13 de agosto de 2015

Molho de caramelo... Para uma vida bem doce :D

A vida é tão doce, parece um rebuçado,
E isto é porque estás aqui a meu lado.
Chega-te mais perto, para o pé de mim,
Vamos comer gelado de chantilly.
Despe a tua blusa, tira o sutião,
Como aquelas moças da televisão.

E há quanto tempo que eu sonho contigo,
E quem sabe até trazer um amigo.
Eu já penso em ti há várias semanas,
Nesse teu decote, nesse par de mamas.
Nessa mini-saia, nessas tuas pernas...
Mulheres como tu não vão às tabernas!

Eu não compreendo porque me dizes que não,
Eu não sou daqueles que pega de empurrão,
Que atraca de popa, que enrola o croquete,
Que abafa a palhinha, que mete e não mete.
Se foste com a equipa de hóquei patins,
Porque é que não vens aqui com o Martins?

Tuna Médica de Lisboa




Olhando para trás, não me arrependo de muita coisa dos meus tempos de faculdade. Fiz amigos para a vida, diverti-me, tive experiências totalmente novas e incrivelmente divertidas, conheci o 'futuro qualquer coisa' que se tornou no meu 'felizes para sempre', guardei momentos memoráveis, cresci muito e sim, pelo meio ainda aprendi medicina.


Eu já tinha sido avisada de que não há melhor vida do que a vida do estudante universitário. No entanto, confesso que a minha experiência na faculdade explodiu com as minhas expectativas. E guardo memórias extraordinariamente felizes daqueles seis anos que, em última análise, marcaram a minha passagem da adolescência para a vida adulta.

Apesar disso, tenho um arrependimento.


Sempre quis ter pertencido à tuna. Mas no primeiro ano estava demasiado concentrada em keeping my shit together, no segundo estava demasiado concentrada em pensar como o Pedro era gostoso, no terceiro estava demasiado concentrada em estudar, no quarto estava demasiado concentrada em não desmotivar com aquele estágio de medicina infernal, no quinto estava demasiado concentrada em actualizar o blog e no sexto estava demasiado concentrada em estudar para o exame da especialidade.

Eventualmente a faculdade acabou. E, com ela, acabou também o meu sonho de pertencer à tuna.


Sempre vibrei imenso com as actuações da tuna a que assistia. Entretanto os anos passaram, as pessoas foram mudando e a tuna foi perdendo alguma da sua mística (perderem o Rudolfo foi um golpe duro), mas há músicas que ainda me transportam para a minha primeira noite de Santana.


E vejo-me, sentada no anfiteatro, vestida com aquela camisola azul de que tanto gostava, ainda absolutamente extasiada depois do concerto da banda e a temer morrer de entusiasmo durante a actuação da tuna. Foi naquele momento que percebi que estava no sítio certo. Foi naquele momento que percebi que era naquela faculdade que pertencia.

Sim, a vida é muito doce. Mesmo que seja pautada por alguns arrependimentos.


Molho de caramelo (receita adaptada da revista Saveurs de Setembro de 2014)

Ingredientes:

* 150g de açúcar;
* 200ml de natas;
* 75g de manteiga amolecida;
* Uma pitada de sal.

Confecção:

* Colocar o açúcar numa panela e aquecer em lume brando durante três a quatro minutos, até se formar um xarope acastanhado;

* Juntar as natas e mexer bem;

* Acrescentar a manteiga e o sal e misturar;

* Mexer durante três minutos até engrossar ligeiramente;

* Deixar arrefecer num recipiente.


Até amanhã!

11 comentários:

  1. Essa molho de caramelo ficou fantástico,.....
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  2. e falta dizer que as natas fervem antes de juntar ao açúcar, certo? :-)

    ResponderEliminar
  3. Se o arrependimento matasse...! Mas felizmente não mata e faz-nos pensar duas vezes nas próximas decisões! Esse molhinho de caramelo, tão simples, tão bom! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi a decisão que tomei na altura ;) Para a próxima arrisco :)

      Eliminar
  4. Não costumo comentar este tipo de publicações em blogs mas hoje li-te e revi-me na plenitude! Brilhante! "Aí que saudades sinto em mim, do meu viver de estudante"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há mesmo melhor vida do que a do estudante universitário ;)

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />