26 de junho de 2015

Bolinhos de abóbora (também com versão paleo!) e uma nova experiência :D

Christmas time is here,
Happiness and cheer,
Fun for all that children call
Their favorite time of the year.

Snowflakes in the air,
Carols everywhere,
Olden times and ancient rhymes
Of love and dreams to share.

Sleigh bells in the air,
Beauty everywhere,
Yuletide by the fireside
And joyful memories there.

Christmas time is here,
Families drawing near,
Oh, that we could always see
Such spirit through the year.




Canela.

Açúcar.

Fritos.


Pinheiro.

Musgo.

Spray da neve.


Bolachas de chocolate.

Caramelo.

Pudim.


Frutos vermelhos.

Grelos cozidos.

Molho verde.


Lareira acesa.

Bolinhos de abóbora da minha avó. 

Assim cheira o meu Natal.


É frequente sentir saudades do Natal ao longo do ano, e nessa altura costumo pedinchar à minha avó para fazer os seus já épicos bolinhos de abóbora. Desta vez fizemos várias experiências, e surgiram bolinhos de abóbora normais, bolinhos de abóbora paleo mas fritos na mesma, bolinhos de abóbora normais cozinhados no forno e bolinhos de abóbora paleo cozinhados no forno.


No fim a cozinha ficou invadida dos cheirinhos do meu Natal, a barriga ficou cheia de bolinhos de abóbora e o coração ficou cheio de felicidade e amor. E eu criei mais uma memória natalícia engraçada: o dia em que tentei fritar bolinhos de abóbora paleo e eles se desfizeram por completo!


Bolinhos de abóbora

Ingredientes (para aproximadamente vinte bolinhos):

* 300g de abóbora cozida e espremida;
* Raspa de um limão;
* Uma colher de chá de canela;
* 40g de nozes picadas;
* 40g de nozes pecan picadas;
* Duas gemas;
* Uma colher de sopa de vinho do Porto (ou essência de baunilha);
* Sultanas a gosto;
* Três colheres de sopa de xarope de seiva de ácer;
* Farinha de trigo ou farinha de amêndoa q.b.

Confecção:

* Juntar os ingredientes todos à excepção da farinha e amassar bem;

* Acrescentar a farinha até a massa ficar moldável (a quantidade de farinha depende do quanto tiverem espremido a abóbora);

* Formar bolinhos e fritar em óleo bem quente (ou assar no forno pré-aquecido a 190º durante vinte minutos);

* Polvilhar com açúcar e/ou canela.

No fim ficámos com bolinhos de abóbora normais:



E bolinhos de abóbora paleo feitos no forno (que a minha avó decidiu polvilhar com açúcar!)



Tenham um óptimo fim-de-semana! :D

6 comentários:

  1. Olá Joana,

    Nunca comi bolinhos de abóbora, não é tradição cá em casa... O que mais se aproxima a isto por cá serão as rabanadas (mas com formato diferente). Mas que tem bom aspecto lá isso tem!!!

    E tantas versões diferentes, isso deve ter mesmo ficado um aroma na casa delicioso.

    Beijinhos grandes*** Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá em casa também há rabanadas, mas pessoalmente não sou fã ;) Aliás ninguém é, é só mesmo para deixar o cheirinho :D Manias :D

      Eliminar
  2. Olá,

    Adoro bolinhos de abóbora mas evito fazer pois as receitas que existem são fritas. Adorei a tua versão de assados no forno. Assim ficam mais saudáveis.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/06/dorie-as-sextas-e-um-gelado-de-mirtilo.html

    ResponderEliminar
  3. Canela, açúcar, fritos resume bem a experiência :D embora os únicos fritos do meu Natal sejam rabanadas, de que nem gosto. Mas canela e açúcar há a rodos :P
    (Expressão com som tão mau... lembro-me de a odiar numa canção da primária sobre o magusto. É mais fácil rimar com isso do que com «castanhas» :P)
    Spray da neve? Tens um spray de neve? Sortuda :P uma vez pusemos uns micro-fios na árvore a a minha avó amuou durante um ano por andarem por todo o lado, agora toda a gente odeia inovações natalícias :P
    Ah, o «molho verde»! A minha avó está sempre a falar do molho verde :P mas o teu Natal é estranho, com caramelo, frutos vermelhos (mas pronto, estes são vermelhor!) e bolachas! Varia muito de família para família, claro. Tirando o pudim, pudim tem de haver :D e bolinhos de abóbora também devia :P
    Tantos bolinhos de abóbora! Que variedade :D quero-os. TODOS. :D
    Tentar fritá-los deve ter sido horrível :P mas pelo menos ficaste com um monte deles (e deliciosos!) na mesma! Estão lindos e têm mesmo cara de receita deliciosa, pelo que estou a morrer por experimentar. Apesar de poder morrer de calor no processo, além de estar associado ao Natal (Natal - lareiras - CALOR: imenso sentido, eu sei) a minha cozinha é um forno e tenho medo que sobreaqueça com o forno enquanto estou com a cara perto de uma fritura em processo :P deve valer a pena à mesma :D
    Os no forno estão giros, muito redondinhos! E os normais no forno, não saíram bem? :)
    (Só tu para criar memórias natalícias em Junho!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O spray da neve é a cena mais fixe de sempre :D

      Eu crio memórias natalícias todo o ano :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />