14 de setembro de 2017

Dezasseis meses de Matias.

Todas as mães reagem de forma diferente ao seu parto. Há quem ame logo o bebé mal o vê, há quem precise de algum tempo para se ambientar e para se apaixonar. Eu fiz parte do primeiro grupo.

Quando o Matias nasceu eu senti uma cena muito estranha que me fez rir, chorar, agarrá-lo, abraçá-lo, não o largar quando queriam pesá-lo e dormir agarradinha a ele durante três dias.

Amei-o. Amei-o muito desde o primeiro segundo. E amei-o ainda mais todos os dias depois desse.

O Matias está neste momento a passar uma fase super fofa, e lembro-me constantemente do que senti naquele primeiro dia. Porque, tal como na altura, também hoje não consigo imaginar como será possível amar ainda mais o meu filho. E, tal como na altura, também hoje sei que amanhã amá-lo-ei ainda mais.

Isto deve passar lá pela adolescência, certo? :D

Matias novamente na Quinta Pedagógica (adoramos aquele sítio)



Assim é o Mati aos dezasseis meses:

* Alimentação

O Matias é um anjinho a comer: come de tudo, adora comida, não se queixa de nada, aceita tudo o que lhe damos e a única coisa que parece não gostar é quinoa. Ontem ao jantar comeu a sopinha e a fruta em casa (por volta das 18.30h), fomos ao nepalês com a tia Cris e o senhor Matias comeu um belo pratinho com arroz basmati, saag paneer (caril de espinafres) e chicken vutan (frango com tomate, pimento e especiarias). Também se lambeu todo com o pão naan, cujos bocados punha na boca com tanta animação que acabou a parecer um esquilo :D Até o papari quis comer, e não descansou enquanto não acabou com tudo :D Enfim, é mesmo boa boca o miúdo :D E é super cómico também, porque quando quer acabar de comer bate palminhas para ver se nos engana (do género 'já acabei, palminhas para mim!).

Continua a ter mais ou menos os mesmos horários:

08.00h: 270ml de leite;
11.30h (na creche): sopa, prato e fruta;
15.00h (na creche): iogurte com fruta quatro vezes por semana, papa caseira três vezes por semana;
18.00h (já em casa): sopa, prato e fruta;
20.00h (antes da caminha): 270ml de leite.

Continuamos a fazer as papas com grãos de cereais e tem corrido bem. A última levou aveia, espelta, maçã, pêra, limão e canela e ficou bem boua. Ao fim-de-semana o miúdo come mais ao pequeno-almoço (porque geralmente faço panquecas, ou comemos pão), mas durante a semana tenho alguma dificuldade com a gestão do tempo :)


* Sono

Acorda por volta das 7.30h, por vezes ainda dorme a sestinha de manhã entre as 9.30h e as 11h (mas tem sido relativamente raro), dorme das 12h às 15h e já há imenso tempo que não dorme a sestinha depois do lanche. Às 20h bebe o leitinho, deitamo-lo e ele adormece sozinho sem qualquer problema. Dorme a noite toda, a não ser que esteja doentinho ou com dores! Independentemente da forma como o deitamos, encontramo-lo sempre da mesma maneira: por cima da roupa da cama, com a cabeça ao contrário, de barriga para baixo, com o rabo levantado e com o blankie a tapar a cara :)


* Creche

Com o início do ano escolar o Matias mudou de sala para a sala dos crescidos :D A educadora dele ficou de baixa, mas chegou uma nova que é um amor! A auxiliar mantém-se e o Matias gosta imenso de ambas :D Não tem dificuldades nenhumas em ir, muito pelo contrário: mal chega à sala lá vai ele brincar e nem adeus me diz!

Todo independente :D
Adora pirar-se :D

* Rotinas

O Matias tem acordado um bocadinho mais cedo, por isso agora envolvo-o muito mais nas tarefas da manhã. Lava os seus próprios dentinhos (e eu retoco depois, claro), ajuda-me a vesti-lo, vai buscar os sapatos, já exige segurar ele no biberão e já quer ir a pé até ao carro e do carro até à creche, mesmo com imensas escadas pelo caminho (e sempre respeitando a regra básica de dar a mãozinha à mamã). As birras estão mais controladas (a não ser quando o miúdo está cansado ou com sono), e acho que ele já interiorizou que os papás não cedem a chantagens :D

Quando o Pedro o vai buscar à creche (por volta das 16h) regressam a pé (ainda são uns dez minutos), e o Matias aproveita para dizer adeus a toda a gente que passa e às pessoas que estão dentro das lojas! :D


* Personalidade

Não há volta a dar e juro que não é por ser meu filho: o Matias é simplesmente um puto adorável. Adora pessoas, ri-se para toda a gente, faz pouquíssima reacção ao estranho (tão pouca que até é vagamente preocupante), faz um ar super patusco quando sorriem para ele, adora chamar a atenção e fazer palhaçadas e gosta que lhe dêem atenção (mais até do que miminhos).

Gosta de ouvir música, de dançar, de brincar com carrinhos, de jogar à bola e de subir e descer de sítios. Gosta de cócegas e de lutas de almofadas. Adora puxar-nos os cabelos e deitar-se em cima de nós em posição tipo judoca :D

Andou a rebolar-se na terra e ficou todo sujo :D <3

Carinha de patife :D :D :D
* Dentinhos

Já são doze!

* Desenvolvimento no geral

Anda, corre e dá uns mini-saltinhos adoráveis quando está entusiasmado. Dança abanando os braços e o rabiosque. Não diz rigorosamente nada de compreensível, embora já tenham saído uns 'olá' e umas 'água' (mas possivelmente será da nossa imaginação). Por outro lado fala imenso, não percebemos é nada do que ele diz! É um miúdo muito expressivo: quando não sabe de alguma coisa estica os bracinhos e diz 'ú?' (deve ser francês o meu filho), quando alguma coisa acaba bate com as duas mãos nas pernas (do tipo 'que chatice!'), aponta para tudo e se nos fazemos de desentendidos vai buscar o que precisa... Enfim, é um despachado. Há algumas semanas fiquei preocupada com a questão da fala, mas depois fui estudar sobre o assunto e basicamente estamos a dar tempo ao tempo.


* Actividades preferidas

Fazer asneiradas.
Quanto piores as asneiradas, melhor.
Quanto mais alto for o 'Matias, não faças isso' dos papás, mais tentadora é a actividade.


Com as mãos todas sujas de terra :D

* Saúde

Também não nos podemos queixar: até agora zero otites, zero infecções urinárias, umas constipaçõezitas, umas gastroenterites e aquela varicela do demo.

E pronto, é um bãozão este miúdo :D

6 comentários:

  1. Tem uma cara de reguila...
    Lamento informar que nem na adolescência passa, o amor por eles só cresce desmesuradamente. Confirmo eu que tenho uma de 15 anos em casa ;)

    ResponderEliminar
  2. Que carinha de "patife" tão fofa <3 Como crescem depressa, não é? Lol

    ResponderEliminar
  3. Uma das minhas irmãs tinha quase dois anos quando começou a falar - agora gostávamos que ela se calasse =P

    O Matias está lindo (=

    ResponderEliminar
  4. É mesmo um bãozão!! Quero MESMO ter um bebé boa boca, como o teu... que goste de comer e de experimentar... admito que é a única coisa que me deixa nervosa nisto da maternidade. O Rafael faz 4 meses agora a 30 de Setembro e, como volto ao trabalho no final de Outubro, quero começar a introduzir sólidos quando chegar aos quatro meses e meio, para ter duas semaninhas para tentar trabalhar a habituação dele... que pensas disto? Eu não tenho um trabalho com horários definidos e não pretendo amamentar em exclusivo. Até agora, só dou mama, mas quero começar, com a chegada dos 4 meses, a introduzir leite de fórmula, para os "imprevistos" da minha vida profissional... e queria que ele começasse a comer outras coisas, para que a minha tia e o meu marido (que deverão ser quem fica com ele quando eu trabalho... principalmente a minha tia, pois o namorido também trabalha!) possam dar-lhe outras coisas que não só leite. :)

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  5. Joana, tal como tu, no momento em que o Duarte nasceu fiquei completamente apaixonada e também me questiono se isto vai passar na adolescência! O Matias está lindo e parece mesmo muito feliz! Parabéns! :)

    ResponderEliminar
  6. Tão lindo e crescido que ele está! :)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />