24 de fevereiro de 2014

Muffins vegan de cacau... E beterraba! :)

You think I'd leave your side baby?
You know me better than that.
You think I'd leave you down,
When you're down on your knees?
I wouldn't do that.

Sade


Tínhamos combinado encontrar-nos em minha casa. Aproveitei o facto de ter algum tempo disponível durante a tarde e decidi fazer uns muffins de cacau e beterraba que tinha encontrado através de um dos meus blogs preferidos, o Compassionate Cuisine.

Fui buscá-la ao metro, mas ela telefonou a chorar. Disse que precisava de estar sozinha. Inicialmente insisti, mas depois percebi que naquele momento devia deixá-la lamber as feridas. E voltei para casa.

Ouvia as gotas grossas baterem no meu guarda-chuva. O céu já escurecia. Cá dentro eu escurecia também.


O meu pai sempre me disse que há três tipos de amigos: os que só estão presentes nas fases boas, os que só estão presentes nas fases más, e os que estão sempre presentes. Um dia ele disse-me que eu não devia subestimar a importância de ter à minha volta pessoas dos três grupos, e confesso que demorei vários anos a perceber porquê. Mas eventualmente percebi.

Percebi que há alturas em que ser amigo implica darmos espaço à outra pessoa. Implica afastarmo-nos ligeiramente, sem nunca fecharmos a porta. Implica desejarmos com todas as forças que tudo fique bem, mesmo que já não tenhamos palavras para exprimi-lo e que o silêncio se torne ensurdecedor.

Já tinha escurecido quando ela ligou a perguntar se podia vir cá a casa jantar. Eu continuava a ouvir as gotas grossas, desta vez a baterem contra a minha janela. Mas cá dentro o sol nasceu um bocadinho.


Acabámos a comer porcarias e a falar de parvoíces. No fim ela levou um muffin para casa, e ligou-me do carro a dizer que tinha gostado muito.

Há dias assim, escuros. Há muffins assim, escuros. Há amigos assim, para os momentos mais escuros. E depois há os amigos que nos dão espaço, mas que estão lá mesmo que não os consigamos ver.

No fundo, são como a beterraba: podemos não a identificar, mas sabemos que sem ela o resultado seria bem menos interessante :)


Muffins vegan de cacau e beterraba (receita adaptada do blog 'Minimalist Baker')

Ingredientes (para dez muffins):

* Uma beterraba cozida ou assada;
* Uma chávena de leite de amêndoa (podem substituir por leite de vaca, se pretenderem muffins não vegan);
* Uma colher de chá de vinagre;
* Doze colheres de sopa de açúcar amarelo;
* Quatro colheres de sopa de óleo vegetal;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;
* Uma chávena de chá mais uma colher de sopa de farinha de trigo;
* Meia chávena de chá de cacau em pó magro;
* Uma colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Meia colher de chá de fermento;
* Uma pitada de sal.

Confecção:

* Passar a beterraba com a varinha mágica até ficar em puré e coar;

* Misturar o vinagre com o leite e deixar actuar durante alguns minutos;

* Juntar no leite o açúcar, o óleo, a essência de baunilha e meia chávena do puré de beterraba e mexer bem;

* À parte misturar a farinha, o cacau em pó, o bicarbonato de sódio, o fermento e o sal e misturar bem;

* Juntar os ingredientes líquidos e os ingredientes secos e misturar apenas até a massar ficar ligada;

* Colocar em forminhas para muffins e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante sete minutos;

* Sem abrir o forno, descer a temperatura para os 190º e deixar cozinhar durante mais quinze minutos;

* Deixar arrefecer sobre uma grade.


  
Tenham uma óptima Muffin Monday :D

12 comentários:

  1. Bom dia :D
    Confesso que eu e a beterraba temos o nosso "não sei se te como ou não". Tem um sabor que às vezes gosto e outras vezes não. Julgo que nos muffins deve ficar assim, indetectável, como a courgette.
    Parecem assim, húmidos e fofinhos :D
    Beijinhos e boa semana*

    ResponderEliminar
  2. Ficaram bem apelativos, uma receita de certo a experimentar! Excelente sugestão :)

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  3. Ficaram lindos e com toda a certeza deliciosos.

    Beijinho
    Paula

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito da presença de legumes em bolos e confesso que tenho um fraquinho pela beterraba! :-) O teu pai é um sábio, é tão importante ter pessoas dos 3 tipos na nossa vida. E conseguirmos ser os 3 tipos para amigos diferentes.

    ResponderEliminar
  5. Precisamos sem dúvida desses amigos todos... e ainda bem que os temos!
    Mais uns muffins que fico com vontade de provar! És sem dúvida a rainha dos muffins!!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Oi joana lindos e saudáveis e com este aspecto delicioso.Adorei.Beijos e boa semana.

    ResponderEliminar
  7. Bem, quando vi que levava beterraba, confesso que tive as minhas dúvidas. Mas pelo aspeto e por já conhecer todas as outras tuas receitas, de certeza que estes muffins são ótimos :)

    Gostei imenso da tua história :)

    ResponderEliminar
  8. Joana,
    O teu pai sabe das coisas :)
    Nem sempre achamos que está tudo bem com as relações de amizade, mas acho que as verdadeiras resistem aos anos. Temos é que lhes dar uma oportunidade!

    Beijinhos
    Gostei muito da analogia com a beterraba!

    ResponderEliminar
  9. É brilhante a maneira como comparas um amigo a uma beterraba. A sério. Em termos sonoros e de significado. Brilhante.
    Ainda bem que os muffins acabaram por ter o seu papel... É tão triste quando se tem planos alegres que acabam por se dar mal! Expectativas altas e depois acontece uma coisa mesmo má. Espero que a tua amiga esteja 'melhor' :)
    o teu pai é muito filosófico! :D
    Estou muito fã de enfiar courgette ralada, abóbora ralada e etc em coisas. Afinal por que é que* só a cenoura é que pode estar em bolos sem que haja caras de nojo? Humpf.
    (Momento pato Donald.)
    O resultado de pôr esses vegetais em bolos é sempre bom: ficam com uma textura húmida e deliciosa! O teu bolo de courgette, então... :D dos mais bem sucedidos! E uns Muffins Húmidos de Baklava (estes senhores merecem maiúsculas!) que talvez sejam a melhor coisa que já fiz (apesar de a escolha ser difícil! Há + 2 coisas a competir - segundo moi, incluem as barrinhas de limão. Já que está relacionado, posso dizer que a minha mãe diria que é o bolo de courgette :)). Detêm o meu recorde de menor intervalo de tempo entre duas fornadas de alguma coisa. Ohhh! Nem sei como ainda não os postei. Melhor coisa de sempre.
    Desculpa estar a alongar-me na descrição dos meus muffins :P perdi o raciocínio com a baba. (Hahaha!) eu até te dava a receita, mas tenho a certeza de que já tens imensas ideias para muffins :)
    ...E estes muffins têm mesmo esse aspecto húmido! :) parecem tão bons! Eu não tenho uma relação lá muito boa com a beterraba (comi pela primeira vez numa cantina e adorei, e agora há imenso tempo que não como porque embirro com ela se for feita por mim... Fica estranha! Aconteceu-me o mesmo com ervilhas cozidas!), mas tenho a certeza que não se nota :D
    ( e as tuas forminhas/copinhos são tão giras(os)!)

    *há alguns anos uma professora de português disse-me que nas perguntas "por que" era SEMPRE junto. Se calhar ela queria dizer nas respostas... Desde aí que eu ponho assim. Há algum tempo que desconfiava, porque não faz sentido nenhum nalgumas situações, e fui pesquisar. Suspeitas confirmadas, e andei a dar um erro idiota durante anos. :(

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  10. Olá,
    Desculpa a pergunta tola , mas a beterraba que usas nos muffins é da branca ou da vermelha?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é de todo uma pergunta tola :) Usei beterraba vermelha! :)

      Beijinhos e um bom dia :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />