18 de fevereiro de 2013

Cubinhos de vaca estufados com farfalle e ervilhas e uma característica que me define :)

All of these lines across my face
Tell you the story of who I am.
So many stories of where I've been,
And how I got to where I am.

But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to.

Brandi Carlile


Há uns dias tivemos uma aula muito engraçada sobre a comunicação dada por uma psicóloga, e logo no início da aula fomos desafiados a apresentar o colega do lado e dizer uma característica que o definisse. 

A pessoa ao meu lado era o Pedro, e quando chegou a nossa vez ele apresentou-me assim: 

Esta é a Joana, mas toda a gente lhe chama Xi porque o segundo nome dela é Francisca. É de Leça da Palmeira, e a característica pela qual é mais conhecida é o facto de conhecer o mais variado tipo de histórias sobre todas as situações possíveis e imaginárias. 

De facto, esta é a característica que os meus amigos me apontam sempre: em qualquer situação e em qualquer conversa, a verdade é que eu conheço sempre alguém a quem aconteceu algo parecido ou que teve um problema semelhante. Aliado ao facto de ser de um local pequeno onde toda a gente se conhece, eu sou um poço sem fim de exemplos, histórias rocambolescas, novelas dramáticas ou aventuras engraçadas.

Resumidamente, eu conheço pessoas a quem já aconteceu de tudo. E se não conheço, conheço alguém que conhece. E se não conheço alguém que conhece, li sobre isso algures.

A vida é um sem fim de histórias. 


Curiosamente não tenho nenhuma história sobre este prato, que resultou da vontade de comer um pratinho reconfortante com massa e da necessidade de gastar cubinhos de vaca que tinha descongelado para fazer um goulash, mas que não tiveram esse fim (ainda). 

Confesso que esta sensação me é desconhecida: de repente a pessoa que tem histórias sobre tudo não tem uma história sobre este prato. 

Vou deixar que os factos falem por si. Vou deixar que as fotos vos mostrem este prato em toda a sua grandeza e simplicidade. Vou deixar que sintam o cheirinho a conforto e a comida da avó. 

Só por hoje, vou abraçar o silêncio. 


Cubinhos de vaca estufados com farfalle e ervilhas

Ingredientes (para duas pessoas): 

* 250g de lombo de vaca cortado em cubinhos;
* Uma cebola picada;
* Três dentes de alho picados;
* 50g de ervilhas congeladas; 
* 50g de tomate cortado em cubinhos congelado;
* Massa farfalle;
* 100ml de molho de tomate;
* Meio copo de água;
* Uma colher de sopa de pimentão-doce;
* Uma colher de sopa de paprika;
* Uma colher de sopa de mistura de especiarias italianas;
* Uma colher de chá de piri-piri;
* Uma colher de chá de manjericão;
* Uma colher de chá de salsa picada;
* Uma pitada de sal;
* Um fio de azeite. 

Confecção:

* Refogar o alho picado, a cebola picada e o tomate em cubinhos com um fio de azeite;

* Juntar a carne e deixar refogar;

* Juntar o molho de tomate e a água e acrescentar a massa e as ervilhas;

* Temperar com o pimentão-doce, a paprika, a mistura de especiarias italianas, o piri-piri, o manjericão, a salsa picada e a pitada de sal;

* Tapar a panela e deixar cozinhar durante cerca de meia-hora, verificando ocasionalmente e acrescentando mais água se necessário


Este é mais um prato de um tacho só, e fica verdadeiramente delicioso :D É um prato simples que nos deixa imediatamente aconchegados, e fez mesmo um sucesso enorme cá em casa :D

Tenham uma óptima semana! :D 

Não se esqueçam que termina já daqui a uma semana o meu passatempo das bolachas com pepitas de chocolate! :D Toca a participar! :D 

28 comentários:

  1. Não fizeste goulash desta vez, mas hás-de fazer! Nunca fiz em casa, mas gosto :)
    Mas estes cubinhos de vaca também tiveram um bom fim, ficaram com óptimo aspecto!
    Eu não sou a pessoa que tem histórias para tudo, sou mais a pessoa que tem um provérbio ou um ditado popular :)

    Beijinhos e boa semana*

    ResponderEliminar
  2. Que pratinho tão apetecivel, uma comida mesmo super reconfortante, e como tu disseste as fotos falam por si, até parece que senti o aroma desse pratinho.
    Eu para "variar" (LOL) sou parecida contigo nesse, aspecto sei sempre uma história parecida do que me possam contar heheee Quanto ao assunto da sindrome de asperger,a minha tese vai incidir sobre a intervenção precoce nesta sindrome e o método de intervenção Floor Time, se quiseres pesquisar é um método muito interessante, a maior parte da informação está em Inglês, e o ano passado a Universidade de Yale em Toronto, começou a divulgar um estudo cientifico sobre esta abordagem.

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  3. Este é um prato que a minha mãe faz muitas vezes, mas em vez dos lacinhos usa outra massa. Para mim isso é mesmo comida de conforto. Adoro :)
    Boa semana!! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana,
    realmente a vida é um sem fim de histórias a cada dia tem um novo capítulo.
    Amei a essa massa com esse molho de cubinhos de carne, vou fazer assim amei!

    Beijos, ótima semana!

    ResponderEliminar
  5. Gosto de pessoas assim, que têm sempre uma historieta na ponta da língua para animar e quebrar o gelo ;)

    ResponderEliminar
  6. Este é mesmo um prato ao meu gosto.
    Ui tenho que correr para participar no teu passatempo. O problema é o tempo.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. uma característica engraçada para acompanhar esse belo prato de massa :)

    ResponderEliminar
  8. Adoro estes pratinhos e cá por casa também a ver se consigo fazer as tuas bolachinhas, bjokitas

    ResponderEliminar
  9. Gosto de pessoas que tem sempre historias para contar...
    Adorei esse prato de massa, bem ao meu gosto.
    Boa semana
    bjs

    ResponderEliminar
  10. Olá :D
    Tem um óptimo aspecto e acho que as imagens falam por si :D
    De certeza que estava delicioso.
    Beijinhos e boa semana*

    ResponderEliminar
  11. Ficou um pratinho delicioso e reconfortante!
    bjs
    Paula

    ResponderEliminar
  12. Joana, para começar quero dizer que essa é uma das minhas músicas preferidas!
    Também me agrada dizer, e espero que você não se aborreça comigo, que o fato de você conhecer sempre uma história, ou alguém que serve de exemplo para uma história, me fez lembrar Miss Maple cuja característica principal para ser tão boa detetive é ser como a Joana!
    Adorei seu post e essa massa está divina!
    Beijos,
    :o)

    ResponderEliminar
  13. Que bom!! Adoro pratos de um tacho só :)
    O teu ficou com um aspecto muito guloso!!!!
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  14. Joana, que delicia de prato, super apetitoso, comia bem agora.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  15. Olá Joana,
    É uma sugestão super reconfortante de facto.

    Gostei dessa característica que o Pedro usou para te descrever xD

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  16. Ficou óptimo Joana :)
    Adoro a junção de tudo!!!
    É uma característica engraçada! :) Eheh
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  17. a minha mãe faz este preto imensas vezes, mas faz com esparguete. de vez em quando sabe bem :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. E aposto que a blogosfera ainda te ajudou a teres mais historias para contar =)
    A minha mãe costuma fazer essa massa e eu gosto tanto, é um prato mesmo reconfortante =)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  19. Quando ficamos sem palavras, é para isso que as imagens servem! E estas são deliciosas... ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. bela descrição!!! :)
    E bela refeição sem dúvida!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  21. Bem, ós anos que não como este pratinho!! Deste-me saudades :)

    ResponderEliminar
  22. Olha Joana,
    Este teu prato está muito apetitoso e super comfort food e caseirinho e acho que essa característica que te define, não podia ser melhor, pois acredito que ao pé de ti não haja tédio, nem momentos boring :)))!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  23. Que aspecto bem saboroso...
    Beijinhos
    Belinha
    Mundo das Receitas
    http://mundodasreceitas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Joaninha,
    Tu és única :)Acho que o teu companheiro captou a essência!
    Vais tu fazer a história do prato...

    Eu ainda tenho um problema com a carne de vaca - não consigo que fiquei bem macia. Provavelmente não compro a peça certa...

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />