2 de julho de 2013

Empadão de frango com queijo mozzarella e morcela e o desapego.

A long time ago, we used to be friends.
But I haven't thought of you lately at all.
If ever again, a greeting I send to you,
Short and sweet to the soul is all I intend.

The Dandy Warhols 

Confesso que me assusta muito a vulnerabilidade dos laços que vamos construindo com os outros ao longo da vida.

Sinto que, para mim, é extremamente difícil manter os amigos ao longo de muitos anos. Porque eu me farto, porque eles se fartam, porque nos afastamos, porque o tempo não é muito, porque há mal-entendidos, porque há amuos, porque as pessoas crescem de formas diferentes, porque as pessoas se tornam (ou se revelam) ao longo do tempo diferentes daquilo que conhecíamos.

Tenho a certeza absoluta que a culpa disto é minha, porque sou exigente. Porque exijo dos outros exactamente aquilo que lhes dou: uma amizade sem interesses, sem maldade e sem reservas. E quando as minhas expectativas são defraudadas, simplesmente parto para outra.

É lixado sermos crentes.


Acho que as pessoas não percebem que uma amizade é como uma relação de amor, mas sem paixão e desejo. A amizade também precisa de ser acarinhada e nutrida, também precisa de tempo e de confiança, também precisa de cedências e de esforço.

No entanto, acho que actualmente toda a gente investe tudo nas suas relações de amor (porque, afinal, encontrar o amor verdadeiro é tão raro!), mas ninguém investe a longo prazo nas suas relações de amizade, como se os verdadeiros amigos estivessem ali ao virar da esquina à nossa espera.


Não me entendam mal, eu tenho amigos verdadeiros. Mas são poucos, muito poucos, principalmente comparados com aqueles que já perdi no caminho da vida.

O pior é que continuo a 'desenamorar-me' das pessoas. Continuo a ficar desiludida, a ficar triste, a perceber que investi em vão. E se por um lado isso me faz estimar ainda mais as que ficam, por outro também me faz chorar cada vez menos as que vão, como se uma parte de mim já achasse natural este desapego.


Esta receita é também um caso de 'desenamoramento', mas da parte do Pedro. Antigamente o empadão era um dos nossos pratos preferidos de sempre, mas ao longo do tempo o Pedro deixou de apreciar empadão (eu sei, como é possível?). Vai daí, decidi fazer o Pedro apaixonar-se novamente, e juntei no empadão queijo e morcela.

Se todos nos esforçássemos para preservar as nossas amizades como eu me esforço para diversificar a alimentação cá de casa, certamente estávamos muito menos sós :)


Empadão de frango com queijo mozzarella e morcela
(Ou como entupir uma coronária com um único jantar)

Ingredientes (para seis pessoas):

* 500g de peito de frango picado;
* Meia morcela partida em cubos;
* Uma cebola picada;
* Três dentes de alho picados;
* Um fio de azeite;
* Uma folha de louro;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* Meia colher de chá de paprika;
* Meia colher de chá de orégãos;
* Uma pitada de sal;
* Uma pitada de piri-piri;
* Uma pitada de noz-moscada;
* 200g de queijo ralado;
* Uma gema;
* 100g de flocos de batata.

Confecção:

* Refogar a cebola picada, o alho picado, a folha de louro e a morcela num fio de azeite;

* Juntar o peito de frango picado e deixar refogar;

* Temperar com o pimentão-doce, a paprika, os orégãos, o sal e o piri-piri;

* Deixar cozinhar durante dez minutos;

* Entretanto preparar o puré seguindo as instruções da embalagem (no nosso caso fervi 500ml de água e juntei os flocos);

* Misturar 100g de queijo ralado no puré e temperar com uma pitada de noz-moscada;

* Colocar num tabuleiro de ir ao forno uma camada de puré, uma camada de carne e uma nova camada de puré;

* Pincelar com a gema e cobrir com o restante queijo ralado;

* Levar ao forno pré-aquecido a 200º durante quinze a vinte minutos.


Como eu não gosto de morcela mandei todos os bocadinhos para o prato do Pedro e o empadão ficou delicioso na mesma :) Em alternativa podem substituir a morcela por chouriço de peru ou simplesmente utilizar só peito de frango :) Podem também ver a minha sugestão de empadão de peru e cenoura aqui :)

Até amanhã! :D

25 comentários:

  1. Não podia estar mais de acordo contigo no que diz respeito quer à forma como as amizades são tratadas quer relativamente ao entupimento de uma veia coronária. Mas a vida é mesmo assim e muito sinceramente, prefiro perder algumas pessoas que, afinal se vieram a revelar não merecedoras do meu tempo e amizade, do que entupir as minhas veias (mas comer na mesma alguma dessas refeições potentes!!)

    ResponderEliminar
  2. Ao ver as fotos do empadão sinto-me muito tentada. Tem mesmo bom aspecto, a cor linda e a camada perfeita de batata. No entanto, não sei se depois de ler "(Ou como entupir uma coronária com um único jantar)" continuo com vontade :D. ahahahah

    Quanto aos amigos....não podia ter dito melhor!

    **
    Aida

    ResponderEliminar
  3. É verdade, eu concordo com tudo que disseste, infelizmente è a mais pura das verdades.
    O empadão deve ter ficado uma verdadeira delicia.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo, as vezes parece que as pessoas não dão o devido valor à amizade...
    Eu adoro empadão!! Tem óptimo aspeto :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá, Joana!
    uma sugestão muito apetitosa e mesmo a meu gosto!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Joana, tens tanta razão! Eu já "desisti" de pessoas por elas não se esforçarem em manter a amizade, por acharem que não há compromisso na verdadeira amizade! E não me arrependo...
    E adorei o empadão!! Ficou com tão bom aspecto!!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  7. Adorei esta versão de empadão, bem deliciosa :)

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  8. Como concordo ctg ... Eu também me desiludo :( Mas estou como tu também, tenho muito poucos amigos verdadeiros, mas sei que aqueles poucos estão para mim como eu estou para eles , para sempre!

    Quanto ao teu empadão ... olha que era menina para experimentar-la-por-casa-e-não-me-arrepender-nada !!! ( à parte do entupimento!!! :D)

    Beijocas e um dia feliz!

    ResponderEliminar
  9. O meu Pedro adora empadão e tenho a certeza que ia gostar deste.
    Esta com muito bom aspecto
    bjs

    ResponderEliminar
  10. Adoro empadão de frango e esta versão parece-me deliciosa, tenho mesmo de experimentar
    Não podia concordar mais contigo, infelizmente acho que acontece cada vez mais!

    ResponderEliminar
  11. Por acaso não concordo contigo, não acho que as pessoas dêem hoje menos valor aos amigos, acho até que, no caso das mulheres, é ao contrário. Acho que as mulheres da geração das nossas mães, essas sim, investiam tudo no casamento e pouco nas amizades. Nas gerações das pessoas que agora têm vintes e trintas acho que já é diferente; pelo menos da parte das mulheres, há cada vez menos mulheres que põem tudo no homem com quem estão. Ainda existem, mas são menos; acho que cada vez mais as mulheres valorizam e investem as amizades e tentam não as perder. Com os homens, é outra história. Mas com as mulheres, a minha experiência e observação diz-me isto. O que achas tu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vinha aqui comentar o mesmo! :)

      Eliminar
  12. Empadão é um dos pratos preferidos da minha filha, deve ser porque não lhe dá trabalho nenhum a mastigar :-) Pelo menos não reclama da cebola e do alho!
    Para mim prefiro se tiver puré de batata.

    Beijinho e boa semana, com bons amigos!

    ResponderEliminar
  13. :D
    Há alturas para tudo... até para entupir uma coronária! Ficou lindo o teu empadão!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Joana,
    Espero não entrar para o rol das desilusões...:)

    Como sabes, o meu grupo de amigas é bastante coeso (e antigo!). Fazemos um esforço grande para conseguirmos estar presentes na vida umas das outras, mesmo à distância. Nem sempre é fácil conseguirmos conciliar 6 núcleos familiares, mas lá vamos conseguindo!

    ...mas também há aquelas pessoas que estás anos sem ver e se a encontras, és capaz de estar a falar horas como se nunca tivessem perdido a ligação.

    Relativamente ao comer, eu também sou de luas. Tão depressa ando um fase que só me apetece uma coisa, como no dia seguinte isso é o que menos me apetece.

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. O empadão é um dos pratos preferidos dos meus filhos. Esta versão não garanto mas talvez sem a morcela...
    Bjoka
    Rita

    ResponderEliminar
  16. "Tenho a certeza absoluta que a culpa disto é minha, porque sou exigente. Porque exijo dos outros exactamente aquilo que lhes dou: uma amizade sem interesses, sem maldade e sem reservas. E quando as minhas expectativas são defraudadas, simplesmente parto para outra.".... isto poderia mesmo ter sido escrito por mim! Já perdi tantos ao longo da vida porque sinto que são simplesmente superficiais!

    ResponderEliminar
  17. Esse empadão está de se comer com os olhos.
    beijocas

    ResponderEliminar
  18. Olá Joana,

    tal como tu tenho poucos amigos, apenas 4 e um deles é o namorado, as outras amizades já são de há muitos anos, mas também já tive desilusões com amigos e amigos com os quais passei grandes momentos e que nunca vou esquecer mas bastaram una minutos para amizade acabar.
    Gosto muito de empadão, não tenho por hábito fazer mas gosto bastante, este teu está sublime e com uma cor muito apetitosa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Será que os amigos também se conquistam pelo estômago? :)
    Há amigos com os quais se mantém um constante diálogo, mesmo que interrompido pela distância física os dos dias, sem esforço ou constrangimentos. Não é assim tão simples encontrar esta compatibilidade, mas é de manter!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  20. Que bom aspeto que tem este empadão... estes pratos enchem-me as medidas no inverno!!
    Concordo contigo nisso dos amigos, eu tb sou assim!
    Bjocas ;)

    ResponderEliminar
  21. Sabes, no que diz respeito às amizades eu devo ser totalmente o oposto (infelizmente). Os meus amigos são os mesmos de há 10 ou 15 anos, apesar de muitas vezes não o merecerem (nem eu). Da faculdade, guardo com carinho 4 amigos, e do tempo que vivi em Braga posso dizer que há 2 pessoas com quem realmente me dei bem. Eu sou péssima a fazer novas amizades e não me esforço com as antigas. Tenho de aprender a ser mais como tu :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  22. Eu também sou um bocado assim... Por um lado, há pessoas com quem falamos que, por muito tempo que passe, parece que tudo permanece igual e a conversa flui, mas há outras que vamos acabando por largar... Acho que faz parte, e quando já temos uma larga bagagem de desilusões tornamos-os mais desapegados (mas mais dedicados às amizades verdadeiras). ***

    ResponderEliminar
  23. Concordo com tudo.
    Engraçado, o Tó também anda assim em relação a empadão.. acho que tenho de seguir a ideia e voltar a dar "tempo de antena" a este belo prato!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />