9 de fevereiro de 2015

Queques de manga com cobertura de coco e as primeiras impressões.

My first impression of you
Was like the sight of flowers in spring,
You were a glorious thing to see!

My first impression of you
Was something indescribably new,
I stood there looking at you, smiling at me.

Billie Holiday


Estudos científicos dizem que só precisamos de um décimo de segundo para formar uma primeira impressão sobre alguém. Dizem também que as primeiras impressões tendem a ser estáveis, embora ainda não se saiba muito bem porquê. Isto tem um sem número de implicações nos diferentes contextos sociológicos: quer estejamos num encontro romântico ou numa entrevista profissional, a primeira impressão é muito importante no potencial sucesso das nossas perspectivas.

Decididamente, a ciência é fascinante. E por isso hoje vamos transpor este conceito para a comida.


Durante os próximos cinco anos vou estar no mesmo serviço a fazer o internato. Não será uma semana e nem sequer um mês - vou passar cinco longos anos (possivelmente mais, se decidir ter filhos entretanto) a lidar com as mesmas pessoas. E depois de ter passado a altura das primeiras impressões visuais, chegou uma fase menos importante mas igualmente frágil: a primeira impressão culinária.

Quando eu cheguei ao serviço a maioria das pessoas já sabia quem eu era e o que fazia com o meu tempo livre, e por isso não havia muito por onde escapar - eu sabia que chegaria o dia em que levaria queques para o trabalho. Mas tive muito cuidado com a receita que inaugurou este passo, não fossem as primeiras impressões umas coisinhas bem matreiras.


If you had stepped right out of heaven
It wouldn't surprise me more,
I thought you were an angel from heaven's door.

It may sound silly but true,
My heart just stopped when I caught your eye.
So overwhelming, was my first impression of you.

Billie Holiday


Passo a explicar: se eu levasse uma receita aceitavelzinha ia perder a credibilidade. Ia gorar as expectativas dos meus colegas, que certamente se questionariam como é que alguém compraria o livro de uma miúda que só faz queques mais para o assim-assim. Por outro lado, se eu levasse a receita mais maravilhosa de sempre ia colocar demasiada pressão nas minhas receitas futuras, que se esperariam tão ou mais deliciosas ainda.

Eu disse que as primeiras impressões eram matreiras.


No fim, optei por uma abordagem segura. Fiz uma receita bastante boa que foi muito bem sucedida, sem deixar propriamente as pessoas banhadas por lágrimas de emoção. Fiz uma receita diferente, original e muito saborosa, sem ser propriamente a melhor ideia de sempre ou a surpresa mais estonteante do mundo.

Garanto-vos que, tal como com as primeiras impressões visuais, também só precisam de um décimo de segundo para formar uma primeira impressão culinária. E eu diria que estes queques de manga com cobertura de coco foram perfeitos para a minha primeira impressão no serviço.


Queques de manga com cobertura de coco

Ingredientes (para seis queques):

* Uma chávena mais uma colher de sopa de farinha;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Meia colher de chá de fermento;
* Uma pitada de sal;
* Um ovo;
* Três quartos de chávena de açúcar;
* Três colheres de sopa de óleo de coco;
* Meia chávena de polpa de manga;
* Uma colher de chá de essência de baunilha;
* Três colheres de sopa de leite.

Para a cobertura:

* 50g de coco;
* 50g de açúcar;
* Um ovo.

Confecção:

* Para a cobertura misturar o coco, o açúcar e o ovo e mexer até ficar uma pasta;

* Numa tigela grande misturar a farinha, o bicarbonato de sódio, o fermento e o sal;

* Numa tigela média bater o ovo com o açúcar e juntar o óleo de coco, a polpa de manga, a essência de baunilha e o leite, batendo bem entre cada ingrediente;

* Juntar os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e misturar apenas até a mistura ficar combinada;

* Colocar a massa em forminhas e cobrir com a mistura de coco;

* Levar ao forno pré-aquecido a 220º durante sete minutos, baixando depois a temperatura para os 190º e deixando cozinhar durante mais treze a quinze minutos.



Até amanhã :D

14 comentários:

  1. Quem me dera ter uma colega de trabalho a levar queques para o serviço ;)
    Parecem-me deliciosos, e eu confesso que não sou amante de coco, mas acho que dá uma consistência incrível aos queques, Parabéns :D
    O teu livro está há muito na minha lista mas o facto de ser estudante universitária e estar a fazer um segundo curso leva-me as economias todas! Mas quero muito tê-lo em casa, porque sou tua fã! :)
    Beijinhos Joana!*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo teu comentário Cátia :) Mesmo que não sejas amante de coco estes queques ficam uma delícia porque o sabor da manga é quase sobreponível :) Ficam muito bons! :)

      Beijinhos e boa semana :D

      Eliminar
  2. Quem bom aspeto têm estes queques. Parecem deliciosos. E lá no serviço devem ter adorado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficam de facto deliciosos, e acho que fizeram sucesso no serviço :D

      Beijinhos! :D

      Eliminar
  3. É possível trocar o óleo de côco por óleo de girassol??
    Se não, consegue-se encontrar óleo de côco facilmente à venda? Não me recordo se alguma vez vi isso nas prateleiras do hiper... =/

    Têm mesmo bom aspecto! Mnham

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu compro óleo de coco no Celeiro, mas também há à venda na net. Em alternativa, óleo vegetal está óptimo ;)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  4. Olá!
    Adorei a sugestão, até fiquei com água na boca. Tenho mesmo de experimentar.
    Gostei muito do teu espaço e vou começar a seguir.
    Beijo

    http://ps-eucozinho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Que bom aspecto!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Esse deve ser o estudo científico mais conhecido de sempre :P Realmente é impressionante... Gostava de saber como chegaram a essa conclusão, quando desistir da preguiça pode ser que deslize vagarosamente o meu dedo até ao link :)
    A primeira impressão fica mesmo. É como as opiniões: depois de se formar ninguém quer abdicar delas. É uma espécie de teimosia.
    (Acaba por ser uma opinião, o que torna a analogia idiota :P)
    Tens um estilo particular de fotografar muffins :)
    Tanto tempo! É um enorme peso :P Pelo menos já tinhas menos nos teus ombros nesta parte da culinária... Se bem que eu não desprezava o poder do açúcar :) se alguém não tivesse gostado do pêssego maduro de certeza que ia gostar de muffins feitos por ele :D
    (Haha frase estranha :P)
    A melhor maneira de corrigir uma primeira opinião errada deve passar mesmo por muffins :P
    Nem tinha pensado nisso, mas que enorme pressão :) devia estar tudo à espera de iguarias... Pões o serviço todo cheio de apetite :P não tinha pensado na hipótese de ser demasiado bom, mas faz mesmo sentido... Deves-te ter sentido como aqueles adolescentes de desenhos animados que não sabem o que vestir (OHMEUDEUS é demasiado casual?...). Não queria estar no teu lugar.
    (Talvez até sim, considerando aquela parte dos muffins...)
    Acho que é uma receita muito apropriada, a escolha perfeita :D
    A foto do interior. Adoro as tuas fotos do interior. Parece tão, tão fofo :D e a cor está linda! A cobertura à primeira vista parece queijo :P à segunda vista parece o Elmo. Parece IMENSO o Elmo. Um Elmo delicioso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também nunca tinha pensado nisso porque nunca tinha estado nesta situação, mas é mesmo verdade: é possível criar uma primeira impressão demasiado boa :D

      Beijinhos :D

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />