10 de julho de 2015

Nutella paleo (sem açúcar). E as críticas.

When you were here before, couldn't look you in the eye.
You're just like an angel, your skin makes me cry.
You float like a feather in a beautiful world,
And I wish I was special, you're so fuckin' special.

But I'm a creep, I'm a weirdo,
What the hell am I doing here?
I don't belong here.

I don't care if it hurts, I want to have control.
I want a perfect body, I want a perfect soul.
I want you to notice, when I'm not around.
You're so fuckin' special, I wish I was special.

But I'm a creep, I'm a weirdo,
What the hell am I doing here?
I don't belong here.

Radiohead




Há algumas semanas, a Sónia Morais Santos publicou no seu blog um texto brilhante sobre as críticas que recebe e que chamou de 'A Puta'. E confesso-vos que me identifiquei imenso com aquilo que ela escreveu.

De facto, abrir a porta da nossa vida (não só na blogosfera, mas em todo o lado) faz com que deixemos entrar as pessoas. As pessoas boas, carinhosas, simpáticas e honestas, mas também as pessoas poucochinhas, mal resolvidas, idiotas e frustradas.

E, por isso, independentemente do que fizermos, seremos sempre 'a puta' para alguém.


Se mostro um fim-de-semana em que cozinhei muito, vivo como uma velha fechada em casa. Se mostro um fim-de-semana em que passeei muito, sou certamente uma interna de merda porque devia ter estado a estudar. Se digo que estudei, sou uma seca e não sei aproveitar a vida. Se digo que não estudei, sou uma irresponsável e Deus queira que nenhum dos filhos da dita comentadora me venha parar às mãos (embora eu arrisque que com exemplos parentais deste calibre não irá faltar muito para os meninos baterem com os lombinhos na minha consulta).


Se digo que vou viajar, sou milionária porque certamente só quem recebe heranças é que pode viajar e devia usar o meu dinheiro em algo construtivo (o leitor não deu exemplos concretos, por isso ainda fico acordada à noite a pensar em formas mais construtivas de gastar o que trabalhei para ganhar). Se passo duas semanas de férias em casa porque estou a poupar para o meu casamento, não estou a aproveitar a minha juventude e sou uma forreta. Se mostro fotos das minhas viagens, sou uma armada - e além disso hoje em dia toda a gente viaja e mostrar fotos das minhas viagens é apenas pedinchar atenção. Se não mostro fotos das minhas viagens, sou uma nojentinha com a mania que sou importante.


Se não fiquei a vomitar na calçada na minha despedida de solteira, eu e as minhas amigas somos uma grande seca e só faltou termos ido todas à missa. Se fiquei com os copos noutras situações, sou mais um péssimo exemplo de como a malta de hoje precisa de álcool para se divertir. Enquanto não casámos, vivia no pecado e qualquer dia era trocada por outra. Quando decidimos casar, somos ricos porque de certeza que os papás vão pagar tudo, e caretas porque já ninguém casa hoje em dia. Se digo que sou pouco carinhosa, então é melhor ter cuidado porque qualquer dia o Pedro troca-me por alguém que não o entupa de comida mas sim de afecto. Se falo bem do Pedro, então sou uma melosa e os homens gostam é de mulheres que dêem luta.


Se mostro as fotos da minha comida, há sempre quem ache que como muito ou como pouco. Que sou obcecada com a alimentação saudável e que só como porcarias. Que tenho a mania das comidas caseiras e que como demasiados produtos artificiais. Que isto das comidas sem glúten já cansa e que publico demasiadas receitas doces. 

Se não me queixo da minha vida, é certamente porque nasci com o rabinho bem virado para a lua. Se me queixo, devia era estar calada porque sou médica, casada e milionária.


Se digo que não acredito no céu, é porque certamente nunca me vi confrontada com a morte e por isso não posso falar do que não sei. Se digo que já pensei que ia morrer em duas situações passadas, então sou uma puta porque a leitora já pensou que ia morrer mas com uma doença a sério, como o cancro, e por isso pensar que se vai morrer porque um avião começa a perder altitude no meio das montanhas é coisa de meninas choronas.


Se digo que gosto do Natal e de vaquinhas, sou uma imatura e devia esperar uns vinte anos antes de ter filhos. Se digo que gosto de ver filmes e séries com tigelas de pipocas caseiras, sou uma velha aborrecida a desperdiçar os melhores anos da minha vida. Se falo dos meus projectos, sou demasiado nova para concretizar coisas tão ambiciosas. Se conto as pequenas vitórias do dia-a-dia, então devia ter objectivos mais audaciosos em vez de querer ser simplesmente uma dona de casa.


Se publico uma receita de um doce decadente, estou a fomentar a obesidade e as doenças cardiovasculares. Se publico uma receita de nutella sem açúcar, então estou a fomentar a obesidade e as doenças cardiovasculares na mesma, até porque as avelãs são calóricas e o mel também tem açúcar.

E, no meio disto tudo, seremos sempre a puta para alguém. Mesmo que seja alguém poucochinho. Bem, não podemos agradar a todos certo? Afinal, não somos nenhuma embalagem de Nutella :)


Nutella paleo (sem açúcar) (receita adaptada do blog 'Chocolate-Covered Katie')

Ingredientes (para um copo):

* 80g de avelãs;
* Uma colher de chá de essência de baunilha natural;
* Uma colher de sopa de cacau em pó;
* Duas colheres de sopa de xarope de seiva de ácer;
* Uma pitada de sal;
* 40ml de leite de amêndoa (três colheres de sopa).

Confecção:

* Levar as avelãs ao forno durante quinze minutos e esfregar com um pano para retirar a pele;

* Picar durante cinco minutos até se formar manteiga de avelã;

* Juntar os ingredientes restantes e passar tudo novamente até obter um creme suave;

* Conservar no frigorífico. 

Tenham um óptimo fim-de-semana! :D

41 comentários:

  1. 'Bem, não podemos agradar a todos certo? Afinal, não somos nenhuma embalagem de Nutella :)'
    E agora Joana, posso eu contrapôr a tua afirmação? :-) Eu prefiro tulicreme à nutella, a nutella apesar de boa não me diz assim grande coisa... Pronto, foi só para meter nojo eheheheheheh :-)
    Olha, diz-me que não recebes verdadeiramente esse tipo de comentários maldosos :-(
    Eu sigo vários blogs, se por acaso não me identifico com alguma coisa que escrevem, simplesmente não comento, as pessoas são todas diferentes e ainda bem que assim o é... Ainda bem que não pensamos todos da mesma maneira e além de que ninguém tem nada a ver a forma como gastamos o nosso dinheiro, por isso é que é o 'NOSSO' dinheiro e gastamos da forma que quiser... Eu cá adoro ver as tuas viagens, através das fotos viajo também e vou descobrindo um pouquinho desses países através de ti!!!
    Nunca ouviste dizer 'a galinha da vizinha é melhor que a minha' :-) Pois é, as pessoas tendem achar que o que é dos outros é sempre melhor que o nosso, que a vida dos outros é sempre superior e mais fácil...
    Olha um exemplo: Eu em casa faço uma ginástica para poder ir à ginástica ao fim do dia... Às vezes sinto que sou só eu, que as outras mulheres teem a vida mais facilitada e no outro dia em conversa com as minhas colegas descubro que afinal sou uma privilegiada porque afinal tem outras mulheres que fazem uma ginástica ainda maior para poder dedicar aquele tempinho a elas próprias ao fim do dia... A vida é mesmo assim Joana, Nem vale a pena nos chatearmos com isso... Mas que dá um nervoso miudinho lá isso dá...
    Voltando à nutella, o aspecto dessa paleo parece ser muito saborosa, a consistência dela e a cor. Não tenho xarope de seiva de ácer, vejo imensas receitas tuas com isso mas nunca comprei nem sei a que sabe! Mas um dia qualquer tenho de comprar... Beijinhos*** e já agora um bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba, nem a Nutella agrada a todos então! :D

      Podes perfeitamente substituir o xarope de seiva de ácer por mel, eu faço isso quando não tenho disponível :)

      Beijinhos e bom fim-de-semana :D

      Eliminar
    2. Ah! Boa dica :-) Gostei... Obrigada.

      Eliminar
    3. (Eu antes estava convencida de que o nome do teu blog vinha daí, tipo «A Comida da Vizinha...» - é sempre melhor do que a minha :P fica giro e sugestivo!)

      Eliminar
  2. Nem sei que diga.. esse texto.. consigo perceber-te perfeitamente (ou não ,porque não tenho blog nem nada do género) mas acho que entendo. Fiquei na dúvida se todos os exemplos são reais, se são... LOL não tenho palavras. Não sabia que havia pessoas a criticar dessa maneira.
    Eu cá gosto muito de te ler e todos os dias venho cá :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São exemplos reais sim :P E são só uma espécie de best of, porque realmente já li um pouco de tudo por aqui ;) Mas pronto, há que enquadrar as coisas e perceber que muitas vezes há determinadas fragilidades emocionais atrás de um comentário deste género ;)

      Obrigada :)

      Eliminar
  3. É impossível agradar a gregos e a troianos! Uma coisa é as pessoas darem uma opinião, outra coisa é estarem constantemente a criticar. Mas isso é quem não tem mais que fazer. E também, o que é que importa o que os outros pensam?! O importante é que nos sintamos bem com as nossas escolhas e com as nossas decisões e principalmente que sejamos felizes. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cá não me importo lá muito com o que os outros pensam. Mas quando as críticas incidem sobre coisas que efectivamente me magoam, aí já é pior. Enfim, é uma questão de capacidade de encaixe ;)

      Eliminar
  4. Eu não gosto de Nutella mas adoro as tuas histórias e o teu blog! :D

    ResponderEliminar
  5. Adorei! Também não tenho blog, nem nunca publiquei nada, mas sei que também sou a dita puta! Enfim...Quero só dizer que acompanho o seu blog "quase" diariamente e simplesmente adoro! Parabéns pela publicação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cristina! Na verdade todos nos sentimos assim em algum ponto do nosso percurso... Há quem adore discutir a vida dos outros ;)

      Eliminar
  6. Acho que para muitas pessoas todos os outros têm defeitos e ponto. Tenho muitas teorias quanto a isso, e muitas delas passam pelo facto de provavelmente terem algum tipo de vazio nas suas vidas, ou não estão plenamente satisfeitas e talvez por isso não aceitem muito bem ver as outras pessoas felizes, logo arranjam tudo e mais alguma coisa para criticar e depois vai tudo corrido com o logotipo de "puta" :D
    Mas fiquei surpreendida com esta publicação, eu acho que nunca bati os olhos num comentário menos bom, mas não entendo como é que faz comichão a outras pessoas ver as tuas coisas boas :) Honestamente pensei mesmo que não tivesses desse tipo de comentários, até porque és sempre bastante humilde, simples e aberta em relação a tudo na tua vida. Eu gosto muito e ponto! :D
    Beijinhos *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente os comentários agressivos vão directamente para a caixa do lixo, recuso-me a dar tempo de antena a coisas deste género ;)

      Eliminar
  7. Uma pessoa até fica cansada ao ler na terceira pessoa, imagino na primeira!.. Já tinha lido o texto da Sónia e não podia deixar de concordar. Chega ao ponto de ser tão ridículo que dá para rir, espero :p

    Cultivar aquela máxima tantas vezes desprezada do 'se eu não gostar de mim quem gostará?' faz todo o sentido neste mundo cheio de contradições. Porque um diz mata outro diz esfola.. e ainda vem o terceiro que diz rebola!

    Beeeeem, fiquemos felizes com a nutella! ;)
    Beijinhos (com saudades)

    (já agora, partilha culinária: parece que a capacidade de repetir até à exaustão as tuas receitas derivou da minha irmã e da minha mãe para mim. portanto, é ver aqueles bolinhos de chocolate paleo a sair do meu microondas quase todos os dias!.. já fiz mil adaptações diferentes e ontem aconteceu uma coisa: usei farinha de aveia feita no momento, juntei uma colher de iogurte natural e um pedaço de óleo de coco (que ainda não tinha usado). guardei no frigorifico porque tinha duplicado a receita e quando vou retirar umas horas mais tarde - voilá!, tinha-se transformado numa mousse de chocolate super densa e cremosa de comer e chorar por mais. já nem precisou de ir ao microondas. estranho? será que é pela aveia reagir e inchar? o óleo ajuda a solidificar?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, na maioria das vezes dá para rir mesmo ;)

      Acho que deve ser da mistura aveia + óleo de coco. Tenho que experimentar, isso parece-me uma delícia :D

      Eliminar
  8. Adoro o seu blog, mas não por gostar de todas as receitas, algumas gosto outras não. Mas é o meu gosto pessoal, é o gosto pessoal de cada um. Gosto das suas histórias, da sua relação com a comida (me identifico!), da sua sinceridade, da capacidade de pôr no papel aquilo que pensa, aquilo que sente, da sua maneira divertida de ser, e até mesmo da sua coragem de escrever este texto com palavrões (lolol adorei!). Este blog é altamente respeitoso e, se assim é, publica o que quiser, quando quiser e como quiser. Quando vir algum comentário maldoso ou menos próprio pense que esta pessoa deve estar c algum problema sério consigo própria. Se a sua felicidade no seu casamento, nas suas viagens, na sua profissão, com o seu corpo e c a sua nutella sem açúcar incomodam tanto, o problema deveras não será seu. Vai haver sempre alguém que não vai gostar de algo de si, tente fazer as pazes com isso e c esses sentimentos, pq acredito que realmente não é nada pessoal contra si. Concentre-se nas pessoas em que alegra um pouco todos os dias e se identificam com o seu blog. Beijinhosss e boas viagens, comidinhas e queixumes e alegrias e a tudo o q tem direito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente estes comentários traduzem de facto fragilidades de quem está do outro lado, e eu sei disso. Mas aborrece-me que a felicidade seja por vezes tão mal vista ;)

      Obrigada :)

      Eliminar
  9. Tão bom o teu texto! E também já tinha lido o da Sónia e fico sempre a pensar "como-é-que-é-possível!!?" Há pessoas difíceis mesmo! E com poucos valores!

    ResponderEliminar
  10. E ainda bem que não podemos agradar a todos, não achas.
    Adoro as tuas receitas. Poderão algumas ser ainda calóricas mas de certeza em termos nutricionais são bem melhores, como por exemplo esta nutella...

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/07/quinze-dias-com-viriato-pa-e-uma-tarte.html

    ResponderEliminar
  11. adorei! espero que não sejas abalada com esses comentários, continua assim, fazes um trabalho espetacular aqui :) beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Joana , acompanho o teu blog diariamente e só te posso dizer que continues porque, vamos sempre ser a "puta" para alguém , mas pelo menos somos "putas" felizes que fazem o que mais lhes dá prazer :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é verdade :D Ou, como diz a minha mãe, os cães ladram e a caravana passa ;)

      Eliminar
  13. Olá Joana! Eu também adoro o teu blog e tudo o que aprendemos com os teus posts! Não dês importância a essa gente e continua a fundo com o blog! Felicidades! Dina.

    ResponderEliminar
  14. Não gosto de chocolate.

    Não gosto de nutella.

    Não gosto de canja de galinha.

    não, não , não... o mundo não é perfeito...

    Na minha experiencia de perda de 48 quilos ouvi as coisas mais hilariantes possiveis...de quem me é próximo...imagine de quem não sou.
    exemplos:
    "estás a ficar anorética" ...e eu ainda com 80 quilos,
    "estás a ficar feia de magra" ( e eu a ficar toda gostosa, sim que ate as minhas peles são gostosas. como me amo, pah, e isso é uma merda para os ressabiados )
    "tens uma banda? eu com força de vontade consigo ...há um ano mantenho os menos 48 perdidos ( tudo o que precisava perder, ganhei uma nova vida) e a criatura em questão continua com 130 quilos...
    "pareces cancerosa" - esta nem comento...

    e podia continuar.... mas acho que não vale a pena...
    Na vida cumprimos vários papéis. Desde que sejamos felizes com a nossa vida, ser a "puta" de alguém até é interessante. lamentavel,mas interessante. é mais um papel que cumprimos junto dos "poucochinhos" desta vida.
    Vão sempre nos criticar. sempre. deixai-os falar... que se fo...

    beijocas

    "mary"
    www.bandagastricamente.blogspot.com
    www.facebook.pt/bandagastricamente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, acho que todos passamos por isso. Mas no teu caso também pode ser preocupação excessiva, há que não confundir os comentários maldosos com os comentários preocupados dos amigos ;)

      Eliminar
  15. Olá Joana,
    adorei a receita de Nutella até porque lá em casa todos gostam (uns verdadeiros gulosos, é o que te digo mas com muito desporto à mistura:) ). Mais uma receita a acrescentar à minha lista para fazer! :)
    Quanto ao texto, sê tu própria! Pessoas sem valores há em todo o lado.
    Beijinhos.
    Ana França

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta Ana! Fica com um sabor mais forte a avelãs e chocolate, mas é uma delícia :D

      Eliminar
  16. Parece impossível que o assunto de uma receita que devia ser (FORÇOSAMENTE :P) consensual seja «as críticas»! :)
    (Mas, e isto é aterrorizante, eu sei, há gente que NÃO GOSTA DE NUTELLA. Não sei a razão, ninguém quer fazer um estudo com medo de contágio :P)
    Não sei se por ser num blog é melhor ou pior. Na «vida real» as pessoas criticam, mas pelas costas. No blog, havendo essa aliciante possibilidade de dizer toda e qualquer coisa sem pensar duas vezes em questões de moral, respeito e consequências, ainda por cima sem dar a identidade e a uma pessoa que não se conhece... Parece que muita gente se deixa tentar, e a crítica sobe a todo um outro nível completamente absurdo e exagerado que nunca haveria sem anonimato. A sério, os comentários que às vezes se lêem... são chocantes! É incrível, mesmo, e custa-me pensar que muitos são de pessoas que, a conhecer-se pessoalmente, se derreteriam em delicadezas e simpatias. Ou que as pessoas arranjam uma qualquer justificação para fazerem isso, ou que fazem sem considerarem sequer essa necessidade e essa ação. Sei lá, é mesmo estranho. Há algum tempo havia aquela moda do «ask fm» (acho que era esse o nome) no facebook, e aquilo era terrível porque toda a gente parecia adorar a hipótese de ter um bocado de fama quando ia para lá toda a gente, amigos e conhecidos, insultar e provocar em anónimo. Se calhar para se divertirem? Não sei, mas é tão mau... Ainda por cima na Internet há gente com diferentes perspetivas (e imensas), portanto acabam por cobrir todo o terreno e tudo o que fizeres está mal. Como demonstraste, infelizmente.
    (Aparte: adoro a palavra «poucochinho» :P é como o «pequeninho», que na primária toda a gente parecia usar como diminutivo corrente :P)
    Essa foto da Nutella a escorregar para o lado... :D
    A sério?! As pessoas dizem isso tudo?... Não são meramente exemplificativos? Uau! Não sabia que chegava a tanto... Não estou habituada a ver comentários maus aqui. Eu sei que os podes apagar, mas sempre pensei que era por seres uma pessoa «adorável», que não atraía confusões ou ódios... Fiquei surpreendida com tantas críticas estapafúrdias, a sério! A visibilidade acaba por trazer isso, mas ninguém merece. E por muito que se saiba que o melhor é ignorar nem sempre é fácil, nalguns aspectos é mais difícil do que pode parecer...
    É, infelizmente não podemos ser frascos de Nutella. Se bem que mesmo esses recebem ódio por piorarem o panorama da saúde mundial :P a Nutella até foi processada por dar a entender que pode fazer parte de uma dieta equilibrada (como todos os produtos do género, com pequenos almoços felizes repletos de leite e fruta e pirâmides alimentares :P) :)
    Não me surpreende muito que digam isso da Nutella, sinceramente. Os doces paleo são bem melhores do que os normais, acho que ninguém encara como «vou substituir o meu pequeno-almoço, almoço e jantar por isto», mas depois há sempre os fanáticos pelo «clean» - mel é batota, fruta é batota, quem não fizer isso merece apedrejamento público. Podem perfeitamente fazer parte de uma vida saudável, as substituições tornam-na sem dúvida muito saudáveis e os ingredientes são todos bem bons - não tem de ser tudo bróculos :D
    É parecida à outra receita, não é? :) parece ainda melhor, mas também é porque eu fico a babar-me pelas imagens e rendo-me logo :D tens preferência por alguma? :)
    ...Ficou tãão bem no iogurte! E por cima daquele «cup» ficou linda, parece ter uma textura fenomenal... Tenho de repetir, definitivamente :)

    PS: Pelo menos a esmagadora maioria das pessoas gosta do teu blog e de ti... Os «maus» são meia dúzia de pessoas e o ódio nem sequer é particularmente dirigido, acho que é uma coisa aleatória e interior :P de certeza que os milhões de visitas (uau, isto soa de forma impressionante :D) não são de gente que não pode contigo ou com cada coisinha que fazes :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são meramente exemplificativos. E nem sequer falei dos piores, aqueles que são mesmo insultos gratuitos (até porque são raros, felizmente) :)

      Por acaso sempre me intrigou essa questão da Nutella fazer parte de um pequeno-almoço saudável. Vá, não é como se furasse a tripa (parafraseando a minha avó), mas também não é propriamente algo inocente que devíamos barrar no pão todos os dias! Será que alguém cai nessa? ;)

      Eu gostei mais desta, mas é possível que seja porque já não me lembro tão bem da outra :D

      Eliminar
    2. Sei lá... eu acho que sim :P eles põe umas avelãs e um copo de leite no rótulo e lá passa :P e dizer que «pode ser integrado num estilo de vida saudável» não deixa de ser verdade, de certa forma :) dão uns toquezinhos subtis nesse sentido em muitas publicidades e embalagens, pelo menos eu acho... :P

      Eliminar
  17. :-D :-D :-D Fartei-me de rir! (by the way, eu não gosto de Nutella, portanto nem a Nutella agrada a todos! Mas adoro este creme de avelã e cacau!)

    ResponderEliminar
  18. Parabéns! Mais uma receita maravilhosa!! Duas coisas reunidas numa só: sabor óptimo e saudável! As pessoas que provaram acharam esta nutella melhor que a de compra!! Eu achava que não era possível mas é ;) ah! Usei mel em vez do ácer! Mas o que sobressai mesmo é aquele sabor da avelã com o cacau...como dizia um pequenino que comeu "parece ferrero rocher" :) bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho melhor do que a de compra :) Sabe mais a avelã e a cacau. Tem mais sabor, pronto :D

      Eliminar
  19. Joana, sigo o teu blog há pouco tempo, mas louvo desde já a organização, o humor, a vontade, a inspiração e a partilha. E deixa-me dizer-te que este post está maravilhoso, temos mesmo de encarar os poucochinhos com um sorriso na cara - isso até os chateia mais =P
    E como diria a minha filha, érit goooooo (que é como quem diz let it go!), nunca agradamos a todos, e é deixá-los andar, o que interessa é a nossa consciência e a nossa essência. Beijinho!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />