30 de outubro de 2013

Bolachinhas de cacau e os cabelos brancos.

Rugas, já começo a ter as primeiras rugas.
Rugas, começam-me a nascer as primeiras rugas.
Rugas de chorar, rugas de sorrir,
Rugas de cantar começo a franzir.
Rugas de chorar, rugas de sorrir,
Rugas de cantar, rugas de sentir...

Humanos


O meu avô materno ficou com o cabelo completamente branco aos trinta anos. A minha mãe herdou esta característica, e desde que eu me lembro que sempre vi a minha mãe com o cabelo pintado (facto algo dramático se pensarmos que quando eu nasci a minha mãe tinha 21 anos).

Eu pensava que tinha escapado à maldição familiar. Sou fisicamente parecida com o meu pai, tenho uma boa pele tal como o meu pai, tenho o cabelo forte tal como o meu pai, tenho uma personalidade parecida com a do meu pai, tenho problemas em confrontar os outros tal como o meu pai, tenho a mesma tendência para o amuo que o meu pai... Seria de esperar que fosse manter os meus cabelos castanhos lindinhos até aos 56 anos tal como o meu pai, certo?

Não. Errado.


Começou há uns anos. Estava no elevador com a minha mãe, e ela apontou para a minha cabeça dizendo 'que giro, tens aqui um cabelo branco!'. Desde então mais alguns vieram, e agora consigo contar quatro.

Quatro cabelos brancos. Estou perdida.


A dada altura tentei pintar o cabelo de preto azulado (tinha 17 anos e achava que era badass, acho que tenho desculpa). Pedi ajuda à minha mãe e a minha avó, e a sessão de vamos-todas-pintar-o-cabelo-juntas terminou comigo cheia de manchas pretas nas bochechas e no pescoço, que a minha mãe tentou tirar com detergente da loiça, líquido amoniacal, lixívia, pasta dos dentes, gel de banho e basicamente todos os produtos de limpeza que conseguiu imaginar. Adivinhem: nada resultou.

Três dias depois, as minhas amigas ainda me chamavam de dálmata na escola.


Encontro-me portanto perante um grande dilema: pintar ou não pintar? Eu sei que parece um exagero (são só quatro cabelos brancos, certo?) mas acreditem que não: é sim uma temível e horrenda maldição de família (estou a fazer um ar extremamente dramático enquanto escrevo isto, espero que passe para esse lado!).

Enfim, vou deixar o tempo decidir. Vou continuar a monitorizar o aparecimento dos cabelos brancos. Vou seguir com a minha vida sem grandes preocupações, porque também isto (como a maior parte dos problemas da vida) tem uma solução.


Encontrei estas bolachinhas enquanto procurava uma receita muito simples para fazer para os miúdos da Casa do Gil. Fiz algumas bolachas simples e nas outras acrescentei café, canela, pepitas de chocolate negro ou coco ralado, e a verdade é que achei esta receita extremamente versátil: simples ou com uns perlimpimpins as bolachinhas ficaram bem deliciosas :D


Bolachinhas de cacau (receita adaptada do blog 'As Minhas Receitas')

Ingredientes (para cerca de 25 bolachinhas):

* Sete colheres de sopa de açúcar;
* 125g de manteiga amolecida;
* Duas chávenas de farinha;
* Uma colher de chá de fermento;
* Duas colheres de sopa de cacau em pó;
* Quatro colheres de sopa de leite;

* Canela em pó q.b.;
* Café em pó q.b.;
* Coco ralado q.b.;
* Pepitas de chocolate negro da Vahiné q.b.

Confecção:

* Bater o açúcar com a manteiga até ficar uma mistura esbranquiçada;

* Juntar a farinha, o fermento e o cacau e amassar;

* Acrescentar o leite e formar uma bola;

* Dividir a massa em diferentes porções e juntar a canela, o café em pó, o coco ralado ou as pepitas de chocolate negro;

* Fazer pequenas bolas do tamanho de nozes e espalmar ligeiramente com a mão;

* Colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 200º durante cinco minutos;

* Reduzir a temperatura do forno para 180º e deixar cozinhar durante mais dez a doze minutos;

* Retirar e deixar arrefecer em cima de uma grade;

* Guardar numa lata até servir ou comer um monte de bolachinhas enquanto vêem episódios de Glee sim-essa-série-que-sempre-acharam-foleira-até-terem-visto-o-episódio-de-Natal-quando-estavam-com-TPM-e-terem-chorado-durante-o-episódio-todo-maldita-música-da-Mariah-Carey-que-o-Pedro-me-dedicou-enquanto-ainda-não-namorávamos.


É mesmo bom este chá :)

Até amanhã! :)

35 comentários:

  1. Boas bolachinhas como sempre! Agora um conselho? Bem, mesmo que não queiras eu dou-te. Pinta o cabelo! O meu maior desgosto foi quando a minha mãe decidiu nunca mais pintar o cabelo. Tive anos para me habituar a vê-la com o cabelo todo branco. Aquilo dava-me uma profunda tristeza. Acho que no fundo não queria aceitar a velhice dela. Ainda hoje sempre que posso, mando assim para o ar para ela pintar o cabelo. beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em minha casa as mulheres sempre pintaram o cabelo, e como o meu pai tem o cabelo bastante escuro quase sem brancas não conheço ninguém com o cabelo branco! Por isso é mesmo esquisito para mim ter cabelos brancos... Acho que vou seguir as vossas dicas :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. LOL, sabes eu tenho 1 cabelo branco no topo da cabeça já há imensos anos... diria que há uns 8 ou 9 anos. Mas é o único, nunca me nasceu mais nenhum até hoje. Eu ando sempre a fazer malandrices ao cabelo, ora é madeixas, ora pintar, etc, pelo que ele anda quase sempre escondido. No entanto agora há já quase 1 ano que decidi voltar à minha cor natural, de modos que ele voltou a espreitar :) Não me importo, mas acho que assim que nascerem as pequenas volto a pintar :P
    Beijinhos grandes e belas bolachinhas :)

    ResponderEliminar
  3. Ah! Como compreendo essa maldição dos brancos! A minha mãe, aos 17 anos, já tinha cabelos brancos! Eu, aos 33, não tenho um caso tão "bicudo" como o dela, mas já estou muito bem povoada... Mas ainda não cedi à tentação da tinta - assusta-me a manutenção e as raizes, é trabalho que quero evitar...

    Por enquanto queixo-me, mas deixo a acção para depois :)

    Ah, não menos importante: as bolachas têm optimo aspecto! E aplaudo, muitíssimo, as tuas idas à Fundação do Gil :)

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana,
    Julgo que não deves começar já a pintar o cabelo, tenta umas nuances, disfarçam e são menos agressivas.
    As bolachinhas já comia umas quantas agora mesmo.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderEliminar
  5. Joana, eu padeço do mesmo mal! e digo-te, cabelos brancos fazem-me sentir velha!!!! há muita coisa que nos pode fazer sentir mal connosco próprias mas para mim os cabelos brancos superaram qualquer prega cutânea ou borbulha!
    Quando achei que era demais para mim recorri à minha querida Cátia (cabeleireira) e disse: livra-me disto! e pronto. Agora que estão tapadinhos-até-à-raiz sinto-me bem outra vez. Nem pintei todo, e a cor é o mais aproximada à minha cor natural. A manutenção é muito chata, mas se isso me faz sentir bem comigo outra vez, quero lá saber! vamos embora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu garanto-te que isto me faz sentir bem pior do que uma ruga ou uma estria! ;) Vou pensar muito a sério no assunto :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  6. Gostei bastante dos biscoitos, tem muito bom aspecto :)

    ResponderEliminar
  7. Adoro bolachas que com a mesma base se possam fazer outras!
    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  8. que belas bolachinhas... posso levar algumas para o lanche??? quanto aos cabelos brancos??? tenho alguns por aqui também... então na barba nem se fala! Bjinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pedro também tem alguns, mas a barba dele tem cabelos de todas as cores: loiros, ruivos, brancos e castanhos :)

      Eliminar
  9. Que lindas bolachinhas.. adorei!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Joana, como te compreendo. A minha mãe também teve cabelos brancos muito nova e eu também já tenho/tinha, e não eram quatro, eram bem mais (também foi tonta e fui arrancando alguns). De qualquer forma, já não me sentia bem com as pessoas a dizer 'ah tens aqui cabelos brancos' e também já não fazia certos penteados porque se viam, então falei com a minha cabeleireira e expliquei o meu dilema. Ela disse que as tintas já não são tão prejudiciais para o cabelo como antigamente e que até ia ser bom pintar, que o cabelo ficava mais brilhante e com reflexos giros. Pintei exatamente da mesma cor do meu cabelo, e se no dia estranhei, agora já nem me lembro que pintei :) Mas também foi um passo muito pensado e ponderado, e que me marcou. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que arrancar cabelos brancos não faz com que cresçam mais, não sabes? Isso é um mito ;) Acho que vou experimentar para ver se fico com uns reflexos giros e se disfarçam os cabelos brancos :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
    2. 'Mas também foi um passo muito pensado e ponderado, e que me marcou.'

      WTF

      Eliminar
  11. Eu pinto o cabelo desde o 20 anos, mas porque não gosto da minha cor natural, um castanho que nem é claro nem escuro e que muda consoante as estações do ano, é estranho... passei pela maluquice das madeixas loiras, depois vi fotos e detestava ver-me, o loiro avivava mais o corado das bochechas, então decidi começar a escurecer o cabelo, primeiro madeixas pretas no meio do cabelo já pintado de castanho escuro, depois passei para castanho escuro e agora pinto ou preto ou castanho escuro, agora grávida tenho optado por tinta sem amoníaco e a verdade é que dura mesmo pouco tempo, mas a cor fica sempre mais escura que o meu cabelo natural e eu adoro:)
    Mas a verdade é que ainda só vi um cabelo branco nada mais e ainda bem, porque quando começar a ter raízes brancas vou entrar em colapso.
    Podes sempre optar por pintar usando uma cor próxima da tua, mas aconselho-te a fazeres isso num cabeleireiro da tua confiança. Também já pintei em casa e a coisa correu bem, mas no cabeleireiro é mais fácil e não corres o risco de errar na cor, pintar em casa cansas os braços :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso eu gosto bastante da minha cor de cabelo natural, é um castanho bastante escuro. Mas acho que se começasse a pintar ia ficar com a cor mais bonita também, não sei. Acho que vou seguir os vossos conselhos e vou à minha cabeleireira fazer umas perguntinhas :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  12. A minha irmã tem 11 anos e já tem um cabelo branco há 3 anos (até agora, não apareceu mais nenhum). Não penses em "maldição" nenhuma, isso são coisas da tua cabeça. :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que não é, estava a brincar ;) Nem sequer acredito nessas coisas :P Mas que eles estão cá isso estão, e acho que em breve vou ter de fazer algo em relação a isso (snif).

      Eliminar
  13. Olá Joana! :)

    Olha, eu tenho 27 anos, e desde nova que tenho cabelos brancos, e agora acentuam-se mais, e só de um lado tipo madeixa...até que o meu namorado me chama Cruela :D (do filme Dálmatas) pessoalmente não pinto...

    Por inúmeros motivos...pelo dinheiro gasto, por achar que me fica bem, e se bem hidratado, acho que fica muito bonito, mas também depende de como e onde eles começam a crescer! E eu também tenho truques para esconder, ponho a risca ao lado, e lá tapa quando acho que em algumas situações os cabelos brancos não favorecem! :)

    Ps: Adorei as bolachinhas! :)

    Beijinhos*
    http://dapanelaparaocoracao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. As bolachinhas...como sempre estão deliciosas!!
    Quanto aos cabelos brancos, a minha avó materna aos 17 anos tinha pouco cabelo e todo branco!! Nunca me lembro dela de outra forma :)
    A minha mãe tem o cabelo cinza, lindissimo, todos lhe perguntam se faz madeixas!
    Eu começei aos 22 a ter um e depois outro e outro cabelo branco... até que pintei quase da minha cor!
    Dá mais brilho, como pintas da tua cor, mal notas e dura imenso pois não se notam tanto as raízes (digo isto, porque não tenho a menor paciencia para estar horas no cabeleireiro)!
    Portanto... se não te sentes bem, vai em frente!!! :)

    ResponderEliminar
  15. Joana, tenho 28 anos e um punhado de cabelos brancos espalhados pela cabeça. Também fico na dúvida se começo a pintar ou não. Por enquanto prefiro adiar a decisão porque uma vez que se começa, tem-se que continuar (para evitar raízes brancas). No dia que eu tiver muitos cabelos brancos (ao ponto de me incomodar de verdade), pensarei em pintar.
    A minha mãe pinta os cabelos, e a minha tia, irmã mais nova da minha mãe, não pinta. Algumas pessoas pensam que a minha tia é na verdade a minha avo, mãe da minha mãe, somente pela cor dos seus cabelos, todos brancos.
    Mas ainda temos muitos anos até chegar neste ponto.
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Olá Joana,

    Eu tenho 29 anos e desde que o meu filho nasceu tenho cabelos brancos!
    Portanto à 5 anos que pinto o cabelo.
    Agora tu? o meu deus só dois não leves isso muito a serio :) mas se pensares em pintar vai à tua cabeleireira!
    com umas madeixas resolves isso .
    adorei as bolachinhas

    Beijinhos
    Luisa

    ResponderEliminar
  17. Olá Joana,
    que bolachas deliciosas etão bonitas, a imagem é deliciosa, bolachas e um chá pois eu adoro e nos dias de frio ainda sabe melhor.
    Pois eu acho que tenho um cabelo branco apenas um e uma vez ia arrancar o pobre quando a minha mãe me disse que so o fizesse vinham muitos mais, isto claro parece o senso comum a falar mas mesmo assim lá respeitei, neste momento estou a fazer madeixas apenas por gostar, mas confesso que estou muito arrependida não por não gostar mas sim pelo facto de ser necessário voltar a pintar é uma chatice, no teu caso são apenas 4 cabelos oh não pintes não.

    Beijos

    ResponderEliminar
  18. Obrigada pela receita! Um destes dias experimento. Quanto a mim, se tivesse apenas quatro cabelos brancos (quem me dera!) não pintava para já. As tintas estragam muito o nosso cabelo, por isso acho que ainda é cedo. Beijinho.

    ResponderEliminar
  19. Como eu compreendo o drama!!! Pois na minha família, materna ou paterna TODOS padecem desse mal e parece que sigo pelo mesmo caminho! Já pintei, mas para andar sempre pipoca sem cabelos brancos teria de passar o tempo na cabeleireira e é coisa para a qual não tenho paciência (trauma de infância!). Depois veio a fase de os arrancar mas começaram a ser tantos que tive de desistir! Decidi aceitá-los e envelhecer com dignidade e aceitar os brancos (ajuda ter à minha volta gente com cabelos brancos bem cuidados e que me fazem pensar: quando tiver mais brancos quero ficar como a Teresa ou como a Luísa).
    Mas chiça, custa quando os pequenos da turma dizem: professora, tens cabelos brancos aqui!!! - fico sinceramente com vontade de os atirar pela janela, mas respiro fundo e dou a minha resposta treinada de sorriso amarelo!
    Tens de fazer o que te fizer sentir mais confortável bem contigo própria.
    beijinhos e obrigada pelas bolachas, numa ida ao supermercado encontrei as pepitas que apresentaste, não resisti e trouxe-as!!! Por isso já posso fazer as bolachinhas!

    ResponderEliminar
  20. Joaninha,
    Já falamos do assunto do cabelo e parece que tens bastantes opiniões para te guiares :)

    As bolachinhas ficaram mesmo...fotogénicas :) Espero que eles se tenham divertido a faze-las. É claro que sim!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Eu tenho 32 anos e já tive o cabelo pintado de imensas cores. Dos 17 aos 22 pintei o cabelo regularmente, e depois deixei-me disso. Não tenho cabelos brancos ainda, e se sair à Mãe, só lá para os 50 e tal começo com esse "drama". No entanto, sei que assim que aparecer o 1º cabelo branco vou logo pintar, mesmo que seja da minha cor natural!

    ResponderEliminar
  22. Não pintes o cabelo, Joaninha. Se o teu corpo é mesmo assim, mais vale aceitares-te como és!!
    Olha, desde que continues a fazer receitinhas fabulosas como esta está tudo tranquilo ;p

    Beijinhos** És linda mesmo com o cabelo de preto alface! eheheh

    ResponderEliminar
  23. Rugas é sinal que estamos vivos e que sorrimos muito :)

    E quem sorri a ver essas bolachinhas sou eu, absolutamente irresistíveis!! :D

    _____________________
    aculpaedasbolachas.com

    ResponderEliminar
  24. Eu sou apologista do pintar! :) A minha mãe também está cheinha de cabelos brancos e pinta regularmente mas eu por acaso ainda me safo. De qualquer maneira desde os 16 que pinto o cabelo porque sempre tive uma tara por cabelos ruivos! Agora é que tenho a minha cor natural castanha, porque ainda não comprei nenhuma tinta vegan, mas quando achar uma volto aos reflexos vermelhos :P

    Adorei as bolachinhas, com as diversas variações, que delicia! :)

    beijinho*

    ResponderEliminar
  25. hummm, fiquei a babar! devem ser deliciosas essas bolachinhas!! *

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />