5 de novembro de 2013

Farfalle com frango, ervilhas, cenoura e espinafres e a vontade de ter uma família :D

Unhappiness where's when I was young,
And we didn't give a damn?
'Cause we were raised,
To see life as fun and take it if we can.
My mother, my mother,
She hold me, she hold me, when I was out there.
My father, my father,
He liked me, oh, he liked me. Does anyone care?

The Cranberries


Eu e o Pedro queremos muito ter uma família.

A dada altura comprámos uma planta, mas a coisa não correu lá muito bem e a planta não durou nem um mês. Mas nós decidimos continuar a insistir, e comprámos os nossos gerbos da Mongólia: o Jorge, o Óscar e o Tomás.


Dois anos mais tarde a família aumentou quando adoptámos dois porquinhos-da-índia. Entretanto encontrámos uma pessoa que tinha melhores condições para ficar com eles (tinha um quintal onde eles podiam ser livres, enquanto que cá em casa eles ficavam sempre na casinha deles) e ela adoptou-os.

O Óscar morreu há um mês, com quatro anos de idade (a esperança média de vida de um gerbo da Mongólia são três anos). Enterrámo-lo no jardim em frente da nossa casa. Agora somos só quatro cá em casa, e eu e o Pedro estamos a fazer o nosso melhor para nos prepararmos psicologicamente para o facto dos nossos dois gerbos restantes poderem ir para o céu dos gerbos em breve (os meus amigos beatos entendedores do assunto dizem que os animais não vão para o céu porque não têm alma, mas eu gosto de acreditar que eles vão para um qualquer sítio especial onde podem comer sementes de sésamo à vontade).


Agora que vamos casar estamos cheios de vontade de começar a nossa própria família. Não se preocupem que não vamos já a correr ter filhos, até porque sabemos perfeitamente que há algumas coisas que precisamos de ter e fazer antes de estarmos realmente preparados para tal.

Um exemplo disto? Eu recuso-me a ter filhos enquanto o Pedro não comer fruta e legumes. Já imaginaram o pesadelo que seria ter não-menos-de-três-mas-não-mais-de-cinco crianças a dizer 'eu não como legumes porque o papá também não come'? HELL NO!


Vai daí, começámos oficialmente a treinar para termos filhos. Não, não é nada disso que estão a pensar - a verdade é que o Pedro começou a comer legumes :) Tal como com as crianças, todas as semanas vamos inserindo um legume novo na ementa para o Pedro se ir habituando (foi uma medida desesperada, confesso).

Esta foi a semana dos espinafres: houve um rolo de peru recheado com queijo e espinafres, uma sopa de grão e espinafres e este belo pratinho de massa com frango e espinafres. E folgo em dizer que a inserção dos espinafres na alimentação do Pedro foi muito bem sucedida, também por causa desta receita tão simples e deliciosa :D


Farfalle com frango, ervilhas, cenoura e espinafres

Ingredientes (para duas pessoas):

* 125g de peito de frango cortado em pedaços pequenos;
* Massa farfalle q.b.;
* Meia cebola picada;
* Dois dentes de alho picados;
* Um fio de azeite;
* 100g de ervilhas congeladas;
* Um punhado de folhas de espinafres baby;
* Uma cenoura cortada em rodelas finas;
* 100ml de molho de tomate;
* Água q.b.;
* Uma colher de chá de pimentão-doce;
* Uma colher de chá de paprika;
* Meia colher de chá de mistura de especiarias orientais (uso da Margão);
* Uma pitada de sal;
* Queijo ralado q.b.

Confecção:

* Refogar a cebola picada e o alho picado no fio de azeite;

* Juntar os pedaços de frango e deixar refogar;

* Acrescentar as ervilhas, as rodelas de cenoura, os espinafres e o farfalle;

* Temperar com o pimentão-doce, a paprika, a mistura de especiarias orientais e uma pitada de sal;

* Juntar o molho de tomate e a água até cobrir a mistura;

* Deixar cozinhar até o molho engrossar e a massa ficar cozida;

* Juntar o queijo ralado imediatamente antes de servir.

Espero que gostem! :) Até amanhã! :D

21 comentários:

  1. Joana, este post fez-me dar uma gargalhada. Só tu para levares as coisas com esta leveza e alegria :)

    ResponderEliminar
  2. Fartei-me de rir com este post :)
    Eu cá também me considero "entendedora do assunto", e julgo que enquanto alguém não for para o céu e voltar não pode dizer com toda a certeza como é que o céu é. E eu quero pensar que os meus gatinhos vão para o céu, e que um dia nos havemos de encontrar lá todos, e que eles têm alma sim senhora. E os teus gerbos têm alma também, e vão de certeza para um sitio muito especial, forrado a sementes de sésamo :)

    ResponderEliminar
  3. Que massinha deliciosa!!! Adoro estes pratos :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana,
    Gosto imenso das tuas histórias, fazem-me sempre sorrir e... cá para nós os homens são sempre uns bebés crescidos!!!
    Gostei da tua massinha para incorporar os legumes.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/11/crumble-de-marmelo-com-aveia-e-nozes.html

    ResponderEliminar
  5. Gostava de conseguir o mesmo!!! :)
    Quanto à massa, está mesmo deliciosa e bem simples de fazer!

    ResponderEliminar
  6. Eh eh eh... farto-me sempre de rir a ler os teus posts!!

    ResponderEliminar
  7. Joana, conseguiste pôr um transmontano a comer espinafres durante uma semana. Podem vir os filhos que quiseres, vais ser bem sucedida!
    Como filha de um transmontano só tenho uma palavra para ti: RESPEITO! :P
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito da receita, mas principalmente dos planos para o futuro!!

    Felicidades e venham de lá mais legumes para o Noivo ;)

    ResponderEliminar
  9. Hmmm o que eu gosto de carne guisada com massa :)

    ResponderEliminar
  10. Ahahaha... adorei este post, Joana, fartei-me de ir! Com o "céu dos gerbos", com essa medida desesperada... mas tens toda a razão! Eu também penso sempre que quando tiver filhos (não menos de dois, não mais de quatro) lhes vou dar legumes como se fossem a coisa mais deliciosa (Olha um aviãozinho de bróculos... huuummm!), para tentar que não vejam doces, batatas fritas e McDonald's como coisas deliciosas.

    O farfalle ficou com óptimo aspecto!:)

    Beijinhos,
    Olivia

    ResponderEliminar
  11. Vocês são demais, ahahaha! O que eu me ri quando falaste da morte das plantas, um máximo! Mas concordo contigo, tal como tu, acho que se queremos que os nossos filhos comam determinado alimento então o exemplo tem que começar em nós! Faz-me confusão como é que há pessoas que não comem legumes nenhuns e mais ainda, FRUTA!! Há tanta fruta deliciosa por aí :P

    ResponderEliminar
  12. Que texto cheio de humor. Adorei!
    E digo-te... estás cheia de razão! Os meu filhos não comem o mesmo que nós, porque também não comíamos! ERRADO, ERRADO!!!
    Força nisso, queremos marido a comer legumes e bébés ;-)
    Beijinhos
    CláudiaV

    ResponderEliminar
  13. Que lindo pratinho, Joana! Uma bela maneira de pôr o "biqueiro" do Pedro a comer legumes :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Gosto Gosto Gosto! Acho muito bem, os exemplos têm de ser dados ;) e tem tão bom aspecto ! Beijinho xx

    ResponderEliminar
  15. Ah ah :) É um bom truque. Há legumes tão deliciosos... não percebo!! Mas com paciência vai lá. ;)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  16. Belo pratinho!!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Acho muito bem, não tem jeito nenhum um homem não comer frutas e legumes! E a massa está com um ar apetitoso!

    ResponderEliminar

  18. Adorei tuas receitas, pois tem um punhado de amor! vou aprender imenso contigo.
    beijinhos,
    Eduarda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Eduarda! :)

      Obrigada pelo teu comentário :)

      Beijinhos e espero que voltes :)

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />