29 de abril de 2015

Rio de Janeiro (parte 3)!

Passámos todo o terceiro dia da nossa viagem ao Rio de Janeiro a visitar a Floresta da Tijuca e a subir a pé até ao Pico da Tijuca, que tem 1021m de altura.

Passar um dia inteiro das férias a trepar como uma cabrinha da montanha pode parecer vagamente masoquista, mas a verdade é que mal os nossos olhos bateram pela primeira vez no mapa do Rio de Janeiro nós soubemos que tínhamos que visitar aquela enorme mancha verde bem no centro da cidade. Como estamos ambos numa forma física razoável, gostamos de fazer caminhadas e adoramos estar no meio da natureza pareceu-nos uma forma maravilhosa de passarmos o dia. Não estávamos enganados. Querem ver? :D

Tentativa de pequeno-almoço semi-paleo: fruta, ovos mexidos, queijo, sumo de frutas e café com leite :)


Chegááááámos! (à entrada do parque) :)
Estamos super preparados para subir ao Pico!
Olhem só que informações tão interessantes!
Cascatinha? Vamos lá espreitar!
Perdidos? Mas como? Isto parece um caminho tão simples!
Se calhar se continuarmos a andar por estas árvores chegamos a algum lado!
Olha um quati perdido também :D
Podes ajudar-nos a encontrar o caminho?
Bem, isto já parece civilização!
Vamos só tirar mais umas 823462342534729385245920974 fotos aos quatis :D
Obrigada :D
Bem, de facto encontrámos a cascatinha!
Vamos continuar pela estrada para não nos perdermos ok?
Olha uma preguiça! :D
(Gritinhos histéricos) (baixinho, para não assustar a preguiça)
Vou só tirar 143 fotos da preguiça, que vão ficar todas iguais porque a modos que as preguiças não se mexem muito!
Vá, vamos continuar. Já passaram duas horas do pequeno-almoço e já temos uma certa fominha. De certeza que há por aí algum sítio onde podemos comprar comida... Certo?
Senhor esquilo, não nos quer dar uma dessas sementes que está a comer? Não? Bem, vamos continuar então (snif).
E se fôssemos outra vez pelo meio das árvores? Aí de certeza que encontramos comida!
Mmmm talvez não. Se calhar não tinha sido mal pensado infiltrarmo-nos naquele piquenique que estava lá atrás.
Bem, pode ser que a iluminação divina nos traga comida!
Vamos distrair-nos tirando fotos a árvores engraçadas :)
A natureeeeeeza :D
Abeeeeelhas. Será que têm mel? Tenho fome!
Vamos ali ao Centro de Visitantes ver se ainda falta muito (e se há comida!)
Txiiiii ainda falta imenso!
Estas formigas até parecem apetitosas...
Bem, não vamos desistir agora!
Estamos muito contentes por termos trazido calçado super apropriado para caminhar!
É melhor concentrarmo-nos novamente nas árvores giras :)
E na natureza :)
Perdidos outra vez? COMO?
Se calhar é melhor voltarmos para trás!
Boa, encontrámos o caminho! Só estivemos perdidos durante uma hora, podia ser pior!
Pronto, a partir daqui é sempre em frente durante uma hora. Fácil, certo?
Pico da Tijuca, aqui vamos nós!
Mal podemos esperar por subir tudo!
ASSUSTADOR! :O
Estas escadas na pedra com vista para a imagem anterior fazem-nos sentir super seguros! (excepto que não)
CHEGÁMOS! :D
Pequeno aparte: eram oito da manhã quando tomámos o pequeno-almoço e nove quando chegámos à Floresta da Tijuca. Eram três da tarde quando chegámos ao Pico, depois de termos passado as últimas seis horas (SEIS!) a andar e a trepar sem comer rigorosamente nada. Tínhamos apenas meio litro de água entre os dois e só passámos por um bebedouro. E não sei se foi do cansaço, da hipoglicémia, da desidratação ou da hipoxémia da altitude, mas isto foi quase uma experiência metafísica. Chegar lá acima foi simplesmente extraordinário. Sentimo-nos fortes, sentimo-nos invencíveis, sentimo-nos bem pequeninos quando comparados com a imensidão da paisagem.

Tenho muita, muita pena que as fotos não façam justiça à perfeição daquele momento.

A Pedra da Gávea!
Estávamos tão altos! :O
(O Pedro até teve um ataque de vertigens!)
Já a descer pelas escadas super seguras!
(E a desejar chegar lá abaixo depressa porque tínhamos fome!)
Tudo o que o sol ilumina é o nosso reino!
O coitado do Pedro a descer de rabo no chão :P
E se demorámos seis horas para subir, demorámos apenas duas e meia a descer. Quase voámos! :D
Directamente para um pratalhão gigante de carne e feijão :D :D :D :D
Agora vamos a votos: vocês acham que somos masoquistas? Sim ou não? :D

Até amanhã! :D

10 comentários:

  1. Deviam ter levado mais água na mochila e alguma fruta do pequeno almoço do hotel para irem comendo. Olha, eu à fome, não fazia o meu fofinho dar meia dúzia de passos em direcção ao monte lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O hotel só tinha a fruta em salada de fruta mesmo :/ Íamos super convencidos que íamos encontrar comida algures, nem que fosse pelo caminho. Mas parece que estávamos enganados ;) Foi uma experiência gira, mas para a próxima levo comida ;)

      Eliminar
  2. Nada masoquistas! Com uma paisagem dessas qual cansaço, qual fome, qual quê!

    ResponderEliminar
  3. sim, sem dúvida.. eu já tinha desistido a meio!!
    beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chegou a ocorrer-nos, mas estávamos mesmo curiosos para ver a vista! :D

      Eliminar
  4. Ui... Eu cá não dava para ir para as alturas com 6horas sem comer :-( Acho que também ficava com vertigens!!!
    Gostei da foto do Pedro a descer de rabo no chão... Acho que o meu marido nem sequer se atrevia a ir lá acima, ainda p'ra mais porque essas escadas parecem dar uma sensação de segurança acima de tudo eheheheheh!!!
    Gostei das fotos todas e das legendas principalmente, estou amar 'a minha viagem ao Brasil' :-)

    Obrigada...
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, as escadas foram um pesadelo. O coitado do Pedro viu-se mesmo aflito :/ Mas agora em retrospectiva até achamos cómico :D

      Eliminar
  5. Gostei particularmente deste post do Rio de Janeiro! Pela «narração» e pelas fotos mais próximas da natureza :) e eu que não gostava nada do meu livro sobre plantas!
    (Em minha defesa, era verde, songamonga e chato.)
    Dói só de ler :P mas também parece mesmo giro :D
    Essa fruta é engraçada, parece mais... húmida? Do que o costume :) é quase paleo, tens um desconto por estar de férias! Mas agora que esse desconto foi utilizado, porque é que os talheres estão DO LADO ESQUERDO? :P
    (Isso é quase como usar o relógio na mão esquerda. Como é que 90% da população não se apercebe do pouco jeitinho que dá?!)
    Os três corações na chávena ao longe parecem um mocho todo hipster :P
    «Tijuca» é uma palavra mesmo gira :D
    Graffiti enervante :P ainda se fosse bonito!
    Gostei do ponto de exclamação no placar, que entusiasmo numa descrição formal :P
    As fotos estão tãão giras :D acho que consigo sentir a frescura e o sossego com casuais movimentos de folhas!
    Que giroo, um quati :D o nome é tão adorável como o quati! Pobre quati perdido :(
    (Tem mãos engraçadas de coala!)
    Tem um focinho comprido :) faz-me lembrar de papa-formigas. Eu adoro papa-formigas.
    (A minha avó não acredita em papa-formigas. :P)
    ...Porque é que agradeceste ao quati? Por te guiar «na escuridão» ou por abandonar o grupo e te deixar tirar fotos à sua beleza a sós?
    A estrada parece ter remendos, é giro :D
    Que. Giro. Uma preguiça. :D
    Como se a preguiça fosse mexer dali :P haha
    É tão engraçada :D
    Deviam ter «estações de serviço» no meio do monte! :D
    O esquilo ficou com cara de mau!
    Deve ser um sítio agradável para fazer exercício :)
    Que árvore artística e flexível que aí está! :)
    Nãão, essas formigas parecem assustadoras. Odeio fotos de perto de moscas e formigas, parecem monstros.
    Com essas condições nem dá para explorar direito! :)
    Essa árvora parece um tubarão de braços (sim, porque é um tubarão especial com braços) e boca abertos! É giro :)
    Esses pedregulhos são tão giros :D
    A vista de cima é tão linda! Valeu totalmente a pena, pensa em todos os leitores do blog que se deleitaram com as imagens ;) e vocês, claro! Ao vivo ainda deve ser melhor :)
    Acredito que as fotos não façam justiça ao momento, mas estão tão espectaculares que dizer que não lhe fazem justiça é fazer-lhe justiça, porque estou a imaginar algo de fabuloso! Sendo a alternativa à experiência mais «sobrenatural» desfalecer, parece-me um óptimo desfecho :P
    7h sem comer, a trepar e com um copo de água? Malucos. :P
    Paisagem de filme :D
    (Filme muito bom e relacionado com a natureza. Pronto, o que eu quero mesmo dizer é paisagem de Rei Leão.)
    Odeio o sentimento de descer sem controlo :P
    Prato bem merecido :D
    Só um bocadinho :P mas em formato «poll» era melhor ;) de qualquer das maneiras acho que a hipótese do masoquismo pode ser esquecida depois das fotos lindas de morrer :D
    (E eu acho que aí lá para o meio atingiste o nirvana.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou canhota a comer! Daí estarem do lado esquerdo! ;)

      Foi mesmo uma maluqueira. Mas foi uma boa maluqueira :D Lá para o meio atingi mesmo o nirvana, mas deve ter sido por causa da desidratação ;)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />