16 de maio de 2018

Madeira 2018 #2

Tenho andado sem vontade nenhuma de escrever. Talvez ande a viver muitas coisas. Talvez ande a viver demasiado depressa. Talvez ande pouco disponível para pensar e muito disponível para agir.

E não sei, não sinto falta disto. Ultimamente tenho pensado imenso neste texto, e concluo sempre que o meu 1998 já passou. E que passaram três anos desde aquela reflexão, e eu continuo a pensar da mesma forma.

Já fiz coisas consideradas especiais. No auge do blog, fui reconhecida na rua várias vezes. Odiava. No auge do blog, recebia produtos em casa. Odiava. No auge do blog, passava horas todos os dias a preocupar-me com as coisas mais mínimas.

Odiava.

Hoje não sou especial. Sou normal. Tenho uma vida normal. Tenho uma família normal, uma casa normal e um trabalho normal, onde faço consultas normais e tenho dias normais. E chego à minha casa normal, abraço o meu marido normal e o meu filho normal e sinto uma felicidade que nada tem de normal. Estou feliz, absolutamente feliz, irremediavelmente feliz. Ser mãe completou-me de uma forma que não julgava ser possível nem nas minhas expectativas mais optimistas, e hoje sei com todas as minhas forças que nasci para isto: para ser esposa e para ser mãe.

Há quem nasça para a grandeza, eu nasci para esta normalidade, que para os outros pode parecer aborrecida mas que para mim é absolutamente estrondosa.

Olho para os textos que escrevia há três anos e acho-os quase brilhantes. E, por um segundo apenas, tenho saudades daquela inspiração toda. Tenho saudades dos dias longos, das horas intermináveis, da energia infinita, da inocência que transpira em todas as palavras. E depois olho à minha volta. E não trocava o que tenho hoje por nada. Sim, escrevo menos. Sim, escrevo menos bem. Sim, já não publico receitas. Sim, cresci e mudei.

Logo eu, que sempre achei que as pessoas não mudavam.

A piscina do nosso hotel, o Reid's Palace :)



Vista para os jardins :D
O hotel era mesmo surreal, parecia parado nos anos 50 :) Tinha um monte de velhotes ingleses com ar de quem tinha acabado de sair de um filme do Poirot, e o próprio hotel tem muito esse estilo :D
Fomos almoçar à Rua de Santa Maria, na zona antiga do Funchal :D

Primeira entrada: abacate com camarão :D
Segunda entrada: bruschetta de presunto :D
Cerveja Coral deliciosa :D
Espetada à madeirense, claro :D
Mais detalhes das portas :D

Neste dia depois do congresso fomos à Ponta de São Lourenço :D Aqui podem ver a Prainha :)
Ponta de São Lourenço :D













Fomos ao Muralha's Bar no Caniçal comer umas lapas acompanhadas da bela Brisa :D
E de bolo do caco, claro! :D
E fomos terminar o dia em Câmara de Lobos :D

Poncha de maracujá :D Também provei a Nikita, feita com gelado de ananás e cerveja :D

De regresso ao hotel :)
Onde me esperavam 76434567890 maracujás :D
De volta à Rua de Santa Maria, desta vez para jantar no Galeria. Talvez esta seja uma boa altura para referir que como certamente já devem ter reparado, já não sou vegetariana. Um dia falo disso. De qualquer das formas, só consegui comer para aí um quarto deste bifalhão gigante!
Vinho da Madeira :)
Adorei ouvi-los :)
Havia uma festa junto ao mar :)
Luzes na cidade :)
Vista do hotel :)
Como diz o Mati: FIIIIIM! (por hoje) :)

11 comentários:

  1. Quase que me vieram as lágrimas aos olhos :p

    Gosto de te ler feliz :) eu por cá ainda ando à procura (mas não sei muito bem de quê). Há dias em que acredito que estou no caminho certo e sei que tudo vai correr bem (seja lá como correr!), há outros dias em que tenho muitas dúvidas.
    Quero voltar a escrever. Parei por falta de tempo, de inspiração, por medos e vergonhas... e fazia-me bem, para organizar a cabeça e desabafar. Mas pronto, adia-se mais um bocadinho que por enquanto tenho de me transformar numa nefrologista em 5 dias e isso não sei mesmo como acontecerá :P

    PS: entre viagens, família, livro/blog e internato (hei de te chatear sobre isso, ando numa paixoneta por pedopsiq :P), acho que até tens uma vida bem extraordinária! ;)

    ResponderEliminar
  2. Joana, não desapareças da blogosfera, pleaseeeeee! Apesar de não escreves receitas (que eu tanto adorava) continuas a escrever sobre aquilo que gostas e te faz feliz e isso é o mais importante :D
    As pessoas que te seguem (por gosto) não se importam da mudança.

    Beijinhos

    P.S.: Tu és tudo menos normal ou banal. És uma super-mulher e não te esqueças disso.

    ResponderEliminar
  3. Engraçado que digas que gostas de ser normal e que não gostavas de ser reconhecida na rua no auge do blog ...
    Lembrei-me que nesses tempos reconheci-te uma vez na rua. Não me aproximei de ti:
    1º porque não saberia como fazê-lo,
    2º olhei para ti e senti que não irias gostar.... não te consigo explicar, não te achei antipática mas senti que iria entrar na tua esfera quando estavas no teu momento pessoal.

    Hoje, ao ler estas tuas palavras, lembrei-me desse momento que estava no fundo da minha memória!

    Muitos beijos e, acima de tudo, sê feliz com as coisas que te fazem feliz! Eu diria que isso sim é o mais importante! :D

    ResponderEliminar
  4. Pensei que fosses uma vegetariana flexível que simplesmente se rendesse às iguarias locais, não que tivesses deixado de ser vegetariana! Mas agora fiquei curiosa :)

    ResponderEliminar
  5. Receitas, opinião, Matias, viagens (com fotos fantásticas) ou sobre a Vida em geral, hei-de sempre vir ao teu blog “cuscar” um pouquinho. Adoro como escreves e o que escreves e o importante é sermos felizes aqui e agora, nos pequenos instantes da vida!

    ResponderEliminar
  6. Como uma vez li, o problema das dietas vegetarianas é a dificuldade em mantê-las a longo prazo...eu pelo menos umas três vezes por semana como vegetariano, mas não conseguia deixar de ser omnívora. PS: só conheço este blog há relativamente pouco tempo, mas adoro. Já li muita coisa para trás e espero que nunca termine. Um dos poucos blogues honestos que ainda aí andam.

    ResponderEliminar
  7. ânimo, força,....as fotos trazem-me sempre uma nostalgia e recordação de onde estive aí,....
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  8. Olá Joana. Mesmo não publicando receitas, continuo a gostar imenso de te ler e acho que tens uma maneira peculiar de ver a vida. É contigo que muitas vezes eu 'viajo' e conheço outros países que não os conheço ao vivo (ainda - a esperança é sempre a última a morrer). Desejo-te tudo de bom e fico com a esperança que vás continuando por cá na blogosfera.

    Beijinho. Joana.

    ResponderEliminar
  9. Por favor escreve sobre a tua opção de deixares o vegetarianismo! Pleeeeeaseeee (picture the Puss in boots from Shrek :-)) Tenho mesmo curiosidade porque tenho a sensação de estar cada vez mais rodeada de vegetarianos muito pouco flexíveis.

    ResponderEliminar
  10. Continua a escrever, sempre que te apeteça!
    Daqui, há mooontes de pessoas contentes por ler o que escreves.
    E, excepcional ou normal, o importante é estares bem!
    Beijinhos
    Filomena

    ResponderEliminar
  11. Obrigada por esta foto-reportagem que me fez regressar à minha infância, ainda que por breves instantes. E é isto que o teu blogue tem de tão maravilhoso, podermos viajar contigo e relembrar as nossas viagens passadas. Muitos parabéns pelo teu blogue, de conteúdo variadíssmo e fenomenal, que continue assim por muitos anos.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />