4 de julho de 2013

Bifes de frango orientais com ervilhas e um dos meus maiores medos.

I hurt myself today,
To see if I still feel.
I focus on the pain,
The only thing that's real.

And you could have it all,
My empire of dirt.
I will let you down,
I will make you hurt.

 Johnny Cash (Nine Inch Nails)


Eu já contei aqui no blog que só aprendi a cozinhar aos dezoito anos, e como é óbvio as minhas capacidades culinárias de agora estão a anos-luz das que tinha no início. Todos os anos noto uma nítida evolução na minha criatividade e na minha confiança na cozinha, e sinto-me muito mais segura e orgulhosa.

A excepção a esta regra é a questão das facas. Esta é provavelmente uma das minhas características mais embaraçosas (quem é que eu estou a tentar enganar, tenho outras muito piores): eu tenho medo de facas.


Acho que numa vida passada alguém me deve ter cortado um dedo, ou uma mão, ou até a cabeça. Em alternativa, também posso ter sido um daqueles soldados dos séculos passados a quem cortavam pernas no campo de batalha sem qualquer anestesia, para evitar que morressem de uma infecção nas suas feridas. Ou então fui assistente daqueles artistas de circo que atiram facas, e um dia a actuação correu muito mal.

O que eu sei é que tenho um medo quase patológico de facas, e detesto cortar coisas. Já vi as coisas mais nojentas que consigam imaginar, mas quando vejo alguém com um corte profundo quase vomito ou desmaio. Decididamente escolhi o curso certo, pensam vocês. Mas o curioso é que ter um bisturi na mão não me faz a mínima confusão - já ter uma faca de cozinha, é coisa para me dar suores frios.


É claro que arranjei estratégias de coping: como sempre a fruta com casca (até tem mais vitaminas e tudo!), peço para me cortarem a carne em cubos ou bifes no talho e compro imensos legumes já cortados e congelados.

Bons exemplos disso são o alho e a cebola, que compro já picados em embalagens. É verdade que fica mais caro, mas poupa-nos imenso trabalho, é muito mais rápido e evita o quase-enfarte-agudo-do-miocárdio que eu tinha sempre que era necessário picar uma cebola.


Talvez isto seja simplesmente por eu ser semi-amadora na cozinha, e talvez eu perca com a experiência este medo excruciante que ainda tenho. No entretanto vou continuar a usar alho e cebola já picados, por muito amador que isso pareça.

Um dia vou conseguir picar uma cebola decentemente. Mas hoje não é esse dia.


Bifes de frango orientais com ervilhas

Ingredientes (para duas pessoas):

* 250g de bifes de frango finos;
* 100g de ervilhas congeladas;
* Meia cebola picada (congelada);
* Dois dentes de alho picados (congelados);
* Uma colher de chá de mistura de especiarias orientais;
* Uma pitada de sal;
* Um fio de azeite;
* Fettucine a gosto.

Confecção:

* Numa frigideira refogar o alho picado, a cebola picada e as ervilhas num fio de azeite;

* Juntar os bifes de frango;

* Temperar com as especiarias orientais e uma pitada de sal;

* Virar os bifes para que cozinhem de forma uniforme;

* À parte cozer o fettucine numa panela com água e sal.


Até amanhã! :D

21 comentários:

  1. LOL, realmente é uma situação caricata. Como fazes quando tens que atender pacientes esfaqueados???? :D

    Eu tenho quase a certeza que com o tempo e a utilização isso passa. Por exemplo, eu tenho medo de pontes. E a primeira vez que passo numa ponte até se me dão suores frios e quase que tenho o tal enfarte agudo do miocárdio. Mas quando passo na mesma ponte mais vezes o receio vai diminuindo até que acaba por se tornar uma coisa banal. A menos que a ponte seja altissima. Aí sim, não há nada que me valha!

    ResponderEliminar
  2. Gostei da tua sugestão, uma refeição bem leve e apetitosa :)

    ResponderEliminar
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkk
    adorei o comentário... medo de facas, essa nunca tinha ouvido.
    Eu detesto aranhões... também penso que noutra vida terei sido enterrada viva num caixão cheio de aranhões ahahah (don´t ask)
    à parte disso, os bifes ficaram impecáveis.

    ResponderEliminar
  4. Fiquei com uma vontade enorme de comer esse bife!
    Tem um bom dia! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Ahah, é um medo perfeitamente racional! :) Eu também já compro cebola e alho picados mas por causa do enfarte do miocárdio pelo cheiro :P Só como cebolas em sopa e uso o alho só para tempero, não consigo trincar nem um bocadinho, Deus me livre! (-> uma coisa também perfeitamente normal ;) )

    Beijinhos (e que tal um curso daqueles para aprender a utilizar facas de cozinha? Nada como enfrentar o mal pela raiz!)

    ResponderEliminar
  6. De facto há medos irracionais e que não temos explicação, até nem acho nada estranho esse teu medo, aliás, nada é estranho se é irracional não é verdade? :)

    Mas olha que mesmo que as cebolas já estejam previamente cortadas, não deixas de apresentar pratos sempre deliciosos cmo este pratinho que bem poderia ser o meu almoço agora! :D

    ResponderEliminar
  7. Esses bifinhos estão mesmo ao meu gosto... há um pratinho para o almoço? Isso das facas não deve ser fácil para quem gosta de cozinhar! ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Que bifinhos deliciosos :)
    Existem umas protecções que podes colocar nos dedos, vi uma vez num video do Jamie Oliver, assim dava pra practicares!

    ResponderEliminar
  9. não conhecia esse teu medo... tens que ir perdendo aos poucos :)!
    mas mesmo não usando facas...os teus pratos têm um aspecto cada vez mais maravilhoso!
    beijinho

    ResponderEliminar
  10. Eu também detestava cortar coisas, sempre usei facas pequenas e quando fui fazer um curso da vaqueiro, o chef viu-me a cortar legumes com uma mini-faquinha e quase que deu uma gargalhada! Foi lá que aprendi a usar aqueles facalhões de cozinha, depois comprei um no IKEA que me dava um medo terrível mas a pouco e pouco habituei-me e agora uso para tudo! ;) Experimenta, a sério, vais ver que não custa nada ;)
    beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Um medo muito particular!
    Não te esqueças da promessa que fizeste antes da receita. Will be watching!

    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  12. Ainda bem que não te faz impressão o bisturi, senão os pacientes estavam mal :)comigo estariam de certeza, pois esse é um instrumento que me faz medooooo:)
    mesmo com o teu medo a facas, as tuas sugestões são sempre boas e bem confecionadas, gostei dos teus bifinhos, é uma carne que consumimos muito cá em casa
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  13. Realmente é estranho, uma pessoa que gosta tanto de cozinhar como tu, ter medo de facas! ;-)

    ResponderEliminar
  14. Por acaso sabes se fazer exercício faz suar mais, sem ser na altura do exercício físico, mas durante todo o dia?
    Desculpa lá a tua pergunta, mas hey, estás a "treinar" para médica, certo? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É natural que faça aumentar a produção de suor a curto prazo, porque fazer exercício aumenta a temperatura e logo aumenta a produção de suor ;) É possível que isso se mantenha durante o resto do dia porque fazer exercício aumenta o metabolismo, mas até que ponto é que esse aumento de metabolismo é suficiente para aumentar a produção de calor de forma significativa para que sues já não sei ;)

      Eliminar
    2. Ok, Obrigada! Só mais uma pergunta: Há algum motivo em especial para que algumas pessoas suem mais do que outras? E é possível que haja pessoas que suam menos porque o organismo precisa da água para outros fins? (afinal foram duas...)

      Eliminar
  15. Joaninha,
    Acho que devias estudar isso do ponto de vista da Psiquiatria....e por falar nisso, já viste o filme "Psycho". Facas na cozinha não me metem medo. No banho a conversa já é outra :)

    Eu gosto das cebolas já cortadas mesmo pela parte de ser prático, mas acho que a comida fica mais saborosa com cebolas "frescas" e não congeladas. Mas...como o pai e o sogro têm cebolas e eventualmente acabam por se estragar, há um dia que aproveito e pico/corto às rodelas, seguindo para saquinhos com destino à arca. Assim, nos dias mais corridos já fica mais fácil.

    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Acho que esse medo das facas acaba por te dar mais tempo para a imaginação na cozinha! Ou seja, como não perdes tempo a cortar cebola, carne e etc, tens mais tempo para criares pratos simples mas com ótimo aspeto^^
    Beijinho

    ResponderEliminar
  17. Esses bifes devem ter um sabor maravilhoso! Eu já me cortei num dedo, a cortar pasta de açúcar, uma coisa muito estúpida. Eu tenho algum medo, então demoro IMENSO a cortar/picar as coisas. :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />