20 de agosto de 2014

Arroz de pimentos (bem vermelhinho, como a inveja).

Do not overrate what you have received, nor envy others. 
He who envies others does not obtain peace of mind.

Buddha


Eu sempre soube, desde o primeiro dia, que escrever no blog era abrir uma janela para a minha alma, o meu coração e a minha vida. Desde que criei esta página tenho recebido em troca coisas absolutamente estrondosas e extraordinárias, mas não pensem que tudo são rosas e coelhinhos a saltitar nas nuvens: abrir a janela da nossa alma faz com que toda a gente espreite lá para dentro - inclusivamente as pessoas com quem não simpatizamos.

Com o tempo percebi que algumas pessoas faziam isso: espreitavam cá para dentro para coscuvilhar e depois divertiam-se a comentar o quanto eu sou sortuda porque tudo me foi dado na vida e o quanto elas têm azar porque não quiseram estudar, não arranjam trabalhos bons e não conseguem ser independentes financeiramente.


Agora que vou casar e escrevi o meu livro as coisas pioraram substancialmente, e se antes só vinha um ou outro comentário de mau gosto agora é toda uma miríade de frases invejosas e atitudes infelizes.

Apesar do tom relativamente zangado deste post confesso-vos que tudo isto não me faz a mínima confusão: há muito, muito tempo que sei quem é realmente importante. Passei muitos anos da minha vida a preocupar-me com pessoas que não interessam, e garanto-vos que não pretendo repetir a receita nos próximos. Mas incomoda-me saber que há minhas pessoas que sofrem com isto. Que ainda esperam que os outros mudem e que deixem de ser ressabiados. Que ainda se perguntam porque não somos uma família grande e unida como as outras.


E por isso hoje vou aproveitar que a malta anda sempre aqui com o nariz enfiado para deixar um recadinho especial: lamento muito se a vida não vos corre como queriam, mas espero que um dia percebam que a culpa do vosso insucesso é vossa (e não minha) e metam mãos à obra. E adivinhem - a partir desse dia a vossa vida vai melhorar substancialmente, até ao dia em que o sucesso dos outros deixe de vos fazer tanta comichão.

E agora que já exorcizei isto o blog vai voltar à sua programação feliz habitual.


Arroz de pimentos

Ingredientes (para quatro pessoas):

* Uma cebola picada;
* Três dentes de alho picados;
* Meio pimento vermelho picado;
* Um fio de azeite;
* Quatro medidas de arroz (fazemos sempre a olho, desculpem!);
* Uma lata de tomate pelado;
* Uma pitada de sal.

Confecção:

* Refogar a cebola picada, o alho picado e o pimento vermelho picado num fio de azeite;

* Juntar o arroz e misturar bem, deixando 'fritar' até que o arroz mude de cor;

* Juntar o tomate e temperar com sal;

* Acrescentar água, se necessário.


Até amanhã :D

4 comentários:

  1. Ahahaha, fizeste-me sorrir com o que escreveste :)
    Isto é assim algumas pessoas só vivem bem assim... com comichão :)
    Não mexem 1 dedo para que as coisas aconteçam, depois dizem que é sorte, no caso dos outros que mexem.
    Enfim... conheço algumas assim também.
    bjinhos e como diz o ditado " o cão ladra e a caravana passa".

    ResponderEliminar
  2. :) hakuna matata para toda a gente! beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Eh eh eh.. gostei dos recados implícitos na tua postagem, às vezes dá vontade de deixar uns recados destes para quem nos segue.
    Adorei o arroz!

    ResponderEliminar
  4. Acho que já todos sofremos um pouco por causa desse mal... inveja!
    Não vale a pena sofrer por causa desse tipo de pessoas... o ditado já é antigo..."O único sitio onde sucesso vem antes de trabalho é no dicionário! "
    Quem tem essa mania deveria trabalhar o que trabalhamos para verem se as coisas caem do céu!
    Mudando de assunto... o teu arroz tá com otimo aspecto... por incrível que pareça o marido hoje fez o almoço e fez arroz de pimento verde :-D
    Beijjnhos e força :-D

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />