13 de outubro de 2016

A lista interminável do enxoval do meu bebé.

A Joana, a minha amiga interna de obstetrícia que fez o parto do Mati, está grávida. Na verdade, tinha acabado de descobrir que estava grávida de cinco semanas quando fez o parto do meu miúdo :D

Já me queixei aqui várias vezes que sou a única pessoa do meu grupo de amigos mais chegados a ter um filho, e por isso fiquei histérica quando soube que ia ter companhia (e o Matias também!).

Há uma semana a Joana pediu-me a minha lista do enxoval do Mati e eu aproveitei para fazer alguns retoques. Vai daí, achei que seria útil partilhar aqui também :D Saliento que esta é a minha experiência, e que obviamente que outras pessoas terão opiniões diferentes. Pedia-vos só que escrevessem nos comentários as vossas alterações, porque opiniões nunca são demais :D



Fraldas:

* 60 fraldas Dodot Sensitive tamanho 1
* 60 fraldas Libero tamanho 1

Gostámos muito das Dodot Sensitive. Por outro lado, as fraldas da Libero foram um fiasco porque vertiam todos os xixis e cocós do Matias. Como nunca ouvido mais ninguém a queixar-se disto achei que era normal (sei lá, pensei que acontecia com todos os recém-nascidos!), mas quando abrimos as Dodot Sensitive deixámos de ter esse problema. No fim ficámos com imensas fraldas da Libero por usar. Não precisámos de comprar mais fraldas porque o Matias usava poucas fraldas por dia (entre três a cinco) e só usou o tamanho 1 durante duas semanas.

* 80 fraldas Dodot Sensitive tamanho 2

Mais uma vez gostámos bastante. O Matias usou o tamanho dois até aos três meses mais ou menos, porque embora seja bastante alto é um miúdo magrinho e fazia-nos confusão passar para as fraldas do tamanho 3 (que em comparação pareciam enormes!). Ainda tivemos de comprar mais fraldas obviamente, mas não me recordo quantas. Usávamos três a quatro fraldas por dia.

* 140 fraldas Dodot Activity tamanho 3
* 60 fraldas Libero tamanho 3

Tínhamos dois pacotes de Libero do tamanho 3, por isso lá experimentámos muito a medo. Surpreendentemente, desta vez não deixaram passar xixis nem cocós nenhuns (o mistério!). Vai daí, vamos alternando entre as Dodot Activity, as Libero e as Dodot Sensitive (que também há para o tamanho três e que entretanto comprámos). Continuamos a usar três a quatro fraldas por dia, mas já tivemos que comprar mais pacotes (normalmente aproveitamos promoções) :)

* 180 fraldas Dodot activity tamanho 4

Como eu estava com medo que as fraldas esgotassem no mundo inteiro, que a Dodot falisse ou que um ataque nuclear me impedisse de sair de casa durante os próximos dez anos, pedi também no meu Baby Shower fraldas do tamanho 4, que agora estão a ocupar espaço dentro do armário.

* Toalhitas Dodot Sensitive e Aveeno
 
Gostávamos bastante de ambas, até ao dia em que passei uma toalhita na cara e percebi que aquilo não é assim tão agradável e fofinho quanto isso. Desde então uso um disco de algodão molhado com água para limpar o rabinho de sua excelência :D No entanto, usamos as toalhitas para um montão de coisas: limpar as mãos, limpar a roupa, limpar o bolçado... Enfim, são muito úteis (só não são úteis para limpar rabinhos) :D

Roupas:

* Dez fraldas de pano de algodão - continuam a ser muito úteis.
* Oito meias de vários tamanhos - idem.
* Cinco gorrinhos de vários tamanhos - o Matias só usou gorro na maternidade, mas isto depende da estação do ano em que nasce o vosso bebé. Nós nunca mais usámos gorros.

50cm:

* Sete bodies;
* Três leggings;
* Dez babygrows;
* Cinco botinhas de lã;
* Sete casacos;
* Dois pares de luvas.

Usávamos bastante os bodies, as leggings e os babygrows. O Matias usou o tamanho 50 durante pouco tempo (talvez duas ou três semanas, não me recordo), mas como estávamos constantemente a trocar as roupinhas (por causa das fraldas, como falei acima) deu imenso jeito ter tanta roupa. Por outro lado, nunca lhe calcei nenhum par de botinhas nem lhe vesti nenhum dos casacos. As luvas foram úteis porque ele ficou com uma infecção num dedito e ajudavam a proteger o dedo (e a pomada) da boca do senhor Mati.

56cm:

* Dezasseis bodies;
* Quatro leggings;
* Dez babygrows;
* Dois casacos.

Usou tudinho, menos os casacos. São nitidamente bodies a mais e babygrows a mais, mas íamos usando todas as peças (em minha defesa muitas foram oferecidas e outras eram do Star Wars - quem é que resiste a roupinhas de bebé do Star Wars?). Também tínhamos peças de três meses e de seis meses (bodies e babygrows), mas confesso que depois do Matias fazer um mês usávamos pouquíssimos bodies e passámos a usar exclusivamente babygrows. Mas lá está, entretanto chegou o Verão e o calor. Agora com a aproximação do frio provavelmente iremos vestir bodies e babygrows.

Quarto:

* Berço;
* Dois lençóis para o berço;
* Duas mantinhas para o berço;
* Uma colcha para o berço.

É nitidamente demasiada roupa para o berço de um bebé normal, mas calhou-me na rifa um miúdo muito friorento e por isso usei tudo. O Matias só dormiu no berço durante um mês, por isso olhando para trás ainda bem que comprei poucas coisas (e que arranjei um berço emprestado!).

* Cama de grades;
* Colchão para cama de grades;
* Forro para o colchão;
* Quatro lençóis para a cama grades;
* Um cobertor para a cama de grades;
* Um edredão para a cama de grades.

Tudo útil, embora sejam lençóis a mais porque dois chegam nesta fase (um está na cama, outro está para lavar).

* Banheira com cómoda e fraldário

Mmmm tenho mixed feelings sobre esta nossa aposta. Por um lado, ter um fraldário com gavetas dá imenso jeito. Por outro, ainda não usámos a banheira. Primeiro dávamos banho ao Matias numa bacia pequenina, agora passámos a usar uma banheira insuflável de viagem que ele adora e que colocamos sobre o lavatório da casa de banho. Nunca achámos prático usar a banheira dele...

* Cheirinho para as gavetas - usamos uns ursinhos da Natura Pura e adoramos.

* Espreguiçadeira

Melhor. Cena. De sempre. O Matias adora a dele, entretém-se imenso, acalma-se com o baloiçar daquilo, no início dormia lá as sestinhas, brinca imenso com os brinquedos... É bestial. Anda sempre connosco de um lado para o outro, do quarto para a sala, da sala para a cozinha... Enfim, é uma boa aposta :)

* Tapete de actividades

Nós recebemos um tapete de actividades e sinceramente tenho mixed feelings também. O Matias não gosta muito daquilo, fica facilmente frustrado de barriga para baixo e nunca achou graça, embora ultimamente pareça tolerar melhor.

* Intercomunicador

Depende do tamanho da vossa casa e da distância do vosso quarto ao quarto do bebé. Ofereceram-nos um e nós nunca o usámos, no início porque o Matias dormia connosco e depois porque passou para o quarto dele mas conseguimos ouvi-lo lindamente.

* Mobile

Nunca achámos que o Matias ficasse particularmente fascinado com o dele, até porque para ele a cama é para dormir (a brincadeira é na espreguiçadeira, que tem o seu próprio mobile). Mas às vezes ajuda a acalmá-lo quando está rabugento para dormir e ultimamente notamos que parece mais interessado nos brinquedos (nomeadamente em tentar comê-los). 

* Poltrona

Deu e dá imenso jeito. Comprem uma poltrona o mais confortável possível, lembrem-se que vão passar lá algum tempo durante a noite a dar de mamar um dia :D A nossa já está toda artilhada com almofadinhas e mantinhas :D

* Mantas variadas

Andamos com elas para todo o lado. Servem para o swaddling, para cobrir o Matias na espreguiçadeira, para cobrir o Matias no carrinho, para cobrir o Matias quando anda de carro... Enfim, temos imensas :D

Passeio:

* Carrinho

Eu sei que inicialmente disse que o carrinho era inútil, mas na verdade tem dado bastante jeito ultimamente. Nos Açores andámos quase sempre com ele, e quando vamos almoçar ou jantar fora (ou tomar café à esplanada) também levamos sempre o carrinho para ficarmos todos mais confortáveis. Quando é para dar voltinhas, continuamos a preferir o pano ou a mochila.

* Sling versus marsúpio versus pano

Escrevi sobre isso aqui. O sling é um conceito diferente (e mais redutor, na minha opinião, embora seja mais fácil de colocar). Continuo a achar que tanto a mochila como o pano são super úteis. As minhas colegas de trabalho adoram uma mochila específica chamada Manduca (deliram com aquilo mesmo), mas nós gostamos bastante da nossa.

* Saco muda-fraldas

São uns sacos enormes mas dão imenso jeito para transportar as coisas dos miúdos. O meu é da Uriage e veio com uns produtos do banho que uma doente do Pedro nos ofereceu (tão querida!) :D

* Ovinho para o carro

Geralmente vem com o carrinho. O nosso só é usado mesmo no carro (é uma das minhas paranóias!) :)

* Espelho para o carro

No início andava sempre ao lado do Matias no carro (o Pedro conduzia e eu ia atrás), mas quando ele regressou ao trabalho vi-me perante a necessidade de conduzir sem ver o meu filho (porque ele vai virado de costas no ovinho). Comprei um espelho próprio na Toys 'R' Us e tem dado um jeitão :D

Higiene:

* Sete toalhas de banho - seis delas foram oferecidas, daí ter tantas. São nitidamente demasiadas e normalmente acabamos a usar as mesmas duas :D

* Gel de banho, champô, creme hidratante e água de limpeza - uso da Uriage.

* Creme barreira - também uso da Uriage.

* Escova e pente.

* Termómetro para o banho - só usámos uma ou duas vezes e agora vai a olho mesmo :)

* Esponja natural - no início usávamos muito, agora lavamos o Matias com as mãos mesmo :D

* Tesoura com pontas redondas e corta-unhas - nós só usamos o corta-unhas, dá-nos muito mais jeito. Nunca nos adaptámos à tesoura nem à lima.

* Aspirador nasal, seringa e soro fisiológico - todos os dias limpamos o nariz do Mati com soro, e de vez em quando uso o aspirador nasal.

* Perfume sem álcool - uma trenguice desnecessária que uso mais para perfumar as roupinhas do que para perfumar o Mati :D

* Termómetro auricular e termómetro axilar - temos os dois, usamos os dois, ambos têm vantagens e desvantagens. Gostamos de ambos.

* Compressas esterilizadas e não esterilizadas - no início usávamos bastante, agora passámos a usar discos de algodão.

* Álcool a 70º - só usávamos no início para limpar o umbigo.

* Cotonetes de bebé - às vezes usamos para limpar o pavilhão auricular do Matias (a orelha, não o ouvido) no banho.

* Algodão próprio para bebés - agora usamos algodão normal mesmo.

* Óleo de amêndoas doces - bom para fazer umas massagens relaxantes :D

* Bebegel - como antes de começar as sopas o Matias só fazia cocó de três em três ou quatro em quatro dias, precisávamos de aplicar o Bebegel com alguma frequência. Entretanto isso passou, vamos ver.

* Benuron em supositórios - vai ser necessário eventualmente, por isso achámos melhor já ter em casa em oposição a depois um de nós ter de ir comprar à pressa, quiçá durante a noite. Já usámos dois, depois das vacinas.

* Vaselina - temos usado a vaselina para mil e uma coisas e dá muito jeito. 

* Chuchas, guarda chucha e corrente de chucha - o Matias nunca usou nada disto. Nunca gostou de chucha, e nós também não insistimos particularmente.

Alimentação:

* Quatro biberões;
* Escovilhão para lavar os biberões.

Eu pedi biberões no meu Baby Shower, embora tenha sido nitidamente precoce porque se tudo tivesse corrido bem com a amamentação não teria precisado deles durante bastante tempo. Por outro lado, estamos a falar da pessoa que comprou os copinhos de congelação da Avent a meio da gravidez, por isso é preciso dar um desconto. No início ter quatro biberões dava imenso jeito por causa das noites: assim ficavam todos preparados já com a água e não era necessário andar a lavar biberões de madrugada. Mesmo que o Matias mamasse à uma, às três, às seis e às dez tínhamos biberões já prontos e era só adicionar o leite em pó. Agora usamos só dois, da Dr. Brown's, e gostamos bastante.

* Esterilizador de biberões.

Deu imenso jeito durante uns tempos, mas se fosse hoje não pediria porque se a amamentação tivesse corrido bem só iria utilizar os biberões numa fase em que já não é necessário esterilizá-los. Além disso, desde que o Matias fez três meses deixámos de esterilizar os biberões e o esterilizador foi arrumado numa caixa e nunca mais viu a luz do dia.

* Aquecedor de biberões

Nunca chegámos a comprar e ainda bem, porque o Matias sempre bebeu o leite à temperatura ambiente. É igual para ele e muito mais prático para nós, principalmente durante a noite.

* Cadeira de papa

Temos uma da Chicco, mas não nos adaptámos muito bem a ela e passámos a dar a comida ao Matias no colinho. No entanto, daqui a uns tempos vai ser útil. 

* Conjunto de papa (prato, talheres e copo)

O Matias ainda não bebe do copo, mas o prato e os talheres têm sido bastante inúteis porque ele come a sopa de um prato qualquer com uma colher de chá das nossas. Talvez daqui a uns tempos seja mais útil, mas por agora não é de todo.

* Treze babetes

Sinceramente acho que desde que o Matias nasceu já comprei uns trinta babetes. Ele gasta entre seis a oito por dia (compensa nos babetes o que não gasta nas fraldas!) e entre baba, leite, eventual bolçado e agora sopa os babetes acabam por ter uma vida bastante curta e inglória. Neste momento temos uns vinte, todos plastificados atrás (para ele não molhar a roupa, o que mesmo assim acontece). Temos alguns babetes com mangas, que dão jeito para lhe dar a sopinha.

* Almofada de amamentação

Foi muito útil para dormir durante a gravidez, foi muito útil para dar de mamar ao Mati... Tornou-se inútil depois de deixar de dar de mamar e já vive em casa da Joana :D

* Copos de congelação do leite da Avent

Esta é uma piada recorrente cá de casa, porque fui comprar os copos a correr durante a gravidez (era obcecada com aquilo) e afinal só começámos a usá-los agora para fazer as mini-doses de sopa. Mas mesmo que só os usem nesta altura são muito práticos para transportar as sopinhas, congelá-las, guardá-las na dose certa... E diz quem usa que dão imenso jeito para congelar leite para quando precisarem de sair ou para quando voltarem a trabalhar. Por aqui temos sempre a sopa em copinhos no frigorífico ou no congelador e dá imenso jeito.

* Conchas colectoras de leite e discos absorventes

Eu nunca usei, mas diz quem usa que são muito úteis e práticos. Se fosse hoje não compraria durante a gravidez (que foi o que fiz, sou mesmo trenga) e esperaria para ver se era necessário!

E pronto, espero que seja útil! :D

11 comentários:

  1. Muito Obrigada 😊 vai dar imenso jeito ! Estou gravida de 17 semanas, mas só pretendo comecar a comprar as coisinhas do baby depois da ecografia que vou fazer as 23 semanas. Mas ate la pretendo fazer a lista de coisas a comprar. Muito obrigada pela partilha :-) Ri-me imenso com o teu humor. Sem duvida que algumas destas coisas vou deixar para comprar depois de nascer se realmente precisar. Mas acho que faz parte de uma primeira gravidez comprar coisas inuteis. :-D

    ResponderEliminar
  2. Muito Obrigada 😊 vai dar imenso jeito ! Estou gravida de 17 semanas, mas só pretendo comecar a comprar as coisinhas do baby depois da ecografia que vou fazer as 23 semanas. Mas ate la pretendo fazer a lista de coisas a comprar. Muito obrigada pela partilha :-) Ri-me imenso com o teu humor. Sem duvida que algumas destas coisas vou deixar para comprar depois de nascer se realmente precisar. Mas acho que faz parte de uma primeira gravidez comprar coisas inuteis. :-D

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Que bom fazer este exercício:D Aqui deixo a minha experiência. Nunca é demais relembrar que há mais listas e conselhos do que mães. Não há uma forma certa nem um número certo.
    Fraldas: Comprámos conforme necessitávamos. O nosso bebé era grandote, daí não termos comprado em quantidade.
    Roupa: Comprei 1 conjunto para de roupa de recém-nascido para sair do hospital. O resto da roupa foi todo 56. 7 bodies, 6 babygrows, 2 casacos, 2 gorros (anda de gorroo ano inteiro) alguns leggings, 3 pares de meias, 0 sapatos, 20 fraldas de pano, 3 fraldas de maiores para swaddling e mantas para todas as ocasiões.
    Quarto: berço de co-sleeping (daqueles que abrem e nivelam com a cama dos pais, acho que há camas de grandes que também têm esta função, quando não se quer investir em duas coisas separadas), dois lençóis, panos de swaddling e, mais tarde, saco-cama com mangas amovíveis. Nunca usei colchas e mantas para as noites, sempre fui aconselhada a usar saco-cama, e acho-os extremamente práticos. O mesmo se aplica na cama de grades. Aqui só acrescentámos a protecção lateral para ele não bater contra as grades.
    Uma cómoda do IKEA com muda-fraldas em cima.
    Para o banho comprámos a banheira flexível da Stokke. Ela dobra-se toda e fica fechada sem ocupar muito espaço. Ainda a usamos passados dois anos.
    Espreguiçadeira all the way! Preferimos uma que ele pudesse abanar e que não dependesse de nós estar lá sempre com a mão, ofereceram-nos a da Babybjörn.
    O tapete de actividades também foi muito usado, tinha bonecos amovíveis que tanto podiam estar no ar como no chão para ele ficar curioso e foi assim que se começou a arrastar tipo lagartinha.
    Brinquedos: a girafa, a mítica girafa.
    Usamos intercomunicador com câmara por paranóia, por medo, sei lá. Agora é mais para avaliar se vale a pena ir a correr ou se podemos esperar mais um pouco, dependendo do estado de aflição do rebento.
    Nunca tive uma poltrona, mas gostava muito de ter tido.
    Passeio: Usámos o carrinho quase todos os dias desde que o comprámos em conjunto com o pano. Fiquei um ano de licença, em pleno inverno já não dava para andar sempre com pano e casacos e 10 quilos de pessoa ao peito. Sempre preferi o pano, mas nada como experimentar vários tipos de transporte. Acho que já deve haver locais onde se podem fazer testar sistemas de "baby wearing" (tantos anglicismos, não domino mesmo o tema em português). Ou pedir emprestado às amigas, bebé inclusive ;)
    Nunca tive um saco muda-fraldas, usava a mochila do dia-a-dia, era mais prático quando o levava no pano.
    Ovo para as viagens de carro.
    Higiene: 2 toalhas de banho, gel de banho, panos para o banho (semelhante à luva/esponja) óleo de amêndoas doces para hidratar, uma escova do cabelo, a tesoura de pontas redondas, o aspirador nasal de sucção (mas só usávamos para aspirar quando se constipava). Enquanto só mamou, não usávamos toalhitas, usávamos discos de algodão embebidos em água, portanto, muitos discos de algodão. Também os usámos para limpar as dobrinhas e atrás das orelhas com um pouco de óleo de amêndoas doces porque durante muito tempo, não dávamos banho diariamente dado ser algo desaconselhado.
    Usamos o termómetro rectal, mais uma vez, só por conselho. Sem dúvida, abasteçam-se de supositórios.
    Chupetas, várias,nunca sabíamos onde estavam.
    Alimentação: Tinha dois biberões e os copos da Avent. Foi o suficiente enquanto amamentei. Nunca tive um esterilizador nem um aquecedor de biberões.
    A cadeira da papa vai dar muito jeito para quando o bebé começar a comer sólidos. Temos a Tripp Trapp da Stokke porque permite encostar à mesa para que o bebé seja integrado nas refeições, e vai-se adaptando à medida que a criança cresce. Até agora, não temos razões de queixa.
    Convém serem pratos resistentes, não vá tudo a voar pelo ar!
    4 babetes pequenas impermeáveis e duas com mangas para mais tarde.
    Almofada de amamentação: usei e abusei!
    E, agora que penso, se tivesse tido um baby shower, teria pedido dinheiro para babysitters.
    Boa sorte à Joana. E à Joana, agora que voltou ao trabalho.
    Beijinhos e boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O saco-cama é de facto mais aconselhado, mas só soubemos disso muito depois e confesso que sempre tivemos medo de mudar o sistema cá de casa. O Matias está habituado a dormir enroladinho na manta (o dito swaddling) e nitidamente dorme melhor dessa forma, por isso nunca sentimos falta de um saco-cama. Mas se fosse hoje talvez tivesse comprado :) Esqueci-me de falar do resguardo/protecção lateral porque aqui a pediatra sempre desaconselhou por causa do risco de asfixia, mas esta semana foi mesmo necessário colocar porque o Matias já se vira/mexe na cama e começou a bater com a cabeça, os braços e as pernas nas grades.

      O tapete ainda vai ser útil, eu sinto que sim. Por agora não é muito, mas também já foi menos por isso presumo que seja sempre a melhorar :)

      Eu também gosto mais do pano, mas o Pedro prefere a mochila e detesta o pano. Cada cabeça, sua sentença e o melhor é mesmo experimentar! :)

      A pediatra também aconselhou a dar banho dia sim dia não, mas disse que não era propriamente desaconselhado ser todos os dias. Agora no Inverno talvez passemos para esse sistema, dependendo de como o Matias reagir (o banho é uma parte importantíssima da rotina do sono dele, não sei se consegue 'perceber' que é para dormir sem ele) :D

      Vamos ter que investir numa nova cadeira da papa. Não gostamos da nossa nem por nada, é muito rígida e não é nada prática.

      Se voltasse atrás pedia vales do Continente ou da Chicco :P

      Eliminar
  4. Olá Joana!
    Em primeiríssimo lugar, Parabéns à outra Joana :D!!! Embora não a conheça (nem a ti, na verdade, mas sempre leio o teu blogue ^^), como falas imenso dela, acabamos por ganhar carinho também pelas tuas pessoas :)!
    Em segundo lugar, não tenho grandes sugestões a dar, porque a tua lista é muito completa eheh.
    Só posso acrescentar algumas coisinhas: uso e abuso do linimento da Mustela, pois tem uma textura oleosa e é muito bom para acabar de tirar o restinho de cócó do rabinho dos bébés, além de deixar a pele bastante hidratada, sem ser molhada. Como uso as toalhitas (nunca me habituei à compressa/algodão com água), o linimento é óptimo para retirar o álcool e deixar a pele bem "fofinha". Foi aconselhado pela pediatra, pois não conhecia, e foi uma boa aquisição.
    Também comprei uma máquina para fazer as sopas da Beatriz que gosto muito (como não tenho bimby e similares, compensa-me muito), é da avent e coze a vapor e tritura no mesmo recipiente, basta só virar...é muuuuiiiito prática :D. Acho que saiu uma nova versão que também descongela e aquece a sopa/papas, mas quanto a estas novas funcionalidades não posso opinar.
    Comprei também umas bandanas e uns babetes da marca Silly Billyz que foram os únicos à prova de bébé e à prova de muitas lavagens. São muito caros (na minha opinião), mas duram muito mais que os outros todos, aliás e ainda hoje os tenho. Têm umas molas (a minha Beatriz não os consegue tirar, porque todos os outros ela, a certa altura, aprendeu a tirá-los), tecido impermeável atrás (não molha a roupa), o tecido à frente é bastante absorvente (ela, na altura dos primeiros dentes, babava-se imeeeeeeenso e estes babetes aguentavam-se 3x mais tempo que os outros, antes de ficarem encharcados) e como tem as molas, não se estragam com as lavagens (os outros perdiam a cola e tinha de deitá-los fora). Acho que se percebe a minha loucura com estes babetes lolol (em minha defesa, experimentei todos os babetes possíveis, até os da Zara com molas, também, mas que não são completamente impermeáveis).
    Também usava uns sacos de dormir, para a bébé não se destapar e ela gostava bastante, até começar a pôr-se em pé (agora o facto de não conseguir levantar-se com aquilo stressa-a um bocadinho ^^).
    E pronto, é isto...de resto tenho basicamente as mesmas ideias experiências/conclusões que tu :).
    Beijinhos
    Vânia

    ResponderEliminar
  5. Acho que tudo o que tens na tua lista é muito útil, até o termómetro de banho, que também só usei uma meia dúzia de vezes com a primeira filha mas sempre dá um bocadinho mais de segurança às mães.
    Depois existem coisas que são um pouco "à sorte" como a espreguiçadeira ou o tapete de brincadeiras. nenhuma das minhas filhas gostou especialmente da espreguiçadeira (uso-a para colocar a Maria na casa de banho enquanto tomo banho, quando ela tem tosse, para ela inalar os vapores. De resto quase não uso porque ela não gosta muito de estar ali). Já no tapete é capaz de ficar quase uma hora a olhar para os brinquedinhos e a tentar tocar-lhes.

    Uma coisa que aprendi na segunda gravidez, foi a comprar algumas coisas conforme a necessidade. Com a Lara existiram muitas coisas que nunca usei (gorros por exemplo). :P

    ResponderEliminar
  6. Olá Joana. Sou leitora assídua do blog mas é a pedir a vez que comento e é para te colocar a pergunta. O teu baby sempre mamou com Dr. Brown's? Estou a depara me com.um problema, o meu baby boy tem um mês e pouco e desde o inicio que dou com biberão da avent, agora (ele tem imensas colicas) queria tentar o Dr. Brown's mas o miúdo não vai na minha e não mama naquilo, Chora que se farta ou então demora imenso para beber e so bebe pouquinho. Que tetina usas? Também tiveste este problema? Desculpa a intromissão e perguntas mas lembrei me logo de ti. Obrigada
    Letícia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Letícia!

      Nós só começámos a usar Dr. Brown's por volta das três semanas creio eu, precisamente quando as cólicas começaram (ou nós achámos que tinham começado). Antes usávamos uns da Chicco, mas também tivemos o problema das tetinas. Cheguei a experimentar o tamanho 1, o 2 e o 3, mas depois achámos que o 1 era mais adequado e que era uma questão de termos muuuita paciência. Ainda passámos uns dias mais complicados, mas depois as coisas lá voltaram aos eixos. Nunca foi uma questão de ele se adaptar ou chorar, mas chegávamos a demorar uma hora a dar-lhe um biberão (e na altura ele devia beber uns 90ml ou 120ml). No fim acabámos por usar as tetinas da Dr. Brown's mesmo, e usámos o tamanho 1 até aos quatro meses. Entretanto comprámos o 2, mas agora ele anda numa fase em que reclama imenso para beber o leite e andamos a pensar em comprar as tetinas 3. Podes sempre experimentar com as tetinas do tamanho 2, de qualquer das formas serão necessárias eventualmente por isso não é uma compra inútil :) Nós comprámos as nossas na Toys'R'Us, vendem-se em separado dos biberões :)

      Eliminar
  7. Obrigado, realmente as vezes pensamos que so nos acontece a nos. (Este pequenote nunca soube mamar) Eu comprei online porque sou de Viseu e toys'r'us não ha por aqui. Obrigado por partilhares a experiência. Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Encontrei o blog por acaso e fique fã, muito por causa das receitas. Vou experimentar algumas :D

    ResponderEliminar
  9. My god, tantaaaaa coisa. Obrigada!!!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...r: 0" />