas, especialmente por causa do sabor leve a avelã (que misturado com o molho de chocolate nos dá a leve ilusão de que estamos a comer panquecas com sabor a Nutella). Mas a consistência diferente faz com que seja necessário algum tempo de adaptação, que creio depender de pessoa para pessoa: o Pedro só precisou de uns cinco segundos, mas eu confesso que precisei de uma ou duas semanas.


No fim, também esta tradição foi crescendo connosco. Porque não estamos preparados para desistir das nossas panquecas do pequeno-almoço de Domingo. E porque uma alimentação mais cuidada não implica que deixem de comer aquilo que gostam. É apenas uma questão de se permitirem ter algum tempo de adaptação :)


Panquecas com molho de chocolate (paleo, sem glúten, sem açúcar) (receita adaptada do blog 'Civilized Caveman Cooking')

Ingredientes (para doze panquecas pequenas):

Para as panquecas:

* Três bananas;
* Três ovos;
* Meia chávena de manteiga de avelãs caseira (receita aqui);
* Uma colher de chá de canela.

Para o molho de chocolate:

* 112g de chocolate com pelo menos 70% de cacau;
* Uma chávena de leite de avelã;
* Uma pitada de sal;
* Uma colher de sopa de xarope de seiva de ácer;
* Uma colher de chá de essência de baunilha.

Confecção:

* Para o molho de chocolate juntar o chocolate com três colheres de sopa de leite de avelã e levar a lume médio até começar a derreter;

* Retirar do lume, mexer bem até o chocolate ficar completamente derretido e juntar o leite restante, a pitada de sal e o xarope de seiva de ácer;

* Levar novamente ao lume, batendo bem com uma vara de arames até engrossar ligeiramente;

* Acrescentar a essência de baunilha e deixar arrefecer;

* Para as panquecas, juntar todos os ingredientes e triturar com a varinha mágica;

* Untar uma frigideira anti-aderente com um pouco de manteiga e levar a lume médio até aquecer;

* Colocar uma concha de massa pequena de massa e virar a panqueca do lado oposto após cerca de trinta segundos;

* Repetir o processo até terminar a massa;

* Servir as panquecas cobertas com o molho de chocolate (ou com xarope de seiva de ácer) (ou, se estiverem a sentir-se particularmente gulosos, com os dois!) :)



Até amanhã! :D

10 comentários:

  1. de fácil adaptação ou não... têm um aspecto divinal.

    ResponderEliminar
  2. Adoro umas boas panquecas e essas são mesmo tentadoras!

    ResponderEliminar
  3. Uma excelente sugestão para quem como eu não pode comer as panquecas "normais" :)
    Vou ter que experimentar!
    Beijinhos Joana :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois diz o que achaste Cátia :D

      Beijinhos e bom fim-de-semana :D

      Eliminar
  4. Acho que nunca vi ninguém com tantas tradições como tu :P eu acho que são giras, é uma coisa engraçada, mas não ia conseguir manter assim tantas. O Natal e as férias chegam :P
    (E a da casinha de gengibre, tenho de começar a da casinha de gengibre!)
    The Evolution of Traditions by the Means of Mutual Selection?
    (Sim, porque as receitas também te escolhem a ti e não há mais nenhuma palavra que se adeque minimamente ao contexto e seja semelhante a «natural» :P)
    Quarta-feira do frango no churrasco é hilariante :P agora que me lembro também já tive essa - às quintas-feiras comia sempre frango de churrasco que o meu pai comprava :) há que tempos que não compro frango de churrasco :P
    Panquecas no dia de Natal é giro, até porque panquecas são totalmente bolachas gigantes e fofas :) e ainda por cima temáticas, que têm forma de bola de neve! :D
    Panquecas ao Domingo é muito giro! Já é cliché, mas continua a ser giro :)
    Não têm muito a ver por terem aveia, que é cereal e não paleo e isso, mas eu já fiz várias vezes panquecas sem trigo e sem açúcar e não acho que sejam piores do que as normais. Se calhar é porque só fiz as normais 1 ou 2 vezes... Tenho de fazer panquecas «normais» qualquer dia :) mas não têm de ser réplicas uma da outra... A fixação de alguns bloggers (maioritariamente estrangeiros) de dar a entender que as coisas são todas «better than the tradicional ones and GOOD FOR YOU» é exagerada. Há coisas que são, há casos em que prefiro honestamente, mas às vezes cada coisa é boa por si, embora obviament estas panquecas sejam indissociáveis de, hm, panquecas. :P
    Também não noto que encham menos, mas se calhar isso é porque como imensas :P e sempre tem farinha à mesma. Pronto, eu vou deixar de fazer comparações inúteis. :)
    Já tentei fazer as famosas banana-egg pancakes e não resultou nada bem :P essas parecem mais infalíveis! Gostei mesmo do aspecto das bordas :) parece imenso uma saia de tule :P ou uma saia de carrossel de espanhola criador de enjoos :P
    112g? A sério, essas medidas aterrorizam-me :P porquê essa medida? Assustador. :P
    Qualquer coisa de avelãs (leite, farinha, manteiga, extracto) misturada com chocolate = coisa que parece mesmo boa por fazer lembrar Nutella :P adorei o molho (deve ser fenomenal!) e o aspecto dessas panquecas :D eu acho que não precisava de adaptação nenhuma ;)
    (Com os 2? Que estranho! :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando vi o aspecto da massa também achei que não ia resultar, mas depois meti o Pedro (A.K.A. o mestre das panquecas) a virá-las e correu lindamente :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />