4 de dezembro de 2014

Bolachas de maçã e aveia para a minha cobaia preferida :D

Today me will live in the moment, 
Unless it's unpleasant, in which case me will eat a cookie.

The Cookie Monster


Arriscaria dizer que não é fácil viver com alguém que tem um blog de receitas.

É preciso alguma dose de altruísmo para ser constantemente cobaia de algo que nem sequer se sabe bem o que é (ou acham que eu digo ao Pedro que os queques têm feijão preto ou que os brownies não têm açúcar?) e uma grande dose de paciência para lidar constantemente com as dúvidas existenciais, a ansiedade, a insegurança e os projectos megalómanos.


Gosto de pensar que o facto de se encher a barriguinha de coisas boas compensa a chatice de viver com alguém que passa a vida enfiado na cozinha. Mas confesso que de vez em quando tenho as minhas dúvidas.


São os cozinhados que saem menos bem, são os ingredientes que é preciso comprar à última da hora, é a choradeira que se sucede a uma hecatombe culinária, são as centenas de perguntas e pedidos de sugestões, é a parafernália de ingredientes mais caros e de utensílios específicos que é preciso adquirir.


É, em última análise, a montanha-russa de emoções que só me permite vivenciar dois estados de espírito - aquele onde sou a melhor do mundo e todos se deveriam curvar perante a magnificiência das minhas receitinhas, e aquele em que sou uma porcaria e não sei como é que ainda tenho leitores e seguidores.

E no meio disto tudo está o Pedro. O meu marido, o meu sempre namorado, o meu melhor amigo e a minha cobaia.


Neste dia o Pedro decidiu que estava na altura de tirar umas férias do seu trabalho de cobaia, e por isso foi ele que foi para a cozinha. E eu descansei do meu tão exigente papel de diva culinária e deliciei-me com as bolachinhas deliciosas que ele fez.

O meu marido. O meu sempre namorado. O meu melhor amigo. A minha cobaia. O meu segundo cozinheiro preferido do mundo.

(Porque o primeiro serás sempre tu, paizinho!) :D


Bolachas de maçã e aveia (receita adaptada do blog 'My Baking Addiction')

Ingredientes (para cerca de vinte bolachas):

* Uma chávena e meia de farinha de aveia;
* Uma colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma colher de chá de fermento;
* Uma colher de sopa de canela;
* Uma pitada de sal;
* Uma chávena de chá de manteiga derretida;
* Uma chávena de açúcar amarelo;
* Uma colher de sopa de essência de baunilha;
* Dois ovos;
* Duas chávenas de chá e meia de flocos de aveia finos;
* Uma chávena e meia de cubinhos de maçã.

Confecção:

* Misturar a farinha de aveia, o bicarbonato de sódio, o fermento, a canela e o sal e reservar;

* Numa tigela grande juntar a manteiga derretida, o açúcar amarelo e a essência de baunilha e bater;

* Juntar os ovos, continuando a bater;

* Juntar os ingredientes secos com os líquidos e misturar bem;

* Acrescentar os flocos de aveia e os bocadinhos de maçã;

* Envolver a massa (que estará peganhenta) em papel aderente e levar ao frigorífico durante duas horas;

* Fazer bolinhas com a massa e colocar sobre um tabuleiro coberto com papel vegetal;

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante doze a quinze minutos;

* Deixar arrefecer durante três minutos, retirar do tabuleiro e deixar arrefecer sobre uma grade.




Até amanhã! :D

10 comentários:

  1. Sempre com bom aspecto :)
    Só eu uma vez aventurei-me a fazer umas bolachas de aveia mas aquilo ficou horrível, e a minha cobaia também confirmou!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas não ficam horríveis, garanto :D Não ficam é muito doces, mas isso é uma vantagem :D

      Beijinhos :D

      Eliminar
  2. Nem de propósito. Outro dia ocorreu-me fazer bolachinhas de aveia e maçã pois tenho umas maçãs da quinta para gastar. Acho que vou aproveitar e usar esta receita pois parecem deliciosas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois quero saber como correu! :D

      Beijinhos e bom fim-de-semana :D

      Eliminar
  3. A melhor "quote" :)
    Eu suspeitava sempre de ti, és pior do que a Cruela ;) mas no fim até é uma boa surpresa! Descobrir que afinal tem alguma coisa de saudável, mesmo quando nada o faz prever :)
    Em menor ou menor grau sim, toda a gente tem esses problemas, mas acho que não afetam sempre tanto como a ti. Tu é que és muito boa e queres ser ainda melhor nisto tudo :) eu também tenho ataques de "isto é horrível e ninguém quer saber do meu blog para nada", mas acabo por perceber que gosto de ter o blog (mesmo que ninguém mais queira saber dele para nada. Com "ninguém mais" estou a excluir eu e a minha mãe. :P De qualquer das maneiras criei o blog para organizar as receitas e partilhar coisas que acho deliciosas, não tenho particular interesse ou ambição no que toca ao número de visualizações ou seguidores :) - embora seja obviamente um bom indicador e não despreze o valor. E ache giro que te tenhas tornado numa blogger popular :D ainda por cima por boas razões!). E esses ataques não são nada frequentes ou de dimensão significativa, são mais pequenas interrogações de quem tem insónias! :)
    (Eu não tenho insónias, é uma maneira de falar.)
    Se transpuser para outros campos em que sou mais exigente (vídeos animados contam? Haha) ou em que já sei que não sou nada de especial MAS as comparações embatem de frente constantemente (pessoas - quase todas - que parecem correr ao dobro da minha velocidade quase sem treino) lá resulta um bocadinho melhor :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou é demasiado perfeccionista. E chorinhas. E insegura. É mau :P

      Eu gosto muito do teu blog ;)

      Eliminar
  4. Depende dos momentos :) eu até tenho uma relação instável com cozinhar - quando provo coisas mesmo boas deliro e acho que é a melhor coisa de sempre, quando tenho uma cozinha cheia de loiça suja pegajosa já não acho assim tão brilhante :P o mesmo deve acontecer com a minha avó (tenho quase a certeza, ela quase tem um ataque de raiva quando vê a cozinha em pantanas) e com quem "assistir". E tu cozinhas muito mais do que eu, portanto imagino :P
    Cozinhados que saem mal (quando me saem mal é mesmo um terror, nem merecem eufemismo) são a pior coisinha que há! É desesperante :P e quando o cheiro enjoa, ainda se prova um bocado ou suja uma quantidade de louça particularmente má... Ainda é pior!
    Pois, há muitas coisas que precisam de ingredientes mais caros... E quando se vê muitas receitas com essas coisas apetece mesmo tê-los e fazer! Quer sejam caros e disponíveis nos hipermercados quer sejam caros E ainda por cima não os haja em Portugal ou num sítio onde se possa ir (é particularmente mau ficar a suspirar por eles - malditos blogs estrangeiros!).
    Ir comprar coisas à última da hora também é chato, as vezes que já comecei a fazer uma receita para ter de ir a correr ao supermercado (que ainda por cima é pequeno e com recursos limitados - se não for uma coisa básica que está em falta não há solução!).
    Como é que podes achar isso? Que dois sentimentos extremos :P mas ainda vai equilibrando, se não fosse o menos mau ainda te tornavas numa ditadora de receitas! :D
    Coitado, no meio disso tudo :P até é uma mudança refrescante! Não sentiste ansiedade por causa do inverter de situações? Haha :)
    Se não pusesses esse esclarecimento ia ficar a achar que em primeiro lugar ficavas tu :P
    E essas bolachinhas sem trabalho devem ter sabido muito bem! Como é as coisas aparecerem "do nada", para variar? :)
    Na última foto parece ter uma textura muito boa! Estão com muito bom aspeto :) ficaram altinhas! Fui ver a receita original e fiquei de boca aberta porque já não ia ao blog ao mesmo tempo (nas férias vou a todos e mais alguns, agora não tenho paciência e só vejo os que sigo :P fico desactualizada!) e está TÃO diferente. Já agora, estas parecem muito melhores porque as outras parecem "mushy" por cima, tipo papa/humidade estranha.
    Com pedacinhos de maçã devem ficar ainda melhores :) para não serem tão chatas como bolachas normais...
    Acho que o jeito para cozinhar bolachas se transmite por casamento :D
    (Mas a foto da grade com um monte de bolachas dispostas aleatoriamente tirou completamente do sério a parte organizada de mim!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É claro que senti ansiedade com o inverter de situações :D Estava sempre à espera de ouvir a cozinha a explodir ou algo do género, mas no fim o Pedro portou-se muito bem :D Na verdade ele é um óptimo cozinheiro, mas não tem tanta paciência para fazer doces ;)

      As bolachas ficaram altinhas e não ficaram particularmente crunchy, mas estavam boas :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />