7 de outubro de 2019

Pregnancy Diary #49

Por cá, há pouco para contar. Como diriam os Da Weasel nessa obra-prima que é a Mundos Mudos:

'A vida corre tranquila, cada vez menos reguila, meto guita de parte e a cabeça não vacila tanto. Para minha alegria e meu espanto pode ser que o passado fique por onde deve estar: no pretérito imperfeito, já que não é mais-que-perfeito. Este é um presente que eu aceito para atingir a tranquilidade que supostamente se atinge com a nossa idade.'

(A propósito, não acho a música do Valete nada de chocante, pelo menos para quem está habituado a ouvir rap português no geral e Valete em particular. Não é o meu caso agora, mas foi o caso da Joana adolescente revoltada. Vão lá ouvir a Roleta Russa até ao fim e digam se não é pesado como o caraças - e tem na mesma uma mensagem super forte, quando a ouvem até ao fim.)

(Escrevi esta publicação a matar saudades das músicas que ouvia na minha adolescência, e quando ouvi a Todos Gordos dos Mind Da Gap apercebi-me que foi lançada em 2000. Há quase vinte anos. Vinte. Anos.)

Estamos nas 34 semanas. Hoje tive consulta de cardiologia e está tudo controlado. Amanhã tenho acupunctura porque ando cheia de dores numa costela e a fisioterapia não tem ajudado. Quarta vou ao centro de saúde. Quinta tenho consulta de obstetrícia. Sexta tenho consulta com a consultora de lactação. Sábado vou fazer bolinhos de abóbora com a minha avó. Domingo tenho um casamento.

A vida corre tranquila.

O Matias acorda por volta das 8h e começam as já habituais rotinas do nosso dia: enquanto o Matias vai brincar para a sala eu fico a arrumar, fazer as camas, pôr roupa a lavar, tirar louça lavada da máquina e passar o espanador no chão. Geralmente arrumar é a primeira coisa que faço de manhã porque ajuda-me bastante a acordar, e o Matias também não se importa nada de ter tempo para brincar antes de ir para a escola brincar mais :)

Visto-me, o Matias veste-se (agora faz questão de vestir-se sozinho, diz que já é crescido), tomamos o pequeno-almoço, ajudo-o a lavar os dentes, escolhemos um brinquedo e vamos para a escola, de carro ou a pé se estiver a sentir-me particularmente energética, onde o Matias chega por volta das 9.30h.

Passo o resto do dia a fazer coisas, a ver stand up no Netflix (gosto imenso do Dave Chappelle e da Ali Wong), a ouvir música, a dormir sestas e a fazer planos. Vou buscar o Matias à escola e brincamos, lemos, jogamos à bola ou cozinhamos.

A vida corre tranquila.

Achámos as eleições emocionantes, e seguimos os resultados em directo durante horas. Ouvimos todas as conferências de imprensa, discutimos o assunto e pensámos em conjunto. Continuo a achar que se discute pouca política no nosso país (mas pode ser porque venho de uma família de comunistas), que sabemos pouco sobre os partidos em que votamos e que confundimos as posições económicas com as sociais (ser de esquerda não é a mesma coisa do que ser libertário, nem ser de direita é a mesma coisa que ser conservador). Pessoalmente eu acho sempre útil usar ferramentas como a bússola política.

Enfim, a vida corre tranquila.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />