8 de dezembro de 2014

Queques de sidra de maçã para um jantar mistério :D

Now is the time for you and I to cuddle close together.
All throught the night I'll save you from terror on the screen,
I'll make you see...
'Cause this is thriller, thriller night.
And no one's gonna save you from the beast about to strike.
You know it's thriller, thriller night.
You're fighting for your life inside a killer, thriller tonight.

Michael Jackson


Há anos que queria organizar um jantar mistério, provavelmente por culpa da minha infância repleta de livros da Agatha Christie e do Sir Arthur Conan Doyle.

A ideia é simples: juntam-se alguns convidados que têm o objectivo de soluccionar um crime (normalmente um homicídio) enquanto comem. Cada convidado tem o seu papel pré-definido e tem acesso a algumas partes do seu guião antes do jantar, mas só o assassino sabe quem cometeu o crime. Durante o jantar cada personagem representa o seu papel e revela os seus segredos, até que o vil criminoso seja descoberto ou revelado.


Há algumas alternativas se quiserem viver o vosso próprio jantar mistério. Há locais em Lisboa que organizam esse género de eventos, podem comprar pacotes já construídos com tudo incluído... Ou, se forem masoquistas, criativos e uns génios do crime em potência (como eu) podem escrever o vosso próprio guião.


Foi o que eu fiz. Sondei os internos, inventei um crime, criei nove personagens diferentes e escrevi os seus guiões. A noite de Halloween revelou-se perfeita para o nosso plano, e foi assim que nove internos (tecnicamente seis internos, dois alunos do sexto ano e um namorado) passaram a noite no hospital a descobrir quem tinha assassinado o chefe de serviço da Medicina.

Eu sou suspeita, mas acho que foi incrivelmente engraçado.


Apesar de ter sido bastante desafiante, criar de raíz o meu próprio jantar mistério foi espectacularmente divertido. O assassino surpreendeu toda a gente e a história terminou com tanto drama que rivalizou com uma ópera do Puccini - por isso confesso que acabei a noite a sentir-me muito orgulhosa do meu trabalho.


Também estes queques estiveram envolvos em muito mistério. Dei-os a provar às minhas cobaias do costume, e tal como no jantar também ninguém descobriu qual era o segredo: estes queques não têm gordura adicionada.

E são igualmente deliciosos, sem serem criminosos.


Queques de sidra de maçã (receita adaptada do blog 'Baked By Rachel')

Ingredientes (para dez queques):

* Uma chávena e meia de farinha de trigo;
* Uma colher de chá de fermento;
* Meia colher de chá de bicarbonato;
* Uma pitada de sal;
* Uma colher de chá de canela;
* Dois ovos;
* Meia chávena de açúcar branco;
* Meia chávena de açúcar amarelo;
* Três quartos de chávena de sidra de maçã;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;

Para a cobertura:
* Meia chávena de açúcar mascavado;
* Uma colher de chá de canela.

Confecção:

* Juntar a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e a canela e misturar bem;

* Numa tigela à parte bater o ovo com um garfo e juntar o açúcar branco e o açúcar amarelo, batendo bem;

* Acrescentar a sidra de maçã e a essência de baunilha, mexendo bem;

* Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar apenas até ficarem ligados;

* Colocar a mistura em forminhas e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante sete minutos;

* Baixar a temperatura para os 180º e deixar cozinhar durante treze minutos;

* Passar pela mistura de açúcar mascavado e canela e deixar arrefecer.



Tenham uma óptima Muffin Monday :D

8 comentários:

  1. Parecem excelentes! E sem lactose! :-) Hoje também publiquei uma receita com sidra!

    ResponderEliminar
  2. Estes queques surpeenderam-me...Pela receita em si que parece ser muito simples! Só ficou mesmo a faltar uma foto deles 'trincados' para ver o interior :-) E sem gordura adicionada... Tanto melhor!!!
    Quanto ao jantar mistério é que nem comento... Joana, onde é que vais buscar tanta imaginação e além disso tempo para conjugar tudo... O guião da tua própria vida esse sim é que é interessante :-) Ou viveres a vida sem guião... Das duas uma e esta segunda opção parece-me bastante interessante ;-)
    Gostei muito desta receitinha... Mas isso já nem é novidade, porque adoro todas as tuas receitas!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso normalmente tiro fotos ao interior dos queques, mas neste caso parece que me esqueci :)

      A ideia do jantar mistério deve ter surgido depois de ter lido um livro do Poirot em que ele era convidado para um jantar e o anfitrião morria à mesa e ele tinha que descobrir qual dos convidados era o assassino :D

      Obrigada :D

      Beijinhos! :)

      Eliminar
  3. Eu já me tentei conter no post de receitas da semana, MAS não consigo evitar: nessa primeira foto (e nas outras semelhantes) os muffins parecem a Meg e o Peter do Family Guy naquela cena que aparece imensas vezes, incluindo numa publicidade de há algum tempo na Fox. :P não consigo deixar de ver essa cena de cada vez que olho para a foto!
    Eu (sou uma egocêntrica de inícios de parágrafos) tinha visto no facebook uma menção a isso e fiquei muuito curiosa :P pensei "Oh-Meu-Deus não sei bem o que é mas parece tãão espectacular!". E depois passei uns minutos num debate interior - será que é mesmo um JANTAR MISTÉRIO? Com pessoas? E papéis tribuídos e um assassino? Não pode ser. Se calhar era estranho, mais do que parece em teoria. Será que é uma história de um jantar mistério escrita, estilo Agatha Christie? Não era tão fixe :P acabei por desistir, e ainda ontem me lembrei disso (e adormeci a desejar secretamente que acalmasses a minha alma inquieta com um post sobre o assunto - obrigada, Deus dos Blogs).
    Parece TÃO giro! Será que a minha avó gostava? :P soa mesmo bem, só não sei se depois é tão divertido como parece. Isso também acomtece nos policiais - tenho sempre as expectativas em alta, espero que seja perfeito e enigmático, mas normalmente fico um bocadinho desiludida porque não é nada de transcendente. Leio livros com crimes e suspense desde pequena, e agora quando os leio fico um bocado triste por não ser tão bom como me lembrava. Também era menos exigente e gostava de ler Uma Aventura, mas mesmo assim estava à espera de uma coisa sem falhas, sem linguagem de bebé, sem pretensiosismo, sem pormenores um bocado estúpidos nem desfechos óbvios ou irrealistas. Mas principalmente na maneira de escrever... Não sei, às vezes esperava melhor. Mesmo se for Agatha Christie ou Conan Doyle. É como o CLUEDO - aquilo dá ideia de ser misterioso e enigmático e tal, mas depois uma pessoa joga e fica muito aquém das expectativas porque um jogo de tabuleiro não imita assim tão bem o suspanse numa casa vazia em que houve um homicídio. De qualquer das maneiras se assim fosse o Monopoly ia ter ainda mais fãs...
    Se calhar sou eu que estou em negação (quanto aos livros, o CLUEDO é só um exemplo sobre-explorado). OU é da tradução. É totalmente da tradução, tenho de ler os originais. Obrigada pela ideia, estou entusiasmada para ler os originais :P é brilhante! Uma epifania destas só num post de muffins. Se não resultar queimo os livros.
    A sério, sítios que organizam e pacotes? Estou mesmo fora do assunto, nem imaginava :P
    (No início do post ainda pensei "que trabalheira" e "provavelmente EU não conseguia fazer nada de jeito, MAS... Quero TANTO fazer um!)
    Como "passaram a noite no hospital"? :P pensei que fosse tipo... Um jantar :P
    Acredito que tenha sido giro, parece um espectáculo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi muito divertido, principalmente porque depois a malta começa a aparvalhar e é engraçado :D Estava com medo que a interligação dos guiões não fizesse sentido, mas no fim correu tudo bem. Ainda tenho os guiões todos, se quiseres :D

      Nunca joguei Cluedo, mas no fundo isto é uma espécie de jogo do polícia e do ladrão mais desenvolvido :D

      Foi um jantar... No hospital :D Encontrámo-nos na cantina às 9, pedimos umas pizzas (a comida da cantina à noite é sinceramente má), andámos naquilo até às 11, a cantina fechou, mudámo-nos para uma das enfermarias para terminar o enredo e saímos por volta da meia noite e tal :D E tudo isto na noite de Halloween, o que foi ainda mais giro :D

      Eliminar
  4. Colei metade do comentário e não sei "que metade foi" (ignoremos a imprecisão). Eu sei que se está a tornar caricato, MAS desculpa se repetir alguma parte :P
    Continuando...
    A sério, sítios que organizam e pacotes? Estou mesmo fora do assunto, nem imaginava :P
    (No início do post ainda pensei "que trabalheira" e "provavelmente EU não conseguia fazer nada de jeito, MAS... Quero TANTO fazer um!)
    Como "passaram a noite no hospital"? :P pensei que fosse tipo... Um jantar :P
    Acredito que tenha sido giro, parece um espectáculo!
    Eu apostava nos queques para assassinos. Não sei quantas vítimas fizeram, mas podes acrescentar uma :P que bom aspeto! Pronto, já estás a renovar o meu stock de receitas de muffins estupidamente atractivas :)
    (Adorei a primeira foto da receita original, aquelas letras a contornar perfeitamente o muffin... :P MAS, sem querer desfazer e admitindo que provavelmente eu não faria melhor, aqueles mini cheesecakes de eggnog têm um ar mesmo estúpido. :P)
    O quê, queres dizer que não os banhaste em manteiga para cobrir com açúcar? Blasfémia! Ninguém diria, estão bonitos à mesma. E parecem nachos/cheetos por causa do aspeto "suja as mãos de cor de laranja e deixa um pozinho por todo o lado". O que, diga-se de passagem, não é nada mau ;)
    Eu tenho a mania que o açúcar mascavado não presta na maioria das vezes. Esse parece do bom! É que alguns são muito... Não brilhantes. E finos (grão 10x mais fino do que o suposto "açúcar em pó" traidor do E Leclerc) , sem graça, sem cor alegre, a saber estranho (canela podre-estranho) e sugerir a palavra "marrom" (D:). E depois há aquele "puro de cana", que reluz, é crocante, tem uma cor alegre e grãos de meio quilo. Que eu compro sempre, apesar de ser caro como tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eggnog é um conceito tão estranho para mim que tudo o que leva eggnog deixa-me pouco atraída ;)

      Vá, eu banhei alguns em manteiga para os cobrir com açúcar. Mas ficaram gordurosos demais para o meu gosto, gostei mais dos outros :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />