10 de dezembro de 2014

Geleia de uva e canela para uma casamenteira falhada.

This is what you give me to work with?
Well, honey, I've seen worse!
We're going to turn this sow's ear into a silk purse.
We'll have you washed and dried,
Primped and polished 'till you glow with pride.
Trust my recipe for instant bride,
You'll bring honor to us all.

(Da Mulan)


Eu sou extremamente casamenteira. Estou sempre a tentar juntar os meus amigos uns com os outros, ou com colegas, ou com desconhecidos, ou com pessoas aleatórias que passam na rua.

Obviamente que não faço isto por mal: de facto eu adoro os meus amigos, e faço isto porque queria que eles fossem tão felizes no amor como eu sou. E depois de dezenas ou centenas de tentativas de promover l'amour eles já só encolhem os ombros, suspiram de exasperação e agradecem aos céus por terem uma amiga tão querida e preocupada como eu.

(Pelo menos acho que é isto que eles pensam, embora eles verbalizem frequentemente coisas feias e mal-agradecidas.)


Na verdade já fui bem sucedida a juntar alguns deles, mas nunca durante muito tempo. Já apadrinhei com sucesso uma ou outra relação, só para as ver implodir alguns meses depois. E pelo meio questiono-me: parece-me evidente que sou uma péssima casamenteira, mas será que sou também horrível a combinar pessoas entre si?

O mesmo acontece-me com os sabores - não sou particularmente boa a prever o resultado de uma combinação de ingredientes. Por isso não sou suficientemente audaciosa e cinjo-me a casamentos que sei que resultam: limão e framboesa, maçã e canela, chocolate e morango ou mel e nozes. 

Esta geleia de uva e canela é  uma excepção bem deliciosa a esta regra.


Imaginei-a mal vi as uvas abandonadas na fruteira, à espera de um destino feliz depois de os meus pais terem voltado para o Porto.  A necessidade de as gastar e o desejo de experimentar uma combinação diferente fizeram-me mandar o receio à fava e agir, e ainda bem que o fiz: esta geleia ficou absolutamente divinal.

Por isso aqui estou hoje. Pelos vistos sou péssima casamenteira, mas já não sou assim tão má a combinar sabores pouco usuais. E nunca irei desistir de melhorar em ambas.

Assim sendo, se tiverem amigos ou amigas com idades entre os 20 e os 30 anos que sejam solteiros, boas pessoas, divertidos e cultos aceito currículos.


Geleia de uva e canela

Ingredientes:

*750g de uvas inteiras;
* 280g de açúcar branco;
* Dois paus de canela;
* Duas colheres de sopa de água.

Confecção:

* Juntar todos os ingredientes e levar ao lume até ferver;

* Esmagar as uvas com uma espátula de silicone e deixar que os sucos se misturem com o açúcar;

* Coar a mistura e descartar as peles da uva;

* Deixar cozinhar em lume brando durante cerca de uma hora.

Espero que gostem! :D

8 comentários:

  1. Este texto foi tão bem conseguido, a analogia tão bonita! :D

    ResponderEliminar
  2. Ora aqui está uma bela sugestão para fazer com uvas abandonadas e uvas desenxabidas...
    Por acaso as uvas é uma das frutas que por vezes não se comem logo na hora e depois nunca sei o que fazer com elas... E sinceramente, ou junto em sumos de frutas, ou faço salada de fruta e juntamente com as outras frutas, açúcar e vinho do porto lá vão... Mas não passa dessas 2 alternativas! Ora aqui fica mais uma :-) Obrigada pela tua sugestão :-)
    Beijinhos***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo ainda foi pior porque não gosto de uvas! Comprei-as para pôr na tábua de queijos franceses que fiz quando os meus pais vieram a Lisboa, mas fiquei com um monte delas cá por casa e tive que arranjar uma solução prática. Esta resulta muito bem, garanto ;)

      Beijinhos :D

      Eliminar
  3. Gosto especialmente dos dois pedaços fugitivos/peixes colados ao vidro do aquário/olhos deslocados do pote de geleia. :)
    Com desconhecidos ou pessoas que passam na rua? Como é que fazes isso?
    Tentar espalhar felicidade não costuma resultar muito bem :P especialmente porque às vezes uma pessoa tem tendência para ficar carrancuda quando outra tenta ajudar num campo em que "tem sorte" ou conseguiu qualquer coisa. E até estou a falar de coisas mínimas :P imagino que isso possa ser um bocado irritante.
    É uma pena, até era giro teres vocação para a coisa. Já tentaste o método "fechar duas pessoas numa sala com uma Pavlova"?
    (Mas tem de ser grande, senão o efeito é contrário. Éclairs também dá, mas 5 é a receita para o desastre :P)
    (Pavlova - especificamente coisa de comer com açúcar e tal. Não sei se a moça era assim tão boa formadora de casais.)
    (Sim, eu sou bruxa. E faço feitiçaria. Quando tinha 5 anos bebi água com sabonete e sal e nunca fiquei doente desde aí.)
    Qual é o santo casamenteiro? Há um, não há? Reza-lhe para ver se dá nalguma coisa.
    Esses são todos comuns, MAS framboesa e limão? Não tenho a certeza de alguma vez ter provado.
    (Sugeres alguma coisa? :P)
    Realmente... Uva e canela? Deves ter quebrado alguma lei! Mas a canela até é surpreendentemente versátil, fica bem com algumas coisas que não diria (menos chá do lidl, fica horrível em chá do lidl!). E pelos vistos há quem adore canela com TODOS os tipos de fruta estranhos, nomeadamente ananás, morangos, pêra, banana e laranja. :P
    Estou a imaginar a visão da bancada com as uvas a transformarem-se em geleia tipo oásis e depois em uvas outra vez! Como quando as pessoas em desenhos animados que têm fome e vêem donuts com braços e pernas em vez de pessoas :)
    Tu não gostas de uvas mas sabor a uva não faz mal? Gostas? :)
    Eu tenho duas sugestões para a próxima vez que tiveres um monte de uvas para usar: tirar a pele (arrancar aos pedacinhos, por muito violento que este método pareça) E o caroço e comer só a polpa com uma textura gira e sem caroços constrangedores (nunca sei como comer uva com caroço. Tento não saborear ou trincar os caroços mas nunca consigo. E não ter a casca é um bónus maravilhoso :) quando eu era pequena havia um descaroçador de uvas, agora desapareceu, o que é uma pena (mesmo que nunca coma uvas). Talvez fosse mais útil do que um descascador de melancia, romã ou abacaxi (as pessoas preguiçosas querem atalhos e depois toda a gente faz estes aparelhos que parecem não dar jeito nenhum. A não ser que haja uma espécie de selectividade que deita, por exemplo, sei lá, PELES DE ROMÃ fora.).
    Ah, e a segunda sugestão era esvaziar um tanque, pôr lá as uvas e esmagá-las, descalça. De qualquer das maneiras o vinho é só uma desculpa :P
    Dei um suspiro de alívio quando vi o último passo. Já estava a ver que ia ficar casca, caroço e tudo! Comecei a olhar para os coisinhos pretos de outra forma :P
    Essa geleia de uva e canela parece deliciosa!
    (Nunca pensei vir a dizer esta frase...)
    (Nem mesmo antes de a escrever, para escrever de propósito o sujeito completo e detalhar. Que ideia.)
    ...mas parece mesmo boa e simples :) no outro dia pus um bocado de doce nas panquecas e senti-me outra vez muito francesa :P haha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o santo casamenteiro é o Santo António ;) Uma semana antes de casar vi que supostamente no dia do meu casamento ia estar a chover. Quando disse à minha avó ela foi logo comprar uma santinha do tempo e levou-a connosco, e o resultado está à vista nas fotos ;) Já lhe perguntei se não há uma santinha das vagas da especialidade, mas parece que não ;)

      Eu até gosto de sabor a uva. Acho que a minha questão é mesmo com as peles e os caroços ;)

      Como é que não pensei em esmagá-las com os pés? Bolas!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />