18 de junho de 2018

Primeiras vezes.

Este fim-de-semana fiquei sozinha com o Matias, depois do Pedro ter ido para Barcelona (onde vai ficar durante um mês). Não é propriamente pouco habitual ficarmos sozinhos com o Mati (entre congressos, urgências, formações, competições de xadrez, viagens, etc etc etc), mas nunca nenhum de nós ficou tanto tempo sozinho com ele e confesso que estava um bocadinho assustada, principalmente com o primeiro fim-de-semana. Comigo ainda em recuperação e com algumas limitações (não posso fazer muitos esforços, não me consigo baixar, ainda vejo as coisas um bocadinho desfocadas e tenho uma comichão do demónio no olho), estava com receio que o fim-de-semana fosse um filme de terror para ambos.

Não foi. Foi espectacular. Foi incrível. Foi mesmo o máximo.

Acordámos quando quisemos (vá, quando o Matias quis), brincámos, cozinhámos, divertimo-nos, dormimos duas belas sestas de três horas cada uma, enfim. Pelo meio, tivemos umas quantas novidades.

Quando o Mati tinha uns três dias percebemos que lhe tínhamos que cortar as unhas pela primeira vez. Sugeri ao Pedro ser ele a fazê-lo (o tipo opera olhos, está habituado a cenas minúsculas), e a dada altura o Matias desatou a gritar e começou a deitar sangue de um dedo. Tinha uma feridinha minúscula feita pelo corta-unhas, mas que rapidamente infectou e foi inclusivamente necessário pôr pomada antibiótica passado uns dias. Depois disso fiquei traumatizada e nunca quis cortar as unhas ao miúdo. Nunca. Passei dois anos sem lhe cortar as unhas. A dada altura o Pedro esteve fora uns dias, era preciso cortar as unhas ao miúdo e fui ao cabeleireiro com ele. True story.

Pois bem, ontem lá me mentalizei que era preciso. O calor faz o Matias ficar com mais comichão (ele tem a pele atópica), por isso decidi encher-me de coragem. Ia-me vomitando, mas lá consegui cortar todas as unhas do Matias (das mãos e dos pés, YEY!). E a dada altura disse-lhe 'só faltam quatro!'.

Ao que ele me respondeu 'Um, dois, três, quatro!'.

Fiquei abismada. Nunca o tínhamos ouvido contar. Não é propriamente uma coisa que lhe ensinemos cá em casa, e embora já o tivesse ouvido a dizer um, dois ou três em situações pontuais, nunca o tinha ouvido a dizer quatro (ou os números seguidos!).

Depois disso, estávamos a ler um livro do Nemo que ele adora e o Matias pediu para ver 'o vídeo dos papás' (que é o de Svalbard). Confesso que já vomito o vídeo dos papás pelos olhos, por isso sugeri-lhe 'e se víssemos o filme do Nemo?'. Achei logo que íamos ver uns cinco minutos e ele ia aborrecer-se (até porque é o que acontece SEMPRE), e qual não foi o meu espanto quando ele viu meia hora SEGUIDA. Depois disso não o deixei ver mais, mas no dia seguinte ele pediu novamente para ver 'o filme' e viu mais meia hora de manhã e meia hora de tarde. Viu o seu primeiro filme :D (e logo um em que um peixe perde o pai, que apropriado).

Entretanto hoje comprei ao Matias a sua primeira Barbie! Ando a juntar alguns presentes para o entreter no avião a caminho de Barcelona, e depois de encomendar uns livros de dinossauros novos achei que um brinquedo novo era boa ideia :) Comprei-lhe a Barbie cientista, depois digo se fez sucesso ou não :D

Resultado de imagem para barbie cientista
Achei que era parecida comigo, com a bata e tal
E pronto, têm sido uns dias muito animados cá por casa :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />