27 de abril de 2013

Peito de frango picado com molho inglês e mostarda e a minha paixão por Álvaro de Campos :D

A minha alma partiu-se como um vaso vazio.
Caiu pela escada excessivamente abaixo.
Caiu das mãos da criada descuidada, caiu.
 E eu fiz-me em mais pedaços que a loiça que havia no vaso.

Margarida Pinto (Álvaro de Campos)


Quando eu andava no 12º ano descobri Fernando Pessoa, e com ele os seus heterónimos. 

Na altura julgava que sabia tudo, e no entanto sentia simultaneamente uma certa insatisfação, como se a vida não fosse bem como a tinha imaginado quando era criança. E era esse vazio que sentia preenchido quando lia Álvaro de Campos. 

Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir.
Sentir tudo de todas as maneiras.
Sentir tudo excessivamente,
Porque todas as coisas são, em verdade, excessivas.
E toda a realidade é um excesso, uma violência,
Uma alucinação extraordinariamente nítida. 


Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
Ou metade desse intervalo, porque também há vida...
Sou isso, enfim...
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.


Há uns dias encontrei o livro e voltei a lê-lo de uma ponta à outra. E foi impossível não voltar atrás no tempo e ser por uns momentos aquela adolescente incompreendida e confusa que achava que ler Álvaro de Campos era tremendamente intelectual. 

Nunca tive o mínimo jeito para ser fixe. 

Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.

Toda a gente que eu conheço e que fala comigo,
Nunca teve um acto ridículo, nunca sofreu um enxovalho,
Nunca foi senão princípe - todos eles princípes - na vida...

Quem me dera ouvir de alguém a voz humana,
Quem confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Quem contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?


Cresci. Já não me sinto incompreendida, mas às vezes ainda me sinto confusa. Já não leio tanto como gostaria. Mas continuo a sonhar muito, e continuo a guardar em mim a inconformidade que me fez apaixonar por Álvaro de Campos. 

Continuo a ter em mim todos os sonhos do mundo.  

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Qual é a relação entre Álvaro de Campos e um prato tão simples de carne? 

Ambos me ajudaram num dia em que me sentia inconformada. Ambos me ajudaram a combater a sensação de vazio que por vezes me domina, sem grande razão para tal. Ambos me fizeram sentir melhor. 

Ambos me fizeram feliz

Tenho uma grande constipação,
E toda a gente sabe como as grandes constipações
Alteram todo o sistema do universo,
Zangam-nos contra a vida,
E fazem espirrar até à metafísica.

 

Peito de frango picado com molho inglês e mostarda

Ingredientes (para quatro pessoas):

* 500g de peito de frango picado (peço para picarem no talho, mas podem picar em casa);
* Uma cebola picada;
* Três dentes de alho picados; 
* Um fio de azeite; 
* Uma colher de chá de orégãos; 
* Uma colher de chá de manjericão; 
* Uma colher de chá de especiarias italianas; 
* Uma colher de chá de pimentão-doce; 
* Uma colher de chá de paprika; 
* Uma pitada de sal; 
* Uma pitada de piri-piri; 
* Quatro colheres de sopa de molho inglês
* Duas colheres de sopa de mostarda. 

Confecção: 

* Refogar a cebola e o alho num fio de azeite; 

* Juntar a carne picada e temperar com os orégãos, o manjericão, as especiarias italianas, o pimentão-doce, a paprika, o sal e o piri-piri; 

* Deixar cozer um pouco e juntar o molho inglês e a mostarda; 

* Deixar cozinhar.


Esta é uma receita muito simples, mas tem aquele toque de conforto e de comida da avó que anima até os dias mais cinzentos. Além disso fica fica deliciosamente saborosa :

Tenham um óptimo fim-de-semana :D

28 comentários:

  1. Bom dia Joana, eu também gosto muito de Álvaro de Campos. É, dos heterónimos de Pessoa, o meu preferido.
    E o teu frango, está maravilhoso! Não admira que te tenha ajudado num dia menos bom :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. A tua sugestão é bem interessante, gostei imenso do aspecto!

    ResponderEliminar
  3. Eu não gostava de poesia de todo até começar a estudá-la na Escola. Alvaro de Campos é fantástico e nem sei se é o meu heterónimo favorito. Nas suas diferenças gosto de todos! Fiquei com vontade de os reler, para alem de experimentar essa receita!

    ResponderEliminar
  4. Ficou bem apetitoso esse peito de frango!
    beijinhos e um bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  5. Joana, acreditas que uso essa música como toque de telemóvel há anos?? Troco de telemóvel e a música mantém-se! Ah e também é a música do despertador :)
    Tenho uma paixão por Fernando Pessoa, mas gosto particularmente de Álvaro de Campos!

    Gostei muito da receita de frango picado, com muitas especiarias como eu gosto :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana*

    ResponderEliminar
  6. Também gosto muito de Álvaro de Campos, escreve o que me vai na mente!!
    Bjocas e bom fim de semana ;)

    ResponderEliminar
  7. Parece q estavas a escrever sobre mim. Eu adoro Álvaro de Campos, também me apaixonei pela escrita dele numa fase complicada. Hoje sinto-me muito melhor, mas como sempre há dias. E claro que o gosto pelo poeta ficou e de vez em quando gosto de reler a minha coletânea.

    ResponderEliminar
  8. "Alimento" - a palavra chave é alimento, precisamos de Alimento! Quer o corpo, quer a Alma... Alimento! Sem ele... morremos...aos poucos...mas morrermos!

    Não deixes! Claro que não deixas! Beijinho e vai-te "alimentando", a ti e a nós também que te lemos com prazer!

    ResponderEliminar
  9. Joaninha ... todas nós temos dias menos bons e precisamos de conforto e alento ... e sim, como diz a "Maria sem frio nem casa" precisamos de nos "alimentar" ...
    "O Universo conspira sempre a nosso favor" nem sempre percebemos é à primeira a mensagem que Ele nos passa ...
    Beijinho grande e bem docinho ;) Alimenta-te Mulher!!!
    By the way ... esse pratinho hoje está bem ao meu gosto!!! Adorei a mistura de especiarias ;)

    ResponderEliminar
  10. Não partilho contigo o gosto por molho inglês ou mostarda, embora goste de frango, mas partilho contigo a paixão por Álvaro de Campos. Ou melhor, por Fernando Pessoa de um modo geral e pela sua mente tão complexa e alucinante, pelo seu ser pensativo, inconformado e angustiado. É difícil para mim explicar, mas revejo-me nele!

    **
    Aida

    ResponderEliminar
  11. Adoro a música cantada pela Margarida :)
    Ainda bem que Álvaro de Campos te acompanha nos dias de menos alento, juntamente com uma comidinha tão reconfortante!
    Não gosto muito da textura com que fica o frango quando o pico em casa e no Continente (que é o supermercado onde costumo ir porque é o mais perto de casa) não picam carne de aves! Vou começar a ir mesmo ao talho, se calhar os preços até são melhores :)

    Beijinho e bom fim de semana!*

    ResponderEliminar
  12. Que delícia de post, querida Joana... o prato é lindo, mas as tuas descrições revelam sempre uma alma mais linda ainda.
    Beijinhos, tem um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  13. Joaninha,
    Confesso que sou mais prosa e menos poesia...no entanto Fernando Pessoa e os seus heterónimos são o que são :) não se consegue ficar indiferente!
    Nisto que escreveste, há uma frase com a qual te identifico muito :
    "tenho em mim todos os sonhos do mundo"...acho que ele estava a escrever isto para a Joana Francisca :)

    A folhazinha de louro deu um "toquezinho especial" :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Toda a gente que estuda Fernando Pessoa, fica com um carinho especial por Álvaro de Campos :)

    ResponderEliminar
  15. Eu, como diz a Lu, também sou mais de prosa e menos de poesia. São poucos os poemas que me tocaram a alma, por oposição a livros. No entanto, quando são bons, são MUITO bons. Ainda me lembro de ter estudado no 12º ano a primeira poesia que puseste! :) Acho que o heterónimo Álvaro de Campos acaba sempre por ser o que mais se destaca quando estudamos Pessoa, sobretudo pela idade que temos nessa primeira abordagem.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  16. Excelente refeição e com temperos tão perfumados!
    Boas leituras, sempre!

    ResponderEliminar
  17. Eu também conheci Pessoa e os seus heteronimos no 12º e fiquei apaixonada! Adoro Adoro essa musica que partilhas-te ;);)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  18. Tem aspeto de ser muito bom^^
    A poesia nunca foi a minha paixão, mas a do Pessoa é sempre bonita!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Olá Joana,

    Pessoa é um dos meus eleitos no que toca a escrita e, sem dúvida, que Álvaro de Campos é genial !

    A tua refeição ficou com um delicioso aspecto, gostei imenso !

    Beijos

    Isabel

    ResponderEliminar
  20. Partilha contigo o mesmo gosto por Álvaro de campos... Que saudades tenho de ter tempo para ler... Agora so blogs de culinaria :-) uma refeição bem caseira, gostei!

    ResponderEliminar
  21. olá

    refeiçao simples e pratica

    tb gosto de ler Alvaro de Campos

    ResponderEliminar
  22. olá

    refeiçao simples e pratica

    tb gosto de ler Alvaro de Campos

    ResponderEliminar
  23. Hummm que delícia esse frango amiga, adorei a receita!!! Bjks

    ResponderEliminar
  24. Que delicia de refeicao.
    Adorei!!!
    Beijinhos
    Bom domingo

    ResponderEliminar
  25. Ja a estou seguindo:) adorei seu blog.....
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. Deste-me um óptima ideia para o almoço de hoje cá de casa. Vou já tirar os bifes de frango para descongelar =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Fernando Pessoa é uma figura incontornável da nossa cultura, um génio da literatura. Confesso que dos 3 heterónimos mais estudados identifico-me mais com Ricardo Reis, para mim o equilíbrio entre Alberto Caeiro e Álvaro de Campos mas sem dúvida, que todos são especiais na sua singularidade. Estes extractos são magníficos, que bom relembrar.
    Este pratinho também está uma delícia, perfeito para acompanhar estas palavras intemporais. beijinhos

    ResponderEliminar
  28. Joana,
    viajo nas suas postagens, ador ler seus textos!
    Peito de frango bem feitinho assim é bom demais!

    Beijos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />