6 de agosto de 2013

Esparregado de grelos e espinafres com Cool de Alho e Ervas. E o cocó.

There's raspberries, apples, bananas, and pears.
Don't forget kiwi, there's fiber in there.
So have some today, you know you should.
Five-a-day will have you feeling so good!

Fiber Song


Hoje vou falar-vos de cocó.

O cocó é simultaneamente uma das coisas mais desconfortáveis e importantes da Medicina. Como é o cocó, quantas vezes faz cocó, há sangue no cocó, há muco no cocó, notou alguma alteração no cocó nos últimos tempos - estas são algumas das perguntas que temos obrigatoriamente de fazer a qualquer doente internado, mesmo que o motivo do internamento seja uma unha encravada.

(É óbvio que ninguém é internado por causa de uma unha encravada, mas é só para ilustrar melhor a importância da questão do cocó.)


É claro que há perguntas piores: quando fazíamos histórias clínicas completas no terceiro ano tínhamos de perguntar aos doentes (a grande maioria deles idosos) quantos parceiros sexuais tinham tido, se já tinham tido alguma doença sexualmente transmissível, se já tinham feito alguma interrupção voluntária da gravidez ou se já tinham consumido drogas.

Mas voltando ao cocó: a chave para terem um trânsito intestinal regular e adequado é a alimentação. Ingerirem muitas fibras, comerem regularmente frutas e vegetais, abusarem das leguminosas e dos hidratos de carbono integrais, beberem muita água, consumirem probióticos e praticarem exercício físico são os segredos para a regularização do trânsito intestinal.


E depois há alguns truques que resultam ou não dependendo dos casos, como as pipocas e os grelos. Ambos são ricos em fibras e baixos em calorias, e além disso os grelos são ainda ricos em vitaminas e minerais.

Eu gosto imenso de grelos, principalmente em esparregado - quando há esparregado costumo comer tanto que este passa de acompanhamento a prato principal. Desta vez decidi incluir no esparregado o queijo Cool de Alho e Ervas, que me foi oferecido pela Saloio quando fui convidada para a Academia do Queijo. Ficou verdadeiramente delicioso, e comi tanto que andei a fazer cocó verde durante dois dias a minha barriguinha ficou muito feliz! :D


Esparregado de grelos e espinafres com Cool de Alho e Ervas

Ingredientes (para quatro pessoas, ou para uma se gostarem tanto de esparregado como eu):

* 300g de grelos congelados (uso da Bonduelle);
* 100g de espinafres congelados;
* Quatro dentes de alho picados;
* Dez azeitonas fortes descaroçadas;
* Uma pitada de sal;
* Um fio de azeite;
* Duas colheres de sopa de molho béchamel;
* Três colheres de sopa de queijo fresco para barrar Cool de Alho e Ervas.

Confecção:

* Descongelar os grelos e os espinafres segundo as instruções da embalagem;

* Retirar o excesso de líquido, espremendo bem;

* Refogar o alho picado e as azeitonas num fio de azeite e juntar os grelos e os espinafres;

* Temperar com uma pitada de sal;

* Juntar o molho béchamel e o queijo Cool e envolver bem;

* Passar com a varinha mágica e servir.


Mmmm gosto tanto de esparregado :D É um acompanhamento saudável e delicioso, espero que gostem :D

Até amanhã! :D

19 comentários:

  1. Adoro esparregado, tenho de experimentar este!

    ResponderEliminar
  2. Ai, Joana... só tu mesmo para fazer uma dissertação sobre cocó enquanto nos apresentas um prato de esparregado, eheheheh.
    Na verdade, ficou com uma cor ótima (o esparregado, claro!)
    :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. LOL!!!! Bem sei qual é a sensação de fazer cócó verde durante dois ou mais dias! Por acaso, no que toca ao cócó, sou uma moça feliz: como muita fruta, legumes, leguminosas e cereais integrais. Ando muito a pé e por semana faço 2 aulas de yoga, 1 de pilates e outra de balance, pelo que o meu transito intestinal apanha sempre os semáforos verdes.
    Olha, que saudades de um bom esparregado de grelos!!!!

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana,
    que maravilha de texto acho que todos nós te agradecemos esta explicação.
    Gosto muito de esparregado mas só comi ainda de espinafres e alface, vou ter que experimentar de grelos.

    beijinhos e um bom dia

    ResponderEliminar
  5. Olá Joana,
    Esse esparregado apresenta uma consistência bem cremosinha. Deve ser delicioso.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/08/5-edicao-escolha-do-ingrediente-e.html

    ResponderEliminar
  6. O esparregado tem optimo aspecto!
    O que eu me ri com o teu post, mas realmente é algo importante, achei imensa graçao ao cocó verde lol

    ResponderEliminar
  7. LOL
    Adoro esparregado, mas o último que comi de espargos fez-me mal porque andava doente e é muito mais ácido do que o de espinafres ou acelgas. E esparregado de feijão verde? adoro.

    ResponderEliminar
  8. Ah ah ah... já me fartei de rir ao ler a primeira parte do post!
    Esparregado é dos meus acompanhamentos favoritos.... e, como sofro de trânsito intestinal lento, é uma grande ajuda para ir à casa de banho!

    ResponderEliminar
  9. O que já me ri com este post!
    Confesso que não aprecio esparregado, mas este ficou com uma textura tão cremosa que acho que era capaz de gostar :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  10. Está com uma cor perfeita este esparregado Joaninha :)
    Eu que não sou grande fã fiquei de olhos arregalados!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  11. Joana, não sei se outro alguém, além de ti, seria capaz de fazer um post sobre esparregado "e o cocó", pois penso, por vezes, que o cocó é quase tabu :D. Só isso explica que tentemos dar-lhe um ar simpático ao chamar-lhe, precisamente, cocó.

    Quanto ao esparregado, adoro, assim como adoro queijo de alho e ervas. Penso que a combinação deve ficar muito, muito saborosa e com um toque diferente do habitual!
    Óptima sugestão! :)

    Beijinho,
    Aida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O cocó é mesmo um tema verdadeiramente tabu! Não percebo porquê, afinal todos o fazemos :P Mas é engraçado porque eu continuo a dizer cocó, xixi, pipi e pilau, ao melhor estilo de uma criança de cinco anos - com a diferença que tenho 24 e digo estas coisas aos doentes ou aos meus amigos ;) Mas sabes, sinceramente acho que todos se sentem muito mais à vontade assim, pelo menos nos doentes eu noto bastante isso ;)

      Beijinhos :D

      Eliminar
  12. Também adoro grelos, em espasrregado ou mesmo apenas cozidas, com um fio de azeite! Como tanto de uma vez, é vicio. Então se são grelos de nabo, ainda mais ^^ mas por mais legumes, frutas, linhaça e água que meta para dentro os meus intestinos continuam mal comportados!
    Adorei a combinação da conversa cocó-esparregado. Uma converta tipica do dia de natal da minha familia!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. Assim que vi o titulo pensei... eu não li "cocó", deve ser côco!!
    Gostei imenso do post, até porque eu tenho sérios problemas e sim, como sopa, fruta e afins :S

    Quanto ao esparregado, é daquelas coisas que gosto muito no inverno e combina com tudo!! O queijo ainda o deve tornar melhor :)

    Tenho um desafio no meu blog :)

    http://cozinhaemsarilhos.blogspot.co.uk/2013/08/um-ano-e-com-ele-um-desafio.html

    ResponderEliminar
  14. Engraçado juntares o esparregado e o cocó na mesma frase, já que o aspecto do esparregado (em geral, não é nenhuma crítica a teu! :P) não é dos melhores... :)
    Eu falo com muita naturalidade de transtornos intestinais ("atletas"...), mas a palavra cocó dá-me sempre vontade de rir, como se tivesse 8 anos! :D

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Joaninha este teu esparregado está fantástico confeccionaste-o de uma forma diferente mas muito apetitosa quando fizer a ver se experimento desta maneira pois parece ficar fantástico.

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  16. Olá Joana, achei demais este texto sobre o cócó!! :) Eu lhe chamo assim! Quanto a esparregado não sou muito apreciadora, mas o meu querido adora! Se calhar, vou experimentar :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />