8 de outubro de 2014

Tartes de queijo de cabra e tomate cherry para um segredo :)

Baby, oh the secret's safe with me,
There's nowhere else in the world that I could ever be.
And baby don't it feel like I'm all alone,
Who's gonna be there after the last angel has flown?

Pink


Eu sou particularmente má a fazer surpresas e a guardar segredos. Sou péssima a mentir, faço sempre uma cara altamente comprometedora e sou terrivelmente esquecida, o que juntamente com o facto de não pensar antes de falar faz com que frequentemente revele mais do que o suposto sem querer.


O Pedro costuma dizer que eu não teria jeito para criminosa porque sou má a disfarçar, imensamente desastrada e demasiado distraída. Pessoalmente acho que sou apenas sincera, mas reconheço que às vezes me envolvo em chatices porque simplesmente não consigo manter a boca fechada. Não faço de propósito, por maldade ou por coscuvilhice: sou genuinamente desbocada, pronto.

Mas não desta vez.


O texto original destas tartes era completamente diferente e contava um episódio muito caricato que aconteceu durante o meu casamento. Não tinha rigorosamente nada de mal e era até bastante divertido, mas envolvia outras pessoas que não se sentiram à vontade para ver esta situação aqui exposta. Por isso (e como é óbvio) mudei o texto.


Lamento, mas hoje vou guardar este segredo dentro de mim. E talvez com o tempo me torne melhor a mentir, a esconder a minha cara altamente comprometedora e a decorar o que devo dizer. Talvez com o tempo me torne uma mestre do disfarce, deixe de cometer deslizes e fique extremamente atenta aos detalhes.


E quando esse dia chegar tenham muito, muito medo. Porque com a minha imaginação fértil, o meu andamento de livros da Agatha Christie e o melhor sidekick do mundo eu vou ser a criminosa perfeita.


Tartes de queijo de cabra e tomate cherry

Ingredientes (para quatro tartes):

* Uma placa de massa folhada rectangular;
* Um queijinho de cabra;
* Oito tomates cherry;
* Uma gema batida com duas colheres de sopa de água.

Confecção:

* Cortar a massa folhada em círculos e colocá-la nas formas;

* Cobrir com o queijo de cabra cortados em pedaços e com dois tomates cherry cortados em metades;

* Pincelar a massa folhada com a gema;

* Levar ao forno pré-aquecido a 190º durante quinze a vinte minutos.


Até amanhã! :D

2 comentários:

  1. Eh pá... E não é que agora fiquei curiosa com essa peripécia no teu casamento? Mas é legítimo... Se mete outras pessoas contém-te Joana e faz como quando éramos pequeninos (fechar a boca como um fecho éclair - não sei se fazias isso) e não contas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Crimes perfeitos? Existem! Eu cá acho que existem muitas mortes que passam por ser naturais e são crimes perfeitos, mas isto sou cá eu que também leio muitos livros desse género :-)

    Quanto às tartes, nem sei que diga... Umas tartes dos Deuses :-) Lindas que só elas, aquele tostadinho em cima... Humm!!! Apetece-me dar-lhes uma valente trinca!!! Ainda bem que a receita é só para 4 de cada vez... Senão... Ui ui!!!

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que não sou muito má a mentir, mas faço questão de evitar portanto não tenho a certeza :P o pior é controlar a vontade de rir, se for uma brincadeira (e 50% das brincadeiras são inventar coisas idiotas com uma tentativa de cara séria).
    para fazer surpresas... Não é que não consiga manter o segredo, consigo, mas estou sempre a rebentar de entusiasmo e com demasiada vontade de descoser. Há algum tempo ganhei 100€ em brinquedos e comprei uns 10 para dar ao meu irmão ao longo do ano quando precisasse de elementos para chantagem, dei-lhos todos em menos de um mês :P e uma vez nos anos dele encomendei uns brinquedos de um programa que ele via na TV... como eram grandes, um bocado caros e se pagava portes (eram usados) comprei logo 4 para deixar para o Natal, mas acabei por dar 3 nos anos e 1 no sábado a seguir :P acho que fiquei mais feliz do que ele! :P
    (E ele faz anos em Fevereiro, por isso podes ver que não sou muito boa a avaliar as minhas capacidades de resistência...)
    Pode ser chato, mas acho que é melhor do que seres mentirosa ou dissimulada... Até é bom sinal ;) mas claro que não existem só os dois opostos.
    (Há pessoas com uma facilidade assustadora a mentir. A sério, não estou a queixar-me de gente má, estou a dizer mesmo que é uma coisa estranha - não sei se é um problema ou isso, mas conheço algumas que adulteram completamente a realidade, mesmo que seja em coisas mínimas e pormenores. Eu acho que é tremendamente perturbador e tento fugir :P)
    Fazes sempre isso! Que injustiça, agora fico curiosa :P vou ficar a tentar adivinhar que episódio num casamento se pode relacionar com queijo de cabra e tomate...
    És a mestre de fazer posts sobre assuntos de posts! :)
    Uui, já estou a tremer :P
    Não sabia que gostavas de policiais/suspense... Ou esqueci-me :P
    Os livros da Agatha Christie até têm uma atmosfera especial!
    Qual das tartes é o sideckick? :P
    Estão mesmo giras! Normalmente quando o tomate vai ao forno fica seco e estranho, mas aí até parece fresquinho :) as cores ficam giras, a expressão "queijinho de cabra" dá logo vontade de fazer a receita e estão douradinhos na perfeição!
    (Porque às vezes "douradinhos" é eufemismo de "carbonizados" :P)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />