27 de janeiro de 2014

Muffins de maracujá (sem lactose) para uma notícia mais-ou-menos-má.

What do I do when my love is away,
Does it worry you to be alone?
How do I feel by the end of the day,
Are you sad because you're on your own?

No, I get by with a little help from my friends.

The Beatles


Quando eu tinha dois anos fui submetida a uma operação de correcção do estrabismo. Na altura todo o episódio foi muito traumático para os meus pais, a quem um médico menos sensível explicou bruscamente que o estrabismo não passava de uma deficiência do cérebro (quando é 'apenas' o resultado de uma perda da coordenação dos músculos extraoculares). Não tive uma recuperação particularmente fácil, mas fiquei bem algumas semanas depois.


Quando eu tinha oito anos fui submetida à segunda operação de correcção do estrabismo, que tinha regressado há sensivelmente um ano. Na altura fiquei super eufórica: faltei às aulas, os meus pais ofereceram-me uma Barbie Tropical quando saí do bloco operatório (naquela que continua a ser uma das minhas memórias mais felizes de infância) e passei o dia todo na cama a ver filmes da Disney. Tive uma recuperação bastante rápida e fiquei completamente bem.

Até agora.


Não sei se foram os meses de estudo intenso para o exame da especialidade ou o início do meu trabalho como interna, mas nas últimas semanas comecei a sentir os olhos muito cansados. Eventualmente comecei a notar uma pequena alteração quando me via ao espelho, e não demorei muito a decidir marcar uma consulta.

O veredicto não me surpreendeu: vou começar a fazer uma espécie de fisioterapia, e se não resultar talvez tenha de ser submetida a uma terceira cirurgia.


Talvez isto não vos pareça nada de especial, mas eu tenho imensos complexos com o facto de ser estrábica - por muito que o meu estrabismo seja mesmo mínimo (nem sequer se nota a olho nu). Desejava secretamente que o médico dissesse que eu estava maluca e que os meus olhos estavam normalíssimos, e senti-me um bocado defraudada quando percebi que vou passar os próximos meses a lidar (mais uma vez) com isto.


Bem, há coisas piores. Pode ser que desta vez a cura seja para sempre. Pode ser que desta vez vença finalmente o meu complexo. Pode ser que desta vez receba uma prendinha na mesma.

Eu não sou muito esquisita: um ou dois destes muffins já me deixavam toda contente :)


Muffins de maracujá (sem lactose)

Ingredientes (para seis muffins):

* 140g de farinha fina;
* Uma colher de chá de fermento;
* Meia colher de chá de bicarbonato de sódio;
* Uma pitada de sal;
* Um ovo;
* 60g de açúcar;
* 130ml de sumo de maracujá;
* Três colheres de sopa de óleo vegetal.

Confecção:

 * Juntar a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio e o sal;

* Noutra tigela bater o ovo com um garfo e juntar o açúcar, o sumo de maracujá e o óleo vegetal, batendo bem entre cada ingrediente;

* Juntar a mistura líquida aos ingredientes secos e misturar com uma colher de sopa apenas até os ingredientes ficarem ligados;

* Colocar em forminhas para muffins e levar ao forno pré-aquecido a 220º durante cinco minutos;

* Sem retirar os muffins do forno, descer a temperatura para os 180º e deixar cozinhar durante mais quinze minutos.

Fiz esta receita duas vezes, e da segunda (que está na foto) juntei alguns bocadinhos de ananás. Ficou uma delícia :D



Tenham uma óptima Muffin Monday! :D

17 comentários:

  1. Estes muffins são mesmo a minha cara, devem ser ótimos!
    Acho que já te tinha dito que não se nota a quem olha para ti, e sabes q te diria se visse.
    De qualquer das formas, apesar de achar que vai passar com essa fisioterapia que tu vais cumprir religiosamente, se fores operada prometo levar-te uma barbie. Não prometo que seja a tropical, que já não deve existir, mas de certeza que encontro outra igualmente gira. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que acho que a Barbie tropical ainda existe. Just saying :D

      Eliminar
  2. Eu tenho um olho ligeiramente mais fechado que o outro. Também só se nota se eu o disser a alguém e dependendo da direção do meu olhar (tenho que estar mesmo a olhar em frente) mas nas fotos...... quem for mais atento nota.
    Mas vá, de todos os males, que seja este :D

    ResponderEliminar
  3. Eu adoro muffins e estes parecem-me fantásticos!
    Bjs
    http://colherdepauesaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Muito bom aspecto os muffins.
    Quanto à cura do estrabismo há que ter fé que não será preciso uma terceira operação e perguntares-te "o que não quero eu ver?"
    É uma questão um pouco esquisita para colocar aqui mas de acordo com algumas terapias naturais e autores problemas de vista têm a ver com algo que não queremos ver por isso desfocamos, etc.
    Fica a dica para pensares já que é algo que te tem acompanhado toda a vida.
    beijocas e fico a torcer por ti.

    ResponderEliminar
  5. Que chatice minha querida :/ mas tal como disseste há coisas piores e acredito que, num instante, vais resolver isso :) força! * e esses muffins que aspecto nhami nhami *

    ResponderEliminar
  6. Olá Jo! Penso que seja uma cirurgia de recuperação rápida, não? Espero que sim! De qualquer forma, pode ser que se resolva com a fisioterapia (engraçado, nunca associei essa palavra aos olhos). :)
    Beijos, e que corra tudo bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, da outra vez só consegui safar-me das aulas uns três dias ;) É uma cirurgia simples, mas no meu caso vai ser um pouquinho mais complicado porque eu já fui operada duas vezes ao mesmo olho...

      Eliminar
  7. Os muffins são fantásticos, e ainda por cima sem lactose! :-) O estrabismo é que não tem graça nenhuma... Espero que vá lá com a fisioterapia!

    ResponderEliminar
  8. Joana,
    Fazer "fisioterapia visual" deve de ser um grande desafio!
    Se é para ficares e te sentires melhor, então força na operação.
    A olho nú não se nota mesmo nada - apenas quando fazes algumas expressões é que pode ser mais perceptível.

    Se fores operada, podes sempre fazer uma grande fornada de muffins e levares para a recuperação.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Espero que consigas dar a volta a isso! Para mim, tudo o que envolve os olhos tira-me da zona de conforto e eu fui operada aos dois à miopia... O que me enfurece é o fato de a pálpebra ligeiramente descaída de um olho e detesto ver isso, especialmente nas fotografias. Mas o oftalmologista diz que pode cortar um bocado a mais a pálpebra e fica demasiado aberto xD Por isso, mais vale estar quieta!

    ResponderEliminar
  10. Eu devo ser insensível ou ter um problema qualquer, porque não consigo parar de pensar em "Tiveste uma barbie tropical!! *.* *.* *.*
    Boa fisioterapia, vais ver que é desta que o estrabismo te abandona de vez ;) Como disseste, há coisas piores na vida, (mas com as piores dos outros podemos todos bem!...).
    Os muffins estão lindissimos, adoro esse papel à volta!
    Beijinhos e as melhoras!

    ResponderEliminar
  11. Afinal vim a este post antes... Haja ordem!
    Sinceramente nunca reparei no estrabismo de ninguém, portanto se o teu não se nota não se nota mesmo.
    É chato isso de um médico ter dito que era uma "deficiência"... Já não basta uma operação, por muito inofensiva que seja, ainda tem de haver esse alarme... Até quando se diz "deficiência" no sentido de falta de, tipo "deficiência de vitamina D", as pessoas associam logo a deficiências mentais graves ("oh não coitadinho do meu filho que é deficiente e eu não sabia"). Imagino o quão assustador é... Pensar que é uma coisa de rotina e dizerem que é um problema no cérebro...
    Eu não tenho estrabismo mas sim miopia bastante forte e também não gosto nada... Que azar o teu, voltar sempre! Espero que a espécie de fisioterapia resulta (deve ser giro. É como? Olha para baixo e para cima 50 vezes, pisca os olhos 40 (e mais 100 flexões)? Haha.)
    (...Que ignorância.)

    Essas forminhas de papel são giras! Na foto do muffin aberto ele parece mesmo húmido, fofinho e delicioso :)
    Eu nunca fiz nada com maracujá sem ser comê-la, tenho de me actualizar. O sumo é como, vende-se em pacotes? Parece-me difícil retirar 100 e tal ml de sumo do fruto... Mas acho que nunca vi sumo de maracujá à venda (sem ser combinações estranhas e rebuscadas tipo maracujá com cenoura, laranja, mel e mais 50 coisas.). Ananás + maracujá por acaso até me agrada, é quase tão tropical como a tua Barbie (gostas de coisas tropicais para recuperares? :P não sei como te esqueceste de fazer essa associação! :) fazes sempre ligações engraçadas do texto com a receita :)

    Beijinhos :)
    (Já fizeste o bolo? Acho que estou a cheirá-lo.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No dia-a-dia não se nota mesmo. Mas eu sinto-me bem mais cansada dos olhos, e na semana passada fiz uma avaliação em que percebi que o meu cérebro simplesmente suprime a imagem do meu olho esquerdo. É como se visse só do olho direito, é muito estranho! ;) Na altura o oftalmologista disse que há uma grande probabilidade dos exercícios não resultarem, mas que ainda há a hipótese de usar óculos. Que seca.

      A minha mãe ainda hoje fala de quando lhe disseram que eu tinha uma deficiência. Eu nunca encarei o estrabismo dessa forma, mas para os meus pais isto foi mesmo uma situação bem traumática...

      Sabes que o Pedro também é extremamente míope? Até é giro nalgumas situações, fartamo-nos de brincar com isso :)

      A fisioterapia é ainda mais giro do que isso :D Fazes exercícios do género espreitares para dentro de uma máquina que tem um leão de um lado e uma jaula do outro, e tens de movimentar com os olhos o leão para dentro da jaula ;) Se não fosse extremamente cansativo era bem engraçado ;)

      Também gostei muito das formas, mas não dão assim muito jeito. São grandes e não cabem nas minhas forminhas de silicone, mas por outro lado também não se aguentam sozinhas. Isso foi um bocadinho um drama ;) Eu comprei o sumo da Compal, é bastante bom :) Também já comprei Ceres e não gostei tanto ;)

      Realmente nem pensei nisso, mas é verdade! Acho que o meu subconsciente associou a Barbie tropical aos muffins :D

      Ainda não fiz o bolo, primeiro fiz pães de Deus. Acho que vou entupir a minha equipa de comida amanhã muahuahuahuahuah :D

      Beijinhos :D

      Eliminar
    2. Que estranho acabares por só ver de um olho... Eu quando era mais pequena não usava óculos, e se ficava a olhar fixamente para um objeto ele desdobrava-se um bocado, apesar de ficar com partes meio transparentes e dar para ver através disso. Eu estive quase para receber o nobel da medicina com a minha interpretação brilhante, também conhecida por "Teoria Todos Os Objectos Têm Um Equivalente No Mundo Fantasma e Só Eu Vejo Porque Sou a Princesa do Mundo dos Fantasmas e Não Sou a Rainha Porque As Rainhas São Cruéis e Toda a Gente Sabe". Deve ser alguma coisa relacionada com miopia (ou então eu sou mesmo mágica e não sei.)
      Isso dos leões é tão giro! Eu já fiz algumas coisas do género, acho eu, mas com casinhas e isso. É chato porque aquilo tem imensa piada (nem que seja só uma casinha) e eu começo-me a tir e pareço uma idiota. É pena ser cansativo :(
      Essas formas parecem boas para bolos de arroz ou assim... Não sei como fizeste mas não parece que tiveste problemas com elas :)
      Vou experimentar o sumo de maracujá :)

      Boa sorte para entupires cruelmente a tua equipa de doces :)

      Eliminar
  12. Tenho exactamente o mesmo problema! Também praticamente só uso o olho direito! Reparei nisso certo dia não há muitos anos... mas bem o meu estrabismo nunca foi perceptível.
    Acabei por ir ao médico há umas semanas e parece que o meu olho esquerdo, por isso, agora vê bastante pior. Acabei a usar óculos para trabalhar... mas o médico disse-me que não havia grande solução, e que não ia ficar a ver melhor com eles, era só para não cansar tanto a vista.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />