24 de outubro de 2014

Mousse de chocolate paleo (sem açúcar) para uma vilã dos filmes :D

I cheated myself like I knew I would.
I told you, I was trouble, you know that I'm no good.

Amy Winehouse


Adoro ter a casa cheia de amigos. Seja para lanchar ou para jantar, para encomendar umas pizzas ou para eu fazer um dos meus jantares temáticos rebuscados, para celebrar um acontecimento especial ou para passar horas a aparvalhar, tudo é válido quando queremos estar com aqueles de quem gostamos.

Ao longo do tempo tive de aprender a lidar com as especificidades alimentares dos meus amigos, e na hora de organizar jantares é preciso pensar em alternativas para quem não come carne, peixe, ovos, soja, chocolate, feijão, tomate, picante, natas, cebola, manga, coco ou frutos secos. Não é fácil, mas seguramente que não é impossível: basta ter um acompanhamento consensual, uma sobremesa de limão ou frutos vermelhos e Bongo de oito frutos e garanto que ninguém fica com fome.

Apesar disso, confesso que foi verdadeiramente refrescante ser a minha vez de ficar esquisitinha.


A meio da nossa paleo week a Joana e o Bernardo vieram jantar cá a casa. Avisei-os logo que o jantar seria paleo e que não esperassem propriamente folhadinhos de alheira ou sobremesas decadentes, e eles lá aceitaram contrariados as minhas condições.

O jantar foi Boeuf Bourguignon (sempre um êxito) acompanhado de uma bela salada. E na hora da sobremesa decidi pregar-lhes uma partida. Retirei do frigorífico a mousse paleo extremamente gulosa (mas saudável) que tinha feito, e logo o Bernardo disse:

'Para paleo nem tem mau aspecto.'

Eu retorqui:

'Isso é porque não é paleo. Inicialmente fiz uma mousse paleo, mas ficou tão horrível que foi para o lixo e depois fiz a nossa receita de mousse normal. Foi exactamente como daquela vez em que tentei fazer mousse de chocolate saudável só com abacate, cacau e mel (inserir aqui longa história sobre este episódio deprimente da minha aprendizagem culinária).'


O isco estava lançado, por isso restou-me esperar e esconder o nervosismo. E tanto a Joana como o Bernardo caíram direitinhos na armadilha.

Eu disse-vos que era maquiavélica.


Seguiram-se vários 'mmmmm' e a garantia de que a mousse estava deliciosa, intensa e docinha q.b. E depois eu fiz o meu ar triunfante e exclamei orgulhosa:

'É uma mousse paleo!'.

Muahuahuahuah. Acho que tinha jeito para ser vilã dos filmes.


Pois é, esta mousse foi tão gabada que só consegui surripiar um bocadinho para poder fotografar no dia seguinte. E foi um remate perfeito para um jantar deliciosamente saudável.

Nessa noite ficou decidido que esta receita de mousse iria a partir de agora substituir a nossa tradicional mousse de chocolate do Natal. Talvez nessa altura volte a fotografá-la. Ou, como sou maquiavélica, talvez a coma toda de seguida.

Afinal, ser vilã tem de ter as suas vantagens :D


Mousse de chocolate paleo
(outra receita não paleo aqui)

Ingredientes (para quatro copinhos):

* 200g de chocolate negro com 70% de cacau e sem adição de açúcar (comprei da marca Continente);
* Quatro colheres de sopa de manteiga;
* Duas colheres de sopa de mel;
* Cinco ovos;
* Uma colher de chá de tequila.

Confecção:

* Derreter o chocolate com a manteiga no microondas;

* Bater as gemas com o mel e juntar lentamente o chocolate derretido;

* Bater as claras em castelo e juntá-las ao preparado anterior, mexendo sempre de cima para baixo bem devagar;

* Juntar a tequila (em alternativa podem usar rum, café, raspa de laranja, coco ralado ou canela);

* Levar ao frigorífico durante algumas horas antes de servir.



Que tal experimentarem esta receita no fim-de-semana? :D

6 comentários:

  1. O paleo admite álcool? Tendo em conta que o álcool se transforma todinho em açúcar, pensava que não podia fazer parte da dieta paleo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas correntes admitem que alguns tipos de álcool estejam presentes na dieta. Vê aqui: http://www.dummies.com/how-to/content/how-alcohol-fits-into-the-paleo-diet.html

      Eu sei, há coisas aqui que não fazem muito sentido ;)

      Eliminar
  2. Acho que deixas transparecer o teu gosto por jantares cozinhados, organizados ou mesmo encomendados por ti ou para os quais contribuis :)
    Jantar temático, tenho de fazer um :) lembro-me disso de cada vez que vejo a tua receita de baklava (não estranhas se vires pesquisa no google de «baklava continuação» como fonte de tráfego :P já sei aquele post de cor!)
    Tens um amigo para cada uma dessas exigências? Uau :P que bando de enjoadinhos... haha :) Parece ser difícil e uma tarefa ingrata - não poder fazer um prato mais decadente que queres experimentar deve ser terrível :P não sei como consegues contornar. Mas a tua solução até não me parece mal :) Tenho de aprender contigo... queria fazer um jantar temático com os meus tios e primas, mas elas não gostam de quase nada (assim de jantar do género quase só gostam de salmão ou pescada simples, polvo, massa, arroz e carne), a minha tia não come ovos, as minhas primas não comem nada que seja picante, ninguém quer comer coisas «pesadas» à noite, etc :( Mas se tu contornas isso tudo tem de ser possível :P
    (Acabei de me lembrar... A minha tia não come limão! Afinal sim, está tudo perdido :P)
    Sabes aquele lazer vermelho tipo kim possible que se cruza todo por uma sala? Tu és a Kim Possible a saltar pelo meio dos ingredientes excluídos.
    (Mas qual é a tua fixação por Bongo? :P)
    Deve ter sido giro inverter os papéis! :)
    Até acho que pode haver sobremesas paleo decadentes... «Decadente» normalmente até se relaciona mais com a textura e com um sabor intenso, pelo menos para mim. Textura boa/«rich» = gordura :P e a dieta paleo até permite alguns adoçantes razoáveis!
    Que sorte o Boeuf ser paleo :P nisso a dieta até permite algumas opções, mesmo em churrascos e isso...
    Estranho um bocado quando pões «saudável» numa receita paleo... Eu sei que é idiota e o conceito varia quer se compare ou não com a dieta paleo, mas como ela desafia muitas ideias enraizadas é... estranho :P
    Meu Deus, és tão cruel! Como consegues mentir assim? Eu já tentei fazer coisas do género e começo-me a rir a meio da frase :P Mas isso é mesmo maquiavélico ;) se não fosse uma ferramenta necessária para demonstrar aos teus queridos leitores que esta mousse é boa em absoluto e não dentro das sobremesas «paleo» dizia que eras má ;)
    Mas é arriscado dizer que é a tua «receita de mousse normal»... se dissesses que era UMA receita de mousse normal até passava despercebido facilmente, se disseres que é a do costume compara-se mais :P

    ResponderEliminar
  3. Não sabia que já tinhas feito de abacate, cacau e mel, mas é compreensível que não tenhas falado no blog :P eu fiz com esses ingredientes (mais alguns, claro) e gostei muito, surpreendentemente, porque não estava com as expectativas assim tão altas :) tens de voltar a experimentar!
    O momento da revelação final deve ter sido muito satisfatório ;) melhor só a parte de assistir à degustação inocente!
    (Uma vez fiz um parecido. Olha esta «massa» de bolacha (tive de tentar traduzir cookie dough, mas não acho que haja tradução legítima) com pepitas de chocolate. (...) ACABASTE DE ENFARDAR GRÃO-DE-BICO COM AÇÚCAR E CHOCOLATE. E um com tofu, mas não valeu porque ficou mesmo nojento e só dei razão :P)
    Deve ter sido um jantar muito agradável, com uma mousse destas ;) ainda bem que conseguiste salvar um bocadinho para nós vermos!
    Uau, substituir a mousse do Natal (ia escrever «de», mas já vi que não resulta tão bem :P)! Deve ser mesmo boa!
    «talvez a coma toda de seguida.», gostei dessa parte :P
    Não é muuito diferente da mousse de Natal, pois não? De qualquer das maneiras acho que mousse tradicional acaba por não estar muito longe de ser paleo, os ingredientes principais são chocolate (negro), manteiga e ovos :) a manteiga ser paleo deve ser a maior satisfação de quem segue a dieta e gosta de cozinhar! A dificuldade até é o açúcar. E, noutras sobremesas, a farinha. Mas acho que as contornaste bem, para superares a tua receita de eleição... Ainda por cima em versão paleo! :D
    Parece muito cremosa e intensa, como eu gosto (ou acho que gosto, já que nunca comi mousse de chocolate sem ser a de abacate ou naqueles pacotes de iogurte) :D
    A textura parece um bocado diferente da mousse normal, mas não sei se é devido ao teu hábito estranho de a misturares :P Também nem todas as mousses têm de ser iguais, e mesmo diferente não sei se é para pior... Parece tão cremosa e fresquinha!
    ...mas se dá para 4 copinhos nem quero imaginar o sofrimento de ter de deixar um bocado para fotografar!
    A corrente da dieta que permite chocolate é mesmo a melhor :P

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana :)

    Olha queria experimentar a fazer essa mousse mas para umas 10/12 pessoas, como achas que devo fazer em relação às quantidades? já tiveste essa experiência?

    Obrigada :) *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu triplicaria a receita :) Mesmo que sobre, é melhor do que faltar :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />