26 de setembro de 2014

Bolo de lemon curd e chantilly e a minha alcunha engraçada :)

I hurt myself today, to see if I still feel.
I focus on the pain, the only thing that's real.

Johnny Cash


Há quatro anos fiz um InterRail com o meu grupo de amigos, e durante esse tempo todos fomos ganhando alcunhas engraçadas.

A Joana era a paparazzi. Juro-vos, ela disparou literalmente milhares de fotografias durante aquelas semanas, e graças a isso temos aquela que é possivelmente a viagem mais bem documentada da história.

O Bernardo era o ratinho graças à sua famosa expressão 'já sinto aqui um ratinho no estômago', repetida até à exaustão e bastante exemplificativa de como passámos uma fominha enorme que íamos tentando combater com sandes de queijo e chourição, maçãs e bolachas recheadas com chocolate. 

A Sofia era a embruxada, fruto da sua manifesta falta de sorte e tendência para perder todas as coisas importantes como a carteira, o bilhete de InterRail ou chaves de cacifos. A maior parte das coisas aparecia eventualmente, claro.


O Pedro era o GPS devido à sua incrível capacidade de se orientar em todo o lado sem qualquer necessidade de consulta de mapas. Ele sabia sempre em que sentido queríamos ir e para onde devíamos andar, e foi esta qualidade dele que nos salvou várias vezes de irmos parar a sítios totalmente desconhecidos onde certamente nos roubariam rins. 

E eu? Eu era a feridas.

Bem-vindos ao pequeno e misterioso mundo do meu corpo em viagem, onde arranhões, hematomas, inchaços variados provocados por picadas de insectos, bolhas, petéquias e manchas são tão comuns que já nem dou por eles.


Neste dia em particular andava atarefada na cozinha. Fiz o bolo, fiz o lemon curd, fiz o chantilly e pelo meio ainda fiz doce de ovos e trinta queques de noz para outras aventuras, por isso andava de um lado para o outro a tentar organizar tudo sem que acontecesse nenhuma hecatombe. 

A dada altura deixei um armário aberto e quando me virei repentinamente bati lá mesmo em cheio com a testa. Fiquei logo com um hematoma enorme, mas o melhor estava para vir: durante a noite um mosquito picou-me mesmo em cima do galo, e quando acordei estava estranhamente parecida com o Quasimodo.


Apesar deste incidente trágico (embora vagamente cómico), pensar neste bolo só me traz boas recordações. Faz-me recordar o InterRail e os seus dias repletos de gargalhadas, dezenas de fotos com beicinhos e dedos a apontar para joelhos arranhados. Mas faz-me também lembrar o fim de um estágio muito divertido, momentos de partilha engraçados e uma despedida emotiva do serviço de Medicina que foi celebrada com este bolo delicioso.

Porque eu posso ser a feridas, mas pelo menos sou uma feridas com jeito para fazer bolos de limão!


Bolo de lemon curd e chantilly (receita adaptada da revista Saveurs especial de sobremesas)
(receita semelhante mas com recheio e cobertura de coco aqui)

Ingredientes:

Para o bolo:
* Seis ovos;
* 200g de açúcar branco;
* 100g de farinha de trigo;

Para o curd de limão:
* Raspa de dois limões;
* Sumo de quatro limões;
* 150g de açúcar branco;
* Uma colher de sopa de farinha maizena;
* Três ovos;

Para o chantilly:
* 200ml de natas;
* Três colheres de sopa de açúcar.

Confecção:

* Para o bolo bater as claras em castelo e juntar as gemas, continuando sempre a bater;

* Acrescentar o açúcar e a farinha sem parar de bater;

* Colocar a massa numa forma untada e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante trinta minutos;

* Retirar do forno e deixar esfriar sobre uma grade;

* Para o curd de limão juntar numa panela a raspa de limão, o sumo de limão, o açúcar branco e a maizena;

* Aquecer em lume brando, mexendo bem até a mistura começar a ferver;

* À parte bater bem os ovos e juntar em fio a mistura de limão;

* Devolver a mistura à panela e aquecer novamente, mexendo com uma vara de arames até o creme engrossar;

* Deixar esfriar e reservar;

* Para o chantilly bater as natas e o açúcar até a mistura ficar bem firme;

* Partir o bolo em dois com uma faca e cobrir a metade inferior com metade do lemon curd;

* Cobrir com a metade superior, com o lemon curd restante e com o chantilly.



Esta receita de lemon curd da Saveurs é uma delícia para os amantes do sabor bem ácido do limão, mas pode tornar-se agressiva para quem gosta de sabores mais suaves. O chantilly ajuda a cortar um bocadinho da acidez, mas não faz milagres - por isso se estiverem na dúvida experimentem com outra receita de lemon curd menos forte como esta que tenho aqui. Como eu sabia que as minhas cobaias eram loucas por limão (olá Drª Carla!) arrisquei, e o facto de só ter sobrado a fatia anã da fotografia (e porque eu pedi especificamente para sobrar uma fatia para eu fotografar!) faz-me suspeitar que foi uma óptima decisão :D

Tenham um óptimo fim-de-semana! :D

6 comentários:

  1. Ahh então tu agora estás a competir com a quantidade de fotos para substituíres a tua alcunha um bocadinho menos lisonjeira do que a da outra Joana? É um bocado chato porque já têm o mesmo nome :P mas como "paparazzi" já é plural (acho eu) até estava perfeito parar vos englobar às duas...
    Mas não, "feridas" é capaz de ser melhor. Acho que só trocava por Quasimodo, que é bastante mais original e super engraçado :D
    Isso deve ser tão chato! Às vezes também me aparecem negras (hematomas é demasiado adulto ;)) e arranhões sem reparar, mas não são muitos e não estou em viagem. E imagino que o "já nem dou por eles" não elimine o incómodo :P
    Eu também adoro vitimizar-me quando cozinho imensas coisas de uma vez e repetir imensas vezes a lista gigantesca. Às vezes um bolo pode parecer dar pouco trabalho, mas eu sei que é bastante cansativo fazer o bolo, o recheio e a cobertura! Espero que tenha valido bem a pena :)
    Ainda bem que as feridas não estragam a viajem... Ao menos tens histórias giras para contar (ia dizer "aos teus netinhos", mas no blog também serve!) :)
    Odeio tanto, mas tanto dar cabeçadas em coisas... É horrível! Também é muito mau quando me vou levantar à força toda e me esqueço que a minha cabeçorra estava alojada no interior de um armário ou debaixo de uma mesa...
    (Uma vez a minha prima conseguiu a proeza de bater com a cara num beiral de uma porta de minha casa. Ainda está lá um buraco lascado pelo pobre dente dela! Até é estranhamente profundo :P)
    Ah, então "reservas" uma fatia para fotos? E como é que consegues viver com a ansiedade, sem saber se vão ser cortadas fatias decentes? E se ficar esmagada? Ou torta? Como é que consegues tê-las sempre impecáveis mesmo assim? :P eu desisto sempre e penso "que se lixe, se não o fizer outra vez também é porque não está bom o suficiente para postar"... Só tiro foto se for mesmo para ficar "por casa", senão é muito chato estar a "roubar" uma fatia para estar a tirar foto (e normalmente a mesa tem toalha e está um bocado suja :P)
    Por um lado não sei se um sabor assim tão ácido ia agradar, por outro QUE ASPETO :P tão fofinho e lindo! Estou a endoidecer com o bombardeamento de bolos deliciosos de limão... E também com esse bolo-base... Tão simples, mesmo daquelas receitas deliciosas de avózinha :)
    (Não diria que é para celebrar um estágio, parece mais, sei lá, uma comemoração de terceiro aniversário :P)

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana,

    Antes de mais dizer-lhe que descobri o seu blogue recentemente e que o adoro! Já perdi algumas horas a vaguear por aqui e a experimentar receitas :)

    Contudo, esta não correu lá muito bem. Fiz a receita de lemon curd que indicou abaixo, por ser menos ácida, mas o aspeto não tem nada a ver com o das suas fotos :/ ficou com uns grumos brancos, a casca do limão também não se desfez...a verdade é que não misturei muito bem os ingredientes antes de colocar a panela ao lume - terá sido disso?

    Já agora e se me permite: quais as natas que utilizou para o chantilly? Frias ou à temperatura ambiente?

    Obrigada e beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria!

      Antes de mais, muito obrigada pelo feedback. Nem sempre recebo comentários sobre o resultado das minhas receitas, principalmente se algo corre menos bem - penso que as pessoas se inibem de fazer críticas construtivas, o que não faz muito sentido porque só assim é que aprendemos :)

      Efectivamente de vez em quando os molhos ficam com esses grumos, que costumam corresponder a bocadinhos de claras que cozem. Isso acontece quando não mexemos bem o molho, quando este atinge temperaturas demasiado altas ou quando fica demasiado tempo a aquecer, mas resolve-se de uma forma muito simples: coando-se o molho :) Costuma acontecer-me frequentemente com o doce de ovos, e depois de coados os grumos o sabor fica igualzinho ao pretendido :)

      Em relação à raspa do limão, normalmente raspo nos buraquinhos mais finos do ralador e nunca me aconteceu o que descreve. Terá sido esse o problema? Será que raspou em bocados demasiado grandes?

      Para o chantilly utilizo sempre natas o mais frias possível. Normalmente coloco-as no congelador uns dez minutos antes de as utilizar para ter a certeza que estão mesmo geladas :) À temperatura ambiente vão ter mais tendência para ficarem líquidas e não montarem em chantilly :) Normalmente uso umas natas que se compram dentro de uns oacotinhos azuis e brancos (não são umas embalagens, são uns pacotinhos mesmo) e resultam sempre bem. Já fiz com outra marca (do Intermarché) e as natas não montaram, por isso a marca também tem influência :)

      De qualquer das formas espero que no fim o resultado tenha sido do agrado de todos, apesar dos pequenos probleminhas :)

      Beijinhos e boa semana :)

      Se tiver mais alguma dúvida é só dizer :)

      Eliminar
  3. Muito obrigada pela sua resposta :)

    Sim, o resultado final deve ter sido bom, porque eu nem tive tempo de provar o bolo! Somos uma família grande, é certo, mas desapareceu num ápice :)

    Agora que leio a sua resposta parece-me tão óbvio...porque não coei o lemon curd? :) penso que terá sido por não ter misturado muito bem os ingredientes logo no inicio e ter a temperatura um bocadinho alta demais. Relativamente ao limão, pois, eu raspei nos buraquinhos grandes. Para a próxima já sei (sim porque haverá uma próxima - tanto limão caseirinho tem de ter um destino! :))!

    Quanto às natas, eu também usei dessas mas quando a minha mãe me avisou da temperatura já era tarde e tive de colocar um novo pacote no congelador para conseguir montar o chantilly...mesmo assim ainda não ficou bem bem como eu gostaria :/ duma próxima, ficará, com certeza!

    Mais uma vez obrigada,

    Beijinhos e boa semana também para si!

    ResponderEliminar
  4. Já há algum tempo que acompanho o seu blogue, dada a qualidade das fotografias e dos textos que escreve. E hoje decidi tentar esta receita, porque o aspeto assim me ordenou e o limão será sempre limão. Quanto ao resultado, que gostava de partilhar consigo, pois tirei algumas fotografias, mas aqui por escrito, posso dizer-lhe que é um verdadeiro delírio gastronómico. Correu tudo bem, o curd ficou perfeito, apenas o bolo ao ser retirado do forno, achatou um bocadinho.
    Um beijinho e parabéns pelo seu talento.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />