14 de maio de 2015

Chocolate quente (paleo) para um mundo deliciosamente cinzento :)

I think these hands have felt a lot,
I don't know what have I touched.
I think these eyes have seen a lot,
I don't know, maybe they've seen too much.

I think this brain has thought a lot,
Searching, trying to find the crutch.
I think this heart has bled once too often,
This time it's bled a bit too much.

Too much of anything, too much for me.
Too much of everything, gets too much for me.

The Who




Já referi aqui no blog várias vezes que não sou fã de chocolate. Na verdade, esta afirmação é tendencialmente falaciosa: eu gosto de chocolate, não gosto é de coisas com chocolate.

Confusos? Eu explico.


Embora o chocolate não seja propriamente o meu sabor preferido (lugar que perde para outros candidatos como o limão, o maracujá, a manga, a framboesa ou o coco), continua a ter um lugar no meu top dez de sabores de eleição. Mas sempre que compro algo com chocolate tenho a nítida sensação que aquilo não sabe a chocolate, mas sim a açúcar.

Na verdade, o que eu não gosto é de receitas muito doces - critério que parece ser universal quando o chocolate está envolvido.


Isto tem as suas desvantagens, e é relativamente frequente receber mails em que vocês referem que experimentaram receitas minhas e acharam que podiam ter um bocadinho mais de açúcar. Mas confesso que isso me deixa contente, até porque gosto de pensar que os meus pratinhos estão a deixar-vos mais saudáveis. Afinal o mundo não é a preto e branco, e se queremos comer um docinho porque não fazê-lo de forma mais cautelosa mas igualmente deliciosa?

No fundo, gosto de pensar que estamos todos a descobrir um mundo de divinais cinzentos. Mas voltemos ao chocolate.


Gosto de chocolate amargo. Gosto de doces de chocolate que saibam mesmo a chocolate. Como dizia uma amiga que experimentou o meu bolo diamante negro, eu só faço autênticos orgasmos de chocolate (palavras dela, e não minhas). E parece que esta opinião é partilhada por todo um serviço de anestesia, que encheu a barriga da verdadeira essência do bolo que um dia o Bernardo chamou de 'demasiado intenso'.

Pff, como se isso pudesse existir. 


Pois bem, este chocolate quente sem açúcar também é um autêntico orgasmo de chocolate. É forte, intenso, delicioso e pecaminoso, e garanto-vos que rapidamente vão ficar viciados nesta versão maravilhosamente cinzenta.

Choco-ninfomaníacos anónimos, cheguem aqui. Juntem a cautela com a vontade de se deliciarem, e façam este chocolate quente mais saudável e muito mais intenso. E mergulhem de cabeça.


Chocolate quente (paleo)

Ingredientes (para uma pessoa):

* 112g de chocolate com pelo menos 70% de cacau;
* Uma chávena de leite de amêndoa;
* Uma pitada de sal;
* Uma colher de sopa de xarope de seiva de ácer;
* Uma colher de chá de essência de baunilha.

Confecção:

* Juntar o chocolate com três colheres de sopa de leite de amêndoa e levar a lume médio até começar a derreter;

* Retirar do lume, mexer bem até o chocolate ficar completamente derretido e juntar o leite restante, a pitada de sal e o xarope de seiva de ácer;

* Levar novamente ao lume, batendo bem com uma vara de arames até engrossar ligeiramente;

* Acrescentar a essência de baunilha e deixar arrefecer;

* Se quiserem um chocolate quente mais espesso, esperem que arrefeça totalmente (e engrosse) e aqueçam novamente.



Até amanhã! :D 

12 comentários:

  1. Vou levar a receita, muito boa ideia :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu adoro chocolate! Para o comer simples prefiro chocolate de leite (mas não pode ser um qualquer)! E também adoro sobremesas que levem chocolate. E estou como tu, as que se compram não tem grande sabor a chocolate e dá mesmo para perceber que de chocolate é só mesmo a cor. Por isso gosto tanto de fazer sobremesas com chocolate em casa porque assim sei que levam chocolate e sabem mesmo a chocolate! O meu filhote mais velho também é doido por chocolate! Esse chocolatinho quente está "orgasmicamente" "orgásmico"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E aqueles bolos castanhos que de chocolate só têm mesmo a cor? É uma desilusão :(

      Beijinhos :)

      Eliminar
  3. Esta podia bem ser a minha primeira receita paleo ;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta Sofia, a sério :D

      Beijinhos e bom resto de semana :D

      Eliminar
  4. que aspecto delicioso!
    eu por acaso gosto bastante de chocolate preto... mas confesso que o único tipo de chocolate que não ligo muito é o branco, que no fundo é manteiga de cacau ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até gosto de branco, mas se for misturado com os outros. Assim ao natural acho muito enjoativo ;)

      Beijinhos :D

      Eliminar
  5. Bem... Até fiquei com água na boca!!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Por acaso já pensei nisso... Eu gosto de chocolate, mas há todo um culto que engana um bocado. faz-me sempre pensar que as coisas com chocolate são as mais decadentes e deliciosas, e acabo por inconscientemente achar que os melhores sabores de bolos, bolachas, gelados, etc, são sempre o chocolate, o que não é de todo verdade. Toda a gente parece dever adoração a bolo de chocolate, particularmente, e é imediatamente feita uma ligação a um sabor «rich» e delicioso. E bolo de chocolate é bom, mas não melhor do que, por exemplo, pão de ló (agora que faço em casa apaixonei-me :P), bolo de laranja ou baklava. Pelo menos para mim :)
    Eu não tenho uma hierarquia estabelecida, mas gosto muito de chocolate bem escurinho (99, 99, 99, a sério, 99.) :) tens de experimentar, se gostas de chocolate intenso! Também gosto muito do 80 e tal % da J D Gross (Lidl), o nome não o representa bem. É que mesmo o 80% da Lindt é podre de doce. E acho que chocolate negro muito doce (basicamente todos os que têm até 85% tirando o que mencionei), se comidos sozinhos, ainda são piores do que chocolate de leite, porque o de leite é admitidament doce e não suposto saber muito a cacau, como se fosse outro conceito, e o negro doce é simplesmente horrível :P
    As coisas até sabem a chocolate, mas a chocolate muito doce e com pouco cacau :P eu às vezes até gosto desse sabor afastado do cacau, nomeadamente em bolachas recheadas francesas (são tão boas!) e Nutella. Mas sim, se se estiver à espera de que saiba a chocolate são horríveis. É mesmo mais a cor que dá a ideia de ser chocolate, até. E o sabor intenso é tão agradável! Em bolos (húmidos!), bebidas, tudo :) Eu acho que o chocolate escuro é subvalorizado, toda a gente acha que é saudável e horríve. Eu tenho uma fonte de chocolate que recebi e queria IMENSO fazer com chocolate negro, mas nããão, bando de nojentinhos que me quer obrigar a comer os 3kg que são precisos para aquilo funcionar sozinha ;)
    (A sério, vou ter de fazer com o de leite. Que tristeza.)
    Por acaso nunca achei isso das tuas receitas :) por norma nem retiro muito açúcar das receitas que faço (pelo menos não quando não as estou a tentar fazer mais saudáveis propositadamente) e não tenho grande problema. Acho que o meu cérebro faz a distinção entre «coisas saudáveis» e «coisas propositadamente doces», e nunca acho bolos açucarados «overwhelmingly» doces. Pronto, só às vezes. :)
    (Também não pode ser doce demais, senão não presta. Um exemplo de uma coisa PERFEITA sem açúcar é: os teus crepes. Acho muuito estranho que não leve açúcar, até me parecem doces e mesmo sem nada são incrivelmente deliciosos! Nem sei se prefiro com ou sem Nutella, pelo que tenho de comparar de cada vez que faço. Duas vezes. ;))
    Tenho taaanto de fazer o bolo diamante negro! :D
    Gostei imenso dessa descrição do chocolate quente! Um chocolate intenso deve saber mesmo bem :D E bem espesso... Se não estivesse um calor de morrer até fazia! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho uma fonte de chocolate que já experimentei com chocolate negro e confirmo que resulta lindamente :D Aproveita que agora parece que as temperaturas vão baixar um bocadinho ;)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />