20 de dezembro de 2015

Pregnancy Diary #28

Tenho uma vida relativamente estável. Estou com o Pedro há quase oito anos, vivemos juntos praticamente desde o início (embora durante uns bons anos eu tivesse mantido a minha casa) e casámos há um ano. Temos ambos 26 anos. Começámos a trabalhar há dois anos e temos uma situação profissional absolutamente estável nos próximos quatro. Somos sem sombra de dúvida pessoas responsáveis e sensatas.

Mas seremos maduros o suficiente para termos um bebé?





Olhando para trás, não sou de todo parecida com a adulta que achava que ia ser nesta fase da minha vida. Visto camisolas com renas no trabalho, calço All Stars, faço Legos em casa, canto músicas da Disney e quero ter uma quinta com vaquinhas. Dou gritinhos histéricos e digo as coisas erradas. Não tenho as respostas certas e todos os dias me surgem novas perguntas.

E eis que, um dia, uma música ouvida no carro veio descansar alguns dos meus medos. Talvez não seja infantil: se calhar sou apenas eternamente criança. Gosto de acreditar nisso.

Fairy tales can come true,
It can happen to you,
If you're young at heart.
For it's hard, you will find,
To be narrow of mind,
If you're young at heart.

You can go to extremes with impossible schemes,
You can laugh when your dreams fall apart at the seams,
And life gets more exciting with each passing day,
And love is either in your heart or on it's way.

Don't you know that it's worth
Every treasure on earth,
To be young at heart.
For as rich as you are,
It's much better by far
To be young at heart.

And if you should survive to a hundred and five,
Look at all you'll derive out of being alive.
And here is the best part, you have a head start,
If you are among the very young at heart.

Frank Sinatra

20 comentários:

  1. :) não existe isso do "maduro o suficiente", acho eu! (espero eu, vá)
    É um mini ser humano que vem aí. Vocês lidam com tantos durante o vosso dia, e em situações que nem consigo imaginar :P não há de ser nada do outro mundo lidar com um bebé. O vosso bebé ^^

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, os meus pais também são uns criançolas :P Acho que nos vamos safar bem(zinho) :P

      Eliminar
  2. A mim, deve ser de ter passado metade da infância e adolescência a tomar conta de irmãos mais novos, sempre me pareceu que estava pronta para ter filhos. Já para trabalhar todos os dias, pagar contas e impostos e assim, acho que nunca vou estar...

    ResponderEliminar
  3. Desejo um Santo e Feliz Natal, com muita saúde, paz, amor e dinheiro :)
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  4. Vocês são um casal nitidamente amigo e cúmplice. Só podes ser uma médica fantástica!!

    ResponderEliminar
  5. Joana,

    Quem é que está INTEIRAMENTE preparado?
    Vai correr lindamente. Só os pais para saberem o melhor para os filhos (excepto raros casos de maluquice aguda que deves conhecer eheh)

    O Francisco/ Benjamim tem muita sorte em vos ter!

    Diana F

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Diana :) Sim, acho que ninguém está inteiramente preparado. Vamos fazendo o percurso aos pouquinhos :)

      Eliminar
  6. Claro que sim! A propósito da paternidade está aqui uma boa lista de livros com dicas para os pais:

    http://observador.pt/especiais/livros-aprender-um-pai-porreiro/

    Felicidades!

    ResponderEliminar
  7. Acredito que têm o essencial: amor! Vai correr tudo bem :)

    Adorei as imagens... :P

    ResponderEliminar
  8. Se calhar têm estabilidade a mais para um equilíbrio perfeito! Nada que as hormonas da gravidez não possam resolver rapidamente! ahahahahah
    Feliz Natal!!!!! :)

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana
    Sou mãe de dois adolescentes e acompanhei várias amigas no seu estado de gravidez e ansiedade, mas acredite mo que lhe vou dizer, quando o nosso bebé nasce, parece mágico mas algum lado do nosso eu se abre e tudo surge naturalmente :)
    O melhor conselho... a calma, será sempre a rainha da razão para tantas emoções.
    Tudo vai correr muito bem, felicidades e feliz natal!

    ResponderEliminar
  10. Eis o desassossego da minha vida. Tenho 23 anos e adoro minions. E as pessoas olham para mim quando falo da minha coleção dos mesmos com um ar de desdém tipo: CRESCE.
    Mas pq? :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É relativizar Marta. Ninguém tem nada a ver com o assunto. Tu gostas das tuas coisas e as outras pessoas gostam das delas ;)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />