28 de julho de 2012

Porque hoje me apetece desabafar (e falar sobre espargos) :)

Ontem de manhã fui tomar café com a T. 

Tempo fantástico (ou não!)
Eu conheci a T. no 10º ano, quando mudei de escola. Não nos tornámos logo amigas, mas como pertencíamos ao mesmo grupo de amigos fomos ficando próximas até nos tornarmos inseparáveis.

Durante os três anos do secundário a T. foi a minha melhor amiga. Com a T. eu ri, eu chorei, eu cresci, eu passei e venci alguns dos piores momentos da minha vida.

Com a T. eu vi pela primeira vez o 'The Princess Diaries', e por isso é que ainda hoje gosto tanto do filme. Uma vez eu chorei tanto que a T. limpou-me o nariz com a manga da camisola dela. Com a T. eu soube o que era ter uma amiga a sério, para tudo, para sempre. 

Imagem retirada daqui
A T. não é uma pessoa nada simples. A T. tem uma paixão maluca por motas, e é capaz de reconhecer a marca de uma mota apenas pelo som. A T. tem um sentido de humor fantástico, e é especialista em fazer-me rir. A T. é extremamente reservada, e nunca partilha nada sobre a vida dela.

Quando entrámos na Faculdade nem eu nem a T. soubemos lidar bem com a distância. Fizemos novos amigos, não estávamos juntas, raramente tínhamos tempo para nos encontrarmos ao fim-de-semana, nenhuma de nós gostava de falar ao telefone (e ainda não gostamos) e a nossa amizade começou a ocorrer apenas com mensagens esporádicas e com raros encontros nas férias. E assim se passaram quatro anos.

A T. nunca foi a pessoa mais comunicativa do mundo, e a partir de dada altura eu comecei a ficar com a sensação que estava a fazer tudo na nossa relação. E comecei a ficar zangada.

Há um ano e meio eu passei por uma altura muito complicada, e tive de lidar com aquela que foi sem dúvida a fase mais difícil da minha vida. A T. estava lá, como sempre esteve, mas à sua maneira. E isso para mim simplesmente deixou de chegar. Precisava de mais. Precisava de atenção, precisava de carinho, precisava de colinho. Precisava da minha melhor amiga. E fiquei zangada com a T. porque me senti abandonada.

Afastei-me dela. Nunca falei com ela sobre aquilo que sentia, nunca a confrontei. Simplesmente afastei-me, e deixei de falar com ela durante um ano inteiro.

Ora este ano eu ando a fazer sérios progressos na minha capacidade de confronto. Isto pode parecer-vos ridículo, mas nem imaginam como a minha incapacidade de confrontar as pessoas afecta a minha vida diária, e ando há alguns meses a aprender essa arte que é confrontar os outros. Começou com o P., com a minha família, com os meus amigos, com os estranhos no trânsito, com os estranhos no comboio, e na semana passada achei que estava pronta para dar o último passo: a T.


Ontem de manhã encontrei-me com a T., e foi estranho. Não foi como sempre, não foi automático. Somos duas pessoas a tentar descobrir novamente como ser amigas. Somos duas pessoas muito diferentes. Agora a única coisa que eu e a T. temos em comum é o facto de termos partilhado o nosso passado.

Café da praia onde ficámos :)



Marginal onde faço caminhadas :D


Quando eu voltei para casa confesso que estava um bocado triste, e nem sequer sei muito bem porquê. Talvez porque tinha as expectativas demasiado altas porque estou demasiado agarrada à T. do passado e às pessoas que ambas fomos um dia.

Ajudei a minha avó a fazer o almoço, que foi feijoada de frango com cenoura e feijão verde cozido :) 



Depois do almoço, e como o tempo continuava mau, decidi deitar-me no sofá a chafurdar em auto-comiseração ver o Intouchables com o meu irmão. Gostei imenso do filme, e recomendo vivamente :D

Imagem retirada daqui
Quando a minha mãe chegou estivemos imenso tempo a conversar na varanda, algo que já se tornou habitual nos meus fins de tarde :D 



Ainda aproveitei a oportunidade para fazer uma surpresa à minha mãe, e ofereci-lhe uma prenda :D


Vamos as duas ao concerto da Ivete Sangalo amanhã :D
É claro que os meus pais perceberam que eu estava a chafurdar em auto-comiseração um bocadinho desanimada, e convenceram-me a irmos ao cinema ver o Madagascar 3: Europe's Most Wanted :) 

Imagem retirada daqui
Jantámos num restaurante brasileiro com buffet de saladas (enchi o bandulho de saladas variadas e comi arroz, feijão, couve e picanha à qual tirei a gordura). Antes de irmos para o cinema ainda passámos pela KIKO, onde comprei três vernizes novos a 1.5€ :D 

Quem é a mulher que não fica mais animada com compras? :)
Eu adoro todos os filmes do Madagascar, e como sempre fartei-me de rir :D 

Hoje acordei ao meio-dia. Não é muito habitual eu dormir até tão tarde, mas soube-me mesmo bem :D 

Para o almoço fiz uma omelete de espargos. Eu e as omeletes temos uma relação um bocado conflituosa, porque eu nunca fico satisfeita com o resultado visual final. Mas hoje até nem ficou má de todo :D 

Omelete de espargos com espargos salteados :)

Ovos mexidos com espargos e queijo do meu pai :)
Omelete de queijo de ovelha do meu irmão :)
Os espargos são baixos em calorias e em sódio, e são uma boa fonte de fibras, proteínas, vitamina A, vitamina B6, vitamina C, vitamina E, vitamina K, cálcio, magnésio, zinco, ferro, fósforo, cobre e selénio.

Composição nutricional dos espargos (por cada 100g):

Calorias: 20
Proteínas: 2.2g
Hidratos de Carbono: 3.9g
Açúcares: 1.9g
Fibras: 2.1g 
Gorduras: 0.1g

5% da DDR de vitamina A
12% da DDR de vitamina B1
12% da DDR de vitamina B2 
7% da DDR de vitamina B3
5% da DDR de vitamina B5
7% da DDR de vitamina B6
13% da DDR de vitamina B9
7% da DDR de vitamina C 
7% da DDR de vitamina E
40% da DDR de vitamina K 

2% da DDR de cálcio
16% da DDR de ferro
4% da DDR de magnésio
10% da DDR de manganésio
7% da DDR de fósforo    
4% da DDR de potássio
6% da DDR de zinco 

Os espargos são também ricos em antioxidantes. Seis espargos contêm ainda metade da dose diária recomendada de ácido fólico, um nutriente que tem vindo a ser implicado na diminuição da homocisteína e, consequentemente, na diminuição do risco cardiovascular.

Um estudo sul-coreano indicou que o consumo de espargos diminuía a sensação de ressaca após o consumo de álcool.


Por outro lado, o consumo de espargos promove o aparecimento de um odor desagradável da urina. Actualmente acredita-se que a maioria da população mundial produz o odor, mas que apenas cerca de 22% da população consegue reconhecer o odor (pessoalmente nunca reparei em nada).

Como sempre, aqui vão alguns artigos:

1. S. C. Mitchell (May 1989). "Asparagus and malodorous urine". Br J. Clin. Pharmac 27 (5): 641–2. PMC 1379935. PMID 2757888.

2. Pelchat, M. L.; Bykowski, C., Duke, F. F., Reed, D. R. (2010). "Excretion and Perception of a Characteristic Odor in Urine after Asparagus Ingestion: a Psychophysical and Genetic Study". Chemical Senses 36 (1): 9–17.

3. Lison M, Blondheim SH, Melmed RN. (1980). "A polymorphism of the ability to smell urinary metabolites of asparagus". Br Med J 281 (6256): 1676–8.

4. Eriksson N, Macpherson JM, Tung JY, Hon LS, Naughton B, Saxonov S, Avey L, Wojcicki A, Pe'er I, Mountain J (2010). Gibson, Greg. ed. "Web-Based, Participant-Driven Studies Yield Novel Genetic Associations for Common Traits". PLoS Genet. 6 (6): e1000993.

5. White RH. (1975). "Occurrence of S-methyl thioesters in urines of humans after they have eaten asparagus". Science 189 (4205): 810–11.

6. "Excretion and Perception of a Characteristic Odor in Urine after Asparagus Ingestion: a Psychophysical and Genetic Study". Chemical Senses , Oxford Journals, Oxford University Press. July 26, 2010.

7. Waring RH, Mitchell SC and Fenwick GR (1987). "The chemical nature of the urinary odour produced by man after asparagus ingestion". Xenobiotica 17 (11): 1363–1371.

8. Mitchell S.C. (2001). "Food idiosyncrasies: beetroot and asparagus". Drug Metabolism and Disposition 29 (4): 539–543. PMID 11259347.


Depois do almoço tomei um cafézinho na varanda e fui ao cabeleireiro com a minha mãe arranjar as sobrancelhas :) Ainda aproveitei para cortar o meu cabelo, e gostei do resultado :D 

Ficou um bocadinho mais curto (esta foto já foi na Feira do Mirtilo, há um mês) :)
As minhas sobrancelhas já estavam vagamente parecidas com as do avô da Heidi! :D
Depois do cabeleireiro fomos ao L'Kodak, um bar na praia do Aterro :)




Limonada para mim, champanhe para a minha mãe :)
Um bocadinho doce demais, mas bem fresquinha :D
A minha mãe com o verniz azul que comprámos ontem e eu com o roxo da KIKO :D
Daqui a nada vou para um jantar de aniversário :)

Até Segunda-feira! :D 

31 comentários:

  1. Olá! Eu nunca te comento (comentei uma vez depois de comentares o meu blog Girlie Talk e pedi-te os Livros para Totós por email), desculpa por isso (mas deve-se principalmente ao facto de eu ler todos os blogs que sigo pelo Google Reader, logo para comentar teria de estar a abrir cada um e sou preguiçosa :P
    Mas hoje senti vontade de comentar porque já estive numa situação mais ou menos parecida. Durante a escola secundária tive sempre uma "melhor amiga". Éramos inseparáveis. Mas no final do 12º ano afastámo-nos e mal falámos durante o primeiro, segundo e terceiro ano da faculdade (e eu também odeio telefonemas e principalmente mensagens de telemóvel, por isso nunca comunicávamos muito assim).
    Ainda nos encontrávamos de vez em quando para um café mas eu sentia-me sempre distante dela. No entanto, quando comecei o mestrado voltei a fazer um esforço para nos reconectar-mos e contei-lhe coisas sobre mim e ela sobre ela e aos poucos tudo foi melhorando. Ainda só nos vemos de vez em quando porque estávamos em faculdades diferentes e moramos em 2 pontas de Lisboa diferentes, mas agora quando estamos juntas é como se tivéssemos voltado à Escola Secundária. Estamos 100% à vontade e tudo porque quando estamos juntos aproveitamos para falar a sério sobre o que se passa connosco e também ajuda falar sobre o passado e coisas com piada que nos aconteceram e rir ainda com isso ;)

    Este comentário gigante serve todo para te dizer que se achares que o que tu e a T. tiveram ainda vale a pena reconquistar (mesmo que se transforme num tipo de amizade diferente menos próxima mas que ainda se divirtam juntas) então investe nisso porque pode custar ao início mas daqui a uns tempos vai valer a pena :) Isto claro se tanto tu como ela quiserem recuperar a vossa amizade.

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá :)

      Muito obrigada pelo teu comentário :) É engraçado, porque o teu blog foi um dos primeiros blogues que segui 'a sério' :) Adorava ler-te, e acho mesmo que devias voltar :D

      Depois de escrever o post eu própria mandei uma mensagem à T., e já temos um novo café combinado. Podemos estar diferentes, mas enquanto houver vontade de lutar acho que vale a pena investir nesta amizade :)

      Mais uma vez obrigada pelo teu comentário e espero que tenhas gostado dos livros :D

      Beijinhos! :D

      Eliminar
  2. Acredito que essa amizade se vai reconstruir! :)

    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  3. Ás vezes vou a esse café também eheh e agora já vi a tua cara, pode ser que um dia eu te encontre por la :P

    E o tempo não tem estado mesmo nada famoso bahh :x

    E adorei esses vernizes (ok, eu adoro quase todos os vernizes :P) :)

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  4. Oi querida :)
    Fiquei triste com o que li sobre a tua amiga T. :( A verdade é que a vida passa e por mais que a gente tente e as amizades sejam muito fortes, o tempo leva sempre um bocadinho delas, uma bocadinho de cada um de nós que nunca mais é o mesmo. Espero que a vossa amizade, apesar de tudo, continue forte e esteja só a passar uma má fase.
    Acho que fazes bem em trabalhar nesse teu problema em confrontar as pessoas, eu não saberia viver doutra forma. Tenho de dizer tudo, sempre, não consigo ficar com as coisas e os pensamentos na cabeça, não me faz nada bem :) Claro que nem sempre é bom, mas é como tudo :)
    O filme que viste é liiiindo, vimos há pouco tempo e adorei.
    Adoro omeletes, faço de várias coisas, e essa de espargos deve ser deliciosa :)
    Que filha fofinha em oferecer os bilhetes à mãe :)) E que pais fofinhos em levar a filha ao cinema :) Espero que te tenhas animado.
    Os vernizes são lindos e essa limonada deixou-me com muita sede ;)
    Beijinhos e continuação de um óptimo fim de semana :)

    ResponderEliminar
  5. também tenho uma situação parecida, uma ex melhor amiga, ex pela distância e por certas situações por resolver.. um dia ainda hei-de resolver isto, tal como tu fizeste :p

    Ah e a omolete está com bom aspecto! Eu comia-a ahahha x)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Olá, Joana!
    Vou lendo sempre as tuas publicações, mas pelo Gogle Reader (sigo dezenas e dezenas de blogues e é complicado fazê-lo de outra forma).Mas hoje tenho de comentar: vi o filme "Intouchables" há apenas alguns dias e é fabuloso!!!
    Gostei bastante das interpretações e da lição de vida que dá.

    E pronto, tenho dito... Continua com o teu diário, tenho muito gosto em "conhecer-te" :)

    ResponderEliminar
  7. Nota: em relação ao odor dos espargos "na saída" - eu reconheço, e bem! Cá por casa comentamos sempre "já cheira a espargos" umas horas depois de os comermos :)

    ResponderEliminar
  8. Tive uma situação semelhante com uma colega de faculdade. Ela fez algo que me magoou e eu nunca fui capaz de a confrontar. Nem sei se ela se apercebeu e eu achei que não devia dizer nada porque resultou de algo da personalidade dela que dificilmente iria alterar. Como não sou capaz de estar com alguém e ter reservas, acabei por me afastar um pouco.
    Entretanto já nos vimos uma ou duas vezes e houve tentativas de telefonemas de parte a parte, mas já não é a mesma coisa.
    A questão é que podes já não ter a T. do passado mas podes começar uma relação nova com a T. do presente, se houver vontade de parte a parte. Não vale a pena procurares o que já lá não está.

    Para concluir, o Intouchables é muito bonito, ri e chorei, o que é sempre sinal de um bom filme!

    Beijinhos e tem um óptimo fim-de-semana

    ResponderEliminar
  9. Também eu ando a tentar recuperar os antigos tempos de uma amizade tão boa que tive... mas de facto não é fácil! Tudo muda e o facto de querermos que seja tudo como era só torna mais dificil aceitar que na verdade vamos ter sim que re-escrever um novo presente =)
    oh!! também quero muito ir ver o madagascar eheh e os vernizes são lindos!!
    diverte-te e até segunda feira =D
    beijinhos!!

    ResponderEliminar
  10. Espero que tudo corra pelo melhor com a tua amiga T. :) **

    ResponderEliminar
  11. Os dois vernizes são lindos. :)

    Quanto à T., infelizmente as pessoas desiludem-nos e, por vezes, a amizade custa a recuperar. Força. :)

    ResponderEliminar
  12. Infelizmente também tenho um caso parecido com o teu. A vida às vezes leva-nos em direções diferentes. Fazes muito bem em confrontares as pessoas, assim ficas sempre bem com a tua consciência pelo menos. Mesmo que as coisas não voltem a ser o que eram com a T. pode ser que construam uma nova amizade diferente.

    Amanhã também vou com a Bibi ver o Madagascar :) Beijo

    ResponderEliminar
  13. também tenho uma T. na minha vida... partilhei com ela 10 anos da minha vida, e aos poucos fomos nos afastando até que se meteu a faculdade pelo meio e lá está, não soubemos lidar com a distância. hoje em dia apenas trocamos sms nos nossos aniversários, porque no fundo sabemos que não nos 'esquecemos'. mas ainda dói... não sei se algum dia terei essa capacidade de confronto (pelo menos com ela).

    adiante... tenho esse filme em lista de espera há tempo... tenho de o ver.
    nunca vi ivete ao vivo, deve altamente, sempre a tirar o pé do chão e a levantar poeira :D aproveita e divirtam-se. eu também já vi o madagáscar e adorei (aliás, adoro filmes de animação :D

    aproveita o resto do fim de semana :) beijinho

    ResponderEliminar
  14. Querida,
    Acho que todas já passamos por situações semelhantes à tua, porque a vida é mesmo assim e as circunstâncias acabam por afastar determinadas pessoas. Mas eu acredito que o que é realmente verdadeiro pode ser recuperado. Visto que agora tens uma maior capacidade de confronto e que a vossa amizade me parece algo verdadeiro, eu acho que ainda vamos ouvir histórias muito positivas sobre a (re)evolução da vossa relação :)
    Gosto de saber que tens tido progressos positivos nesse aspecto da tua vida e que cada vez te é mais fácil confrontar as pessoas/situações.
    Adoro Ivete num Verão passado (2006, talvez) fui ver 3 concertos dela seguidos, eheheh...espero que te divirtas. Bjts e bom domingo

    ResponderEliminar
  15. Olá Joana! Eu também tenho umas amigas na mesma situação em que tu e a T estão. É mesmo complicado e custa-nos quando a outra pessoa parece que "esqueceu" do que existia... Eu ainda não tive essa capacidade de confronto e nem sei se vou ter..
    Os vernizes que compraste são mesmo giros!
    O concerto da aurea correu mesmo bem, gostei muito! Em principio hoje já vou falar sobre ele :)
    Um bom domingo! E bom concerto! Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Olá Joaninha

    Esses encontros por vezes são de facto estranhos. Já me aconteceu algo parecido, mas também já me aconteceu o contrario. Aqui há uns anos encontrei uma amiga de infância/adolescência no aeroporto e estava a ver que não nos largávamos abraçadas uma à outra e ambas a chorar...tivemos de ser "separadas" pelos nossos maridos! Nunca mais nos largamos até agora.

    Mais recentemente consegui o contacto de uma amiga que casou muito cedo e com quem fui perdendo lentamente o contacto. Já não comunicava-mos há uns anos e foi como se estivéssemos falado na véspera, nada mudou desde a nossa adolescência, mas nada mesmo! Ao contrario de ti gosto de falar ao telefone e posso dizer-te que a primeira vez que ela telefonou eram umas 20 horas e eu jantei já passava da meia noite, o telefone parecia que tinha saído do forno...

    As coisas são o que tem de ser, se não tens de ser amiga da T. Vais ter certamente outras T. na tua vida.

    Olha eu vi com toda a família os intouchables e adorei o filme, é mesmo o meu tipo de filme.

    Gostei das fotos da tua zona, mas realmente temos de partir para a "guerra" porque ficam muito aquém das imagens da minha terra ,lol

    Achei curioso teres as mãos muito parecidas com as da tua mãe. Há muitos feitios de mãos, as da minha filha são iguais às do pai, não sei se ela alguma vez terá unhas para pintar...parece que são mais largas que compridas...pode ser que mudem com o tempo.

    Um bom domingo e que TUDO melhore rapidamente.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Joaninha,
    o meu comentário era uma bocado extenso e tinha outras coisas incluídas, por isso enviei e-mail
    ...mas mesmo assim acho que não comentei tudo!
    A expressão que mais se aplica aqui é "pareço o Alvaro Cunhal" - que por acaso, se tivesse a barba grande, era parecido com o avô da Heidi :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Olá Joana :)
    Em primeiro lugar quero agradecer-te imenso pelo teu comentário e pelo teu apoio! É nesta altura que o apoio faz toda a diferença e o teu, deu-me ainda mais motivação. Compreendes pelo que estou a passar e apesar de Medicina não estar muito mal no nosso país, as condições que oferecem não cativam para que fiquemos. Espero que encontres o caminho que te trouxer a maior felicidade, seja ficar ou ir!
    De seguida, gostei muito do teu post e identifiquei-me com o teu caso sobre a tua amiga. O mesmo já se passou comigo, a dada altura era eu que estava a lutar por uma amizade que infelizmente já não existe. Somos colegas vá, mas nem nos encontramos nem nada. Não me sinto triste nem nada porque aceito muito depressa tudo o que me acontece. Foi uma boa amizade sim, mas pronto :)
    Essas fotografias de comida têm ótimo aspeto, deu-me vontade de devorar isso ahaha E também já vi o filme Amigos Improváveis, e adorei! Um dos melhores filmes de sempre!
    Também já te estou a seguir e sou a tua seguidora nº200 :D
    Beijinho grande e um bom Domingo*

    ResponderEliminar
  19. a relação que tens com os teus pais parece excelente! Eu fico sempre um bocado surpreendida, pela positiva claro, porque aqui em casa é diferente, cada um faz "as suas coisas".
    Quanto ao teu problema com confrontos, como eu te entendo, sou igual! Não gosto nada nada, custa-me tanto! E estive para ver esse filme francês ontem, mas depois ficou super tarde, vou ver hoje :)

    ResponderEliminar
  20. Olá Joana,

    Aii ainda bem que vou com as minhas queridas amigas para a faculdade, quer dizer para a mesma cidade, o que seria de mim sem elas...

    Esse filme também vi estes dias e gostei muito e eu não costumo gostar muito dos filmes franceses, mas esse tinha umas partes bem engraçadas...

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  21. Encontrar amigas da adolescência às vezes torna-se esquisito, já não somos as mesma, mas a amizade permanece lá. Eu quando me encontro com a minha amiga de infância, da vida toda, temos sempre coisas novas para contar, sempre assuntos para pôr em dia, parece que o tempo não passa e também encontramo-nos poucas vezes. É diferente:)

    ResponderEliminar
  22. Eu acredito que há um tempo para tudo, e que todas as pessoas que entram na nossa vida por lá passam porque têm de passar, naquele tempo, e edepois esse tempo acaba. Custa muito deixar para trás o que é do passado, mas faz muito bem.
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.com

    ResponderEliminar
  23. Olá Joana =)
    Este teu post fez tanto por mim...
    Eu percebo o que queres dizer, mas o que é certo é que se não houvesse amizade vosses não tinham voltado a encontrar-se depois de tanto tempo. Não fiques triste por causa disso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Boas escolhas :D Para variar estamos com o mesmo verniz esta semana =P=P
    Olha tenho de fazer um comentário um bocadinho maior porque te compreendo perfeitamente! Já passei, e aliás passo pelo mesmo mas ainda não tive coragem de confrontar a minha "ex amiga"...Durante o secundário fomos best friends, eu adorava-a ela era simplesmente uma amiga a serio, mas com a entrada na universidade, embora continuássemos na mesma cidade, deixamos praticamente de nos falar...Sei que ela me fez umas das boas que me deixaram bem triste 8apesar de já nem saber o que foi) e como tinha o orgulho ferido nunca a confrontei...ora o tempo foi passando, eu fui me esquecendo do porque mas ficando sempre afastada até que chegou uma altura que eu pensei "ja nao faz sentido tentar nada..." agora é muito estranho...vejo-a na rua falamos como meras conhecidas e isso realmentee me deixa triste e desconfortável porque eu só quero a amizade dela de volta....Já pensei em contacta-la mas ir dizer o que? Por isso digo-te que admiro a tua coragem de retomar o contacto com a tua amiga, e agora aos poucos vai começar a correr melhor vais ver :):)

    P.S: TENS MESMO de compra o livro!! A linguagem é simples, nada de escrita elaborada, mas é extremamente erótico, vá pornográfico mesmo, eu acho que vai gostar muito =D

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  25. Oh Joana vais ver que acabas por te tornar amiga dela de novo, talvez até possam ter a amizade que tiveram antes e mesmo que não seja assim tão grande como antes vai ser bom na mesma, com o tempo tudo fica bem :)
    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  26. ehheheh fico cotnente por teres gostado do filme XD ... Qt ao madagascar tenho k verrrr... s calhar ainda vou rever todos agr nas ferias sao super divertidos, leves, frescos.. bons para levantar o astral k ca em casa continua para la de xato ...

    eheheh ... uauuu ... fic espantada as coisas k fazs c a tua familia... eu ca so janto com os meus pais de 2 em dois meses num domingo... e dps e sempre com o pai só!! a minha mae esta semrpe no workkk... uma seca... e tb a mentaalidade deles é diferente ... pois ja são mais velhotes... lolol

    Olha quanto à T. ... Isso é normal.. passei isso com oemnsas amigas... até me senti alone!!! Nada bom isso .... possa...
    Mas a vida é mm assim... fica contente com o que passaram... e pronto... olha para a frente... E pensa: Mudam-se os tempos mudam-se as vontades!!

    Beijinho**Desculpa o coment extenso!! *********

    ResponderEliminar
  27. Parece-me excelente a relação com a tua mãe. Com uma filha adolescente, luto permanentemente para a conseguir "acompanhar" mas às vezes não é nada fácil...

    Em relação à tua amiga, que dizer? As pessoas mudam, as circunstâncias mudam... e às vezes deixa de haver de facto coisas que nos ligam à pessoa no nosso presente (e no delas).

    Beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  28. Ola Joana :)

    Também tenho imensa dificuldade em confrontar as pessoas. Com os tempos fui melhorando mas ainda passo dias a "ensaiar" e a "planear" o que vou dizer. Até com o Dário acontece-me o mesmo.

    Sou o tipo de amiga que está sempre disposta a ajudar. Os meus amigos sabem que podem sempre contar comigo. Já deixei de fazer um exame para ajudar 1 amigo que estava aflito mas noto muitas vezes que quando sou eu tenho praticamente que implorar. Ultimamente tenho me afastado um pouco desse tipo de amigos.

    Fala com a T., pelo menos tenta. Isso vai melhorar ou piorar a vossa amizade dependendo de como as coisas serão interpretadas por ela. Pelo menos ficará mais claro se dá para contar ou não com ela.


    Adoro ver as boas relações mãe e filha. Pelos vistos tens uma boa relação com a tua mãe. Também me dou muito bem com a minha apesar de não vê-la a mais de 3 anos.


    Esses vernizes da kiko parecem mesmo bons, pena que por aqui só tem a loja de portimão. Um dia ainda compro para experimentar.


    Bjo, boa semana

    ResponderEliminar
  29. que belo tempo realmente para um reencontro desses ainda melhor né? é claro que te percebo, e compriendo que fiques tristinha, as vezes penso o mesmo que tu pensas te quando n vejo grandes amigas ( ex amigas ) há imenso tempo, as pessoas mudam... ficam as recordações lol
    também quero ir ver o madagascar!
    os espargos são do melhor ! eu como ! ;P
    e adorei o verniz da mãe e da filha ! que mãe top ! de verniz azul ! :P

    beijo

    ResponderEliminar
  30. Compreendo perfeitamente que tenhas ficado triste, também já passei por algo parecido, mas faz parte do nosso percurso perder pelo caminho pessoas que nos eram importantes, enquanto isso, há outras que aparecem na nossa vida e ficam para sempre :)
    Tenho que investir mais em espargos, adoro especialmente nos ovos :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />