29 de setembro de 2016

Quatro meses e meio de Mati.

O Matias faz hoje quatro meses e meio. Muda todos os dias. Cresce todos os dias. Aprende coisas novas todos os dias. Olho para o que escrevi quando ele fez quatro meses, e várias coisas são agora diferentes.

Ter um filho é como apaixonarmo-nos à primeira vista por alguém. Todos os dias há algo novo para descobrir e algo novo para amar. Todos os dias são uma aventura. Todos os dias sentimos que não poderíamos amar mais a nossa coisinha fofa, e todos os dias descobrimos que estávamos enganados.

Assim sendo, apeteceu-me fazer um registo do que se passa por aqui aos quatro meses e meio :)

O Mati:



* Está no percentil 97 de comprimento e já veste roupa de nove meses. Continua um bocadinho acima do percentil 50 de peso.

* Sorri para toda a gente, mas começou nitidamente a reagir aos estranhos. Sempre que está no colo de alguém não tira os olhos dos papás.

* Delira com o jogo do 'cucu' e ri às gargalhadas. Adora tocar-nos na cara e lamber-nos. Também adora meter as mãos na nossa boca para as mordiscarmos.

* Continua a acordar muito bem disposto e animado.

* Adora trocar a fralda e tomar banho.

* Decidiu trocar oficialmente o senhor Tobias pelo Timon, que continua a amar loucamente. Desenvolveu uma enorme paixão pelos pés, que por enquanto ainda é platónica porque não consegue lambê-los de uma forma consistente (não é assim tão flexível, coitado).

* Continua muito curioso. Fica sempre de pé no nosso colo, a não ser quando estamos a ler.

* A rotina de sono nocturno mantém-se: banho, swaddling, leitinho às escuras e em silêncio no nosso colo e caminha. Adormece por volta das nove ou dez e dorme até às nove ou dez do dia seguinte. Por vezes passa noites mais difíceis, mas a rotina habitual parece estar a caminhar neste sentido (ufa!).

* De dia passou a adormecer perfeitamente sozinho. Estava cada vez pior e precisava de cada vez mais colinho para dormir as sestas. Era capaz de estar meia hora a embalá-lo (com ele a chorar) para depois o fulaninho dormir quinze minutos, mas isso não me incomodava minimamente porque ele dormia bem à noite e isso é que é importante. Na semana passada precisei de ir à casa-de-banho a meio do processo, por isso embrulhei-o na mantinha e deitei-o. Qual não é o meu espanto quando o miúdo encosta a mantinha à cara e adormece, completamente sozinho. A partir daí comecei a estar muito atenta, e sempre que o Mati começa com sinais de ter soninho enrolo-o na mantinha e deito-o. O miúdo não faz nem um ai, encosta a manta à cara e adormece logo. Passou a dormir sestas bem melhores, embora possa ser apenas uma fase. E entretanto percebi que nunca foi ele que precisou de colinho para dormir: era eu que precisava de lhe dar colo.

* Tem dormido sestas entre todas as refeições.

* Deixou de fazer 'uh uh uh uh uh' como os macaquinhos e passou a dar uns gritinhos super estridentes e irritantes (iguais aos dos Nazgûl).


* Gosta de estar à janela a ver as árvores. Já fica bastante inquieto na espreguiçadeira e começa a tentar virar-se lá. Adora o piano. Já gosta mais do tapete de actividades e já tolera melhor estar de barriga para baixo.

* Já come sopinha e está a ambientar-se bem. Não gostou nada da sopa de abóbora, mas gostou muito da sopa de courgette. A cadeira da papa que comprámos revelou-se uma inutilidade, e temos optado por dar-lhe a sopa no colinho mesmo. Por outro lado, a máquina das sopas que comprámos tem dado bastante jeito.

* Depois de começarmos a sopinha passou a fazer cocó sozinho todos os dias ou em dias alternados.

* No geral é um miúdo muito curioso e alegre e está a passar uma fase óptima (que não deixa de ser uma fase, mas há que celebrá-las na mesma!).

Eu:

* Lembram-se da travadinha que me deu na semana passada? Estava com TPM. Confesso que isso me ocorreu, mas como ainda era bastante cedo achei que estava simplesmente cansada. Nop, era TPM mesmo. Vai daí, voltei à pílula. Não me apetece andar a gritar com o meu filho todos os meses. Desde então, continuo a sentir-me absolutamente impecável.

* Voltei às sestas. Daqui a uma semana volto ao trabalho, há que aproveitar enquanto posso! :D

* Tenho um problema sério com o planeamento da festa de anos do meu filho. Já encomendei coisas. Já comprei coisas. Já decidi o sítio. Já contactei fornecedores. Já fiz listas. Socorro.

* Nunca mais me pesei, mas tenho tido uma alimentação bastante melhor. Ter sopinha em casa ajuda (tenho comido as sopas do Matias, depois de lhes acrescentar sal).

* Ando entusiasmadíssima a planear as próximas viagens de 2016 e 2017 (sendo que uma delas é finalmente Santorini!). Ando a tentar convencer a Joana, o Bernardo e o Pedro a adiantarmos a viagem de 2018 para 2017 (cheira-me que vou precisar de suborná-los com docinhos!).

* Estou muito expectante em relação às próximas semanas. Vou voltar ao trabalho, o Pedro vai ficar em casa com o Mati, vamos começar as papinhas caseiras (há por aí dicas?)... Enfim, muitas coisas novas :D

É isto :D

1 comentário:

  1. Olá Joana!
    Realmente é verdade, os bébés mudam todos os dias!!! Eu, há duas semanas, dizia que a minha princesa tão depressa não ia fazer nada para andar e, esta semana, começou a dar passinhos com ajuda e já se levanta sozinha, desde a semana passada. Uma coisa que noto é que, desde que ela entrou para a creche, as novidades chegam sempre com algum atraso ^^.
    Em relação às papas caseiras, tentei dar as papas de aveia, mas a minha pequenina não achou graça nenhuma, por isso faço um puré de fruta e depois junto umas colheres de farinha da marca Holle (que é biológica, sem açúcar e tem opções sem glúten). Às vezes também acrescento um bocadinho do leite dela.
    Comprei dois livros que gosto muito, com receitas adaptadas às várias fases da alimentação do bébé: "1,2,3...uma colher de cada vez" e "Mãe, quero mais" (da autora do blogue "na cadeira da papa", que também tem receitas no blogue).
    Beijinhos e boa semaninha pré-trabalho :)!!!
    Vânia

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />