30 de setembro de 2014

Beringela recheada com atum e azeitonas... E uma reflexão sobre as expectativas.

I believe in miracles,
So where're you from, you sexy thing?
I believe in miracles since you came along, you sexy thing!

Hot Chocolate 


Sempre acreditei que no dia do meu casamento nem tudo iria correr como o tinha planeado. Sabia com uma espécie de resignação serena que algum azar iria eventualmente acontecer e que seria impossível que tudo se passasse exactamente como sonhámos. Estava perfeitamente mentalizada para o facto de não conseguir controlar tudo, e dizia a mim própria que não havia problema porque nenhuma hecatombe me impediria de casar.

Depois de tudo aquilo que aprendi sobre casamentos, percebi que me esperava o desconhecido e aprendi a manter as expectativas baixas. Descobri que não há casamentos perfeitos, e por isso preparei-me para o meu ter as suas falhas. E prometi a mim própria que não ia deixar que nada estragasse o nosso dia.

Quando tudo correu lindamente o meu coração encheu-se de surpresa. E depois explodiu de alegria.


Sabem, as expectativas são tramadas. Às vezes achamos que algo vai ser a melhor coisa do mundo - *tosse* estágio de psiquiatria *tosse* - e quando isso corre menos bem sentimo-nos perdidos, defraudados e tristes. No entanto, é precisamente quando temos as expectativas relativamente baixas que as surpresas acontecem. E sabem tão, tão bem.

Honestamente não consigo dizer-vos uma única coisa que tenha corrido mal no meu casamento (tirando o facto da minha avó ter partido um braço, mas isso até foi o melhor cenário tendo em conta o trambolhão que foi). Tenho a certeza que nem tudo correu como planeado, mas simplesmente não dei por nada: estava demasiado ocupada a sentir-me inundada de felicidade e amor.


E vamos à beringela recheada. Fiz esta receita sem quaisquer expectativas exacerbadas - era uma simples beringela recheada com atum e azeitonas, não o Boeuf Borguignon da Julia Child. Não estava à espera de levar as minhas papilas gustativas ao céu nem de mandar a minha barriguinha para a estratosfera do entusiasmo, e sabia bem que aquilo que me esperava era um prato simples, saboroso, fácil e rápido.

E é precisamente quando temos as expectativas relativamente baixas que as surpresas acontecem. E sabem tão, tão bem.

No fim, este pratinho tão maravilhoso foi a ilustração perfeita do que foi o dia do meu casamento: expectativas baixas, resultado perfeito. E não mudaria rigorosamente nada, nem num nem no outro.

 

Beringela recheada com atum e azeitonas

Ingredientes (para duas pessoas):

* Uma beringela média;
* Meia cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* Um fio de azeite;
* Uma lata de atum em água;
* Duas colheres de sopa de azeitonas pretas cortadas às rodelas;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* Meia colher de chá de paprika;
* Meia colher de chá de orégãos;
* Meia colher de chá de manjericão;
* Uma pitada de sal;
* Molho de tomate a gosto;
* Queijo mozzarella ralado.

Confecção:

* Cortar a beringela ao meio e escavar a polpa com uma colher de sopa;

* Cortar a polpa em pedacinhos pequeninos e refogar juntamente com a cebola picada e o alho picado num fio de azeite;

* Juntar o atum escorrido e as azeitonas e deixar refogar;

* Temperar com o pimentão-doce, a paprika, os orégãos, o manjericão e o sal;

* Acrescentar o molho de tomate e misturar bem;

* Colocar a mistura sobre a beringela e cobrir com o queijo ralado;

* Levar ao forno pré-aquecido a 190º durante trinta minutos ou até o queijo ficar dourado.


Até amanhã :D

1 comentário:

  1. Acho que és das primeiras pessoas a ter expectativas baixas para o seu casamento. A maioria das pessoas, quando se trata de algo importante, diz que não tem grandes esperanças, que vai correr mal e isso tudo, mas no fundo está à espera de que seja perfeito!
    Mas tu merecias a ausência de falhas ;) o que é que podia correr mal?
    Ahh essa subtil dica sobre o estágio de psiquiatria... Vamos ficar na expectativa também ou tem também direito ao seu próprio post? :P
    As expectativas podem acabar por prejudicar o momento, mas quando são superadas sabe tãão bem!
    Uma avó engessada não me parece assim tãão desprezável, mas acho que percebo a ideia da embriaguez por êxtase :P e, já agora, ainda bem que a tua avó ficou bem! As melhoras para ela :) espero que possa voltar a partir nozes rápido!
    Por acaso quando falaste das expectativas lembrei-me do Boeuf Borguignon - estava muito bom, mas depois dos teus 2 posts de delírio ainda fiquei um bocado desiludida. Tens razão, as expectativas são tramadas!
    (Mas recuso-me a conformar-me com o "bom mas não estrondoso", porque sempre que fiz uma receita tua com rótulo de histeria fiquei apaixonada. Tenho de fazer outra vez. Eu culpo o ter feito 10 vezes (acho que foram mesmo 10 certinhas) a quantidade que tu fizeste, porque acabei por não respeitar bem as quantidades por não me lembrar de que não tinha dois litros e meio de vinho. E também porque o tempo no forno acabaria por não ser o mesmo, mas claro que eu não sabia calcular a diferença. Mesmo que soubesse não o ia deixar ali durante dia e meio. Mas havias de ver a panelona que era, quase que não cabia no forno.)
    Convenceste-me :P parece tão boa! Quando fiz courgette também não tinha grandes expectativas, porque acho que a courgette não-camuflada é um bocado nojenta (desculpa usar uma palavra de bebé amuado que não quer sopa. À falta de melhor...), mas fiquei agradavelmente surpreendida! Ficou muito bom, especialmente nas partes com menos courgette (noutras estava um bocado espessa de mais, como tinha dito). Eu acho que atum quente é um bocado estranho, mas assim até experimentava :)
    A melhor parte do post é aquela em que comparas o teu casamento a uma berinjela. :P

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />