26 de maio de 2015

Bolo de bolacha com creme de manteiga e café para o Pedro :D

Don't ask me what you know is true.
Don't have to tell you, I love your precious heart.
I was standing, you were there.
Two worlds collided, and they could never tear us apart.

We could live for a thousand years,
But if I hurt you I'd make wine from your tears.
I told you that we could fly,
'Cause we all have wings
But some of us don't know why.

INXS




Eu não sou fã de bolo de bolacha. Assim sendo, é quase cómico que esta seja a receita mais vista de sempre do meu blog, com mais de vinte mil visualizações (seguida pelas bolachas húngaras, o top 10 das receitas de bolachas e as melhores bolachas com pepitas de chocolate de sempre - notam o padrão?).


Sempre achei o bolo de bolacha demasiado doce e enjoativo. Nunca fui apreciadora da consistência mole com que ficava o creme de manteiga, mas também não gostava nada da versão com natas, que ficava manifestamente estranha. Sempre achei o bolo de bolacha desinteressante e excessivamente calórico.


Além disso, embora não o pareça, é um bolo relativamente complicado de fazer. Não fica particularmente bonito e a combinação dos ingredientes tem muito que se lhe diga, por isso não é de todo um bolo tão simples como parece.

Por outro lado, este é o bolo preferido do Pedro, por isso não há como fugir à questão: resta-me apenas abraçar a inevitabilidade e encarar o desafio com confiança. E meter mãos à obra.


Normalmente faço este bolo para o aniversário do Pedro ou para celebrações de outros acontecimentos especiais relacionados com ele, e foi assim que surgiram aqui no blog o bolo de bolacha com chocolate, o bolo de bolacha com butterscotch e o já pré-histórico bolo de bolacha com doce de ovos. No entanto, este ano o aniversário do Pedro foi enquanto estávamos no Brasil, e por isso antes de irmos ele pediu-me para fazer um bolo de bolacha como uma espécie de celebração antecipada.

E assim foi.


No entanto, desta vez aconteceu algo muito curioso. Não fiz o bolo rezingona e contrariada. Não resmunguei porque o bolo ficou feio, não reclamei porque estava enjoativo e não me queixei da consistência do creme de manteiga. Em vez disso, fiz a receita feliz da vida e depois fechei os olhos e desfrutei do sabor inconfundível deste bolo maravilhoso.

E percebi que hoje gosto muito de bolo de bolacha. Porque apesar dos seus inegáveis defeitos, me faz pensar no Pedro. E como seria possível não gostar de algo que o Pedro adora com tanta paixão?

(Só espero que isto nunca me aconteça com orelha de porco. A sério, se um dia escrever sobre o meu recente amor por orelhas de porco, internem-me compulsivamente!).


Bolo de bolacha com creme de manteiga e café

Ingredientes:

* 250g de manteiga sem sal à temperatura ambiente;
* 250g de açúcar amarelo;
* Dois cafés;
* Uma colher de chá de essência de baunilha caseira (receita aqui);
* 400g de bolacha maria;
* 200ml de café morno (podem tirar da máquina ou fazer com café em pó).

Confecção:

* Juntar a manteiga, o açúcar amarelo, os cafés e a essência de baunilha e bater com a batedeira até ficar em creme;

* Reservar 100g de bolacha maria;

* Mergulhar rapidamente sete das restantes no café e colocar num prato;

* Barrar com o molho de manteiga e café e cobrir com uma nova camada de bolachas;

* Repetir até formar seis camadas;

* Cobrir o bolo com o creme restante e decorar com as restantes bolachas picadas.


Até amanhã! :D 

16 comentários:

  1. Que aspeto delicioso...vou testar...quando me permitir comer doces ;) tipo...quando estiver bem mais magra...lá para o alto verão :)
    (Adoro o teu blog)

    ResponderEliminar
  2. Eu também não gostava de bolo de bolacha! O meu marido passava a vida a gabar um bolo de bolacha que comeu num restaurante! Já farta de o ouvir aventurei-me e fiz o bolo de bolacha que ele considerou o melhor do mundo! E não é que eu gostei e fiquei fã também?!

    ResponderEliminar
  3. bem.. em relação ao bolo... delicioso de certeza! agora as orelhas de porco.. digo o memso!

    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já nem digo nada, os gostos vão mudando! Mas espero que nunca passe a gostar de orelhas de porco ;)

      Eliminar
  4. Como esperado, reacção da filhota :mãe, quero esse bolo! Resposta da mãe: ok mas temos que fazer as duas. Vâo ser momento inesquecíveis na cozinha 😀 Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Joana!
      Finalmente feito! Filhota fez, mãe acompanhou e foram momentos giros e de convívio vividos. Ainda consegui tirar fotos :) Envio por mail. Temos que dizer que é delicioso e não demorou muito tempo a desaparecer lá em casa :) Beijinhos

      Eliminar
    2. Não recebi as fotos ainda Ana :) Mas ainda bem que gostaram! :D

      Eliminar
  5. Hmm não me lembro de acabares um título com ponto de exclamação! Aqui vem coisa interessante :D
    Eu já achei que era bom, até mais por idealização, mas agora acho bastante pouco interessante, porque das vezes que comi «consciente» (ou seja, com mais de 10 anos) não achei nada de mais de todo. O que é irritante, porque fui eu que fiz. Mas um que fiz com maracujá ficou muito bom, experimenta :)
    Mais de 20000, uau! :D
    Que engraçado, não sabia que o povo adorava assim tanto bolo de bolacha :P ou de bolachas em geral! Talvez seja porque esse teu bolo de bolacha popular está lindo de morrer e tem camadas perfeitas de bolacha :)
    (Eu acho que isso é uma arte, não consigo combater a tendência de fazer uma flor com 1 bolacha central e algumas à volta - fica tão feio! mas não sei como hei-de pôr de outra maneira, porque depois as camadas ficam imperfeitas :P para combatr o problema até já considerei fazer com bolacha maria mini, que por acaso é ADORÁVEL :D)
    Nunca provei com creme de manteiga! É... estranho. Com natas não fica estranho, para mim fica só meio sem graça, desenxabido, não propriamente mindblowing como outros doces.
    As receitas mais simples são ás vezes as que exigem mais perícia para acertar com a receita :) bolo de bolacha à baldas é simples, fazer perfeito pode não ser...
    Ainda por cima fez anos quando estava no Brasil?! Que chatice!
    Que giro :D começas a associar... Ou então é aquilo do estranhar e entranhar, que não tm de todo uma palavra feia só por ser semelhante :P
    Eu odeio orelha de porco porque quase sufoquei com ela em criança. E porque é estranha e demasiado «chewy» e ainda mais estranha.
    O Pedro gosta de orelha de porco? Se sim reza para que não haja mais cursos no estrangeiro ;) haha
    Este bolo parece delicioso, está lindo! :D mesmo a fatia, o que é uma proeza. É melhor do que o tal mais visitado ou o de butterscotch? Qualquer dia tenho de apresentar um mesmo bom, nunca fiz nenhum de jeito :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, parece que a malta adora bolachas :D

      Sim, o Pedro adora orelha de porco. Uma vez cozi em casa para ele e ia vomitando com o cheiro daquilo! :P

      Mmmm acho que fica empatado com o de butterscotch. O outro com chocolate eu pessoalmente achei um bocado enjoativo, mas os nossos amigos deliraram :P

      Eliminar
  6. Eu adoro bolo de bolacha, mas raros são os que me satisfazem a 100%. Vou experimentar o teu porque os meus preferidos são os que têm o creme com forte sabor a café. Acho que há bolos de bolacha muito bonitos, aliás, foi o original "bolo" de casamento de uma das minhas melhores amigas: vários bolos de bolacha individuais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei como é que não me lembrei disso para o meu casamento :D Nós tivemos um bolo de éclairs, mas realmente bolos de bolacha teriam sido uma óptima ideia :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />