20 de setembro de 2016

Matias, o leitor #2

Tenho gostado imenso da troca de ideias que vai surgindo nos comentários ou nos mails (ou até nas mensagens para o quase falecido Facebook do blog) quando partilho os livros que se vão lendo cá por casa. Na verdade temos ido à biblioteca todas as semanas e todas as vezes descubro livros giríssimos. Entretanto no fim-de-semana passado a Joana e o Bernardo vieram jantar cá a casa (tinham saudades do Matias, afinal já não o viam desde a véspera!) e a Joana trouxe uma tonelada de livros antigos dela, entre os quais estavam alguns... Da Rua Sésamo.

Ia tendo um ataquinho. Eu amava a Rua Sésamo e tinha TODOS os livros, mas depois do meu irmão crescer doei-os a uma associação e nunca mais vi nenhum à venda. E é assim que desde o fim-de-semana estamos ainda mais enterrados em livros cá em casa :D

Hoje partilho os últimos que vieram da biblioteca e da próxima vez mostro os que comprámos entretanto e os que a Joana trouxe :D

O Matias gosta bastante do Elmer, provavelmente por causa das cores e por ser um livro pequeno e facilmente 'comestível' :D



Gostei imenso. Acho que todos os pais já se viram em situações de desespero em que perdem o controlo e gritam com os filhos, e achei este livro muito bonito - tanto para eles como para nós.
Continuo a tentar inserir a cultura religiosa cá em casa, mas não está fácil. Primeiro porque o Pedro não é de todo apologista da ideia (acha que o miúdo é que tem de se informar e decidir um dia mais tarde, enquanto eu sou defensora da ideia de lhe falarmos de um pouco de todas as religiões) e depois porque as próprias histórias não são fáceis de 'explicar' a uma criança. Passo a explicar: no David e Golias (que nós temos) o David era pequenino, o Golias era mauzão e desafiou os outros a defrontá-lo, Deus ajudou o David e ele venceu. No geral é uma boa história. Nunca leio ao Matias a parte do Golias morrer, digo simplesmente que o David ganhou e pronto (até porque, sinceramente, quem é que morre por levar com uma pedra pequena na testa?). Na Arca de Noé é mais complicado. As pessoas portam-se mal, por isso morrem todas afogadas... É realmente algo que quero ensinar ao miúdo? Que o mau comportamento define na totalidade alguém e que por essa razão a pessoa deve ser castigada, em vez de compreendida e ajudada? Eu sei que isto são abordagens demasiado metafísicas e talvez esteja a ferir susceptibilidades desse lado, mas faz-me muita confusão ensinar ao meu filho este género de coisas... Mas pronto, um dos livros que a Joana trouxe é uma bíblia para crianças, por isso vamos ver se é uma versão mais simpática :)
Este livro fez um sucesso estrondoso cá em casa. É sobre uma zebra que nunca conseguia distinguir os pais, e a dada altura descobre-se que tem estrabismo! Vai daí, a Zezé começa a usar óculos e precisa de ficar com um olho tapado (na verdade essa parte está mal no livro, porque é o olho que deve ser tapado e não a lente dos óculos, mas adiante) e isso inspira as outras zebras a sentirem-se bem com o facto de usarem aparelho nos dentes ou botinhas ortopédicas... É um livro mesmo muito giro e ajuda os miúdos a aceitarem as diferenças (acho eu, o único feedback que o Mati deu foi algo do género 'gosto das cores disso, parece delicioso, deixa lá provar').
A aproveitar o facto de já andarmos nas sopinhas :D O Matias gosta bastante destes livros, tenta sempre virar as páginas (e comê-los) :D
Bom para a palhaçada :D
Livro sobre um rinoceronte que nunca estava satisfeito e queria sempre mais coisas :) Sinceramente trouxe o livro mais para mim, eu é que sou a megalómana cá de casa :D
A culpa é da Paula, uma leitora do blog que me falou de um livro do Todd Parr sobre os vários tipos de família! :D Andei feita louca à procura do dito livro, mas não o encontro em lado nenhum (e procurei na Fnac, na Wook e no Continente!) e só há uma biblioteca em Lisboa que o tem! Encomendei-o logo e aproveitei para encomendar este, que entretanto já chegou. É absolutamente genial :D #clubedefãsdoToddParr
O título é bastante auto-explicativo :) É giro :)
E pronto, para a próxima falo dos livros que a Joana trouxe #RuaSésamoForever :D

4 comentários:

  1. Vou procurar o "Quando a mãe grita...", vai assentar que nem uma luva cá em casa.
    Ultimamente grito imenso (para dentro).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito bonito mesmo. É reparador, tanto para eles como para nós (talvez até principalmente para nós) :)

      Eliminar
  2. Obrigada pelo post, Joana. Como gravida de primeira viagem este post é muito util. Vou acrescentar alguns à lista de livros que quero comprar. :-)

    ResponderEliminar
  3. É um assunto giro :) vais conseguir com que esse miúdo seja um leitor ávido (eu sei, fatores externos e tal, MAS não estou a ver por onde ele pode vir a desgostar de livros :P - acho que não é algo cujo ódio nasça com uma pessoa, honestamente; os meus pais enchiam-me de livros e eu nunca deixei de gostar, simplesmente porque considerava ler um hobbie agradável e 'intuitivo' como ver TV ou brincar e não uma coisa que potencialmente quereria exluir do resto da minha vida por ser uma tarefa desagradável).
    Eu só via Sesame Street na TV! Agora queria os livros... :P
    Nããão, o Matias adora o Elmer porque é um miúdo inteligente e o Elmer é o Melhor. Animal. De sempre :D
    (Arranja-lhe um do Arlequim, sendo assim...)
    Gostei da mega legenda do da Arca! Realmente a história do dilúvio é de complicada introdução... Embora tanto deixar decidir no futuro como fornecer um primeiro contacto com várias religiões pareça à partida boa ideia tens toda a razão, há partes mais difíceis de tornar tragáveis. Mas porque é que lhe tens de contar todos os episódios?... Dá para mostrar os contornos de uma religião e alguns mitos sem ter de ir buscar a íntegra. (É simplista, eu sei, já deves ter pensado muito mais nisso do que eu :P)
    O Matias vai ser um fanático pelo Zoo - não que não lhe estivesse já nos genes, claro! O livro da zebra parece realmente muuuito adorável.
    Eu tive um déjà vu colossal com as ilustrações desse do Todd Parr :O tenho a certeza de já ter lido um assim. É mesmo amoroso e apelativo! Tens leitoras muito prestáveis :D
    Com estes teus posts acho que vou inscrever o meu irmão (consideravelmente mais velho do que o Matias, mas em idade de ler livros para criança na mesma :P) na biblioteca... Ele decidiu não gostar de nenhum dos meus e seria uma despesa enorma comprar uma quantidade suficiente de que ele goste de raiz :P
    Gosto destes teus posts :) Beijinhos!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />